=

The fright of the beast

emil shildt The fright of the beast.jpg
Foto de Emil Schildt

Publicado por xc em 10:02 PM

Ragnarok

emil shildt Ragnarok.jpg
Foto de Emil Schildt

Publicado por xc em 10:01 PM

Jugdement day

emil shildt Jugdement day.jpg
Foto de Emil Schildt

Publicado por xc em 10:00 PM

Alone

Jonh McCall - Alone.jpg
Foto de John McCall

tenho saudades
tenho saudades tuas
tenho saudades de ti
tenho saudades da tua boca
tenho saudades
(dos beijos que a tua boca me dava)
tenho saudades
(indizíveis do que a tua boca me fazia)
tenho saudades tuas
tenho saudades
(saudades)

Alexandre Monteiro

Publicado por xc em 02:46 PM

Devotion

Jonh McCall - devotion.jpg
Foto de John MaCall

Oferenda

Ofereço-te o meu corpo
Faz dele o que quiseres
Porque é o teu desejo
Que desejo

Eugénia Fortes

Publicado por xc em 02:43 PM

All my love by

Jonh McCall - All my love by.jpg
Foto de John MacCall

Publicado por xc em 02:40 PM

Sem título

Greg Mcgonagill2.jpg
Foto de Greg McGonagill

Publicado por xc em 11:37 AM

Sem título

Greg Mcgonagill.jpg
Foto de Greg McGonagill

Publicado por xc em 11:36 AM

=

Sem título

Margarida Delgado6.jpg
Foto de Margarida Delgado

Publicado por xc em 10:50 PM

Ao anoitecer

Margarida Delgado5.jpg
Foto de Margarida Delgado

"E ao anoitecer adquires nome de ilha ou de vulcão
deixas viver sobre a pele uma criança de lume
e na fria lava da noite ensinas ao corpo
a paciência o amor o abandono das palavras
o silêncio
e a difícil arte da melancolia."

"E Ao Anoitecer"... Al Berto... e este brando afago do homem que sabia das fragilidades que habitam os fortes. Ás vezes... Em certos dias sem madrugada... "ao anoitecer".

Publicado por xc em 10:49 PM

Sem título

Margarida Delgado4.jpg
Foto de Margarida Delgado

Publicado por xc em 10:48 PM

Sem título

Margarida Delgado3.jpg
Foto de Margarida Delgado

Publicado por xc em 10:47 PM

Sem título

Margarida Delgado.jpg
Foto de Margarida Delgado

Publicado por xc em 10:46 PM

The night I was going to die

D Brian Nelson7.jpg
Foto de D. Brian Nelson

"The night I was going to die
I was sweating on the bed
and I could hear the crickets
and there was a cat fight outside
and I could feel my soul dropping down through the
matress
and just before it hit the floor I jumped up
I was almost too weak to walk
but I walked around and turned on all the lights
and then I went back to bed
and dropped it down again and
I was up
turning on all the lights
I had a 7-year-old daughter
and I felt sure she wouldn't want me dead
otherwise it wouldn't have
mattered
but all that night
nobody phoned
nobody came by with a beer
my girlfriend didn't phone
all I could hear were the crickets and it was
hot
and I kept working at it
getting up and down
until the first of the sun came through the window
through the bushes
and then I got on the bed
and the soul stayed
inside at last and
I slept.
now people come by
beating on the doors and windows
the phone rings
the phone rings again and again
I get great letters in the mail
hate letters and love letters.
everything is the same again."


Charles Bukowski

Publicado por xc em 05:58 PM

Sem título

D Brian Nelson6.jpg
Foto de D. Brian Nelson

Publicado por xc em 05:58 PM

Sem título

D Brian Nelson5.jpg
Foto de D. Brian Nelson

Publicado por xc em 05:57 PM

Magestic

D Brian Nelson3.jpg
Foto de D. Brian Nelson

Olhas-me como se eu fosse ser para sempre o anjo loiro que não sou. Afastas com os dedos todas as manchas dos meus vícios e limpas com a ponta da camisa branca as marcas dos caprichos com que te chego. Depois colocas-me de costas para o espelho, para eu não ver que te sorrio já muito mais do que devia... Puxas duas almofadas à cabeceira, riscas outro fósforo, chamas-me "criança", prometes-me uma caverna com a tua idade e sopras-me entre fumo um poema de Bukowski que eu nunca mais voltei a ouvir em ninguém.

«majestic, magic
infinite
my little girl is
sun
on the carpet-
out the door
picking a flower, ha!
an old man,
battle-wrecked,
emerges from his
chair
and she looks at me
but only sees
love,
ha!, and I become
quick with the world
and love right back
just like I was meant
to do.»*

[*"Betting on the Muse: Poems & Stories"]

A Loira

Publicado por xc em 05:56 PM

Sem título

D Brian Nelson.jpg
Foto de D. Brian Nelson

Publicado por xc em 05:55 PM

Sublimation II

kiriko shirobayashi - sublimation2.jpg
Foto de Kiriko Shirobayashi

Publicado por xc em 02:23 PM

Sublimation

kiriko shirobayashi - sublimation.jpg
Foto de Kiriko Shirobayashi

Publicado por xc em 02:22 PM

Sem título

DANIELE MANUEL DALLERBA 3.jpg
Foto de Daniele Manuel Dallerba

Publicado por xc em 12:00 PM

Sem título

DANIELE MANUEL DALLERBA 2.jpg
Foto de Daniele Manuel Dallerba

Publicado por xc em 11:59 AM

Sem título

DANIELE MANUEL DALLERBA.jpg
Foto de Daniele Manuel Dallerba

Publicado por xc em 11:58 AM

=

Sem título

Wienczyslaw Niesczegolny - zlota ryba.jpg
Foto de Wienczyslaw Niesczegolny

Publicado por xc em 11:21 PM

Sem título

Wienczyslaw Niesczegolny - omfortably numb.jpg
Foto de Wienczyslaw Niesczegolny

Publicado por xc em 11:20 PM

Ananke

Wienczyslaw Niesczegolny - Ananke.jpg
Foto de Wienczyslaw Niesczegolny

Publicado por xc em 11:19 PM

Sem título

MASAO YAMAMOTO3.jpg
Foto de Masao Yamamoto

"Atrás de ti deixas uma vela...
No teu encalço, permites uma luz...
Tu que te escondes na escuridão...
Tu que te escondes de mim...
Tu que na longa caminhada me esperas..."

Elisabete Lopes

Publicado por xc em 06:21 PM

Sem título

MASAO YAMAMOTO2.jpg
Foto de Masao Yamamoto

Publicado por xc em 06:21 PM

Sem título

MASAO YAMAMOTO.jpg
Foto de Masao Yamamoto

Publicado por xc em 06:20 PM

Shame

Japi Honoo - shame.jpg
Foto de Japi Honoo

Publicado por xc em 02:30 PM

Free

Japi Honoo - Free.jpg
Foto de Japi Honoo

Publicado por xc em 02:29 PM

Birth

Japi Honoo - birth.jpg
Foto de Japi Honoo

Publicado por xc em 02:28 PM

Flamingos

James Balog.jpg
Foto de James Balog

Publicado por xc em 02:21 PM

Banho de oiro

Alvin Booth5.jpg
Foto de Alvin Booth

"Deste-me um banho de oiro e fizeste-me esfínge do que nunca pedi. Puseste-me em redor da cintura um par de braços que me prende atrás do tempo. E depois perdeste o exacto ponto da fundição dos corpos em alma e vida e derramaste na liga qualquer coisa, um qualquer fluído insolúvel, que nos quebrou a arte. Hoje gritas ainda a posse do bronze e ficas a bradar no meio da rua louvores de cobre, faíscas de loucura, massacrando-me a pele às tintas dementes com que insistes continuar a tingir-me. Puxas-me pelo viés das esquinas, obrigas-me o anel ao dedo, dizes que o mundo pergunta por nós e que a tesão dos outros precisa da nossa primeiro. Como antigamente. Como sempre foi. Como quando passeávamos incondicionais liberdades por entre os mortais como nós, e acordávamos com a nossa gula sôfrega a anestesiada fome dos outros.
Repetes tudo o que preferia que calasses. Lembras-me tudo o que não posso lembrar para que não se me agrave o sem perdão da perda. Mas é tua (sempre foi tua!) a arte da teimosia, essa que me obriga hoje a teimar mais do que tu, essa que me obriga ao sacrifício em nome do castigo maior que te quero: o esplendor das estuárias perfeitas, não vai voltar-nos nunca mais, Querida!... Jamais. A tua memória será, pela parte que me toca, o único lugar deixado à revisitação. Breve e apagada. Incapaz de nitidez. Como tudo o que perde o recorte da realidade."

A Loira

Publicado por xc em 10:37 AM

Entre ti

Alvin Booth4.jpg
Foto de Alvin Booth

"Há cordas grossas por cada veio teu. Amarras esticadas ao músculo. Garrotes estanques, anilhas de aço, rótulas de pedra e sal. Pernas de mastro, assim és tu!... Então, firma-me a espiral magra no vértice. Como quem espeta um estandarte. Como quem crava uma bandeira. Reclama em mim tudo o que te pertence. Com pés nús de corsário. Com o molejo hirto de um corpo mais sábio dos equilíbrios do convés. Traz-me ao meio do triângulo e pede-me as manhas do camaleão, que eu dou. Todas. Uma a uma. As que te pertencem e são tuas. Protege-me e reclama-me. Protege-me e exige-me. Protege-me e toma-me. Protege-me e assalta-me. Como quem faz saber das vontades que tem. Como quem vem marear derivas entre a segurança de duas coxas hirtas. Como quem me puxa ao vértice de duas separadas pernas de mastro, onde uma tempestade maior me desaba o escorregar contigo."

A Loira

Publicado por xc em 10:37 AM

Sem título

Alvin Booth3.jpg
Foto de Alvin Booth

Publicado por xc em 10:36 AM

Sem título

Alvin Booth2.jpg
Foto de Alvin Booth

Publicado por xc em 10:35 AM

Sem título

Alvin Booth.jpg
Foto de Alvin Booth

Publicado por xc em 10:35 AM

Sem título

Piotr petroniusz 4.jpg
Foto de Piotr Petroniusz

Publicado por xc em 12:26 AM

Sem título

Piotr petroniusz 3.jpg
Foto de Piotr Petroniusz

Publicado por xc em 12:23 AM

Sem título

Piotr petroniusz 2.jpg
Foto de Piotr Petroniusz

Publicado por xc em 12:21 AM

Sem título

Piotr petroniusz.jpg
Foto de Piotr Petroniusz

Publicado por xc em 12:17 AM

=

Sem título

Willian Ropp 4.jpg
Foto de William Ropp

Publicado por xc em 07:10 PM

O observador

Willian Ropp 3.jpg
Foto de William Ropp

Publicado por xc em 07:05 PM

Sem título

Willian Ropp 2.jpg
Foto de William Ropp

Publicado por xc em 07:02 PM

Sem título

Tomasz Wojnarowicz.jpg
Foto de Tomasz Wojnarowicz

Publicado por xc em 05:11 PM

Sem título

patrick gerbier4.jpg
Foto de Patrick Gerbier

Publicado por xc em 11:40 AM

Sem título

patrick gerbier3.jpg
Foto de Patrick Gerbier

Publicado por xc em 11:39 AM

Sem título

patrick gerbier.jpg
Foto de Patrick Gerbier

Publicado por xc em 11:38 AM

Memória

patrick gerbier2.jpg
Foto de Patrick Gerbier

"A memória como uma maldição. Caímos na eternidade e a memória é um peso, continua a prender-nos em qualquer ponto para onde nunca poderemos voltar."

José Luis Peixoto

Publicado por xc em 11:29 AM

Sem título

asieek -.jpg
Foto de Asieek

Publicado por xc em 12:09 AM

Sem título

asieek - 3.jpg
Foto de Asieek

Publicado por xc em 12:08 AM

Sem título

asieek - 2.jpg
Foto de Asieek

Publicado por xc em 12:08 AM

Sem título

asieek - 1.jpg
Foto de Asieek

Publicado por xc em 12:07 AM

=

Sem título

Vicent Brown.jpg
Foto de Vicent Brown

Publicado por xc em 06:04 PM

Corpos em paralelo

Patrick Gagne.jpg
Foto de Patrick Gagne

"... Podia construir contigo um jogo de aparados golpes macios... Ser-te atenta... reagir instintos de instante a cada toque da tua língua... responder-te da única forma que sei: disparada no pico extremo dos efeitos que me atiças. Desalmada e com o cérebro esquecido no tapete, aos pés da cama. Podia jogar contigo desafios de causa e feito. Alucinar em parceria do outro lado da mesa onde sempre se sentam cumplicidades. Podia engendrar contigo um código matreiro. Dar-te coisas. Querer coisas. Podia!... Mas, entretanto, tu estendes corpos em paralelo e eu deixo a canção avançar-nos. Como se fossem os três dedos de voz com que me entras. Agora. Junto à música. Por instinto. Esquecido o cérebro. No desalmado instante em que alucinamos já: eu e tu."

"I met a woman long ago
her hair the black that black can go,
Are you a teacher of the heart?
Soft she answered no.
I met a girl across the sea,
her hair the gold that gold can be,
Are you a teacher of the heart?
Yes, but not for thee.
I met a man who lost his mind
in some lost place I had to find,
follow me the wise man said,
but he walked behind.
I walked into a hospital
where none was sick and none was well,
when at night the nurses left
I could not walk at all.
Morning came and then came noon,
dinner time a scalpel blade
lay beside my silver spoon.
Some girls wander by mistake
into the mess that scalpels make.
Are you the teachers of my heart?
We teach old hearts to break.
One morning I woke up alone,
the hospital and the nurses gone.
Have I carved enough my Lord?
Child, you are a bone.
I ate and ate and ate,
no I did not miss a plate, well
How much do these suppers cost?
We'll take it out in hate.
I spent my hatred everyplace,
on every work on every face,
someone gave me wishes
and I wished for an embrace.
Several girls embraced me, then
I was embraced by men,
Is my passion perfect?
No, do it once again.
I was handsome I was strong,
I knew the words of every song.
Did my singing please you?
No, the words you sang were wrong.
Who is it whom I address,
who takes down what I confess?
Are you the teachers of my heart?
We teach old hearts to rest.
Oh teachers are my lessons done?
I cannot do another one.
They laughed and laughed and said, Well child,
are your lessons done?
are your lessons done?
are your lessons done?"

... É a voz de Cohen em «Teachers», sopro-te pelo meio. Longe do fim. Ainda bastante longe do fim.

A Loira

Publicado por xc em 06:02 PM

E eu desejaria levantar-me levemente

Wiejewiatr3.jpg
Foto de Wiejewiatr

"E eu desejaria levantar-me levemente
sobre as paisagens que se enchem de chuva apaixonada.
Desejaria estar em cima, no meio da alegria,
e abrir os dedos tão devagar que ninguém sentisse
a melancolia da minha inocência.
Tanto desejaria ser destruído
por um lento milagre interior."

... de Herberto Helder, Magistral Amante de todas as Lolitas da Vida. Nem sempre belo.Perfeito. Cerradas barbas de beijo sábio. Belíssimo. Para mim, pelo menos, que o amo rente ao fio exacto das tuas costas nuas.

A Loba

Publicado por xc em 05:51 PM

Leito

Wiejewiatr2.jpg
Foto de Wiejewiatr

"O berço? O cadafalso? O endereço
que traz por dentro o sonho ou o terror?

Pela cor do lençol te reconheço,
ó máquina, tão branca, do amor!"

David Mourão Ferreira

Publicado por xc em 12:52 PM

É quando estás de joelhos

Wiejewiatr.jpg
Foto de Wiejewiatr

"É quando estás de joelhos
que és toda bicho da terra
toda fulgente de pêlos
toda brotada das trevas
toda pesada nos beiços
de um barro que nunca seca
nem no cântico dos seios
nem no soluço das pernas
toda raízes nos dedos
nas unhas toda silvestre
nos olhos toda nascente
no ventre toda floresta
em tudo toda segredo
se de joelhos me entregas
sempre que estás de joelhos
todos os frutos da terra"

David Mourão Ferreira

Publicado por xc em 12:49 PM

=

Maureen figure

Paul Ward - maureen figure.jpg
Foto de Paul Ward

Publicado por xc em 10:26 PM

Maureen abstract

Paul Ward - maureen abstract.jpg
Foto de Paul Ward

Publicado por xc em 10:25 PM

Jessica figure

Paul Ward - Jessica figure.jpg
Foto de Paul Ward

Publicado por xc em 10:24 PM

Ellen glute

Paul Ward - ellen glute.jpg
Foto de Paul Ward

Publicado por xc em 10:23 PM

Beth figure

Paul Ward - bethfigure.jpg
Foto de Paul Ward

Publicado por xc em 10:22 PM

Omen

ANTHONY INDIANOS - Omen.jpg
Foto de Anthony Indianos

Devia eu destacar a página ao livro, dobrá-la em quatro vincos bem marcados, colocá-la num sobrescrito sem data nem selo, curvar a estrada e entregar-to em mão!... Como quem faz passar um tesouro por debaixo da porta. Como quem se sente capaz de multiplicar as coisas belas.

"Ah! Pudesse eu
saltar da imaginação
para arrancar da noite
a lua e os cometas!...
- sangrasse embora o céu
e uivassem os poetas
na sua escuridão.

Ah! Pudesse eu
suprimir as estrelas
com uma espada de versos!...
- caísse embora um véu
de silencio apagado
nesta ilusão de haver janelas
para outros universos.

Ah! Pudesse eu
pedir poesia
que rasgasse o luar
e desse à ventania
mãos para arrancar
os astros das raizes
sangrentas no ar!...

Ah! Pudesse eu!...

Para na verdadeira solidão
que nenhuma estrela adoça
ouvir pulsar enfim o nosso coração
na terra só nossa."


... Porque hoje começou por me apetecer um pouco de Zé Gomes Ferreira e raramente me evito aos apetites.

A Loira

Publicado por xc em 05:00 PM

Levitation

ANTHONY INDIANOS - Levitation.jpg
Foto de Anthony Indianos

"Cai uma mulher entre as minhas pernas. Não pergunto ao que veio. Só lhe pergunto o que quer. E como quem abre um verso entre duas coxas, repete contra a minha boca em espera algumas palavras de poesia fêmea. Afunda-me a voz à anca e fala-me por detrás da pele: do outro lado do mundo. Diz:
« ir buscar-te
ao abismo de milénios de existencia
e trazer-te livre.*»
E a mim, ocorre-me apenas responder-lhe na mesma língua. Digo-lhe:
«A minha fome é de dentro
e a minha sede é palavra*.»"

A Loba

[*de "Posse Intemporal" e "Insaciedade", citados a Manuela Amaral]

Publicado por xc em 04:58 PM

Ex-libris

ANTHONY INDIANOS - Ex-libris .jpg
Foto de Anthony Indianos

Publicado por xc em 04:53 PM

Sem título

dalemontgomery6.jpg
Foto de Dale Montgomery

Publicado por xc em 10:40 AM

Sem título

dalemontgomery5.jpg
Foto de Dale Montgomery

Publicado por xc em 10:39 AM

Sem título

dalemontgomery4.jpg
Foto de Dale Montgomery

Publicado por xc em 10:38 AM

Sem título

dalemontgomery3.jpg
Foto de Dale Montgomery

Publicado por xc em 10:38 AM

Meninas felizes

dalemontgomery2.jpg
Foto de Dale Montgomery

"Usa cada músculo tenso, cada veia a saltar-te atrás da orelha, no aperto da jugular que te acelera o pulso, para dobrar um pouco mais o corpo. Dá-lhe uma curva que me agrade, um movimento que me seduza... e eu prometo que olho para ti!... Faz o pino, torce-me uma aranha perfeita...circular... Prova que és mais e eu aplaudo-te o mortal à rectaguarda!... Quem sabe até te abro um beijo ao céu da boca!... Sei do desespero, mas preciso de te olhar primeiro. Ver de que coisa és tu capaz se eu te pedir, se eu te disser: dá-me o que ainda não me lembrei de querer!... Preciso de te ver primeiro. Talvez, então, me inspires e eu possa (quem sabe?!) sentir finalmente vontade de ir ver quem és... Quem sabe, então, depois (bem depois) me apeteça saber o teu nome: convocar-te a mim... despir de frente para os teus olhos três ou quatro acrobacias que conheço e exigir-te a cambalhota. Portanto, quando de novo me procurares, volta-me para além da promessa. Chama-me ao golpe. Assobia-me ao centro. Mas, até lá, evita-me o tédio salobro das ameaças hesitadas. Chega-me como eu gosto: cavalgando audácias. E eu mostro-te o troféu guardado às proezas dos audazes genuínos. E eu provo-te que é para além (muito mais além, muito mais ao poço) esta minha fama de saber fazer "Meninas Felizes e Tranquilas" na vida... "Meninas Felizes" são mais belas!... Verdadeiramente mais sedutoras porque libertas das tensas crispações da venta e da língua."

A Loira

Publicado por xc em 10:37 AM

=

Sem título

Galba Sandras 5.jpg
Foto de Galba Sandras

Publicado por xc em 11:51 PM

Sem título

Galba Sandras 4.jpg
Foto de Galba Sandras

Publicado por xc em 11:50 PM

Sem título

Galba Sandras 2.jpg
Foto de Galba Sandras

Publicado por xc em 11:49 PM

Sem título

Paulo Silvino.jpg
Foto de Paulo Silvino

Publicado por xc em 05:59 PM

Sem título

Paulo Silvino 5.jpg
Foto de Paulo Silvino

Publicado por xc em 05:57 PM

Sem título

Paulo Silvino 4.jpg
Foto de Paulo Silvino

Publicado por xc em 05:57 PM

Sem título

Paulo Silvino 3.jpg
Foto de Paulo Silvino

Publicado por xc em 05:56 PM

Piú bella

Paulo Silvino 2.jpg
Foto de Paulo Silvino

"É aí, exactamente aí, que me surges demasiado bela para que aceite deixar que me passes ao lado. Linda, quando ousas!... Piú bella, quando o peito se te empina vagamente ao confronto e o olho te foge adiante. Bella: fatalmente bella, quando o queixo se te ergue um pouco à frente dos esperados lugares das coisas."

A Loira

Publicado por xc em 05:56 PM

Sem título

Stan Goldstein -.jpg
Foto de Stan Goldstein

Publicado por xc em 12:31 PM

Sem título

Stan Goldstein - tits.jpg
Foto de Stan Goldstein

Publicado por xc em 12:30 PM

Sem título

Stan Goldstein - 2.jpg
Foto de Stan Goldstein

Publicado por xc em 12:29 PM

Farol

cameron davidson.jpg
Foto de Cameron Davidson

Publicado por xc em 12:26 PM