maio 13, 2012

FCP ANO DA FUNDAÇÃO 1906

Una mentira repetida muitas vezes torna-se verdade, e a verdade está aqui

fcp ano fundação.jpg

Publicado por ramos às 08:57 PM | Comentários (1)

abril 25, 2012

ASSIM COMEÇOU O POVOAMENTO DA BAHIA

ASSIM COMEÇOU O POVOAMENTO DA BAHIA

PARECE QUE DE LÁ PRA CÁ A COISA AINDA É A MESMA (OU QUASE ) . . .


...que os pariu! O pior de tudo, é que é a mais pura verdade!


ASSIM COMEÇOU O POVOAMENTO DA BAHIA...
Torre do Tombo é o local onde se guardam todos os documentos antigos. Está situada em Lisboa, junto à Cidade Universitária.


Sentença de 1587
Trancoso,Portugal

Arquivo Nacional da Torre do Tombo
SENTENÇA PROFERIDA EM 1587 NO PROCESSO CONTRA O PRIOR DE TRANCOSO.
(Autos arquivados na Torre do Tombo, armário 5, maço 7)

"Padre Francisco da Costa, prior de Trancoso, de idade de sessenta e dois anos, será degredado de suas ordens e arrastado pelas ruas públicas nos rabos dos cavalos,
esquartejado o seu corpo e postos os quartos, cabeça e mãos em diferentes distritos, pelo crime que foi arguido e que ele mesmo não contrariou,
sendo acusado de ter dormido com vinte e nove afilhadas e tendo delas noventa e sete filhas e trinta e sete filhos;
de cinco irmãs teve dezoito filhas;
de nove comadres trinta e oito filhos e dezoito filhas;
de sete amas teve vinte e nove filhos e cinco filhas;
de duas escravas teve vinte e um filhos e sete filhas;
dormiu com uma tia, chamada Ana da Cunha, de quem teve três filhas.
Total: duzentos e noventa e nove,
sendo duzentos e catorze do sexo feminino e oitenta e cinco do sexo masculino, tendo concebido em cinquenta e três mulheres".
Não satisfeito tal apetite, o malfadado prior, dormia ainda com um escravo adolescente de nome Joaquim Bento, que o acusou de abusar em seu vaso nefando noites seguidas quando não lá estavam as mulheres.
Acusam-lhe ainda dois ajudantes de missa, infantes menores que lhe foram obrigados a servir de pecados orais, completos e nefandos, pelos quais se culpam em defeso de seus vasos intocados, apesar da malícia exigente do malfadado prior.
[agora vem o inesperado:]
"El-Rei D. João II lhe perdoou a morte e o mandou pôr em liberdade aos dezessete dias do mês de Março de 1587,
com o fundamento de ajudar a povoar aquela região da Beira Alta, tão despovoada ao tempo e, em proveito de sua real fazenda, o condena ao degredo em terras de Santa Cruz, para onde segue a viver na vila da Baía de Salvador como colaborador de povoamento português.

El-rei ordena ainda guardar no Real Arquivo esta sentença, devassa e mais papéis que formaram o processo".

(anda na net)


Publicado por ramos às 09:14 PM

abril 19, 2012

Pessoas Inteligentes... Muito bom!

PESSOAS INTELIGENTES


Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas divertiam-se com
o idiota da aldeia.


Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e
esmolas.


Diariamente eles chamavam "o idiota" no bar onde se reuniam e
ofereciam-lhe a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 REIS e outra
menor, de 2.000 REIS.
Ele escolhia sempre a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos
para todos.


Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e perguntou-lhe se ainda não
havia percebido que a moeda maior valia menos.


'Eu sei' - respondeu o tolo - 'Ela vale cinco vezes menos, mas no dia em
que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e nunca mais irei ganhar a
minha moeda'.


***
Podem tirar-se várias conclusões dessa pequena narrativa.


A primeira:

Quem parece idiota, nem sempre é.
A segunda:


Quem eram os verdadeiros idiotas da história?
A terceira:


Se você for ganancioso, acaba por estragar a sua fonte de rendimento.
A quarta e mais interessante é:
A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma
boa opinião a nosso respeito.


Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente
somos.


Moral da História...
' O maior prazer de uma pessoa inteligente é fazer-se de idiota, diante de
um idiota que julga ser inteligente'.

Publicado por ramos às 05:10 PM

Pessoas Inteligentes... Muito bom!

PESSOAS INTELIGENTES


Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas divertiam-se com
o idiota da aldeia.


Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e
esmolas.


Diariamente eles chamavam "o idiota" no bar onde se reuniam e
ofereciam-lhe a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 REIS e outra
menor, de 2.000 REIS.
Ele escolhia sempre a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos
para todos.


Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e perguntou-lhe se ainda não
havia percebido que a moeda maior valia menos.


'Eu sei' - respondeu o tolo - 'Ela vale cinco vezes menos, mas no dia em
que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e nunca mais irei ganhar a
minha moeda'.


***
Podem tirar-se várias conclusões dessa pequena narrativa.


A primeira:

Quem parece idiota, nem sempre é.
A segunda:


Quem eram os verdadeiros idiotas da história?
A terceira:


Se você for ganancioso, acaba por estragar a sua fonte de rendimento.
A quarta e mais interessante é:
A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma
boa opinião a nosso respeito.


Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente
somos.


Moral da História...
' O maior prazer de uma pessoa inteligente é fazer-se de idiota, diante de
um idiota que julga ser inteligente'.

Publicado por ramos às 05:10 PM

abril 03, 2012

A EMPREGADA

A EMPREGADA

Aproveitando a ausência dos patrões, "Craudete", a empregada africana, fofoca com uma amiga da Matola ao telefone:

- Maria, aqui nesta mansão é tudo fachada, nêga!

- Porquê, Craudete? - Pergunta a amiga.

- Nada é dos patrão! Tudo é imprestado!

- Como assim?- pergunta a outra, curiosa.

- A roupa dos patrão não és deles, as dele é de um tal de Armani, a gravata de um tal Pierre Cardin, os vistido dela és de uma tal Fatima Lopes e os carro é da Mercedes... Nada é deles, minina!

- Nossa, Craudete... Qui pobreza!

- O pió di tudo cê inda num sabe... Outro dia o patrão tava no telefone falando que tinha um grande Picasso... Pura mentira, Maria... É piquinininho, que dá dó.


Publicado por ramos às 06:15 PM | Comentários (1)

março 26, 2012

Um Dia Isto Tinha Que Acontecer, por Mia Couto

*Um Dia Isto Tinha Que Acontecer, por Mia Couto***

Está à rasca a geração dos pais que educaram os seus meninos numa abastança
caprichosa, protegendo-os de dificuldades e escondendo-lhes as agruras da
vida. ****

Está à rasca a geração dos filhos que nunca foram ensinados a lidar com
frustrações. ****

A ironia de tudo isto é que os jovens que agora se dizem (e também estão) à
rasca são os que mais tiveram tudo. Nunca nenhuma geração foi, como esta,
tão privilegiada na sua infância e na sua adolescência. E nunca a sociedade
exigiu tão pouco aos seus jovens como lhes tem sido exigido nos últimos
anos.****

Deslumbradas com a melhoria significativa das condições de vida, a minha
geração e as seguintes (actualmente entre os 30 e os 50 anos) vingaram-se
das dificuldades em que foram criadas, no antes ou no pós 1974, e quiseram
dar aos seus filhos o melhor.****

Ansiosos por sublimar as suas próprias frustrações, os pais investiram nos
seus descendentes: proporcionaram-lhes os estudos que fazem deles a geração
mais qualificada de sempre (já lá vamos...), mas também lhes deram uma vida
desafogada, mimos e mordomias, entradas nos locais de diversão, cartas de
condução e 1.º automóvel, depósitos de combustível cheios, dinheiro no
bolso para que nada lhes faltasse. Mesmo quando as expectativas de primeiro
emprego saíram goradas, a família continuou presente, a garantir aos filhos
cama, mesa e roupa lavada.****

Durante anos, acreditaram estes pais e estas mães estar a fazer o melhor; o
dinheiro ia chegando para comprar (quase) tudo, quantas vezes em
substituição de princípios e de uma educação para a qual não havia tempo,
já que ele era todo para o trabalho, garante do ordenado com que se compra
(quase) tudo. E éramos (quase) todos felizes.****

Depois, veio a crise, o aumento do custo de vida, o desemprego, ... A
vaquinha emagreceu, feneceu, secou.****

Foi então que os pais ficaram à rasca.****

Os pais à rasca não vão a um concerto, mas os seus rebentos enchem
Pavilhões Atlânticos e festivais de música e bares e discotecas onde não se
entra à borla nem se consome fiado.****

Os pais à rasca deixaram de ir ao restaurante, para poderem continuar a
pagar restaurante aos filhos, num país onde uma festa de aniversário de
adolescente que se preza é no restaurante e vedada a pais.****

São pais que contam os cêntimos para pagar à rasca as contas da água e da
luz e do resto, e que abdicam dos seus pequenos prazeres para que os filhos
não prescindam da internet de banda larga a alta velocidade, nem dos
qualquercoisaphones ou pads, sempre de última geração.****

São estes pais mesmo à rasca, que já não aguentam, que começam a ter de
dizer "não". É um "não" que nunca ensinaram os filhos a ouvir, e que por
isso eles não suportam, nem compreendem, porque eles têm direitos, porque
eles têm necessidades, porque eles têm expectativas, porque lhes disseram
que eles são muito bons e eles querem, e querem, querem o que já ninguém
lhes pode dar!****

A sociedade colhe assim hoje os frutos do que semeou durante pelo menos
duas décadas.****

Eis agora uma geração de pais impotentes e frustrados.****

Eis agora uma geração jovem altamente qualificada, que andou muito por
escolas e universidades mas que estudou pouco e que aprendeu e sabe na
proporção do que estudou. Uma geração que colecciona diplomas com que o
país lhes alimenta o ego insuflado, mas que são uma ilusão, pois
correspondem a pouco conhecimento teórico e a duvidosa capacidade
operacional.****

Eis uma geração que vai a toda a parte, mas que não sabe estar em sítio
nenhum. Uma geração que tem acesso a informação sem que isso signifique que
é informada; uma geração dotada de trôpegas competências de leitura e
interpretação da realidade em que se insere.****

Eis uma geração habituada a comunicar por abreviaturas e frustrada por não
poder abreviar do mesmo modo o caminho para o sucesso. Uma geração que
deseja saltar as etapas da ascensão social à mesma velocidade que queimou
etapas de crescimento. Uma geração que distingue mal a diferença entre
emprego e trabalho, ambicionando mais aquele do que este, num tempo em que
nem um nem outro abundam.****

Eis uma geração que, de repente, se apercebeu que não manda no mundo como
mandou nos pais e que agora quer ditar regras à sociedade como as foi
ditando à escola, alarvemente e sem maneiras.****

Eis uma geração tão habituada ao muito e ao supérfluo que o pouco não lhe
chega e o acessório se lhe tornou indispensável.****

Eis uma geração consumista, insaciável e completamente desorientada.****

Eis uma geração preparadinha para ser arrastada, para servir de montada a
quem é exímio na arte de cavalgar demagogicamente sobre o desespero alheio.*
***

Há talento e cultura e capacidade e competência e solidariedade e
inteligência nesta geração?****

Claro que há. Conheço uns bons e valentes punhados de exemplos!****

Os jovens que detêm estas capacidades-características não encaixam no
retrato colectivo, pouco se identificam com os seus contemporâneos, e nem
são esses que se queixam assim (embora estejam à rasca, como todos nós).****

Chego a ter a impressão de que, se alguns jovens mais inflamados pudessem,
atirariam ao tapete os seus contemporâneos que trabalham bem, os que são
empreendedores, os que conseguem bons resultados académicos, porque, que
inveja! que chatice!, são betinhos, cromos que só estorvam os outros (como
se viu no último Prós e Contras) e, oh, injustiça!, já estão a ser capazes
de abarbatar bons ordenados e a subir na vida.****

E nós, os mais velhos, estaremos em vias de ser caçados à entrada dos
nossos locais de trabalho, para deixarmos livres os invejados lugares a que
alguns acham ter direito e que pelos vistos - e a acreditar no que
ultimamente ouvimos de algumas almas - ocupamos injusta, imerecida e
indevidamente?!!!****

Novos e velhos, todos estamos à rasca.****

Apesar do tom desta minha prosa, o que eu tenho mesmo é pena destes jovens.*
***

Tudo o que atrás escrevi serve apenas para demonstrar a minha firme
convicção de que a culpa não é deles.****

A culpa de tudo isto é nossa, que não soubemos formar nem educar, nem fazer
melhor, mas é uma culpa que morre solteira, porque é de todos, e a
sociedade não consegue, não quer, não pode assumi-la. Curiosamente, não é
desta culpa maior que os jovens agora nos acusam.****

Haverá mais triste prova do nosso falhanço?****


Publicado por ramos às 05:08 PM

março 25, 2012

CONVERSA COM DEUS

Deus nas nuvens.jpg

Saddam um dia perguntou a Deus

Como será o Iraque daqui a 4 anos

Deus respondeu

Estará destruido por inúmeros bombardeamentos Americanos.

Saddam sentou-se no chão e chorou.

Bush perguntou a Deus

Como será os EUA daqui a 4 anos?

Deus respondeu

Estarão todos contaminados por inúmeros ataques de bombas qui­micas de Bin Laden.

Bush sentou-se no chão e chorou.

Passos Coelho perguntou a Deus

Como será Portugal daqui a 2 anos, depois do meu governo?

Deus sentou-se no chão e chorou....

Publicado por ramos às 04:54 PM | Comentários (1)

março 20, 2012

Responde este com ar ofendido:


AH!... GANDE ALENTEJANO.....!!!!

Um Muçulmano durante o período do Ramadão senta-se junto a um alentejano no
voo Lisboa - Funchal.

Quando o avião descola começam a servir as bebidas aos passageiros.
O alentejano pede um tinto de Borba reserva.

A hospedeira depois de servir o vinho pergunta ao muçulmano se quer beber
alguma coisa.

Responde este com ar ofendido:

- Prefiro ser raptado e violado selvaticamente por uma dezena de putas da
Babilónia antes que uma gota de álcool toque os meus lábios.

O alentejano engasgando-se, devolve rapidamente o copo de tinto à hospedeira
e diz:

- Eu também prefiro. Não sabia é que se podia escolher!!!

Publicado por ramos às 10:35 PM

Responde este com ar ofendido:


AH!... GANDE ALENTEJANO.....!!!!

Um Muçulmano durante o período do Ramadão senta-se junto a um alentejano no
voo Lisboa - Funchal.

Quando o avião descola começam a servir as bebidas aos passageiros.
O alentejano pede um tinto de Borba reserva.

A hospedeira depois de servir o vinho pergunta ao muçulmano se quer beber
alguma coisa.

Responde este com ar ofendido:

- Prefiro ser raptado e violado selvaticamente por uma dezena de putas da
Babilónia antes que uma gota de álcool toque os meus lábios.

O alentejano engasgando-se, devolve rapidamente o copo de tinto à hospedeira
e diz:

- Eu também prefiro. Não sabia é que se podia escolher!!!

Publicado por ramos às 10:35 PM

CAVACO - Reavivar memórias


Reavivar memórias
- O nosso Presidente

Quem ouvir Cavaco Silva e não o conhecer bem, ficará a pensar que está perante alguém que nada teve a ver com a situação catastrófica em que se encontra este país.

Quem o ouvir e não o conhecer bem, ficará a pensar que está perante alguém que pode efectivamente ser a solução para um caminho diferente daquele até aqui seguido.

Só que... Este senhor,... ou sofre de amnésia, ou tem como adquirido que nós portugueses temos todos a memória curta, eu diria mesmo, muito curta.

Vejamos, então qual o contributo de Cavaco Silva para que as coisas estejam como estão e não de outra maneira:

Cavaco Silva foi ministro das finanças entre 1980 e 1981 no governo da AD.
Foi primeiro-ministro de Portugal entre 1985 e 1995 (10 anos!!!).
Cavaco Silva foi só a pessoa que mais tempo esteve na liderança do governo neste país desde o 25 de Abril.
É presidente da República desde 2005 até hoje (6 anos)
Por este histórico, logo se depreende que este senhor nada teve a ver com o estado actual do país.

Mas vejamos quais foram as marcas deixadas por Cavaco Silva nestes anos todos de andanças pelo poder:

Cavaco Silva enquanto primeiro-ministro alterou drasticamente as práticas na economia, nomeadamente reduzindo o intervencionismo do Estado, atribuindo um papel mais relevante à iniciativa privada e aos mecanismos de mercado.
Foi Cavaco Silva quem desferiu o primeiro ataque sobre o ensino "tendencialmente gratuíto".
Foi Cavaco Silva o pai do famoso MONSTRO com a criação de milhares de "jobs" para os "boys" do PPD/PSD e amigos. Além de ter inserido outros milhares de "boys" a recibos verdes no aparelho do Estado.

Foi no "consulado Cavaquista" que começou a destruição do aparelho produtivo português. Em troca dos subsídios diários vindos da então CEE, começou a aniquilar as Pescas, a Agricultura e alguns sectores da Indústria. Ou seja: começou exactamente com Cavaco Silva a aniquilação dos nossos recursos e capacidades.
Durante o "consulado Cavaquista", entravam em Portugal muitos milhões de euros diariamente como fundos estruturais da CEE. Pode-se afirmar que foram os tempos das "vacas gordas" em Portugal. Como foram aplicados esses fundos?
O que se investiu na saúde? E na educação? E na formação profissional?
Que reforma se fez na agricultura? O que foi feito para o desenvolvimento industrial?
A situação actual do país responde a tudo isto! NADA!
Mas então como foi gasto o dinheiro?

Simplesmente desbaratado sem rigor nem fiscalização pela incompetência do governo de Cavaco Silva.
Quando acabaram os subsídios da CEE, onde estava a modernização e o investimento das empresas? Nos carros topo de gama, nas casas de praia em Esposende, Ofir, etc..
Quanto às empresas... Essas faliram quase todas. Os trabalhadores - as vítimas habituais destas malabarices patronais - foram para o desemprego, os "chico-espertos" que desviaram o dinheiro continuaram por aí como se nada se tivesse passado.
Quem foi o responsável? Obviamente, Cavaco Silva e os seus ministros!

Foi também o primeiro-ministro Cavaco Silva que em 1989 recusou conceder ao capitão de Abril, Salgueiro Maia, quando este já se encontrava bastante doente, uma pensão por "Serviços excepcionais e relevantes prestados ao país", isto depois do conselho Consultivo da Procuradoria Geral da República ter aprovado o parecer por unanimidade.
Mas foi o mesmo primeiro-ministro Cavaco Silva que em 1992, assinou os pedidos de reforma de 2 inspectores da polícia fascista PIDE/DGS, António Augusto Bernardo, último e derradeiro chefe da polícia política em Cabo Verde, e Óscar Cardoso, um dos agentes que se barricaram na sede António Maria Cardoso e dispararam sobre a multidão que festejava a liberdade.

Curiosamente, Cavaco Silva, premiou os assassinos fascistas com a mesma reforma que havia negado ao capitão de Abril Salgueiro Maia, ou seja: por "serviços excepcionais ou relevantes prestados ao país".

Como tenho memória, lembro-me também que Cavaco Silva e o seu "amigo" e ministro Dias Loureiro foram os responsáveis por um dos episódios mais repressivos da democracia portuguesa. Quando um movimento de cidadãos, formado de forma espontânea, se juntou na Ponte 25 de Abril, num "buzinão" de bloqueio, em protesto pelo aumento incomportável das portagens. Dias Loureiro (esse mesmo do BPN e que está agora muito confortavelmente em Cabo Verde), com a concordância do chefe, Cavaco Silva, ordenou uma despropositada e desproporcional carga policial contra os manifestantes. Nessa carga policial "irracional", foi disparado um tiro contra um jovem, que acabou por ficar tetraplégico.
Era assim nos tempos do "consulado Cavaquista", resolvia-se tudo com a repressão policial. Foi assim na ponte, foi assim com os mineiros da Marinha Grande, foi assim com os estudantes nas galerias do Parlamento...

Foi ainda no reinado do primeiro-ministro Cavaco Silva, que o governo vetou a candidatura de José Saramago a um prémio literário europeu por considerar que o seu romance "O Evangelho segundo Jesus Cristo" era um ataque ao património religioso nacional.
Este veto levou José Saramago a abandonar o país para se instalar em Lanzarote, na Espanha, onde viveu até morrer. Considerou Saramago, que não poderia viver num país com censura.

Cavaco Silva foi o Presidente da República nos últimos 6 anos. Sendo ele o dono da famosa frase: "nunca tenho dúvidas e raramente me engano", como é que deixou Portugal chegar até à situação em que se encontra?

Mais! Diz a sabedoria popular:

"diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és."

Bem... Alguns dos ministros, amigos, apoiantes e financiadores das suas campanhas eleitorais não abonam nada a seu favor. Embora, na minha opinião, esta gente reflecte exactamente a essência do Cavaquismo.


Oliveira e Costa - Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais do governo Cavaquista entre 1985 e 1991. Ex presidente do famoso BPN.
A história deste fulano já é mais conhecida que os tremoços, nem vale a pena escrever mais nada.

Dias Loureiro - Ministro dos governos Cavaquistas. Assuntos Parlamentares entre1987 e 1991, Administração Interna entre1991 e 1995.
Associado aos crimes financeiros do BPN, com ligações ainda não clarificadas ao traficante de armas libanês, Abdul Rahman El-Assir, de quem é grande amigo.
Foi conselheiro de estado por nomeação directa de Cavaco Silva, função que ocupou com a "bênção" de Cavaco, até já não ser possível manter-se no lugar devido às pressões políticas e judiciais.

Encontra-se actualmente, muito confortavelmente a viver em Cabo Verde.

Ferreira do Amaral - Ministro dos governos Cavaquistas. Comércio e Turismo, entre 1985 e 1990, Obras Públicas, Transportes e Comunicações entre 1990 e 1995. Foi nesta condição (ministro das obras públicas do governo Cavaquista) que assinou os contratos de construção da Ponte Vasco da Gama com a Lusoponte, e a concessão (super-vantajosa para a Lusoponte) de 40 anos sobre as portagens das duas pontes de Lisboa.
Ferreira do Amaral é actualmente presidente do conselho de administração da Lusoponte. (Apenas por mera coincidência...)

Duarte Lima - Lider da bancada do PPD/PSD durante o Cavaquismo.
Envolvido em transacções monetárias "estranhas" no caso Lúcio Tomé Feteira"


Publicado por ramos às 05:57 PM

março 19, 2012

SÓ DE PASSAGEM..

"O maior prazer de uma pessoa inteligente é fingir ser idiota, diante de um idiota que finge ser inteligente"

SÓ DE PASSAGEM...

Conta-se que no século passado, um turista americano foi à cidade do Cairo, no Egipto, com o objetivo de visitar um famoso sábio.

O turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num quartinho muito simples e cheio de livros.
As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um banco.

- Onde estão seus móveis? - Perguntou o turista.

E o sábio, bem depressa olhou ao seu redor e perguntou também:

- E onde estão os seus...?

- Os meus?! - Surpreendeu-se o turista. - Mas estou aqui só de passagem!

- Eu também... - concluiu o sábio.

"A vida na Terra é somente uma passagem...

No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente, e esquecem-se de ser felizes"

"NÃO SOMOS SERES HUMANOS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA ESPIRITUAL...
SOMOS SERES ESPIRITUAIS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA HUMANA..."

Publicado por ramos às 02:17 PM

março 18, 2012

Luiz Vaz Sem Tostões*


* I*

As sarnas de barões todos inchados**
Eleitos pela plebe lusitana
Que agora se encontram instalados
Fazendo o que lhes dá na real gana
Nos seus poleiros bem engalanados,
Mais do que permite a decência humana,
Olvidam-se do quanto proclamaram
Em campanhas que nos enganam!

II

E também as jogadas habilidosas
Daqueles tais que foram dilatando
Contas bancárias criminosas,
Do Minho ao Algarve tudo devastando,
Guardam para si coisas valiosas
Desprezam quem de fome vai chorando!
Gritando levarei, se tiver arte,
Esta falta de vergonha a toda a parte!

III

Falem da crise grega todo o ano!
E das aflições que à Europa deram;
Calem-se aqueles que por engano
Votaram no refugo que elegeram!
Que a mim mete-me nojo o peito ufano
De crápulas que só enriqueceram
Com a prática de trafulhice tanta
Que andarem à solta só me espanta.

IV

E vós, ninfas do Coura onde eu nado
Por quem sempre senti carinho ardente
Não me deixeis agora abandonado
E concedei engenho à minha mente,
De modo a que possa, convosco ao lado,
Desmascarar de forma eloquente
Aqueles que já têm no seu gene
A besta horrível do poder perene!

Luiz Vaz Sem Tostões*

Publicado por ramos às 09:16 PM

fevereiro 29, 2012

O TONO

O TONO

O Tono tinha acabado de comprar o seu Fiat 600 e entusiasmado com o
'bicho' desafia a Vanessa Solange- sua namorada - a dar uma volta.

- Banessa bais ber como isto anda!... Dá 140, carago!!!

- Ai, amuore!!!....Que locura! Se isso anda assinhe eu juro que me
poanho toda nua e te salto em cima!

- Num digas isso, carago, que eu fico já desorientado!

E o Tono mete a primeira, segunda, terceira... e já ia a mais de 120!...

A Vanessa Solange, doida com aquilo, começa a despir-se...

Tira a roupinha toda e salta para cima do Tone.

- Banessa!! Banessa!!... Num beijo nada, carago... Assim num consigo
bere nada...!

O Tono ainda tenta controlar o seu Fiat: faz uns piões... umas
derrapagens.. e... espeta-se contra uma árvore.

Ele fica preso no carro enquanto que a Vanessa Solange é projectada.

- Banessa??? Tás bem-ê, amuore?

- Toue!...E tu, Tono?

- Toue bem-ê, mas estou preaso, carago!

Olha, bai buscare ajuda! Tem aquelas boambas ali atrás, tens de lá ire!

- Mas ó amuoare, toue toda nua!! E agoara?

- Tens dire, carago!! E depreissa! Uolha, pega aí na sapatilha e põe à
frente da snaita!

E a Vanessa Solange lá vai, com a sapatilha a tapar a 'coisa',
correndo a buscar ajuda.

Chega à bomba e estava lá um senhor a abastecer o carro...

- Ó sinhoare!!! Tenhe de me ajudare.

Ele olha para ela... toda nua com um sapatilha à frente a tapar...

- Tenhe de me ajudare!!! O meu namorado ficou preaso!!!

- Ó menina, não sei se consigo...! O rapaz está muuuuuito para dentro!
Só tem uma sapatilha de fora!!!...

Publicado por ramos às 08:21 PM | Comentários (1)

fevereiro 28, 2012

DOR DE CABEÇA

DOR DE CABEÇA....GENIAL!

Um tipo que sofria de uma dor de cabeça crónica infernal foi ao
médico que, depois dos exames da praxe, lhe disse:

- 'Meu caro, tenho uma boa e outra má notícia. A boa, é que posso
curá-lo dessa dor de cabeça para sempre. A má notícia é que para fazer isso
eu preciso castrá-lo!

Os seus testículos estão pressionando a espinha, e essa pressão
provoca uma dor de cabeça infernal.

Para aliviar o sofrimento, preciso removê-los'.

O tipo levou um choque, e caiu em depressão.Passou dias meditando.
Indagava se havia alguma coisa pela qual valesse a pena viver.

Não teve outra escolha a não ser submeter-se à vontade do bisturi.

Quando deixou o hospital, pela primeira vez, depois de 20 anos, não
sentia dor de cabeça.No entanto, percebeu que uma parte importante de seu
corpo estava faltando.

Enquanto caminhava pelas ruas notou que era um homem diferente, e que
poderia ter um novo começo.

Avistou uma loja de roupas masculinas de classe e ...
- 'É disto que eu preciso', disse para si mesmo.
- 'Quero um fato novo', pediu ao vendedor.

O vendedor, alfaiate de idade avançada, deu uma olhadela, e falou:
- 'Vejamos... é um 44 longo'.

O tipo riu:
- 'É isso mesmo, como é que o senhor soube?'
- 'Estou no ramo há mais de 60 anos', respondeu o alfaiate.

Experimentou o fato, que lhe caiu muito bem. Enquanto se admirava no
espelho, o alfaiate perguntou:
- 'Que tal uma camisa nova?'

Ele pensou por alguns instantes:
-'Claro'.

O alfaiate olhou e disse: -

'34 de manga, e 16 de pescoço' .

E ele pasmado:
- 'Mas, é isso mesmo, como pôde adivinhar?'
-'Estou no ramo há mais de sessenta anos', disse.

Experimentou a camisa e ficou satisfeito.

Enquanto andava pela loja, o alfaiate sugeriu-lhe:
- 'Que tal uma cueca nova?'
- 'Claro'.

O alfaiate olhou seus quadris, e disse:
- 'Vejamos... Acho que é 36'.

O gajo soltou uma gargalhada.
- 'Desta vez, enganou-se. Uso o tamanho 34 desde os 18 anos de idade'.

O alfaiate sacudiu a cabeça:
- Você não deve usar 34. O tamanho 34 pressiona-lhe os testículos
contra a espinha, e essa pressão vai provocar-lhe uma dor de cabeça
infernal.

Publicado por ramos às 05:57 PM | Comentários (1)

fevereiro 23, 2012

*Hemorroida!*

Assunto: Para relaxar...

Uma multinacional japonesa em Portugal, recebeu um engenheiro japonês para uma acção formativa de índole técnica-

Passados alguns dias, o japonês foi ter com o presidente da empresa e reclamou:

- Japonês muito chateado com portugueses!

- Mas porquê, o que é que aconteceu?

- Japonês não gostar do alcunha que colocaram nele!

- Mas que alcunha foi essa?

- *Hemorroida!*

- Mas isso é uma vergonha, vou já resolver isso.

Convoca todos os funcionários para uma reunião e...

- Vocês não têm vergonha de fazer uma coisa dessas! Chamar a este senhor, *hemorroida*. Eu não quero ouvir mais isso aqui. De hoje em diante chamem-no pelo nome, aliás, como é mesmo seu nome?

- *SAI SANG DU KU*

Publicado por ramos às 10:28 PM

Este texto é de Isabel do Carmo

Este texto é de Isabel do Carmo (médica). E tem toda a razão.

O primeiro-ministro anunciou que íamos empobrecer, com aquele desígnio de falar "verdade", que consiste na banalização do mal, para que nos resignemos mais suavemente. Ao lado, uma espécie de contabilista a nível nacional diz-nos, como é hábito nos contabilistas, que as contas são difíceis de perceber, mas que os números são crus. Os agiotas batem à porta e eles afinal até são amigos dos agiotas. Que não tivéssemos caído na asneira de empenhar os brincos, os anéis e as pulseiras para comprar a máquina de lavar alemã. E agora as jóias não valem nada. Mas o vendedor prometeu-nos que... Não interessa.
Vamos empobrecer. Já vivi num país assim. Um país onde os "remediados" só compravam fruta para as crianças e os pomares estavam rodeados de muros encimados por vidros de garrafa partidos, onde as crianças mais pobres se espetavam, se tentassem ir às árvores. Um país onde se ia ao talho comprar um bife que se pedia "mais tenrinho" para os mais pequenos, onde convinha que o peixe não cheirasse "a fénico". Não, não era a "alimentação mediterrânica", nos meios industriais e no interior isolado, era a sobrevivência.
Na terra onde nasci, os operários corticeiros, quando adoeciam ou deixavam de trabalhar vinham para a rua pedir esmola (como é que vão fazer agora os desempregados de "longa" duração, ou seja, ao fim de um ano e meio?). Nessa mesma terra deambulavam também pela rua os operários e operárias que o sempre branqueado Alfredo da Silva e seus descendentes punham na rua nos "balões" ("Olha, hoje houve um ' balão' na Cuf, coitados!"). Nesse país, os pobres espreitavam pelos portões da quinta dos Patiño e de outros, para ver "como é que elas iam vestidas".
Nesse país morriam muitos recém-nascidos e muitas mães durante o parto e após o parto. Mas havia a "obra das Mães" e fazia-se anualmente "o berço" nos liceus femininos onde se colocavam camisinhas, casaquinhos e demais enxoval, com laçarotes, tules e rendas e o mais premiado e os outros eram entregues a famílias pobres bem- comportadas (o que incluía, é óbvio, casamento pela Igreja).
Na terra onde nasci e vivi, o hospital estava entregue à Misericórdia. Nesse, como em todos os das Misericórdias, o provedor decidia em absoluto os desígnios do hospital. Era um senhor rural e arcaico, vestido de samarra, evidentemente não médico, que escolhia no catálogo os aparelhos de fisioterapia, contratava as religiosas e os médicos, atendia os pedidos dos administrativos ("Ó senhor provedor, preciso de comprar sapatos para o meu filho"). As pessoas iam à "Caixa", que dependia do regime de trabalho (ainda hoje quase 40 anos depois muitos pensam que é assim), iam aos hospitais e pagavam de acordo com o escalão. E tudo dependia da Assistência. O nome diz tudo. Andavam desdentadas, os abcessos dentários transformavam-se em grandes massas destinadas a operação e a serem focos de septicemia, as listas de cirurgia eram arbitrárias. As enfermarias dos hospitais estavam cheias de doentes com cirroses provocadas por muito vinho e pouca proteína. E generalizadamente o vinho era barato e uma "boa zurrapa".
E todos por todo o lado pediam "um jeitinho", "um empregozinho", "um padrinho", "depois dou-lhe qualquer coisinha", "olhe que no Natal não me esqueço de si" e procuravam "conhecer lá alguém".
Na província, alguns, poucos, tinham acesso às primeiras letras (e últimas) através de regentes escolares, que elas próprias só tinham a quarta classe. Também na província não havia livrarias (abençoadas bibliotecas itinerantes da Gulbenkian), nem teatro, nem cinema.
Aos meninos e meninas dos poucos liceus (aquilo é que eram elites!) era recomendado não se darem com os das escolas técnicas. E a uma rapariga do liceu caía muito mal namorar alguém dessa outra casta. Para tratar uma mulher havia um léxico hierárquico: você, ó; tiazinha; senhora (Maria); dona; senhora dona e... supremo desígnio - Madame.
Os funcionários públicos eram tratados depreciativamente por "mangas-de-alpaca" porque usavam duas meias mangas com elásticos no punho e no cotovelo a proteger as mangas do casaco.
Eu vivi nesse país e não gostei. E com tudo isto, só falei de pobreza, não falei de ditadura. É que uma casa bem com a outra. A pobreza generalizada e prolongada necessita de ditadura. Seja em África, seja na América Latina dos anos 60 e 70 do século XX, seja na China, seja na Birmânia, seja em Portugal

Eu vivi esta época, e tiro o meu chapeu a ISABEL DO CARMO
2012

Publicado por ramos às 06:36 PM | Comentários (1)

fevereiro 06, 2012

DIA 1 DE JANEIRO


DIA 1 DE JANEIRO

Um homem bêbedo senta-se numa paragem de autocarros entre duas VALENTES boazonas.

Diz uma delas:

- Que horror, que cheiro a álcool!

Ele responde :

- Mau,… começamos mal o ano... também me cheirou a putas e eu não disse nada!!!!!!

Publicado por ramos às 10:26 PM | Comentários (0)

janeiro 25, 2012

O PADRE E A FREIRA

O padre (muito cavalheiro) ofereceu à freira uma boleia até ao convento,

Era tarde e a chuva não demoraria a chegar...No caminho o carro avariou. Depois de caminharem uma hora debaixo de chuva, avistaram um motel, e o padre sugeriu.

- Irmã, creio que será melhor dormimos aqui neste motel, e amanhã chamaremos o carro do convento para nos vir buscar.

A irmã toda molhada e cansada concordou feliz da vida!!!!

Na recepção, foram informados que tinham somente um quarto com uma cama de casal disponível.


O padre olhou para a freira e disse:

- Sem problemas, a Irmã pode dormir na cama, que eu durmo no chão.

E assim fizeram.
No entanto, no meio da madrugada, a irmã acordou o padre dizendo:


- Padre! O senhor esta acordado?
- (O padre cheio de sono) Hein?! Ah, irmã, o que foi?
- Ah... é que eu estou com frio. O senhor pode trazer-me um cobertor?
- Sim, irmã, claro!

O padre então levantou-se, foi buscar o cobertor ao armário e cobriu a irmã com muita ternura.
Uma hora depois a irmã acorda o padre novamente dizendo:

- Padre! O senhor ainda está acordado?
- ( O padre já a babar-se) Ah? Ah,irmã, o que foi agora?
- É que eu ainda estou com frio. O senhor pode trazer outro cobertor para mim?
- Claro irmã !

Mais uma vez o padre levantou-se cheio de amor e boa vontade para atender o pedido da irmã.
Outra hora se passou e mais uma vez a irmã chamou pelo padre.

- Padre. O senhor ainda esta acordado?
- (O padre engasgando-se com o próprio ronco) Ah? Sim irmã, o que foi agora?
- É que eu não estou a conseguir dormir. Ainda estou com muito frio.

Finalmente, entendendo as intenções da irmã, o padre então falou:

- Irmã, só nós dois estamos aqui, certo?
- Certo!
- O que acontecer, ou deixar de acontecer aqui, só nós saberemos e mais ninguém, certo?
- Certo!
- Então tenho uma sugestão: Que tal se a gente fizer como marido e mulher?

A freira então pula de alegria na cama e diz:

- Sim! Sim! Vamos fazer como marido e mulher!

Então o padre muda o tom de voz e grita:

- ENTÃO, PORRA! LEVANTA-TE E VAI TU BUSCAR A MERDA DO COBERTOR

Publicado por ramos às 10:21 PM | Comentários (0)

janeiro 20, 2012

UM BÊBADO

Um bêbado estava a passar por um rio, quando viu um grupo de evangélicos a orar e a cantar. Resolveu perguntar:

- O que se está a passar... hic... aqui?

- Estamos a fazer um baptismo nas Águas. Você também deseja encontrar o Senhor?

- Hic... Eu quero, sim...

Os evangélicos vestiram o bêbado com uma roupa branca e levaram-no para a fila.
Numa margem do rio estava um pastor que pegava nos fieis, mergulhava a cabeça deles na água, depois tirava e perguntava:

- Irmão... viste Jesus?

- Ã", eu vi, sim...

E todos os evangélicos diziam:

- Aleluia! Aleluia!

Quando chegou a vez do bêbado, o pastor meteu-lhe a cabeça na água, depois tirou e perguntou-lhe:

- Irmão... viste Jesus?

- Não! - Disse o bêbado.

O pastor colocou novamente a cabeça do bêbado na água e deixou-a lá um certo tempo. Depois tirou-a e perguntou:

- E agora, irmão... viu Jesus?

O bêbado já bastante ofegante, lá disse:

- Não!

O pastor, já nervoso, colocou de novo a cabeça do bêbado debaixo de água e deixou-a lá por uns cinco minutos.
Depois puxou o bêbado e perguntou-lhe:

- E agora, irmão... já conseguiste ver Jesus?

O bêbado, já mole e tropego de tanta água engolir, disse:

- Porra, já disse que não!

Vocês têm a certeza de que ele caiu aqui????...


Publicado por ramos às 04:57 PM | Comentários (0)

janeiro 19, 2012

Não subestimem o advogado


O Pereira era um alto funcionário da corte do Rei.

Há muito tempo, nutria um desejo incontrolável de beijar os voluptuosos seios da Rainha até se fartar.
Todas as vezes que tentou, deu-se mal.

Um dia revelou o seu desejo a Gaio, principal advogado da Corte e pediu que ele fizesse algo para ajudá-lo.
Gaio, depois de muito pensar e estudar o assunto - concordou, sob a condição de Pereira lhe pagar mil moedas de ouro.

Pereira aceitou o acordo, que não foi formalizado por escrito.

No dia seguinte, Gaio preparou um líquido que causava comichões e derramou-o no soutien da Rainha, enquanto esta tomava banho.

Logo a comichão começou e aumentou de intensidade, deixando o Rei preocupado e a Rainha desesperada.
A Corte fazia consultas a médicos, quando Gaio disse que apenas uma saliva especial, se aplicada por quatro horas, curaria o mal.

Gaio também disse que essa saliva só poderia ser encontrada na boca do Pereira.

O Rei ficou muito feliz e então chamou Pereira que, pelas quatro horas seguintes, se fartou de gozar, beijando à vontade as suculentas e deliciosas mamas da Rainha.

Lambendo, mordendo, apertando e passando a mão, ele fez finalmente o que sempre desejou.
Satisfeito, encontrou-se no dia seguinte com o advogado Gaio.

Com o seu desejo plenamente realizado e a sua libido satisfeita, Pereira recusou-se a pagar ao advogado Gaio.
Pereira sabia que, naturalmente, Gaio nunca poderia contar o facto ao Rei.

Mas Pereira subestimou o advogado.

No dia seguinte, Gaio colocou o mesmo líquido nas cuecas do Rei e ... o Rei mandou chamar o Pereira...

Publicado por ramos às 07:27 PM

janeiro 18, 2012

O MAIS ALENTEJANO DOS ALENTEJANOS


Três amigos alentejanos teimavam a ver qual deles era o mais alentejano:

O primeiro argumentou:

- Ê sô tã preguiçoso que no outro dia, vi uns maços de notas no chão, e não os apanhê só p"rá nã ter que m"agachari.

Prossegue uo outro:

- Isso nã é nada. A minha vizinha super-sexy tocou-mi à porta toda nua, a convidar-me para ir passar a noite à casa dela e ê recuseí p"ra nã ter que atravessar a rua.

E o terceiro:

- Pois o mê caso foi munto piori.
No domingo fui ao cinema e passei o filme todo a chorari..

- Só isso? - Comentaram os outros.

- É que ao sentar-me, entalê os tomates e nã estive p"ra me levantari !


Publicado por ramos às 07:34 PM

dezembro 03, 2011

Recrutamento de Alentejano para a CIA

Recrutamento de Alentejano para a CIA
O ALENTEJANO que foi admitido pela CIA


A CIA resolveu recrutar um atirador.
Após uma série de selecções, entrevistas e testes, escolheram três candidatos:
Um francês, um inglês e um alentejano.

Para a prova final, os agentes da CIA colocaram os candidatos diante de uma porta metálica e entregaram-lhes uma pistola.

-Queremos ter a certeza de que seguem as instruções, quaisquer que sejam as circunstâncias.

Dizem então ao francês:
- Por detrás desta porta você vai encontrar a sua mulher sentada numa cadeira. Terá que a matar!
- Estão a falar a sério?

Eu jamais mataria a minha mulher!
- Então você não serve, responde o agente.

Ao inglês deram as mesmas instruções.
Pegou na arma e entrou na sala.

Durante 5 minutos, tudo muito calmo.

Depois regressou com as lágrimas nos olhos.
- Tentei, mas não posso matar a minha mulher.
- Você também não está preparado para trabalhar nesta agência.

Pegue na sua mulher e vá-se embora.

Chegou enfim a vez do alentejano!

Deram-lhe as mesmas instruções, indicando-lhe que teria de matar a sua mulher. Ouviram-se tiros, um estrondo e depois outro... A seguir ouvem-se gritos, barulhos de móveis partir, etc...

Após alguns minutos fica tudo muito calmo...


A porta abre-se lentamente e o alentejano sai, limpa o suor e diz:

- Porra, vocês bem me podiam ter dito que os tiros eram de pólvora seca! Tive que a matar com a cadeira...

Publicado por ramos às 04:33 PM | Comentários (0)

novembro 18, 2011

SPORTINGUISTA e Preto


SPORTINGUISTA e Preto

Uma professora dava uma aula aos seus alunos sobre as diferenças entre os ricos e os pobres.

A Júlia levanta o dedo:

- O meu pai tem tudo: televisão, telescópio, DVD...

- Tudo bem, diz a professora, mas será que tem um barco?

A Júlia reflecte e diz:

- Bem, não...

- Estás a ver, é como eu disse, não podemos ter tudo.

- Professora, disse o Artur. O meu pai tem tudo: ele tem TV, telescópio, DVD, barco...

- Sim, responde a professora, mas será que ele tem um avião particular?

Depois de reflectir, Artur responde:

- Bem, não...

- Estão a ver que não se pode ter tudo na vida. Disse a professora.

O Joãozinho levanta o dedo e diz:

- O meu pai é que tem tudo!

-Então porquê? Pergunta a professora.

-Porque no Sábado, quando a minha irmã lhe apresentou o namorado, SPORTINGUISTA e PRETO, o meu pai disse:

- ERA SÓ O QUE ME FALTAVA!

Publicado por ramos às 06:16 PM

novembro 16, 2011

Um alentejano na época de Jesus

Um alentejano na época de Jesus

Maria Madalena estava para ser apedrejada quando Jesus resolveu interceder em seu favor diante da multidão que ali estava.

Jesus disse:

- Quem nunca errou, que atire a primeira pedra.

Um alentejano, naturalmente presente em todos os lugares e épocas, empolgou-se, pegou num tremendo tijolo e acertou na testa de Maria Madalena, que caiu redonda.

Jesus, muito entristecido, foi em direcção ao "alentejano", olhou-o bem nos olhos e perguntou:

- Filho, diz-me a verdade, nunca erraste na tua vida?

O alentejano respondeu:

- A esta distância, Mestre? Nunca!

Publicado por ramos às 05:07 PM

novembro 11, 2011

TOMA LÁ ALEMANHA

"Há algum tempo, foi publicada , na revista, uma “carta aberta” de um cidadão alemão, Walter Wuelleenweber, dirigida a “caros gregos”, com um título e sub-título:

Depois da Alemanha ter tido de salvar os bancos, agora tem de salvar também a Grécia

Os gregos, que primeiros fizeram alquimias com o euro, agora, em vez de fazerem economias, fazem greves

Caros gregos,

Desde 1981 pertencemos à mesma família. Nós, os alemães, contribuímos como ninguém mais para um Fundo comum, com mais de 200 mil milhões de euros, enquanto a Grécia recebeu cerca de 100 mil milhões dessa verba, ou seja a maior parcela per capita de qualquer outro povo da U.E.

Nunca nenhum povo até agora ajudou tanto outro povo e durante tanto tempo.

Vocês são, sinceramente, os amigos mais caros que nós temos. O caso é que não só se enganam a vocês mesmos, como nos enganam a nós.

No essencial, vocês nunca mostraram ser merecedores do nosso Euro. Desde a sua incorporação como moeda da Grécia, nunca conseguiram, até agora, cumprir os critérios de estabilidade. Dentro da U.E., são o povo que mais gasta em bens de consumo.

Vocês descobriram a democracia, por isso devem saber que se governa através da vontade do povo, que é, no fundo, quem tem a responsabilidade. Não digam, por isso, que só os políticos têm a responsabilidade do desastre. Ninguém vos obrigou a durante anos fugir aos impostos, a opor-se a qualquer política coerente para reduzir os gastos públicos e ninguém vos obrigou a eleger os governantes que têm tido e têm.

Os gregos são quem nos mostrou o caminho da Democracia, da Filosofia e dos primeiros conhecimentos da Economia Nacional.

Mas, agora, mostram-nos um caminho errado. E chegaram onde chegaram, não vão mais adiante!!!



Na semana seguinte, o Stern publicou uma carta aberta de um grego, dirigida a Wuelleenweber:


Caro Walter, Chamo-me Georgios Psomás. Sou funcionário público e não “empregado público” como, depreciativamente, como insulto, se referem a nós os meus compatriotas e os teus compatriotas.

O meu salário é de 1.000 euros. Por mês, hem!... não vás pensar que por dia, como te querem fazer crer no teu País. Repara que ganho um número que nem sequer é inferior em 1.000 euros ao teu, que é de vários milhares.

Desde 1981, tens razão, estamos na mesma família. Só que nós vos concedemos, em exclusividade, um montão de privilégios, como serem os principais fornecedores do povo grego de tecnologia, armas, infraestruturas (duas autoestradas e dois aeroportos internacionais), telecomunicações, produtos de consumo, automóveis, etc.. Se me esqueço de alguma coisa, desculpa. Chamo-te a atenção para o facto de sermos, dentro da U.E., os maiores importadores de produtos de consumo que são fabricados nas fábricas alemãs.

A verdade é que não responsabilizamos apenas os nossos políticos pelo desastre da Grécia. Para ele contribuíram muito algumas grandes empresas alemãs, as que pagaram enormes “comissões” aos nossos políticos para terem contratos, para nos venderem de tudo, e uns quantos submarinos fora de uso, que postos no mar, continuam tombados de costas para o ar.

Sei que ainda não dás crédito ao que te escrevo. Tem paciência, espera, lê toda a carta, e se não conseguir convencer-te, autorizo-te a que me expulses da Eurozona, esse lugar de VERDADE, de PROSPERIDADE, da JUSTIÇA e do CORRECTO.

Estimado Walter,

Passou mais de meio século desde que a 2ª Guerra Mundial terminou. QUER DIZER MAIS DE 50 ANOS desde a época em que a Alemanha deveria ter saldado as suas obrigações para com a Grécia.

Estas dívidas, QUE SÓ A ALEMANHA até agora resiste a saldar com a Grécia (Bulgária e Roménia cumpriram, ao pagar as indemnizações estipuladas), e que consistem em:

1. Uma dívida de 80 milhões de marcos alemães por indemnizações, que ficou por pagar da 1ª Guerra Mundial;

2. Dívidas por diferenças de clearing, no período entre-guerras, que ascendem hoje a 593.873.000 dólares EUA.

3. Os empréstimos em obrigações que contraíu o III Reich em nome da Grécia, na ocupação alemã, que ascendem a 3,5 mil milhões de dólares durante todo o período de ocupação.

4. As reparações que deve a Alemanha à Grécia, pelas confiscações, perseguições, execuções e destruições de povoados inteiros, estradas, pontes, linhas férreas, portos, produto do III Reich, e que, segundo o determinado pelos tribunais aliados, ascende a 7,1 mil milhões de dólares, dos quais a Grécia não viu sequer uma nota.

5. As imensuráveis reparações da Alemanha pela morte de 1.125.960 gregos (38,960 executados, 12 mil mortos como dano colateral, 70 mil mortos em combate, 105 mil mortos em campos de concentração na Alemanha, 600 mil mortos de fome, etc., et.).

6. A tremenda e imensurável ofensa moral provocada ao povo grego e aos ideais humanísticos da cultura grega.

Amigo Walter, sei que não te deve agradar nada o que escrevo. Lamento-o.

Mas mais me magoa o que a Alemanha quer fazer comigo e com os meus compatriotas.

Amigo Walter: na Grécia laboram 130 empresas alemãs, entre as quais se incluem todos os colossos da indústria do teu País, as que têm lucros anuais de 6,5 mil milhões de euros. Muito em breve, se as coisas continuarem assim, não poderei comprar mais produtos alemães porque cada vez tenho menos dinheiro. Eu e os meus compatriotas crescemos sempre com privações, vamos aguentar, não tenhas problema. Podemos viver sem BMW, sem Mercedes, sem Opel, sem Skoda. Deixaremos de comprar produtos do Lidl, do Praktiker, da IKEA.

Mas vocês, Walter, como se vão arranjar com os desempregados que esta situação criará, que por ai os vai obrigar a baixar o seu nível de vida, Perder os seus carros de luxo, as suas férias no estrangeiro, as suas excursões sexuais à Tailândia? Vocês (alemães, suecos, holandeses, e restantes “compatriotas” da Eurozona) pretendem que saíamos da Europa, da Eurozona e não sei mais de onde.

Creio firmemente que devemos fazê-lo, para nos salvarmos de uma União que é um bando de especuladores financeiros, uma equipa em que jogamos se consumirmos os produtos que vocês oferecem: empréstimos, bens industriais, bens de consumo, obras faraónicas, etc.

E, finalmente, Walter, devemos “acertar” um outro ponto importante, já que vocês também disso são devedores da Grécia:

EXIGIMOS QUE NOS DEVOLVAM A CIVILIZAÇÃO QUE NOS ROUBARAM!!!

Queremos de volta à Grécia as imortais obras dos nosos antepassados, que estão guardadas nos museus de Berlim, de Munique, de Paris, de Roma e de Londres.

E EXIJO QUE SEJA AGORA!! Já que posso morrer de fome, quero morrer ao lado das obras dos meus antepassados.

Cordialmente,

Georgios Psomás

(anda na net)

Publicado por ramos às 02:38 PM

novembro 10, 2011

AFINAL SOMOS RICOS

Estava há dias a falar com um amigo meu nova-iorquino que conhece bem
Portugal. Dizia-lhe eu à boa maneira do "coitadinho" português:

- Sabes, nós os portugueses, somos pobres... - Esta foi a sua resposta:


Como podes tu dizer que sois pobres, quando sois capazes de pagar por um
litro de gasolina, mais do triplo do que pago eu?

Quando vos dais ao luxo de pagar tarifas de electricidade e de telemóvel 80%
mais caras do que nos custam a nós nos EUA?

Como podes tu dizer que sois pobres quando pagais comissões bancárias por
serviços e por cartas de crédito ao triplo que nós pagamos nos EUA?

Ou quando podem pagar por um carro que a mim me custa 12.000 US Dólares (8.320 EUROS) e vocês pagam mais de 20.000 EUROS, pelo mesmo carro?

Podem dar mais de 11.640 EUROS de presente ao vosso governo do que nós ao nosso. Nós é que somos pobres:

Por exemplo, em Nova Iorque, o Governo Estatal, tendo em conta a precária situação financeira dos seus habitantes, cobra somente 2 % de IVA, mais 4%
que é o imposto Federal, isto é 6%, nada comparado com os 23% dos ricos que
vivem em Portugal.

E contentes com estes 23%, pagais ainda impostos municipais.

Um Banco privado vai à falência e vocês, que não têm nada com isso, pagam,
outro, uma espécie de casino, o vosso Banco Privado quebra, e vocês
protegem-no com o dinheiro que enviam para o Estado.*
*E vocês pagam ao vosso Governador do Banco de Portugal, um vencimento anual
que é quase 3 vezes mais que o do Governador do Banco Federal dos EUA...

Um país que é capaz de cobrar o Imposto sobre Ganhos por Adiantado e Bens porque considera que os negócios da Nação e de todos os seus habitantes sempre terão ganhos apesar dos assaltos, do saque fiscal, da corrupção dos seus governantes e dos seus autarcas.

Um país capaz de pagar salários irreais aos seus funcionários de Estado.

Os pobres somos nós, os que vivemos nos USA e que não pagamos impostos sobre o ordenados e ganhamos menos de 3.000 dólares ao mês por pessoa, isto é mais ou os vossos 2.080 €uros.
Vocês podem pagar impostos do lixo, sobre o consumo da água, do gás e da
electricidade.
Aí pagam segurança privada nos Bancos, urbanizações, municipais, enquanto
nós como somos pobres, nos conformamos com a segurança pública.

Vocês não são pobres, gastam é muito mal o vosso dinheiro e os gestores públicos que roubam, nada lhes acontece, unicamente abre-se-lhes um inquérito, que nunca tem conclusões.

Há gestores de EMPRESAS PÚBLICAS A GANHAR MAIS DO DOBRO DO NOSSO PRESIDENTE OBAMA!!!

Os ordenados dos admnistradores do Banco de Portugal não aparecem nos
Relatórios de Contas, percebe-se porquê... Não há nenhum gestor PÚBLICO que não ganhe o dobro, ou quase, do Presidente da Républica, que é o n.º 1 da Admnistração Pública.

Vocês, portugueses, não são pobres, são é muito estúpidos...

(Queridos portugueses: TEMOS QUE ACEITAR, que é VERDADE!)

(anda na net)

Publicado por ramos às 08:59 PM

novembro 05, 2011

Mia Couto - Geração à Rasca - A Nossa Culpa

Mia Couto - Geração à Rasca - A Nossa Culpa

"Um dia, isto tinha de acontecer.

Existe uma geração à rasca?

Existe mais do que uma! Certamente!

Está à rasca a geração dos pais que educaram os seus meninos numa

abastança caprichosa, protegendo-os de dificuldades e escondendo-lhes

as agruras da vida.

Está à rasca a geração dos filhos que nunca foram ensinados a lidar

com frustrações.

A ironia de tudo isto é que os jovens que agora se dizem (e também

estão) à rasca são os que mais tiveram tudo.

Nunca nenhuma geração foi, como esta, tão privilegiada na sua infância

e na sua adolescência. E nunca a sociedade exigiu tão pouco aos seus

jovens como lhes tem sido exigido nos últimos anos.


Deslumbradas com a melhoria significativa das condições de vida, a

minha geração e as seguintes (actualmente entre os 30 e os 50 anos)

vingaram-se das dificuldades em que foram criadas, no antes ou no pós

1974, e quiseram dar aos seus filhos o melhor.

Ansiosos por sublimar as suas próprias frustrações, os pais investiram

nos seus descendentes: proporcionaram-lhes os estudos que fazem deles

a geração mais qualificada de sempre (já lá vamos...), mas também lhes

deram uma vida desafogada, mimos e mordomias, entradas nos locais de

diversão, cartas de condução e 1º automóvel, depósitos de combustível

cheios, dinheiro no bolso para que nada lhes faltasse. Mesmo quando as

expectativas de primeiro emprego saíram goradas, a família continuou

presente, a garantir aos filhos cama, mesa e roupa lavada.

Durante anos, acreditaram estes pais e estas mães estar a fazer o

melhor; o dinheiro ia chegando para comprar (quase) tudo, quantas

vezes em substituição de princípios e de uma educação para a qual não

havia tempo, já que ele era todo para o trabalho, garante do ordenado

com que se compra (quase) tudo. E éramos (quase) todos felizes.


Depois, veio a crise, o aumento do custo de vida, o desemprego, ... A

vaquinha emagreceu, feneceu, secou.


Foi então que os pais ficaram à rasca.

Os pais à rasca não vão a um concerto, mas os seus rebentos enchem

Pavilhões Atlânticos e festivais de música e bares e discotecas onde

não se entra à borla nem se consome fiado.

Os pais à rasca deixaram de ir ao restaurante, para poderem continuar

a pagar restaurante aos filhos, num país onde uma festa de

aniversário de adolescente que se preza é no restaurante e vedada a

pais.

São pais que contam os cêntimos para pagar à rasca as contas da água e

da luz e do resto, e que abdicam dos seus pequenos prazeres para que

os filhos não prescindam da internet de banda larga a alta velocidade,

nem dos qualquercoisaphones ou pads, sempre de última geração.


São estes pais mesmo à rasca, que já não aguentam, que começam a ter

de dizer "não". É um "não" que nunca ensinaram os filhos a ouvir, e

que por isso eles não suportam, nem compreendem, porque eles têm

direitos, porque eles têm necessidades, porque eles têm expectativas,

porque lhes disseram que eles são muito bons e eles querem, e querem,

querem o que já ninguém lhes pode dar!


A sociedade colhe assim hoje os frutos do que semeou durante pelo

menos duas décadas.


Eis agora uma geração de pais impotentes e frustrados.

Eis agora uma geração jovem altamente qualificada, que andou muito por

escolas e universidades mas que estudou pouco e que aprendeu e sabe na

proporção do que estudou. Uma geração que colecciona diplomas com que

o país lhes alimenta o ego insuflado, mas que são uma ilusão, pois

correspondem a pouco conhecimento teórico e a duvidosa capacidade

operacional.

Eis uma geração que vai a toda a parte, mas que não sabe estar em

sítio nenhum. Uma geração que tem acesso a informação sem que isso

signifique que é informada; uma geração dotada de trôpegas

competências de leitura e interpretação da realidade em que se insere.

Eis uma geração habituada a comunicar por abreviaturas e frustrada por

não poder abreviar do mesmo modo o caminho para o sucesso. Uma geração

que deseja saltar as etapas da ascensão social à mesma velocidade que

queimou etapas de crescimento. Uma geração que distingue mal a

diferença entre emprego e trabalho, ambicionando mais aquele do que

este, num tempo em que nem um nem outro abundam.

Eis uma geração que, de repente, se apercebeu que não manda no mundo

como mandou nos pais e que agora quer ditar regras à sociedade como as

foi ditando à escola, alarvemente e sem maneiras.

Eis uma geração tão habituada ao muito e ao supérfluo que o pouco não

lhe chega e o acessório se lhe tornou indispensável.

Eis uma geração consumista, insaciável e completamente desorientada.


Eis uma geração preparadinha para ser arrastada, para servir de
montada a quem é exímio na arte de cavalgar demagogicamente sobre o

desespero alheio.


Há talento e cultura e capacidade e competência e solidariedade e

inteligência nesta geração?

Claro que há. Conheço uns bons e valentes punhados de exemplos!

Os jovens que detêm estas capacidades-características não encaixam no

retrato colectivo, pouco se identificam com os seus contemporâneos, e

nem são esses que se queixam assim (embora estejam à rasca, como

todos nós).

Chego a ter a impressão de que, se alguns jovens mais inflamados

pudessem, atirariam ao tapete os seus contemporâneos que trabalham

bem, os que são empreendedores, os que conseguem bons resultados

académicos, porque, que inveja!, que chatice!, são betinhos, cromos

que só estorvam os outros (como se viu no último Prós e Contras) e,

oh, injustiça!, já estão a ser capazes de abarbatar bons ordenados e a

subir na vida.


E nós, os mais velhos, estaremos em vias de ser caçados à entrada dos

nossos locais de trabalho, para deixarmos livres os invejados lugares

a que alguns acham ter direito e que pelos vistos - e a acreditar no

que ultimamente ouvimos de algumas almas - ocupamos injusta, imerecida

e indevidamente?!!!


Novos e velhos, todos estamos à rasca.

Apesar do tom desta minha prosa, o que eu tenho mesmo é pena destes jovens.

Tudo o que atrás escrevi serve apenas para demonstrar a minha firme

convicção de que a culpa não é deles.

A culpa de tudo isto é nossa, que não soubemos formar nem educar, nem

fazer melhor, mas é uma culpa que morre solteira, porque é de todos, e

a sociedade não consegue, não quer, não pode assumi-la.

Curiosamente, não é desta culpa maior que os jovens agora nos acusam.

Haverá mais triste prova do nosso falhanço?

(anda na net)

Publicado por ramos às 02:52 PM

novembro 04, 2011

Sensibilidade masculina, um espanto!

Sensibilidade masculina, um espanto!

Um homem estava em coma há algum tempo. A sua esposa ficava à cabeceira dele dia e noite.
Até que um dia o homem acorda, faz um sinal à mulher para se aproximar e sussurra-lhe:

- Durante todos estes anos estiveste ao meu lado. Quando me aposentei, ficaste comigo. Quando a minha empresa faliu, só ficaste tu para me apoiar. Quando perdemos a casa ficaste comigo. E desde que fiquei com todos estes problemas de saúde, nunca me abandonaste. Sabes uma coisa?
Os olhos da mulher encheram-se de lágrimas:
- Diz amor...
- Acho que me dás azar!!!

Publicado por ramos às 10:23 PM

outubro 26, 2011

A NOSSA ALDEIA GAULESA


A NOSSA ALDEIA GAULESA

Estamos no ano 2011 d.C. Todo o Portugal está ocupado pelas tropas da
troika. Todo? Não. Uma ilha povoada por irredutíveis madeirenses
resiste ainda e sempre ao invasor. E na Madeira a vida não é fácil
para os defensores da disciplina orçamental...

Efectivamente, os governantes da nova província do Império, o
procônsul Passus Cuniculus e o questor Victor Gasparius, andam
completamente desesperados para tentar submeter a ilha à austeridade
que impuseram no Contenente. Mas os irredutíveis madeirenses resistem
sempre, comandados pelos seu chefe Jardinix, que já fez saber que não
vai entregar ao Contenente ocupado os tributos cobrados na ilha, que
não vai despedir ninguém e que vai continuar a gastar como sempre fez.
O chefe Jardinix não se assusta com as ameaças vindas do Contenente ou
da troika, dado que só tem medo de uma coisa: que o céu lhe caia em
cima da cabeça. E ele próprio costuma dizer que amanhã não será a
véspera desse dia.

Os irredutíveis madeirenses sentem-se felizes com o seu chefe.
Enquanto o Contenente ocupado está sujeito à austeridade, eles podem
comer e beber bem e dar tabefes aos invasores. Não interessa que lhes
digam que estão a gastar de mais e que não têm dinheiro para tanto. Os
irredutíveis madeirenses aproveitam o tempo presente sem pensarem no
futuro. Eles sabem que esta estória acabará como todas as outras: com
um grande festim em que o Bardo Anibalus Cavacix será manietado com
acções do BPN. E o rectângulo há-de pagar a conta.

(anda na net)

Publicado por ramos às 04:34 PM

outubro 19, 2011

Proposta de troca de idosos por reclusos - genial !!!

Proposta de troca de idosos por reclusos - genial !!!


UMA IDEIA A EXPLORAR?...

Colocar os nossos idosos nas cadeias, e os delinquentes fechados nas casas dos velhos .
Desta maneira, os idosos teriam todos os dias acesso a um duche, lazer, passeios.
Não teriam necessidade de fazer comida, fazer compras, lavar a loiça, arrumar a casa, lavar roupa etc.
Teriam medicamentos e assistência médica regular e gratuita.
Estariam permanentemente acompanhados.

Teriam refeições quentes, e a horas.
Não teriam que pagar renda pelo seu alojamento.

Teriam direito a vigilância permanente por vídeo, pelo que receberiam assistência imediata em caso de acidente ou emergência, totalmente gratuita.
As suas camas seriam mudadas duas vezes por semana, e a roupa lavada e passada com regularidade.

Um guarda visitá-los-ia a cada 20 minutos e levar-lhes-ia o correio directamente em mão.
Teriam um local para receberem a família ou outras visitas.
Teriam acesso a uma biblioteca, sala de exercícios e terapia física / espiritual.

Seriam encorajados a arranjar terapias ocupacionais adequadas, com formador instalações e equipamento gratuitos.
Ser-lhes-ia fornecido gratuitamente roupa e produtos de higiene pessoal.
Teriam assistência jurídica gratuita.

Viveriam numa habitação privada e segura, com um pátio para convívio e exercícios.
Acesso a leitura, computador, televisão, rádio e chamadas telefónicas na rede fixa.
Teriam um secretariado de apoio, e ainda Psicólogos, Assistentes Sociais, Políticos, Televisões, Amnistia Internacional, etc., disponíveis para escutarem as suas queixas.
O secretariado e os guardas seriam obrigados a respeitar um rigoroso código de conduta, sob pena de serem duramente penalizados.
Ser-lhes-iam reconhecidos todos os direitos humanos internacionalmente convencionados e subscritos por Portugal.

Por outro lado, nas casas dos idosos:

Os delinquentes viveriam com € 200 numa pequena habitação com obras feitas há mais de 50 anos.
Teriam que confeccionar a sua comida e comê-la muitas vezes fria e fora de horas.
Teriam que tratar da sua roupa.
Viveriam sós e sem vigilância.
Esquecer-se-iam de comer e de tomar os medicamentos e não teriam ninguém que os ajudasse.

De vez em quando seriam vigarizados, assaltados ou até violados.

Se morressem, poderiam ficar anos, até alguém os encontrar.
As instituições e os políticos não lhes ligariam qualquer importância.
Morreriam após anos à espera de uma consulta médica ou de uma operação cirúrgica.

Não teriam ninguém a quem se queixar.
Tomariam um banho de 15 em 15 dias, sujeitando-se a não haver água quente ou a caírem na banheira velha.

Passariam frio no Inverno porque a pensão de € 200 não chegaria para o aquecimento.
O entretenimento diário consistiria em ver telenovelas, a Fátima, o Goucha, a Júlia Pinheiro e afins na televisão.

Digam lá se desta forma não haveria mais justiça para todos? E os contribuintes agradeceriam...

Publicado por ramos às 10:59 AM

outubro 15, 2011

UMA DE LOIRAS

UMA DE LOIRAS

Um avião está a caminho de Toronto, quando uma loira, na classe económica, levanta-se, caminha para a primeira classe e senta-se ali.
A hospedeira observa o que ela faz, e pede para ver o seu bilhete. Ela então diz para a loira que ela pagou classe económica e que ela deve sentar-se no fundo. A loira responde:
- Sou loira, sou bonita, vou para Toronto e vou ficar aqui mesmo.

A hospedeira vai até à cabine e fala ao piloto e co-piloto que tem uma loira sentada na primeira classe, que deveria estar na classe económica, e não quer voltar para seu lugar. O co-piloto dirige-se à loira e tenta explicar que ela pagou somente por classe económica, e que deve sair dali e sentar-se no seu lugar. A loira responde:
- Sou loira, sou bonita, vou para Toronto e vou ficar bem aqui.

O co-piloto diz ao piloto que provavelmente deveriam ter a polícia à espera quando eles aterrassem para prender esta mulher. O piloto diz:
- Você disse que ela é loira? Eu vou falar com ela, sou casado com uma loira e falo "loirês".
Ele dirige-se à loira e diz-lhe qualquer coisa ao ouvido.

Ela diz:
- Oh, peço desculpa.
Levanta-se e vai para o seu lugar na classe económica. A hospedeira e o co-piloto estão boquiabertos, e perguntam-lhe o que é que ele disse para fazê-la mudar de ideias.


Ele responde:

- Disse-lhe simplesmente: "A primeira classe não vai para Toronto..."

Publicado por ramos às 05:29 PM

outubro 11, 2011

UM GATO ALENTEJANO

Um alentejano queria livrar-se de um gato porque ele corria pela casa

e aquela canseira toda cansava -o a ele e à mulher, também alentejana.

Levou-o até a uma esquina
distante e voltou para a casa.
Quando chegou a casa, o gato já lá estava.

Levou-o novamente, agora para mais longe.

No regresso, encontrou o gato novamente em casa..

Fez isso mais umas três vezes até à cidade seguinte e o gato voltava
sempre para casa.

Furioso, pensou: 'Vou lixar este gato!'

Pôs-lhe uma venda nos olhos, amarrou-o, meteu-o num saco preto e colocou-o
na mala do carro.

Subiu à serra mais distante, entrou e saiu de diversas estradinhas.

Deu mil
voltas para que fosse confuso para o gato...

e acabou por soltar o bicho no meio do mato.

Passados umas horas, o alentejano liga para casa
pelo telemóvel...

- Tá, Maria, é o Manel.....olha o gato chegou?

- Sim...


- Ainda bem, deixa-me falar com ele porque eu estou perdido...

Antes de Adoptar um Animal Pense Muito Bem pois Um Animal É Um Ser
Vivo como Nós!!! Uma Vez Adoptado Vai Passar a Ser Um Membro da
Família Para o Bem e para o Mal !!!

(anda na net)

Publicado por ramos às 05:46 PM

outubro 04, 2011

Convém relembrar a História...

Convém relembrar a História...

Alemanha "rainha das dívidas"

publicado 14:37 21 Junho 2011

A chanceler alemã, Angela Merkel Michael Kappeler, Epa

O historiador Albrecht Ritschl evoca hoje em entrevista ao site de Der Spiegel vários momentos na História do século XX em que a Alemanha equilibrou as suas contas à custa de generosas injecções de capital norte-americano ou do cancelamento de dívidas astronómicas, suportadas por grandes e pequenos países credores.

Ritschl começa por lembrar que a República de Weimar viveu entre 1924 e 1929 a pagar com empréstimos norte-americanos as reparações de guerra a que ficara condenada pelo Tratado de Versalhes, após a derrota sofrida na Primeira Grande Guerra. Como a crise de 1931, decorrente do crash bolsista de 1929, impediu o pagamento desses empréstimos, foram os EUA a arcar com os custos das reparações.

A Guerra Fria cancela a dívida alemã

Depois da Segunda Guerra Mundial, os EUA anteciparam-se e impediram que fossem exigidas à Alemanha reparações de guerra tão avultadas como o foram em Versalhes. Quase tudo ficou adiado até ao dia de uma eventual reunificação alemã. E, lembra Ritschl, isso significou que os trabalhadores escravizados pelo nazismo não foram compensados e que a maioria dos países europeus se viu obrigada a renunciar às indemnizações que lhe correspondiam devido à ocupação alemã.

No caso da Grécia, essa renúncia foi imposta por uma sangrenta guerra civil, ganha pelas forças pró-ocidentais já no contexto da Guerra Fria. Por muito que a Alemanha de Konrad Adenauer e Ludwig Ehrard tivesse recusado pagar indemnizações à Grécia, teria sempre à perna a reivindicação desse pagamento se não fosse por a esquerda grega ficar silenciada na sequência da guerra civil.

À pergunta do entrevistador, pressupondo a importância da primeira ajuda à Grécia, no valor de 110 mil milhões de euros, e da segunda, em valor semelhante, contrapõe Ritschl a perspectiva histórica: essas somas são peanuts ao lado do incumprimento alemão dos anos 30, apenas comparável aos custos que teve para os EUA a crise do subprime em 2008. A gravidade da crise grega, acrescenta o especialista em História económica, não reside tanto no volume da ajuda requerida pelo pequeno país, como no risco de contágio a outros países europeus.

Tiram-nos tudo - "até a camisa"

Ritschl lembra também que em 1953 os próprios EUA cancelaram uma parte substancial da dívida alemã - um haircut, segundo a moderna expressão, que reduziu a abundante cabeleira "afro" da potência devedora a uma reluzente careca. E o resultado paradoxal foi exonerar a Alemanha dos custos da guerra que tinha causado, e deixá-los aos países vítimas da ocupação.

E, finalmente, também em 1990 a Alemanha passou um calote aos seus credores, quando o chanceler Helmut Kohl decidiu ignorar o tal acordo que remetia para o dia da reunificação alemã os pagamentos devidos pela guerra. É que isso era fácil de prometer enquanto a reunificação parecia música de um futuro distante, mas difícil de cumprir quando chegasse o dia. E tinha chegado.

Ritschl conclui aconselhando os bancos alemães credores da Grécia a moderarem a sua sofreguidão cobradora, não só porque a Alemanha vive de exportações e uma crise contagiosa a arrastaria igualmente para a ruína, mas também porque o calote da Segunda Guerra Mundial, afirma, vive na memória colectiva do povo grego. Uma atitude de cobrança implacável das dívidas actuais não deixaria, segundo o historiador, de reanimar em retaliação as velhas reivindicações congeladas, da Grécia e doutros países e, nesse caso, "despojar-nos-ão de tudo, até da camisa".

Fátima Doelinger

(anda na net)

Publicado por ramos às 01:42 PM

setembro 30, 2011

SE CALHAR TEM RAZÃO

SE CALHAR TEM RAZÃO

O Dr. Paulo Ubiratan, de Porto Alegre, numa entrevista a uma televisão local, foi confrontado com os vários conselhos que sempre nos são dados...

Transcreve-se abaixo um resumo dessa entrevista;

Pergunta: Exercícios cardiovasculares prolongam a vida, é verdade?
Resposta: O seu coração foi feito para bater durante uma quantidade de vezes e só... não desperdice essas batidas em exercícios. Eventualmente tudo se acaba. Acelerar o seu coração não o vai fazer viver mais: isso é como dizer que pode prolongar a vida do seu carro conduzindo mais depressa. Quer viver mais? Faça uma soneca!!!

P: Devo cortar na carne vermelha e comer mais frutas e legumes?
R: E preciso entender a logística da eficiência... O que é que a vaca come? Feno e milho. E isso o que é? Vegetais. Então, o bife nada mais é do que uma forma eficiente de adicionar vegetais ao seu sistema. Tem necessidade de grãos? Coma frango.

P: Devo reduzir o consumo de álcool?
R: De maneira nenhuma. O vinho é feito de fruta. Brandy é vinho destilado, o que significa que eles tiram a água da fruta para que nós tiremos mais proveito dela. A cerveja também é feita de grãos. Pode entornar!

P: Quais são as vantagens de um programa regular de exercícios?
R: A minha filosofia é: Se não tem dor... está bom!

P: As frituras são prejudiciais à saúde?
R: VOCÊ NÃO ME ESTÁ A OUVIR??... Nos dias de hoje a comida é frita em óleo vegetal. Na verdade elas ficam impregnadas de óleo vegetal. Como é que pode mais vegetal ser prejudicial?

P: Fazer flexões ajuda a reduzir a gordura?
R: Absolutamente não! Exercitar os músculos apenas faz com que eles aumentem de tamanho.

P: Chocolate, faz mal?
R: Está doido? Cacau!!!! Outro vegetal!! É a melhor comida pra se ser feliz!!!

E lembre-se: A vida não deve ser uma viagem para o túmulo, com a intenção de chegar lá são e salvo, e com um corpo lindo, atraente e bem preservado. (boa!)

O melhor é gozar a vida - Cerveja numa mão - petisco na outra - muito sexo e um corpo completamente gasto, totalmente usado, gritando: VALEU!!! QUE VIAGEM!!!

P S.: SE CAMINHAR FOSSE SAUDÁVEL O CARTEIRO SERIA IMORTAL...!
A BALEIA NADA O DIA INTEIRO, SÓ COME PEIXE, SÓ BEBE ÁGUA E É GORDA....!
LEMBRANDO:
O COELHO CORRE, PULA E VIVE 15 ANOS, A TARTARUGA NÃO CORRE NÃO FAZ NADA E VIVE ATE AOS 450 ANOS!!!!

"Se não achar a sua metade da laranja, não desanime, procure a sua metade do limão, adicione-lhe açúcar, rum e gelo e vá ser feliz!"

Um pouquinho de boa disposição....faz sempre bem.

Publicado por ramos às 12:50 PM

setembro 29, 2011

DESABAFO

DESABAFO

"Na fila do supermercado o caixa diz uma senhora idosa que deveria trazer suas próprias sacolas para as compras, uma vez que sacos de plástico não eram amigáveis ao meio ambiente. A senhora pediu desculpas e disse: “Não havia essa onda verde no meu tempo.”

O empregado respondeu: "Esse é exatamente o nosso problema hoje, minha senhora. Sua geração não se preocupou o suficiente com nosso meio ambiente. "

"Você está certo", responde a velha senhora, nossa geração não se preocupou adequadamente com o meio ambiente.

Naquela época, as garrafas de leite, garrafas de refrigerante e cerveja eram devolvidos à loja. A loja mandava de volta para a fábrica, onde eram lavadas e esterilizadas antes de cada reuso, e eles, os fabricantes de bebidas, usavam as garrafas, umas tantas outras vezes.

Realmente não nos preocupamos com o meio ambiente no nosso tempo. Subíamos as escadas, porque não havia escadas rolantes nas lojas e nos escritórios. Caminhamos até o comércio, ao invés de usar o nosso carro de 300 cavalos de potência a cada vez que precisamos ir a dois quarteirões.

Mas você está certo. Nós não nos preocupávamos com o meio ambiente. Até então, as fraldas de bebês eram lavadas, porque não havia fraldas descartáveis. Roupas secas: a secagem era feita por nós mesmos, não nestas máquinas bamboleantes de 220 volts. A energia solar e eólica é que realmente secavam nossas roupas. Os meninos pequenos usavam as roupas que tinham sido de seus irmãos mais velhos, e não roupas sempre novas.

Mas é verdade: não havia preocupação com o meio ambiente, naqueles dias. Naquela época só tínhamos somente uma TV ou rádio em casa, e não uma TV em cada quarto. E a TV tinha uma tela do tamanho de um lenço, não um telão do tamanho de um estádio; que depois será descartado como?

Na cozinha, tínhamos que bater tudo com as mãos porque não havia máquinas elétricas, que fazem tudo por nós. Quando embalávamos algo um pouco frágil para o correio, usamos jornal amassado para protegê-lo, não plastico bolha ou pellets de plástico que duram cinco séculos para começar a degradar.

Naqueles tempos não se usava um motor a gasolina apenas para cortar a grama, era utilizado um cortador de grama que exigia músculos. O exercício era extraordinário, e não precisava ir a uma academia e usar esteiras que também funcionam a eletricidade.

Mas você tem razão: não havia naquela época preocupação com o meio ambiente. Bebíamos diretamente da fonte, quando estávamos com sede, em vez de usar copos plásticos e garrafas pet que agora lotam os oceanos. Canetas: recarregávamos com tinta umas tantas vezes ao invés de comprar uma outra. Abandonamos as navalhas, ao invés de jogar fora todos os aparelhos 'descartáveis' e poluentes só porque a lámina ficou sem corte.

Na verdade, tivemos uma onda verde naquela época. Naqueles dias, as pessoas tomavam o bonde ou de ônibus e os meninos iam em suas bicicletas ou a pé para a escola, ao invés de usar a mãe como um serviço de táxi 24 horas. Tínhamos só uma tomada em cada quarto, e não um quadro de tomadas em cada parede para alimentar uma dúzia de aparelhos. E nós não precisávamos de um GPS para receber sinais de satélites a milhas de distância no espaço, só para encontrar a pizzaria mais próxima.

Então, não é risível que a atual geração fale tanto em meio ambiente, mas não quer abrir mão de nada e não pensa em viver um pouco como na minha época?

Publicado por ramos às 05:48 PM

setembro 28, 2011

O advogado e o alentejano

O advogado e o alentejano

Um advogado todo "da linha de Cascais", vai caçar patos para o Alentejo.
Dá um tiro, acerta num pato, mas o bicho cai dentro da propriedade de um lavrador.

Enquanto o advogado saltava a vedação, o lavrador chega no tractor e pergunta-lhe o que estava ele a fazer.
O advogado respondeu:

- Acabei de matar um pato, mas ele caiu na sua terra, e agora vou buscá-lo.

O velhote responde:
- Esta propriedade é privada, por isso não pode entrar.

O advogado, indignado:
- Eu sou um dos melhores advogados de Portugal!
Se não me deixa ir buscar o pato eu processo-o e fico-lhe com tudo o que tem!

O lavrador sorriu e disse:
- O senhor não sabe como é que funcionam as coisas no Alentejo!
Nós aqui temos o Código Napoleónico!
Nós resolvemos estas pequenas zangas com a Regra Alentejana dos Três Pontapés.
Primeiro eu dou-lhe três pontapés, depois você dá-me três pontapés e assim consecutivamente até um de nós desistir!

O advogado já se estava a sentir violento há um bocado, olhou para o velho e pensou que era fácil dar-lhe uma carga de porrada.
Por isso, aceitou resolver as coisas segundo o costume local.

O velho, muito lentamente, saiu do tractor e caminhou até perto do advogado.
O primeiro pontapé, dado com uma galocha bem pesada, acertou directamente nas bolas do advogado, que caiu de joelhos e vomitou.
O segundo pontapé quase arrancou o nariz do advogado.
Quando o advogado caiu de cara, com as dores, o lavrador apontou o terceiro pontapé aos rins, o que fez com que o outro quase desistisse.

Contudo, o coração negro e vingativo do advogado falou mais forte.
Ele não desistiu, levantou-se, todo ensanguentado, e disse:
- Bora, velhote! Agora é a minha vez!

O lavrador sorriu e disse:

- Nah! Eu desisto! Leve lá o pato!

Publicado por ramos às 05:43 PM

setembro 05, 2011

Dois bêbados

Dois bêbedos...

Dois bêbedos resolvem dormir num beliche.

O que ficou por cima, antes de adormecer, resolve rezar:

- Com Deus me deito, com Deus me levanto, e mais a Virgem Maria, e o Espírito Santo.

De repente cai da cama.

O amigo vira-se e diz:

- 'Tás a ver no que dá dormir com tanta gente!!

Publicado por ramos às 05:10 PM

setembro 01, 2011

CRIANCINHAS


Artigo publicado na revista VISÂO online por o achar de muito interesse aqui o deixo com a devida vénia a quem o escreveu - MIGUEL CARVALHO

Um dia destes, vão ser os paizinhos a ir parar ao hospital com um pontapé e um murro das criancinhas no olho esquerdo

Criancinhas

A criancinha quer Playstation. A gente dá.

A criancinha quer estrangular o gato. A gente deixa.

A criancinha berra porque não quer comer a sopa. A gente elimina-a da ementa e acaba tudo em
festim de chocolate.

A criancinha quer bife e batatas fritas. Hambúrgueres muitos. Pizzas, umas tantas. Coca-Colas, às
litradas. A gente olha para o lado e ela incha.

A criancinha quer camisola adidas e ténis nike. A gente dá porque a criancinha tem tanto direito
como os colegas da escola e é perigoso ser diferente.

A criancinha quer ficar a ver televisão até tarde. A gente senta-a ao nosso lado no sofá e passa-lhe
o comando.

A criancinha desata num berreiro no restaurante. A gente faz de conta e o berreiro continua.

Entretanto, a criancinha cresce. Faz-se projecto de homem ou mulher.

Desperta.

É então que a criancinha, já mais crescida, começa a pedir mesada, semanada, diária. E gasta
metade do orçamento familiar em saídas, roupa da moda, jantares e bares.

A criancinha já estuda. Às vezes passa de ano, outras nem por isso. Mas não se pode pressioná-la
porque ela já tem uma vida stressante, de convívio em convívio e de noitada em noitada.

A criancinha cresce a ver Morangos com Açúcar, cheia de pinta e tal, e torna-se mais exigente com
os papás. Agora, já não lhe basta que eles estejam por perto. Convém que se comecem a chegar à
frente na mota, no popó e numas férias à maneira.

A criancinha, entregue aos seus desejos e sem referências, inicia o processo de independência
meramente informal. A rebeldia é de trazer por casa. Responde torto aos papás, põe a avó em
sentido, suja e não lava, come e não limpa, desarruma e não arruma, as tarefas domésticas são
«uma seca».

Um dia, na escola, o professor dá-lhe um berro, tenta em cinco minutos pôr nos eixos a criancinha
que os papás abandonaram à sua sorte, mimo e umbiguismo. A criancinha, já crescidinha, fica
traumatizada. Sente-se vítima de violência verbal e etc e tal.

Em casa, faz queixinhas, lamenta-se, chora. Os papás, arrepiados com a violência sobre as
criancinhas de que a televisão fala e na dúvida entre a conta de um eventual psiquiatra e o derreter
do ordenado em folias de hipermercado, correm para a escola e espetam duas bofetadas bem
dadas no professor «que não tem nada que se armar em paizinho, pois quem sabe do meu filho
sou eu».

A criancinha cresce. Cresce e cresce. Aos 30 anos, ainda será criancinha, continuará a viver na
casa dos papás, a levar a gorda fatia do salário deles. Provavelmente, não terá um emprego. «Mas
ao menos não anda para aí a fazer porcarias».

Não é este um fiel retrato da realidade dos bairros sociais, das escolas em zonas problemáticas,
das famílias no fio da navalha?

Pois não, bem sei. Estou apenas a antecipar-me. Um dia destes, vão ser os paizinhos a ir parar ao
hospital com um pontapé e um murro das criancinhas no olho esquerdo. E então teremos muitos
congressos e debates para nos entretermos.

Artigo publicado na revista VISÂO online

Publicado por ramos às 06:03 PM

agosto 30, 2011

O BARBAS

O BARBAS

Júlio está no motel com a amante, curtindo o pós-coito, quando ela resolve interromper o silêncio:
- Júlio, por que não cortas essa barba?
- Ah... se dependesse só de mim... Sabes que minha mulher seria capaz de me matar se eu aparecesse sem barba... ela gosta de mim assim!
- Ora, querido - insiste a amante - Faz isso por mim, por favor...
- Não sei não, querida... sabes, a minha mulher ama-me muito, não tenho coragem de a decepcionar...
- Mas sabes que eu também te amo muito... pensa no caso, por favor...

O tipo continua dizendo que não dá, até que não resiste às súplicas da amante e resolve atender ao pedido.
Depois do trabalho ele passa no barbeiro, em seguida vai a um jantar de negócios e quando chega a casa a esposa já está a dormir.
Assim que ele se deita, sente a mão da esposa afagando o seu rosto lisinho e com a sua voz sonolenta diz:

- Ricardo!!! Seu sacana, ainda estás aqui? Vai-te embora... O barbudo já está a chegar!!!

Publicado por ramos às 12:32 PM

agosto 01, 2011

PAGA E MAIS NADA


PAGA E MAIS NADA
.
Contribuinte: Gostava de comprar um carro.

Estado: Muito bem. Faça o favor de escolher.

Contribuinte: Já escolhi. Tenho que pagar alguma coisa?

Estado: Sim. Imposto sobre Automóveis (ISV) e Imposto sobre o Valor
Acrescentado (IVA).

Contribuinte: Ah... Só isso.

Estado: ... e uma coisinha para o pôr a circular: o selo.

Contribuinte: Ah!..

Estado: ... E mais uma coisinha na gasolina necessária para que o carro
efectivamente circule. O ISP.

Contribuinte: Mas... sem gasolina eu não circulo.

Estado: Eu sei.

Contribuinte: ... Mas eu já pago para circular...

Estado: Claro!...

Contribuinte: Então... vai cobrar-me pelo valor da gasolina?

Estado: Também. Mas isso é o IVA. O ISP é uma coisa diferente.

Contribuinte: Diferente?!

Estado: Muito. O ISP é porque a gasolina existe.

Contribuinte: ... Porque existe?!

Estado: Há muitos milhões de anos os dinossauros e o carvão fizeram
petróleo. E você paga.

Contribuinte: ... Só isso?

Estado: Só. Mas não julgue que pode deixar o carro assim como quer.

Contribuinte: Como assim?!

Estado: Tem que pagar para o estacionar.

Contribuinte: ... Para o estacionar?

Estado: Exacto.

Contribuinte: Portanto, pago para andar e pago para estar parado?

Estado: Não. Se quiser mesmo andar com o carro precisa de pagar seguro.

Contribuinte: Então, pago para circular, pago para poder circular e

pago por estar parado.

Estado: Sim. Nós não estamos aqui para enganar ninguém. O carro é
novo?

Contribuinte: Novo?

Estado: É que se não for novo tem que pagar para vermos se ele está em
condições de andar por aí.

Contribuinte: Pago para você ver se pode cobrar?

Estado: Claro. Acha que isso é de borla? Só há mais uma coisinha...

Contribuinte: ... Mais uma coisinha?

Estado: Para circular em auto-estradas...

Contribuinte: Mas... mas eu já pago imposto de circulação.

Estado: Pois. Mas esta é uma circulação diferente.

Contribuinte: ... Diferente?

Estado: Sim. Muito diferente. É só para quem quiser.

Contribuinte:: Só mais isso?

Estado: Sim. Só mais isso.

Contribuinte: E acabou?

Estado: Sim. Depois de pagar os 25 euros, acabou.

Contribuinte: Quais 25 euros?!

Estado: Os 25 euros que tem de pagar para andar nas auto-estradas.

Contribuinte: Mas não disse que as auto-estradas eram só para quem
quisesse?

Estado: Sim. Mas todos pagam os 25 euros.

Contribuinte : Quais 25 euros?

Estado: Os 25 euros é quanto custa o chip.

Contribuinte: ... Custa o quê?

Estado: Pagar o chip. Para poder pagar.

Contribuinte: Não perceb...

Estado: Sim. Pagar custa 25 euros.

Contribuinte: Pagar custa 25 euros?

Estado: Sim. Paga 25 euros para pagar.

Contribuinte: Mas eu não vou circular nas auto-estradas.

Estado: Imagine que um dia quer? Tem que pagar.

Contribuinte: Tenho que pagar para pagar porque um dia posso querer?

Estado: Exactamente. Você paga para pagar o que um dia pode querer.

Contribuinte: E se eu não quiser?

Estado: Paga multa!

Publicado por ramos às 10:05 AM

julho 22, 2011

DIÁRIO, DE UMA MULHER FIEL, NUM CRUZEIRO MARÍTIMO!...


DIÁRIO, DE UMA MULHER FIEL, NUM CRUZEIRO MARÍTIMO!...

Querido Diário... 1º Dia:
Já estou preparada para fazer este maravilhoso Cruzeiro que ganhei de presente do meu marido...
Vim sozinha e trouxe na mala minhas melhores roupas!
Estou excitada!

Querido Diário... 2º Dia:
Estivemos todo o dia navegando. Foi lindo e vi alguns golfinhos e baleias!
Que viagem maravilhosa estou começando! Hoje me encontrei com o Capitão, que por sinal é um belo homem!

Querido diário... 3º Dia:
Hoje estive na piscina. Fiz também um pouco de jogging e joguei mini-golfe.
O Capitão me convidou para jantar em sua mesa. Foi uma honra e a noite foi maravilhosa. Ele é um homem muito atraente e culto.

Querido diário... 4º Dia:
Fui ao Casino do navio! Tive muita sorte, pois ganhei U$80. O Capitão me convidou para jantar com ele em seu camarote.

A ceia foi luxuosa com caviar e champanhe. Depois de comermos ele perguntou se eu ficaria em seu camarote, mas recusei o convite. Disse a ele que não queria ser infiel ao meu marido.

Querido diário... 5º Dia:
Hoje voltei à piscina para me bronzear um pouco.
Depois, decidi ir ao Piano Bar e passar ali à tarde. O Capitão me viu e me
convidou para tomar um aperitivo.


Realmente ele é um homem encantador!
Perguntou-me de novo se eu queria visita-lo em seu camarote naquela noite.
E eu lhe disse que não, que era casada!

Então ele falou que se eu continuasse respondendo não, ele iria afundar o
navio!

Fiquei aterrorizada!!!

Querido diário... 6º Dia:
Hoje salvei 1600 pessoas, três vezes!!!

Viram Só???

Mulher não trai!...
Ela salva VIDAS!!!!!!

Publicado por ramos às 08:28 AM

julho 20, 2011

O EÇA DE QUEIROZ JÁ SABIA

As Farpas, de Eça de Queirós, em
1872:

"...Nós estamos num estado comparável somente à
Grécia: mesma pobreza, mesma indignidade política,
mesma trapalhada económica, mesmo abaixamento
de carácteres, mesma decadência de espírito.
Nos livros estrangeiros, nas revistas, quando se fala
num país caótico e que pela sua decadência
progressiva, poderá...vir a ser riscado do mapa da
Europa, citam-se a par, a Grécia e Portugal".

Publicado por ramos às 08:39 PM | Comentários (1)

julho 19, 2011

OS GREGOS ESTÃO MAL HABITUADOS

Retirado do fórum do Jornal Económico - 29/06/2011

http://economico.sapo.pt/noticias/atenas-sob-fogo_121686.html

Lê-se, por vezes, que os Gregos, coitadinhos, são um pobre povo periférico que está a sofrer as agruras de uma crise internacional aumentada às mãos da pérfida Merkel.

Já é tempo de sair desta superficialidade, de perceber que os Gregos têm culpas no cartório, que não foram sérios e que não o estão a ser.

Os Gregos levaram a lógica dos "direitos adquiridos" até à demência, até à falta de vergonha.
Contam-se factos inauditos.
Os exemplos desta falta de seriedade são imensos, a saber :

1 - Em 1930, um lago na Grécia secou, mas o Estado Social grego mantem o Instituto para a Protecção do Lago Kopais, que, embora tenha secado em 1930, ainda tem, em 2011, dezenas de funcionários dedicados à sua conservação.

2 - Na Grécia, as filhas solteiras dos funcionários públicos têm direito a uma pensão vitalícia, após a morte do mãe/pai-funcionário público.
Recebem 1000 euros mensais - para toda a vida - só pelo facto de serem filhas de funcionários públicos falecidos.
Há 40 mil mulheres neste registo que custam ao erário publico 550 milhoes de euros por ano.
Depois de um ano de caos, o governo grego ainda não acabou com isto completamente.
O que pretende é dar este subsidio só até fazerem 18 anos ...

3 - Num hospital público, existe um jardim com quatro (4) arbustos.
Ora, para cuidar desses arbustos o hospital contratou quarenta e cinco (45) jardineiros.

4 - Num acto de gestão muito "social" (para com o fornecedor), os hospitais gregos compram pace-makers quatrocentas vezes (400) mais caros do que aqueles que são adquiridos no SNS britânico.

5 - Existem seiscentas (600) profissões que podem pedir a reforma aos 50 anos (mulheres) e aos 55 (homens).
Porquê ?
Porque adquiriram estatuto de profissões de alto desgaste.
Dentro deste rol, temos cabeleireiras, apresentadores de TV, músicos de instrumentos de sopro ...

6 - Pagava-se 15º mês a toda a classe trabalhadora.

7 - As Pensões de Reforma de 4.500 funcionários, no montante de 16 milhões euros por ano, continuavam a ser depositadas, mesmo depois dos idosos falecerem, porque os familiares não davam baixa e não devia haver meios de se averiguar a inexactidão dessa atribuição.

8 - Chegava-se ao ponto de só se pagarem os prémios de alguns seguros quando fosse preciso usufruir deles !

9 - A Grécia é o País da União Europeia que mais gasta, em termos militares, em relação ao PIB (dados de 2009).
O triplo de Portugal !

10 - Há viaturas oficiais da administração do Estado que têm 50 condutores.
Cada novo nomeado para um cargo nomeia três ou quatro condutores da sua confiança, mas como não são permitidos despedimentos na função pública os anteriores vão mantendo o salário.

Anteontem, 27/06, o Prof.Marcelo, acrescentou mais uma à lista.
Afirmou ele: " Na Grécia, cerca de 90% da terra não tem cadastro.
Agora digo eu: sabem o que significa isso ?
Significa que os proprietários não pagam impostos.
Eu já tinha ouvido dizer que os gregos não pagavam impostos.
Ora, a grande receita do Estado provém dos impostos.
Isto quer dizer que o erário publico do Estado grego esta vazio, totalmente vazio.
Quer dizer, os milhões da UE é que serviram, durante todos estes anos, para manter o nível de vida atingido dos gregos.
Não admira que já tenham estoirado 115 mil milhões e agora precisem de mais 108 mil milhões.


(Anda na Net)

Publicado por ramos às 05:58 PM | Comentários (0)

A SEPARAÇÃO

SEPARAÇÃO: Nunca se meta nem palpite !!!

Dois amigos conversavam, quando, depois da segunda, terceira, quarta caneca de cerveja o, Carlos declarou:


- Sabes Beto, descobri uns lances estranhos e acabei com tudo, quase deu morte.

Agora estou na fase da divisão dos bens. A separação é muito lichada.

- Pois é amigo, a separação é mesmo fud….

- Estou meio desnorteado com isto tudo, mas agora vou organizar minha vida sozinho e de forma diferente.

Claro que vais, sabes uma coisa?

Foi bem melhor assim. A tua mulher dava tudo a todos, andava com todos os homens, todos que a comiam até diziam que ela era mais puta que a imperatriz Teodósia de Bizâncio, aquela que gostava de ser comida por três escravos núbios ao mesmo tempo.

- Porra, Beto !!!

Eu me separei foi do meu sócio!

"Silêncio Total"...

Publicado por ramos às 08:15 AM

A SEPARAÇÃO

SEPARAÇÃO: Nunca se meta nem palpite !!!

Dois amigos conversavam, quando, depois da segunda, terceira, quarta caneca de cerveja o, Carlos declarou:


- Sabes Beto, descobri uns lances estranhos e acabei com tudo, quase deu morte.

Agora estou na fase da divisão dos bens. A separação é muito lichada.

- Pois é amigo, a separação é mesmo fud….

- Estou meio desnorteado com isto tudo, mas agora vou organizar minha vida sozinho e de forma diferente.

Claro que vais, sabes uma coisa?

Foi bem melhor assim. A tua mulher dava tudo a todos, andava com todos os homens, todos que a comiam até diziam que ela era mais puta que a imperatriz Teodósia de Bizâncio, aquela que gostava de ser comida por três escravos núbios ao mesmo tempo.

- Porra, Beto !!!

Eu me separei foi do meu sócio!

"Silêncio Total"...

Publicado por ramos às 08:15 AM

julho 18, 2011

105 - Pérola - MARQUÊS DE POMBAL 1930 - LISBOA

105 - MarquesPombal-1930.jpg

Marquês de Pombal 1930 - Lisboa

Publicado por ramos às 08:45 PM | Comentários (0)

NÃO ESQUECER DE DAR OS PARABÉNS

É só para lembrar que hoje dia 18 de Julho faz 13 anos que o arbitro Se. Calheiros foi de férias ao Brasil com a familia, com viagem paga pelo FCPORTO

E vem publicado no jornal A Bola de 18 Julho 2005 quando fez 10 anos, eu agora vou ter cuidado e todos os anos lembrar a rapaziada para darem os parabéns ao Sr. Calheiros, e ao fcp

Publicado por ramos às 12:29 PM | Comentários (0)

julho 16, 2011

A EXPLICAÇÃO DO RATING


O QUE SÃO AGÊNCIAS DE RATING?

Todos os dias o Miguel, filho do dono da mercearia, rouba pastilhas elásticas ao pai para as vender aos colegas na escola.
Os colegas, cujos pais só lhes dão dinheiro para uma pastilha, não resistem e começam a consumirem, em média, cinco pastilhas diárias, pagando uma e ficando a dever quatro.
Até que um dia, quando já todos devem bastante dinheiro ao Miguel, ele conversa com o Cabeças, - alcunha do matulão da escola, um tipo que já chumbou quatro vezes - e nomeia-o como a sua agência de rating.
Basicamente, cada vez que um miúdo quer ficar a dever mais uma pastilha ao Miguel, é o Cabeças que dá o aval, classificando a capacidade financeira de cada um dos putos com "A+", "A", "A-", "B"...e por aí fora.
A Ritinha, que já está com uma dívida muito grande e com um peso na consciência ainda maior, acaba por confessar aos pais que tem consumido mais pastilhas do que devia.
Os pais, percebendo que a Ritinha está endividada, estabelecem um plano de ajuda para que ela possa saldar a sua dívida, aumentando-lhe a semanada mas obrigando-a a prometer que não irá gastar mais enquanto não pagar a dívida contraída.
O Cabeças quando descobre isto, desce imediatamente o rating da Ritinha junto do Miguel que, por sua vez, passa a vender-lhe cada pastilha pelo dobro do preço. A Ritinha, já viciada em pastilhas, prolonga o pagamento da sua dívida, dividindo o Miguel o lucro daí obtido com o Cabeças que, sendo o mais forte, é respeitado por todos.

Isto sim, é uma explicação!

(recebido por email)

Publicado por ramos às 04:09 PM | Comentários (0)

julho 15, 2011

A CRISE - CONTO


A crise ou outro conto curto !
A crise

Um homem vivia à beira de uma estrada e vendia cachorros-quentes.

Não tinha rádio, não tinha televisão e nem lia jornais, mas produzia e
vendia os melhores cachorros-quentes da região.

Preocupava-se com a divulgação do seu negócio e colocava cartazes pela
estrada, oferecia o seu produto em voz alta e o povo comprava e
gostava.

As vendas foram aumentando e, cada vez mais ele comprava o melhor pão
e as melhores salsichas.

Foi necessário também adquirir um fogão maior para atender a grande
quantidade de fregueses.

O negócio prosperava...

Os seus cachorros-quentes eram os melhores!

Com o dinheiro que ganhou conseguiu pagar uma boa escola ao filho.

O miúdo cresceu e foi estudar Economia numa das melhores Faculdades do país.

Finalmente, o filho já formado, voltou para casa, notou que o pai
continuava com a vida de sempre, vendendo cachorros-quentes feitos com
os melhores ingredientes e gastando dinheiro em cartazes, e teve uma
séria conversa com o pai:

- Pai, não ouve rádio? Não vê televisão? Não lê os jornais? Há uma
grande crise no mundo. A situação do nosso País é crítica. Há que
economizar!

Depois de ouvir as considerações do filho Doutor, o pai pensou: Bem,
se o meu filho que estudou Economia na melhor Faculdade, lê jornais,
vê televisão e internet, e acha isto, então só pode ter razão!

Com medo da crise, o pai procurou um fornecedor de pão mais barato (e,
é claro, pior).

Começou a comprar salsichas mais baratas (que eram, também, piores).

Para economizar, deixou de mandar fazer cartazes para colocar na estrada.

Abatido pela notícia da crise já não oferecia o seu produto em voz alta.

Tomadas essas 'providências', as vendas começaram a cair e foram
caindo, caindo até chegarem a níveis insuportáveis.

O negócio de cachorros-quentes do homem, que antes gerava recursos... faliu.

O pai, triste, disse ao filho: - Estavas certo filho, nós estamos no
meio de uma grande crise.

E comentou com os amigos, orgulhoso: - 'Bendita a hora em que pus o
meu filho a estudar economia, ele é que me avisou da crise...'


VIVEMOS NUM MUNDO CONTAMINADO DE MÁS NOTíCIAS E SE NÃO TOMARMOS O
DEVIDO CUIDADO, ESSAS MÁS NOTICIAS INFLUENCIAR-NOS-ÃO AO PONTO DE NOS
ROUBAREM A PROSPERIDADE.

O texto original foi publicado em 24 de Fevereiro de 1958 num anúncio da Quaker State Metals Co


(anda na net)

Publicado por ramos às 01:56 PM

julho 07, 2011

Sexo oral com jacaré

jacare_do-pantanal.jpg

Sexo oral com jacaré

Apresenta-se no palco um homem com um crocodilo.
Depois de agradecer os aplausos, o homem pega num cacetete, dá uma leve pancada na cabeça do crocodilo e este abre a boca.

O homem abre a calça, ajoelha-se e coloca o pênis na boca do crocodilo.

Começam a rufar os tambores e o público faz silêncio total. O homem então dá segunda cacetada na cabeça do crocodilo..

Este começa a fechar a boca lentamente.

-- Uaaahhh!!! - ouve-se a platéia.

O crocodilo, quando está quase a fechar a boca totalmente, pára!!!

Na platéia o silêncio é geral. Apenas se ouve o rufar dos tambores.

O homem dá uma terceira paulada na cabeça do crocodilo e este abre totalmente a boca.
O público explode em aplausos e a orquestra começa a tocar.

O homem põe-se de pé, fecha a calça, e num tom desafiador pergunta aos espectadores:

-- Alguém é capaz de fazer isto?


Aí, responde uma LOURA da platéia:

-- Eu faço!!! Só não gosto é que me batam na cabeça.

ops

Publicado por ramos às 09:05 AM | Comentários (1)

junho 25, 2011

OCULOS CHINESES

MAIS UMA DE ALENTEJANOS

Um Alentejano foi de visita à China e comprou um par de óculos cheios de tecnologia, que permitiam ver todas as pessoas nuas.

Manuel coloca os óculos e começa a ver todas as hospedeiras nuas, e fica doido com a descoberta chinesa.

- Ponho os óculos. Só vejo mulheres nuas!
Tiro os óculos. Já as vejo vestidas!
Que maravilha! Isto sim é tecnologia!
E assim foi o Manel para o Alentejo

Louco para mostrar a novidade à sua Maria.
No avião, maravilha-se ao máximo vendo as hospedeiras e as passageiras todas nuas.
Quando chega a casa, entra já com os óculos postos para abraçar a sua Maria toda nua.
Abre a porta de casa e vê a sua Maria a conversar com o seu vizinho, todos nus sentados no sofá.
Tira os óculos. Todos nus! Põe os óculos. Todos nus!
Tira os óculos. Todos nus! Põe os óculos. Todos nus!
E, Manel exclama:

Já avariaram!
Estes produtos chineses são uma merda!

Ops

Continue a ler "OCULOS CHINESES"

Publicado por ramos às 12:46 PM

junho 23, 2011

104 - LAPA - 1945 - LISBOA

104 - lapa-1945.jpg

Manifestação a comumorar a vitória dos Aliados na 2ª Guerra Mundial junto à Embaixada Britanica na Rua S.Domingos à Lapa em Maio de 1945 - Lisboa

Publicado por ramos às 11:35 PM | Comentários (2)

junho 19, 2011

103 - Pérola - MARTIM MONIZ - 1925 - LISBOA

103-m.moniz1935.jpg

Martim Monis - 1925 - Lisboa

Publicado por ramos às 08:10 PM | Comentários (1)

junho 16, 2011

o que as mães diziam quando éramos pequenos


Ensinamentos das MÃES DE ANTIGAMENTE:

o que as mães diziam quando éramos pequenos


Pra lembrar, e rir.
Coisas que nossas mães diziam e faziam...

Minha mãe ensinou a VALORIZAR O SORRISO...
"ME RESPONDE DE NOVO E EU TE ARREBENTO OS DENTES!"

Minha mãe me ensinou a RETIDÃO...
"EU TE AJEITO NEM QUE SEJA À PANCADA!"

Minha mãe me ensinou a DAR VALOR AO TRABALHO DOS OUTROS...
"SE TU E O TEU IRMÃO QUEREM ANDAR À PANCADA, VÃO LÁ PARA FORA. ACABEI DE LIMPAR A CASA!"

Minha mãe me ensinou LÓGICA E HIERARQUIA...
"PORQUE EU DIGO QUE É ASSIM! PONTO FINAL! QUEM É QUE MANDA AQUI?"

Minha mãe me ensinou o que é MOTIVAÇÃO...
"CONTINUA A CHORAR QUE EU VOU TE DAR UMA RAZÃO VERDADEIRA PARA TU CHORARES!"


Minha mãe me ensinou a CONTRADIÇÃO...
" FECHA A BOCA E COME!"

Minha Mãe me ensinou sobre ANTECIPAÇÃO...
"ESPERA SÓ ATÉ SEU PAI CHEGAR EM CASA!"

Minha Mãe me ensinou sobre PACIÊNCIA...
"CALMA!... QUANDO CHEGARMOS EM CASA VAIS VER COMO ELAS TE MORDEM."

Minha Mãe me ensinou a ENFRENTAR OS DESAFIOS...
"OLHE PARA MIM! E SÓ ME RESPONDES QUANDO EU TE FIZER UMA PERGUNTA!"

Minha Mãe me ensinou sobre RACIOCÍNIO LÓGICO...
"SE CAÍRES DESSA ÁRVORE VAIS PARTIR O PESCOÇO E EU VOU TE DAR UMA TAREIA!"

Minha Mãe me ensinou sobre GENÉTICA...
"ÉS IGUALZINHO AO TEU PAI!"


Minha Mãe me ensinou sobre minhas RAÍZES...
"PENSAS QUE NASCESTE NUMA FAMÍLIA RICA É?"

Minha Mãe me ensinou sobre a SABEDORIA DE IDADE...
"QUANDO TIVERES A MINHA IDADE, VAIS ENTENDER."

Minha Mãe me ensinou sobre JUSTIÇA...
"UM DIA TERÁS FILHOS, E EU ESPERO ELES FAÇAM PARA TI O MESMO QUE FAZES PARA MIM, ! AÍ VAIS VER O QUE É BOM!"

Minha mãe me ensinou RELIGIÃO...
"MELHOR REZARES PARA ESSA MANCHA SAIR DO TAPETE!"

Minha mãe me ensinou CONTORCIONISMO...
"OLHA SÓ ESSA ORELHA!, QUE NOJO!"


Minha mãe me ensinou DETERMINAÇÃO...
"VAI FICAR AÍ SENTADO ATÉ COMERES TODA COMIDA!"

Minha mãe me ensinou a ESCUTAR...
"SE NÃO ABAIXARES O SOM EU VOU AÍ E PARTO ESSE RÁDIO!"

Minha mãe me ensinou a TER GOSTO PELOS ESTUDOS...
"SE EU FOR AÍ E NÃO TIVERES ACABADO A LIÇÃO, TU JÁ SABES!..."

Minha mãe me ensinou os NÚMEROS...
"VOU CONTAR ATÉ DEZ. SE ESSE VASO NÃO APARECER, LEVAS UMA TAREIA"

OBRIGADA MÃE !!!

(ANDA NA net)

Publicado por ramos às 08:59 AM

junho 08, 2011

102 - LARGO SANTA LUZIA - 1952 - LISBOA

102 - l.s.luzia-1952.jpg

Largo Santa Luzia - Lisboa - 1952

Publicado por ramos às 11:19 PM | Comentários (0)

junho 02, 2011

101 - Pérola - PRAÇA DA RIBEIRA 1926 - LISBOA

101 - p.ribeira-1926.jpg

Praça da Ribeira 1926 - Lisboa

Publicado por ramos às 11:33 PM | Comentários (1)

MAS QUE AZAR.

MAS QUE AZAR....

Dois brancos e um negro estão num andaime, a lavar os vidros de um grande edifício.
De repente, o negro dá um gemido, vira-se para um dos brancos e diz:

- Ai, ai, ai! Preciso cagar, vou cagar aqui mesmo!

- Tás maluco, pá! Vais sujar toda a gente lá em baixo!

- Mas não aguento mais, meu! Não vai dar tempo pra descer!!!

- Então, bate na janela e pede à senhora que te deixe usar a casa de banho dela, aconselha o branco.
E é o que ele faz. Assim que a velha permite a entrada, ele voa para a sanita.

Está o negro tranquilo e aliviado, quando ouve uma gritaria sem fim. Quando sai, vê que o andaime tinha se partido e os dois brancos estavam lá em baixo espatifados no chão.

No dia seguinte, no velório, estão lá os amigos, as viúvas inconsoláveis e o negro acompanhado da esposa, quando chega o dono da empresa onde trabalhavam. Imediatamente todos se calam.

O empresário começa o seu discurso dirigindo-se às viúvas:

- Sei que é uma perda irreparável, mas vou, pelo menos, tentar aliviar tanto sofrimento. Como sei que as senhoras vivem em casas alugadas, darei uma casa a cada uma. Também sei que as senhoras dependem dos autocarros, por isso, darei um carro a cada uma. Quanto aos estudos dos vossos filhos, não se preocupem mais, pois tudo será por conta da empresa até que terminem a Faculdade. E, para finalizar, as senhoras receberão todos os meses 1000 Euros, para despesas correntes e um cartão para as compras no mercado com um crédito mensal de 300 Euros.

E a mulher do negro, já meio arroxeada, não se conteve mais e diz ao ouvido do marido:

- E tu a cagar, né??? Seu preto di merda!!!!

ops

Publicado por ramos às 08:00 PM | Comentários (1)

maio 28, 2011

100 - PÉROLA - Baixa 1905 - Lisboa

100 - graça-1905.jpg

Baixa - Electrico e elevador para a Graça - 1905 - Lisboa

Publicado por ramos às 07:48 PM | Comentários (0)

maio 25, 2011

99 - Pérola - ESTRELA - 1950 - LISBOA

estrela-1950.jpg

Estrela 1950 - Lisboa

Publicado por ramos às 08:22 PM | Comentários (0)

98 - Pérola - ELECTRICO E CARRO DE BOIS - LISBOABIDOS - 1935 - LISBOA

98 - electrico-carro bois.jpg

Electrico e carro de Bois

Publicado por ramos às 07:55 PM | Comentários (2)

maio 12, 2011

97 - Pérola - 5 OUTUBRO 1910 - ROSSIO - LISBOA

97 - 5 out 1910.jpg

Rossio 5 Outubro 1910 - LISBOA

Publicado por ramos às 09:55 PM | Comentários (1)

maio 10, 2011

96 - Pérola - ROCHA CONDE OBIDOS - - 1962 -LISBOA

96 - belem.jpg

ROCHA CONDE OBIDOS 1962 - Lisboa - oficinas dos comboios

Os meus agradecimentos ai Sr. ASNeves pela correcção, pois eu tinha escrito por erro que era em Belám, aqui deixo parte do seu mail


A foto publicada em 31.10.2005 não é de Belém , nem da Oficina dos Comboios
mas sim da Rocha de Conde de Òbidos
devendo ter sido tirada das escadas sobranceiras pelas quais se sobe da Av. 24 de Julho
para o jardim que de um lado tem o Museu de Arte Antiga e do outro a Cruz Vermelha e
que confinam com a Rua das Janelas Verdes

O local er a há muito encerrada passagem de nível que dava passagem para a Gare Maritima
da Rocha e para ( à esquerda) o Estaleiro Naval, já a esse tempo, da "LISNAVE"

O edifício em primeiro plano era o Posto da Guarda Fiscal
Por detrás vêsse a Ponte giratória que atravessava a doca de Alcântara
( também chamada "dos Espanhóis"), agora tranformada em marina

Obrigado pela atenção

os meus cumprimentos

ASNeves

Publicado por ramos às 08:12 PM | Comentários (4)

95 - Pérola - RUA S.PAULO 1945 - LISBOA

d.s.paulo-1945.jpg

Cheias de Inverno na Rua S.Paulo em 1945 - Lisboa

Publicado por ramos às 07:14 PM | Comentários (1)

maio 09, 2011

PARA A GERAÇÃO À RASCA

PARA A GERAÇÃO À RASCA

Encontrei este texto ... estamos todos a precisar de ler isto!

Este texto não é meu.... encontrei-o num blog... mas estamos todos a
precisar de ler isto!

A geração dos meus pais não foi uma geração à rasca.
Foi uma geração com capacidade para se desenrascar.
Numa terriola do Minho as condições de vida não eram as melhores.
Mas o meu pai António não ficou de braços cruzados à espera do Estado
ou de quem quer que fosse para se desenrascar.
Veio para Lisboa, aos 14 anos, onde um seu irmão, um pouco mais velho,
o Artur, já se encontrava.

Mais tarde veio o Joaquim, o irmão mais novo.
Apenas sabendo tratar da terra e do pastoreio, perdidos na grande e
desconhecida Lisboa, lançaram-se à vida.
Porque recusaram ser uma geração à rasca fizeram uma coisa muito simples.
Foram trabalhar.

Não havia condições para fazerem o que sabiam e gostavam.
Não ficaram à espera.
Foram taberneiros.
Foram carvoeiros.
Fizeram milhares de bolas de carvão e serviram milhares de copos de
vinho ao balcão.
Foram simples empregados de tasca.
Mas pouparam.
E quando surgiu a oportunidade estabeleceram-se como comerciantes no ramo.
Cada um à sua maneira foram-se desenrascando.
Porque sempre assumiram as suas vidas pelas suas próprias mãos.
Porque sempre acreditaram neles próprios.

E nós, eu e os meus primos, nunca passámos por necessidades básicas.
Nós, eu e os meus primos, sempre tivémos a possibilidade de acesso ao
ensino e à formação como ferramentas para o futuro.
Uns aproveitaram melhor, outros nem tanto, mas todos tiveram as
condições que necessitaram.
E é este o exemplo de vida que, ainda hoje, com 60 anos, me norteia e
me conduz.

Salvaguardadas as diferenças dos tempos mantenho este espírito.
Não preciso das ajudas do Estado.
Porque o meu pai e tios também não precisaram e desenrascaram-se.
Não preciso das ajudas da família que também têm as suas próprias vidas.
Não preciso das ajudas dos vizinhos e amigos.
Porque o meu pai e tios também não precisaram e desenrascaram-se.

Preciso de mim.
Só de mim.
E, por isso, não sou, nunca fui, de qualquer geração à rasca.
Porque me desenrasco.
Porque sempre me desenrasquei.

O mal desta auto-intitulada geração à rasca é a incapacidade que revelam.
Habituados, mal habituados, a terem tudo de mão beijada.
Habituados, mal habituados, a não precisarem de lutar por nada porque
tudo lhes foi sendo oferecido.
Habituados, mal habituados, a pensarem que lhes bastaria um canudo de
um qualquer curso dito superior para terem garantida a eterna e fácil
prosperidade.
Sentem-se desiludidos.

E a culpa desta desilusão é dos "papás" que os convenceram que a vida
é um mar de rosas.
Mas não é.
É altura de aprenderem a ser humildes.
É altura de fazerem opções.
Podem ser "encanudados" de qualquer curso mas não encontram emprego "digno".
Podem ser "encanudados" de qualquer curso mas não conseguem ganhar o
dinheiro que possa sustentar, de imediato, a vida que os acostumaram a
pensar ser facilmente conseguida.
Experimentem dar tempo ao tempo, e entretanto, deitem a mão a qualquer coisa.
Mexam-se.
Trabalhem.
Ganhem dinheiro.

Na loja do Shopping.
Porque não ?
Aaaahhh porque é Doutor...
Doutor em loja de Shopping não dá status social.
Pois não.
Mas dá algum dinheiro.
E logo chegará o tempo em que irão encontrar o tal e ambicionado
emprego "digno".
O tal que dá status.

O meu pai e tios fizeram bolas de carvão e venderam copos de vinho.
Eu, que sou Informático, System Engineer, em alturas de aperto, vendi
bolos, calças de ganga, trabalhei em cafés, etc.
E garanto-vos que sou hoje muito melhor e mais reconhecido socialmente
do que se sempre tivesse tido a papinha toda feita.

Geração à rasca ?
Vão trabalhar que isso passa.
(anda na net)

Publicado por ramos às 05:34 PM

maio 04, 2011

94 - Pérola - AJUDA 1960 - LISBOA

94 - ajuda-1960.jpg

Ajuda Lisboa em 1960

Publicado por ramos às 08:09 PM | Comentários (0)

ISTO É 2010

ISTO É 2010

Diário da República nº 28 - I série- datado de 10 de Fevereiro de 2010 - RESOLUÇÃO da Assembleia da República nº 11/2010.

Poderão aceder através do site http://WWW.dre.pt

Algumas rubricas do orçamento da Assembleia da Republica
1 - Vencimento de Deputados .................................................12 milhões 349 mil Euros
2 - Ajudas de Custo de Deputados.............................................2 milhões 724 mil Euros
3 - Transportes de Deputados ...................................................3 milhões 869 mil Euros
4 - Deslocações e Estadas .........................................................2 milhões 363 mil Euros
5 - Assistência Técnica (??) .......................................................2 milhões 948 mil Euros
6 - Outros Trabalhos Especializados (??) ...................................3 milhões 593 mil Euros
7 - RESTAURANTE,REFEITÓRIO,CAFETARIA...............................................961 mil Euros
8 - Subvenções aos Grupos Parlamentares................................................970 mil Euros
9 - Equipamento de Informática ................................................2 milhões 110 mil Euros
10- Outros Investimentos (??) ....................................................2 milhões 420 mil Euros
11- Edificios ...............................................................................2 milhões 686 mil Euros
12- Transfer's (??) Diversos (??)................................................13 milhões 506 mil Euros
13- SUBVENÇÃO aos PARTIDOS na A. R. .................................16 milhões 977 mil Euros
14- SUBVENÇÕES CAMPANHAS ELEITORAIS ...........................73 milhões 798 mil Euros

NO TOTAL a DESPESA ORÇAMENTADA para o ANO de 2010, é :?

191 405 356,61 (191 Milhões 405 mil 356 Euros e 61 cêntimos) - Ver Folha 372 do acima identificado Diário da República nº 28 - 1ª Série -, de 10 de Fevereiro de 2010.

(anda na net)

Publicado por ramos às 02:16 PM

maio 02, 2011

93 - Pérola - ALGÉS - 1905

93 - algés-1905.jpg

Algés - 1905

Publicado por ramos às 07:32 PM | Comentários (1)

abril 28, 2011

O PRESENTE

O Presente

Existia um senhor muito rico que gostava muito de fazer maldades.Um dia ele descobriu que em frente de sua casa, morava uma senhora muito pobre que estava fazendo aniversário.

Ele, mais do que depressa, pegou uma bandeja de prata caríssima e colocou nela um monte de lixo. Foi até o portão da senhora e tocou a campainha. Logo a senhora de idade abriu devagar o portão e cumprimentou-o:

- "Bom dia, senhor."
- "Bom dia. Como sei que a senhora está completando anos... trouxe um presente". E lhe entregou a bandeja.

Ela abriu um sorriso e disse:
- "Obrigado ...o senhor pode aguardar um minuto?"

E saiu. O senhor rico, com uma cara de espanto pela atitude, aguardou.
Ela entrou, lavou a bandeja e depositou muitas flores de todos os tipos e perfumes. Voltou e entregou ao homem.
O senhor rico, incrédulo e espantado, disse:

- "Mas como? Eu te ofereço lixo e a senhora me dá flores?

- "Filho, eu aprendi neste mundo que cada um oferta o que tem no coração".

muito boa (anda na net)

Publicado por ramos às 09:00 PM

abril 26, 2011

92 - ELEVADOR DA BICA 1933 - LISBOA

92 - bica-1933.jpg

Elevador da Bica em 1933

Publicado por ramos às 05:35 PM | Comentários (0)

abril 25, 2011

ABRIL DE CRAVOS

ABRIL DE CRAVOS

Poetas apareceram p’la tarde
Músicos e tantos cantantes
Chegou a chama da felicidade
Num Abril de cravos flamejantes

As gentes riam chorando
P’ra felicidade de tantos
Nas Igrejas se foi orando
Sorriram fieis e os Santos

E por aquele Abril novo
Muitos, muitos lutaram
Nas prisões apareceu o povo
Libertando os que sonharam

Vários Sois por Abril já passaram
E algum povo ainda acredita
Mas... corações já se desgastaram
Nesses a esperança já não habita

Que fizeram ao nosso acreditar
Gentes de pouca vergonha
O cravo não consegue medrar
E o povo de agora já não sonha

A revolução dos homens se vai
Na crista da onda da esperança
O belo sonho cambaleando, cai
No puder, que pouco a pouco avança

Desaparece o sorriso da gente boa
A liberdade está emudecendo
Hoje de mansinho outros vão na proa
E o Abril de cravos vai entristecendo

Era o Abril na história duma vida
Que tarde o bem fez chegar
A bandeira desfraldada vai sumida
Na Pátria que o povo quer amar

De. Fernando Ramos

Publicado por ramos às 08:00 PM | Comentários (0)

abril 24, 2011

A Revolução anda no ar e vai descer à Terra...

Leiam com atenção e reflitam.Isto já eu ando a dizer há muito tempo ...Um Brasil é também e ainda...uma hipótese.

Desconheço o autor, mas merece a pena reflectir.

A Revolução anda no ar e vai descer à Terra...
Há cerca de 3 ou 4 meses começaram a dar-se alterações profundas, e de nível global, em 10 dos principais factores que sustentam a sociedade actual. Num processo rápido e radical, que resultará em algo novo, diferente e porventura traumático, com resultados visíveis dentro de 6 a 12 meses... E que irá mudar as nossas sociedades e a nossa forma de vida nos próximos 15 ou 25 anos!

... tal como ocorreu noutros períodos da história recente: no status político-industrial saído da Europa do pós-guerra, nas alterações induzidas pelo Vietname/ Woodstock/ Maio de 68 (além e aquém Atlântico), ou na crise do petróleo de 73.

Façamos um rápido balanço da mudança, e do que está a acontecer aos "10 factores":

1º- A Crise Financeira Mundial : desde há 8 meses que o Sistema Financeiro Mundial está à beira do colapso (leia-se "bancarrota") e só se tem aguentado porque os 4 grandes Bancos Centrais mundiais - a FED, o BCE, o Banco do Japão e o Tesouro Britânico - têm injectado (eufemismo que quer dizer: "emprestado virtualmente à taxa zero") montantes astronómicos e inimagináveis no Sistema Bancário Mundial, sem o qual este já teria ruído como um castelo de cartas. Ainda ninguém sabe o que virá, ou como irá acabar esta história !...

2º- A Crise do Petróleo : Desde há 6 meses que o petróleo entrou na espiral de preços. Não há a mínima ideia/teoria de como irá terminar. Duas coisas são porém claras: primeiro, o petróleo jamais voltará aos níveis de 2007 (ou seja, a alta de preço é adquirida e definitiva, devido à visão estratégica da China e da Índia que o compram e amealham!) e começarão rapidamente a fazer sentir-se os efeitos dos custos de energia, de transportes, de serviços. Por exemplo, quem utiliza frequentemente o avião, assistiu há 2 semanas a uma subida no preço dos bilhetes de... 50% (leu bem: cinquenta por cento). É escusado referir as enormes implicações sociais deste factor: basta lembrar que por exemplo toda a indústria de férias e turismo de massas para as classes médias (que, por exemplo, em Portugal ou Espanha representa 15% do PIB) irá virtualmente desaparecer em 12 meses! Acabaram as viagens de avião baratas (...e as férias massivas!), a inflação controlada, etc...

3º- A Contracção da Mobilidade : fortemente afectados pelos preços do petróleo, os transportes de mercadorias irão sofrer contracção profunda e as trocas físicas comerciais (que sempre implicam transporte) irão sofrer fortíssima retracção, com as óbvias consequências nas indústrias a montante e na interpenetração económica mundial.

4º- A Imigração : a Europa absorveu nos últimos 4 anos cerca de 40 milhões de imigrantes, que buscam melhores condições de vida e formação, num movimento incessante e anacrónico (os imigrantes são precisos para fazer os trabalhos não rentáveis, mas mudam radicalmente a composição social de países-chave como a Alemanha, a Espanha, a Inglaterra ou a Itália). Este movimento irá previsivelmente manter-se nos próximos 5 ou 6 anos! A Europa terá em breve mais de 85 milhões de imigrantes que lutarão pelo poder e melhor estatuto sócio-económico (até agora, vivemos nós em ascensão e com direitos à custa das matérias-primas e da pobreza deles)!

5º- A Destruição da Classe Média : quem tem oportunidade de circular um pouco pela Europa apercebe-se que o movimento de destruição das classes médias (que julgávamos estar apenas a acontecer em Portugal e à custa deste governo) está de facto a "varrer" o Velho Continente! Em Espanha, na Holanda, na Inglaterra ou mesmo em França os problemas das classes médias são comuns e (descontados alguns matizes e diferente gradação) as pessoas estão endividadas, a perder rendimentos, a perder força social e capacidade de intervenção.

6º- A Europa Morreu : embora ainda estejam projectar o cerimonial do enterro, todos os Euro-Políticos perceberam que a Europa moribunda já não tem projecto, já não tem razão de ser, que já não tem liderança e que já não consegue definir quaisquer objectivos num "caldo" de 27 países com poucos ou nenhuns traços comuns!... Já nenhum Cidadão Europeu acredita na "Europa", nem dela espera coisa importante para a sua vida ou o seu futuro! O "Requiem" pela Europa e dos "seus valores" foi chão que deu uvas: deu-se há dias na Irlanda!

7º- A China ao assalto! Contou-me um profissional do sector: a construção naval ao nível mundial comunicou aos interessados a incapacidade em satisfazer entregas de barcos nos próximos 2 anos, porque TODOS os estaleiros navais do Mundo têm TODA a sua capacidade de construção ocupada por encomendas de navios.... da China. O gigante asiático vai agora "atacar" o coração da Indústria europeia e americana (até aqui foi just a joke...). Foram apresentados há dias no mais importante Salão Automóvel mundial os novos carros chineses. Desenhados por notáveis gabinetes europeus e americanos, Giuggiaro e Pininfarina incluídos, os novos carros chineses são soberbos, réplicas perfeitas de BMWs e de Mercedes (eu já os vi!) e vão chegar à Europa entre os 8.000 e os 19.000 euros! E quando falamos de Indústria Automóvel ou Aeroespacial europeia...helás! Estamos a falar de centenas de milhar de postos de trabalhos e do maior motor económico, financeiro e tecnológico da nossa sociedade. À beira desta ameaça, a crise do têxtil foi uma brincadeira de crianças! (Os chineses estão estrategicamente em todos os cantos do mundo a escoar todo o tipo de produtos da China, que está a qualificá-los cada vez mais).

8º- A Crise do Edifício Social : As sociedades ocidentais terminaram com o paradigma da sociedade baseada na célula familiar! As pessoas já não se casam, as famílias tradicionais desfazem-se a um ritmo alucinante, as novas gerações não querem laços de projecto comum, os jovens não querem compromissos, dificultando a criação de um espírito de estratégias e actuação comum...

9º- O Ressurgir da Rússia/Índia : para os menos atentos: a Rússia e a Índia estão a evoluir tecnológica, social e economicamente a uma velocidade estonteante! Com fortes lideranças e ambições estratégicas, em 5 anos ultrapassarão a Alemanha!

10º- A Revolução Tecnológica : nos últimos meses o salto dado pela revolução tecnológica (incluindo a biotecnologia, a energia, as comunicações, a nano tecnologia e a integração tecnológica) suplantou tudo o previsto e processou-se a um ritmo 9 vezes superior à média dos últimos 5 anos!

Eis pois, a Revolução!

Tal como numa conta de multiplicar, estes dez factores estão ligados por um sinal de "vezes" e, no fim, têm um sinal de "igual". Mas o resultado é ainda desconhecido e... imprevisível. Uma coisa é certa: as nossas vidas vão mudar radicalmente nos próximos 12 meses e as mudanças marcar-nos-ão (permanecerão) nos próximos 10 ou 20 anos, forçando-nos a ter carreiras profissionais instáveis, com muito menos promoções e apoios financeiros, a ter estilos de vida mais modestos, recreativos e ecológicos.

Um conselho final: é importante estar aberto e dentro do novo espírito, visionando e desfrutando das suas potencialidades! Ir em frente! Sem medo!

Afinal, depois de cada Revolução, o Mundo sempre mudou para melhor!...

14.4.2011
(anda na net)

Publicado por ramos às 02:11 PM | Comentários (0)

abril 22, 2011

91 - av. liberdade 1946 - lisboa

91 -av.liberdade-1946.jpg

Avenida da liberdade 1946

Publicado por ramos às 10:09 PM | Comentários (2)

abril 20, 2011

90 - Pérola - CAIS DE SANTOS 1930 - Lisboa

90 - csanto-1930.jpg

Santo AMARO - 1930 - Lisboa

Publicado por ramos às 11:15 PM | Comentários (0)

abril 18, 2011

89 - Pérola - AV. LIBERDADE 1942 - LISBOA

89-av-lib-1942.jpg

Avenida da Liberdade 1942 - Lisboa

Publicado por ramos às 07:14 PM | Comentários (1)

abril 15, 2011

88 - Pérola - TRANSPORTE DE PASSAGEIROS - 1909 - LISBOA

88-salazar.jpg

Transporte de passageiros 1909 - carro de verão por ser aberto - de inverno eram fechados - Eram da Empresa Salazar

Publicado por ramos às 08:18 PM | Comentários (0)

abril 14, 2011

Geração à rasca foi a minha !

Geração à rasca foi a minha !

Foi uma Geração que viveu num país vazio de gente por causa da emigração e da guerra colonial, onde era proibido ser diferente, pensar que todos deveriam ter acesso à saúde, ao ensino e à segurança social.

Uma Geração de opiniões censuradas a lápis azul. De mulheres com poucos direitos, mas de homens cheios deles. De grávidas sem assistência e de crianças analfabetas. A mortalidade infantil era de 44,9%. Hoje é de 3,6%.

Que viveu numa terra em que o casamento era para toda a vida, o divórcio proibido, as uniões de facto eram pecado e filhos sem casar uma desonra.Hoje, o conceito de família mudou. Há casados, recasados, em união de facto, casais homossexuais, monoparentais, sem filhos por opção, mães solteiras porque sim, pais biológicos, etc.

A mulher era, perante a lei, inferior. A sociedade subjugava-a ao marido, o chefe de família, que tinha o direito de não autorizar a sua saída do país ou de ler-lhe a correspondência.

Os televisores LED, ou a 3 dimensões eram uns caixotes a preto e branco onde se colocava à frente do ecrã um filtro colorido, mas apenas se conseguia transformar os locutores em ET's desfocados.

Na rádio ouviam-se apenas 3 estações - a oficial Emissora Nacional, a católica Rádio Renascença e o inovador Rádio Clube Português. Não tínhamos então os Gato Fedorento, mas dava-nos imenso gozo ouvir Os Parodiantes de Lisboa, ou a Voz dos Ridículos.

As Raves da época eram as festas de garagem, onde de ouvia música de vinil e se fumava liamba das colónias. Nada de Bares ou Danceterias.As Docas eram para estivadores, e O Jamaica do Cais do Sodré para marujos.

A "Night" era para os boémios. Éramos a geração das tascas, das casas de fado e das boites de fama duvidosa. Discotecas eram lojas que vendiam discos, como a Valentim de Carvalho ou a Vadeca.

As Redes Sociais chamavam-se Aerogramas, cartas que a nossa juventude enviava lá da guerra aos pais, noivas, namoradas ou madrinhas de guerra.Agora vivem na Internet, ora alimentando números de socialização no
Facebook, ora cultivando batatas no Farmville. Os SMS e E-Mails cheios de k e vazios de assentos eram as nossas cartas e postais ou papelinhos contrabandeados nas aulas.

As viagens Low-Cost na nossa Geração eram feitas por via marítima. Quem não se lembra do Niassa, do Timor, do Quanza, do Índia entre outros, tenebrosos navios que, quando embarcávamos, só tínhamos uma certeza - a
viagem de ida, quer fosse para Angola, Moçambique ou Guiné.

Ginásios? Só nas coletividades. Os SPAS chamavam-se Termas e só serviam doentes. Coca-Cola e Pepsi? Eram proibidas. Bebia-se laranjada, gasosa ou pirolito.

Agora IMAGINEM, o que teriam para contar e escrever sobre a sua geração, se o soubessem fazer os analfabetos, nascidos na década de 30 e 40 do século passado, que viveu os despojos da 2ª. guerra mundial e todos os seus efeitos posteriores, desde o RACIONAMENTO, com o uso de SENHAS, que condicionavam os bens mais comezinhos, como o acesso ao carvão, às bolas de carvão, ao petróleo para uso nos fogareiros, limitava o nº. pães/carcaças às famílias, não havia azeite, açúcar bem como a maioria dos bens alimentares, as famílias completas com 4 e 5 filhos, viviam em buracos telúricos, barracas, quartos ou partes de casa alugadas, as pessoas andavam descalças, rotas mas sem ser por moda, passavam verdadeira fome, empenhavam tudo o que havia em casa à 4ª.Feira, para depois levantar da casa de penhores, se pudessem, ao sábado, dia de receber o reles salário, num ciclo vicioso.

Os atrás citados, são a geração dos atuais avós ou bisavós, que ainda vivos continuam a não contar aos descendentes por vergonha do seu passado e depois na ânsia de darem uma vida melhor aos seus filhos e netos os estragaram com mimos e benesses e contribuíram inconscientemente, para que eles enveredassem desmesuradamente pelo consumismo de toda a ordem, criando uma dívida descomunal sem procedentes na história do país.

Esta é que é uma verdade insofismável que poucos tem a coragem de contar.Na minha geração, dos jovens só se esperava que fossem para a tropa ou emigrassem. Na minha Geração o País, tal como as fotografias, era a preto e branco.

(anda na net)




Publicado por ramos às 02:03 PM

abril 12, 2011

87 - Pérola - CONDEBARÃO- 1901 - LISBOA

87-c.barão-1901.jpg

Condebarão 1901 - Lisboa andava em obras

Publicado por ramos às 10:16 PM | Comentários (1)

BENFICA

benfica10.jpg


Títulos até 2010

32 Campeonatos Nacionais
24 Taças de Portugal
2 Taças Campeões Europeus
1 Taça Latina
2 Taças da Liga
4 Super Taças

BALANÇO HISTÓRICO DA TAÇA DE PORTUGAL
COM 2008

BENFICA 24 troféus
Sporting 15
F.C.Porto 13
Boavista 5
Belenenses 3
V.Setúbal 3
Sp.Braga 1
Académica 1
E.Amadora 1
Leixões 1
Beira Mar 1

NOTA: Não inclui os Campeonatos de Portugal

BENFICA-SPORTING - 1908
benfica-sporting-1908.jpg
Um grande "derby" em 1908 - Benfica 2 - Sporting 0

BENFICA O 3º CLUBE COM MAIS FINAIS DISPUTADAS até 30.3.2007 nas TCCE

1º REAL MADRID COM 12 FINAIS
2º AC MILAN COM 10 FINAIS
3º BENFICA COM 7 FINAIS - 1961-1962-1963-1965-1968-1988 e 1990
4ºLiverpool (Inglaterra) 7
5ºBayern de Munique (Alemanha) 7
6ºJuventus Turim (Itália) 7

o Fcporto tem 2 finais 1987 e 2004, o Sporting CP não tem nenhuma

UM GRANDE CAMPEÃO
francisco lazaro-1912.jpg
Francisco Lázaro na maratona de Estocolmo em 1912 omde veio a falecer nesta prova, um grande campeão a sua melhor marca na maratona de 42,8 km foi de 2 horas 52 minutos

ACTA E EMBLEMAS DO BENFICA
emblemas-acta.jpg
(1) - 1ª ACTA DA FUNDAÇÃO DO BENFICA -
(2) - EMBLEMA DO GRUPO SPORT LISBOA - FUNDADO EM 28.2.1904
(3) - EMBLEMA DO GRUPO SPORT BENFICA - FUNDADO EM 26.7.1906
(4) - EMBLEMA DO SPORT LISBOA E BENFICA EM 1908

EQUIPA DE 1904/1906
benfica-11.jpg
Sentados - da esquerda para direita - António Rosa Rodrigues-Silvestre da Silva- Candido Rosa Rodrigues-José Rosa Rodrigues e Carlos França
De pé - José da Cruz Viegas-Manuel Mora-Fortunato Levy-Albano Santos-António Couto- e Emilio Carvalho

motos1936.jpg
Equipa do Benfica de 1936 - 1º classificada nesse ano - Jornal STADIUM 26.8.1936 num 237

Equipa de ciclismo de 1931
ciclismo-1931.jpg
jornal Stadium de 17.8.1932

EQUIPA DE 1908/1909
equipa-1908.jpg
Sentados - da esquerda para a direita - Carlos França-Antonio Meireles-David da Fonseca-Eduardo Corga- e António Costa
DE PÉ - Artur - José Pereira-Leopoldino Mocho-Cosme Damião-João Persónio-Luis Vieira e Henrique Costa

ACTA DA FUNDAÇÃO DO BENFICA - 1904
fundação1904.jpg
GALERIA DE HONRA DO SPORT LISBOA - (1)- Presidente - João Rosa Rodrigues
(2)- Secretário - Daniel Santos Brito - (3)- Tesoureiro - Manuel Gourlade - (4)-Primeiro Presidente - Dr. Januário Barreto
(5)-Grande figura do S.L.B. Felix Bermudes - (6)- Capitão Geral - Cosme Damião

EUSÉBIO O MAIOR E MELHOR JOGADOR DO BENFICA DE SEMPRE
eusebio.jpg
Eusébio da Silva Ferreira

benfica-1960.jpg

CAMPEÃO NACIONAL E EUROPEU DE 1960/1961
De pé da esquerda para direita - NETO-CRUZ-BELA GUTMAM (treinador)-GERMANO-SARAIVA-COSTA PEREIRA (guarda redes)-ARTUR E ANGELO
Sentados da esquerda para direita-MARIO JOÃO (com a taça de Campeão Nacional de 1960/61-JOSÉ AUGUSTO-SANTANA-JOSÉ AGUAS-COLUNA-CAVEM E SERRA (Com a taça de Campeão da Europa)

sheu-inacio-vitor batista.jpg
Vitor Batista marca aqui um grande golo ao Sporting - Sheu-Inácio (Sporting) e Vitor Batista
vitor batista-1.jpg
A história do Brinco de Vitor Batista

benfica 1932.jpg
Equipa do Benfica de 1932
jornal STADIUM de 7.12.1932 numero 43


Publicado por ramos às 06:41 PM | Comentários (1)

86 - Pérola - ELÉCTRICO PARA O HIPÓDROMO - 1905

86-electr-1905.jpg

Eléctrico de 1905

Publicado por ramos às 10:06 AM | Comentários (0)

abril 11, 2011

85 - Pérola - CARNAVAL DE 1912 - LISBOA

85-carnaval-1912.jpg

Carnaval na Baixa de LISBOA - 1912

Publicado por ramos às 08:16 PM | Comentários (0)

abril 07, 2011

84 - Pérola - AV REPUBLICA 1904 - LISBOA

av.rep-1904.jpg

Av. República 1904 - Lisboa - ainda não havia transito

Publicado por ramos às 11:56 PM | Comentários (1)

abril 05, 2011

83 - Pérola - LARGO DO CORPO SANTO - 1930 - LISBOA

lcsanto-1930.jpg

Largo do Corpo Santo 1930 - Lisboa

Publicado por ramos às 10:15 PM | Comentários (0)

82 - Pérola - CHORA - TRANSPORTE DE 1909 - LISBOA

chora-1909.jpg

Este era o transporte de passageiros em 1909, e era da Empresa Eduardo Jorge. Os animais trazem o carro de madeira sobre os carris
Esta foto foi tirada no CONDEBARÃO em Lisboa

Publicado por ramos às 05:18 PM | Comentários (0)

abril 04, 2011

81 - Pérola - VENDA DE FLORES - 1943 - LISBOA

81-flores-1943.jpg

Venda de flores em Lisboa - 1943

Publicado por ramos às 05:00 PM | Comentários (0)

ESTRATÉGIA DO SENHOR AZUL

ESTRATÉGIA DO SENHOR AZUL

Um senhor vivia sozinho na linda Cidade do Porto.

Ele queria que o seu clube também tivesse um grande Jardim lá na terra, o mais bonito de todos
Mas cavar era um trabalho muito pesado, dado que o seu clube azul e branco, era muito pequeno, e por isso tinha um jardim também muito pequeno, talvez um canteiro, e não dava para ter um clube do tamanho dos Vermelhos de Lisboa, e ter um Jardim como eles tinham, um dos mais bonitos e floridos do mundo.

O Sr. Do clube azul, tinha alguns amigos lá da terra que o podiam ajudar a cavar e fazer crescer o seu jardim, mas eles estavam na prisão por terem destruído umas casas do clube Vermelho e Branco, e umas bombas de gasolina
.
O homem do azul então escreveu a seguinte carta aos seus amigos presidiários:

“Queridos amigos, estou muito triste, pois não vou poder fazer um jardim como os de Lisboa. Detesto não poder fazê-lo, porque os meus companheiros da batota sempre me ajudaram a fazer algumas coisas por aí (será que ele se estava a referir ás escutas do apito dourado?) .
Mas eu já estou velho demais para continuar com as vigarices, e para cavar a terra do nosso pequenino Jardim. Se vocês estivessem aqui, eu não teria esse problema, pois poderiam contar convosco, mas não vai ser possível dado estarem na prisão por malfeitorias.

Com amor, do vosso eterno amiguinho”.

Pouco depois, o senhor do clube azul e branco recebeu o seguinte telegrama:

'PELO AMOR DE DEUS, nosso amiguinho, não cave o jardim!
Foi lá que nós escondemos todas as patifarias feitas ao clube Vermelho e Branco de Lisboa'

Como as correspondências eram espiadas na prisão, às quatro da manhã do dia seguinte, umas 3 dúzia de agentes da PSP e Gnrs apareceram e cavaram todo o pequeno jardim azul , sem encontrarem quaisquer vigarices, patifarias e afins, pois eles, como são muito espertos tinham as enterrado noutro local.

Confuso, o velho do clube azul e branco escreveu uma carta para os amiguinhos presos contando o que acontecera.

Esta foi a resposta do pessoal da prisa:

'Pode fazer crescer agora o nosso amado jardim pequenino, pois isso foi o máximo que nós aqui pudemos fazer de momento, por a bófia a trabalhar para o nosso estimado clube”

Estratégia é tudo!!!

Publicado por ramos às 12:20 PM

abril 03, 2011

80 - Pérola - AV. REPÚBLICA 1944 - LISBOA

av.republica-1944.jpg

Cheias na Av. Républica em 1944 - Lisboa

Publicado por ramos às 07:19 PM | Comentários (0)

abril 02, 2011

79 - Pérola - ROSSIO - 1949 - LISBOA

79-rossio-1949.jpg

Rossio - 1949 - Lisboa

Publicado por ramos às 10:27 PM | Comentários (0)

AVANTE AVANTE P´LO BENFICA - 1º Hino do BENFICA

benfica10.jpg

felix_bermudes-fez 1º hino ao Benfica.jpg
FÉLIX BERMUDES

Félix Bermudes foi presidente do Sport Lisboa e Benfica em 1916-1917, 1930-1931 e 1945.

Impôs-se desde muito cedo, ao lado de Cosme Damião, primeiro como atleta e, mais tarde, como dirigente. Praticou futebol, atletismo, ténis, ciclismo, tiro, esgrima, hipismo e natação, e foi o homem de cultura, que deixou o nome ligado a um sem-número de peças teatrais, comédias e revistas.

Quando da sua segunda passagem pelo clube, em 1945/46 (em 1930, não aceitou tomar a posse), o jornal Os Sports, onde publicou muitos poemas, deu ênfase ao facto de Félix Bermudes pertencer a uma equipa de dirigentes que honram um clube e de significar para os mais novos a exemplar conduta para um irmão mais velho.

Nos seus mandatos, o Benfica obteve três vitórias consecutivas no Campeonato de Lisboa (1915/16 a 1917/18) e, no último ano, em 1945, sagrou-se campeão nacional e resolveu o intrincado problema da sede da Rua Gomes Pereira, através da compra do edifício por 700 contos, a liquidar em 15 anos. Particularmente marcante terá sido a sua acção em 1906, quando, com Cosme Damião, evitou o desmoronamento do clube, contribuindo com dinheiro próprio para o efeito.


AVANTE AVANTE P`LO BENFICA
1º Hino do Benfica

"Todos por um!" eis a divisa,
Do velho Clube Campeão,
Que um nobre esforço imortaliza,
Em gloriosa tradição.
Olhando altivo o seu passado,
Pode ter fé no seu futuro.
Pois conservou imaculado
Um ideal sincero e puro.

REFRÃO
Avante, avante p'lo Benfica,
Que uma aura triunfante Glorifica!
E vós, ó rapazes, com fogo sagrado,
Honrai agora os ases
Que nos honraram o passado!


Olhemos fitos essa Águia altiva,
Essa Águia heráldica e suprema,
Padrão da raça ardente e viva,
Erguendo ao alto o nosso emblema!
Com sacrifício e devoção
Com decisão serena e calma,
Dêmos-lhe o nosso coração!
Dêmos-lhe a fé, a alma!

REFRÃO

Avante, avante p'lo Benfica,
Que uma aura triunfante Glorifica!
E vós, ó rapazes, com fogo sagrado,
Honrai agora os ases
Que nos honraram o passado!

Com a devida vénia um agradecimento ao VASCO PEREIRA e ao Blogue orgulhovermelho1904.blogspot.com/2007/11/avante-avante-plo-benfica.html

Publicado por ramos às 10:46 AM | Comentários (0)

abril 01, 2011

78 - Pérola - PRAÇA DO COMÉRCIO - 1910

78 - P-COMERCIO-1910.jpg

Praça do Comércio 1910 - Lisboa - Crianças vendendo Jornais. como se pode verificar estão descalças, este era o Portugal da época

Publicado por ramos às 07:47 PM | Comentários (2)

março 31, 2011

77 - Pérola - RUA DA PRATA - LISBOA - 1946

77 - R.PRATA - 1946.jpg

Rua da Prata - 1946 LISBOA

Publicado por ramos às 05:04 PM | Comentários (0)

76 - Pérola - ROSSIO 1906 - LISBOA

76 - ROSSIO - 1906.jpg

Rossio 1906 - Lisboa - Junto à Estação

Publicado por ramos às 10:39 AM | Comentários (0)

março 30, 2011

75 - Pérola - RESTAURADORES - NEVE EM LISBOA - 1945

75 - RESTAURADORES - NEVE - 1945 - LISBOA.jpg

Restauradores 1945 - Neste ano Nevou em Lisboa pode ver pela neve que está em cima do Eléctrico

Publicado por ramos às 04:51 PM | Comentários (2)

74 - ROSSIO 1945 - LISBOA

74-rossio-1919.jpg

Rossio 1945 - lisboa

Publicado por ramos às 10:30 AM | Comentários (0)

março 29, 2011

73 - pérola - LARGO D.JÕAO DA CÂMARA-1926

73-rossio-1926.jpg

Largo D. Jõao da Câmara - Rossio - 1926 - Próximo da Estação do Rossio - entre os Restauradores eo Rossio

Publicado por ramos às 10:11 PM | Comentários (0)

março 26, 2011

72 - Pérola - ROSSIO 1928 - LISBOA

rossio-1925.jpg

Multidão no Rossio ouvindo o relato desportivo em 1928 - Lisboa

Publicado por ramos às 06:01 PM | Comentários (6)

71 - Pérola - ROSSIO 1910 - LISBOA

rossio1910.jpg

Vendedor de Perús junto do Teatro Nacional D. Maria no Rossio em 1910 - Lisboa

Publicado por ramos às 10:04 AM | Comentários (0)

março 25, 2011

70 - LARGO DA ESTRELA - 1908 - LISBOA

70-estrela1908.jpg

Um Quiosque no largo da Estrela em 1908 em Lisboa. Aqui se vendiam jornais do Século como se pode ver pelo anúncio do quiosque

Publicado por ramos às 09:03 PM | Comentários (0)

69 - Pérola - CAMPO DO BENFICA NAS AMOREIRAS - LISBOA

69 - campo das amoreiras-slb.jpg

Este era o campo do Benfica que ficava nas Amoreiras, onde hoje é o Centro Comercial das Amoreiras em Lisboa

Publicado por ramos às 05:53 PM | Comentários (1)

68 - Pérola - GRAÇA 1953 - LISBOA

graça1953.jpg

Graça 1953 - Lisboa

Publicado por ramos às 02:09 PM | Comentários (9)

67 - Pérola - AVENIDA ALMIRANTE REIS - 1940

67-a.reis-1940noite.jpg

Av. Almirante Reis à noite - Lisboa - 1940

Publicado por ramos às 10:41 AM | Comentários (0)

março 24, 2011

66 - Pérola - RUA AUGUSTA 1944 - LISBOA

66-r.augusta.jpg

Rua Augusta 1944 - Lisboa - Um dia de inverno - 1 candieiro de Lisboa

Publicado por ramos às 10:25 PM | Comentários (0)

O BAILE DE PASSOS COELHO

O BAILE DE PASSOS COELHO

Não à dúvida espera-nos um Governo da tanga do PSD.

Pedro Passos Coelho condenou os PECS de Sócrates, e quase o vimos jurar pela querida mãezinha que com ele não haveria aumento de Impostos, e lá foi rezando a sua lenga, lenga durante estes últimos meses contra as politicas de Sócrates, até que juntamente com os outros partidos resolveram dar cheque mate ao Governo, fazendo sair logo naquele apeadeiro do dia 23 Março 2010 o Governo inteirinho de Sócrates.

E de satisfação vimos Passos Coelho e seus comparsas a esfregar as mãos de contentes, e logo, logo ao outro dia sem perder tempo caiu com demasiado estrondo a mascara do Passos Coelho, então o pequeno informou o Pais que se prepara para aumentar os Impostos como o do IVA!

Onde é que o rapazinho aprendeu tão depressa a ser mentiroso? Vem por aí mais PECS certamente

PASSOS Já está a dar-nos baile, espera-nos a TREVA

Publicado por ramos às 09:05 PM | Comentários (0)

março 23, 2011

65 - Pérola - RUA DA PALMA 1944

65-r.palma1944.jpg

Rua da Palma 1944 - Lisboa - ao fundo o Castelo S.Jorge

Publicado por ramos às 06:22 PM | Comentários (0)

março 22, 2011

64 - Pérola - PRAÇA DO COMÉRCIO 1911 - LISBOA

64-p.comercio-1911.jpg

Lisboa - Praça do Comercio 1911

Publicado por ramos às 05:12 PM | Comentários (1)

CAMPEONATO ROUBADO 2010/2011

CAMPEONATO ROUBADO 2010/2011

Com o aproximar do final do campeonato onde tudo aponta para que o Benfica não renove o titulo de Campeão Nacional, oferece-me transcrever para todos os benfiquistas uma cronica brilhante escrita por Luís Fialho, publicado em 11MAR2011, no melhor jornal Nacional - " Jornal O Benfica".

PARA NÃO ESQUECER

"Na 1.ª jornada, Benfica-Académica, 1-2: quatro penáltis por assinalar a favor dos 'encarnados' (pontapé a Saviola, corte com a mão, empurrão a Saviola, e carga nas costas de Javi Garcia).
Cinco cartões amarelo exibidos a uma equipa que atacou quase sempre.
Três pontos subtraídos por C. Machado, logo na alvorada do Campeonato.

Naval-FC Porto, 0-1: golo portista obtido perto do fim, na sequência de uma grande penalidade inexistente assinalada por Paulo Baptista (bola tocou involuntariamente na mão do defesa figueirense). Dois pontos acrescentados ao FC Porto.

2.ª jornada, Nacional-Benfica, 2-1: dois penaltis por assinalar a favor do Benfica (rasteira sobre Coentrão, e corte com a mão de um defesa madeirense).
Um dos golos do Nacional surge na sequência de um livre inexistente. P. Proença retirou mais três pontos aos 'encarnados', enchendo-os, também, de cartões amarelos (sete, só nesta partida).

FC Porto-Beira Mar, 3-0: segundo golo portista obtido à beira do intervalo, na sequência de um livre mal assinalado por João Capela.

3.ª jornada, Rio Ave-FC Porto, 0-2: primeiro golo irregular, com dupla carga de Falcao, primeiro sobre um defesa, e depois sobre o guarda-redes.
Penálti inacreditavelmente perdoado por Jorge Sousa a Álvaro Pereira, em empurrão e rasteira a avançado vilacondense no interior da área.
Três pontos oferecidos ao FC Porto.

4.ª jornada, V. Guimarães-Benfica, 2-1: dois penalties por marcar a favor do Benfica (pontapé na perna de Aimar e rasteira a Carlos Martins).
Dois foras-de-jogo mal assinalados a Saviola e Cardozo, quando ficavam isolados diante da baliza. Mais sete cartões amarelos mostrados a jogadores benfiquistas.
Uma arbitragem à Benquerença, subtraindo pontos à equipa de Jesus.

FC Porto-Sp. Braga, 3-2: carga de Belluschi sobre Paulo César no último minuto, não assinalada por Pedro Proença. Mais 2 pontos para o FC Porto.

5.ª jornada, Benfica-Sporting, 2-0: seis amarelos para jogadores do Benfica, perfazendo um total de 26 (!!!) cartões em apenas cinco jogos.

Nacional-FC Porto, 0-2: corte com a mão de Rolando na sua área de rigor, sem que Bruno Paixão assinalasse a respectiva grande penalidade, com o resultado em 0-1.

6.ª jornada, Marítimo.Benfica, 0-1: carga sobre Saviola na área madeirense, com o resultado ainda em branco, e com João Capela a mandar jogar.

7.ª jornada, V. Guimarães-FC Porto, 1-1: penálti claro cometido por Fucile, e ignorado por Carlos Xistra. Mais um ponto para o FC Porto.

12.ª jornada, Beira Mar-Benfica, 1-3: corte com a mão na área aveirense, com o marcador ainda em branco, e sem que Bruno Paixão fizesse o que lhe competia.

13.ª jornada, FC Porto-V. Setúbal, 1-0: penálti fantasma assinalado por Elmano Santos a mergulho de Falcão na área.
Repetição inexplicável de penálti convertido por Jaílson no último minuto, que originou o falhanço do mesmo jogador, garantido dois pontos para o FC Porto.

14.ª jornada, Benfica-Rio Ave, 5-2: mais um penálti por assinalar, por falta sobre Coentrão que Hugo Miguel não sancionou, e um penálti mal assinalado contra os 'encarnados'.

Paços de Ferreira- FC Porto, 0-3: o primeiro golo nasce de um livre inexistente, e o segundo (já em tempo de descontos) de uma grande penalidade fantasma assinalada por Soares Dias.

16.ª jornada, Académica-Benfica, 0-1: golo irregular do Benfica, mas dois penáltis por assinalar a seu favor - um sobre Coentrão, que ainda lhe valeu um cartão amarelo injusto (mais tarde seria expulso), e outro por corte com a mão após cruzamento de Salvio, a que Elmano Santos e o auxiliar fizeram 'vista grossa'.

FC Porto-Naval, 3-1: um dos golos do FC Porto foi obtido com duas bolas em campo, e com a equipa adversária praticamente parada, ante a indiferença de Cosme Machado.

17.ª jornada, Benfica-Nacional, 4-2: penálti sobre Salvio no lance que antecede o primeiro golo, que o árbitro Rui Costa, deixou passar em claro.

Beira Mar-FC Porto, 0-1: golo obtido através de penálti altamente duvidoso (teatro de Hulk) assinalado por João Ferreira.

18.ª jornada, V. Setúbal-Benfica, 0-2: golo limpo anulado por C. Machado a J. Garcia já perto do fim.

19.ª jornada, Benfica-V. Guimarães, 3-0: golo limpo invalidado por João Ferreira a Saviola.

20.ª jornada, Sporting-Benfica, 0-2: expulsão exagerada de Sidnei, após primeiro cartão amarelo mal mostrado por Soares Dias.

21.ª jornada, Benfica-Marítimo, 2-1: penálti por assinalar em corte de Roberge com o braço, ainda na primeira parte, com o resultado a zero. Cartão amarelo ridículo a Aimar, após sofrer falta não sancionada por Vasco Santos sobre a linha da área.

Olhanense-FC Porto, 0-3: penálti perdoado por João Capela a Otamendi, com o resultado em 0-0.

22.ª jornada, Sp. Braga-Benfica, 2-1: primeiro golo bracarense resultante de falta marcada por Carlos Xistra ao contrário, em lance de onde resultou também a expulsão injusta de Javi Garcia. Três jogadores do Braga por expulsar.
Dois ataques cortados erradamente ao Benfica, um por alegada falta de Saviola, outro por inexistente fora-de-jogo de Cardozo.
Oitavo(!) jogo da Liga em que o Benfica viu mais de cinco cartões.

É esta a triste história deste Campeonato. Trata-se, provavelmente, do mais subvertido da última década.
O FC Porto não reconquistou o título. Deram-lhe!
O Benfica não o perdeu. Roubaram-lho!"
***************** /// ******************

NOTA: E assim se FAZ um Campeão, na base da MENTIRA e FALSIDADE.
Bravo caro Luís Fialho.

Publicado por ramos às 10:44 AM | Comentários (0)

março 20, 2011

63 - Pérola - ANIMATÓGRAFO NO PALÁCIO FOZ - LISBOA 1912

63-p.foz-1912.jpg

Restauradores - Animatógrafo no Palácio Foz - Lisboa 1912 - no lado direito um dos primeiros eléctricos que vai dos restauradores ao Bairro Alto.

Publicado por ramos às 07:26 PM | Comentários (0)

março 19, 2011

GERAÇÃO À RASCA???

GERAÇÃO À RASCA???

Um dia, isto tinha de acontecer.

Existe uma geração à rasca?

Existe mais do que uma! Certamente!
Está à rasca a geração dos pais que educaram os seus meninos numa abastança caprichosa, protegendo-os de dificuldades e escondendo-lhes as agruras da vida.

Está à rasca a geração dos filhos que nunca foram ensinados a lidar com frustrações.
A ironia de tudo isto é que os jovens que agora se dizem (e também estão) à rasca são os que mais tiveram tudo.
Nunca nenhuma geração foi, como esta, tão privilegiada na sua infância e na sua adolescência. E nunca a sociedade exigiu tão pouco aos seus jovens como lhes tem sido exigido nos últimos anos.
Deslumbradas com a melhoria significativa das condições de vida, a minha geração e as seguintes (actualmente entre os 30 e os 50 anos) vingaram-se das dificuldades em que foram criadas, no antes ou no pós 1974, e quiseram dar aos seus filhos o melhor.

Ansiosos por sublimar as suas próprias frustrações, os pais investiram nos seus descendentes: proporcionaram-lhes os estudos que fazem deles a geração mais qualificada de sempre (já lá vamos...), mas também lhes deram uma vida desafogada, mimos e mordomias, entradas nos locais de diversão, cartas de condução e 1º automóvel, depósitos de combustível cheios, dinheiro no bolso para que nada lhes faltasse. Mesmo quando as expectativas de primeiro emprego saíram goradas, a família continuou presente, a garantir aos filhos cama, mesa e roupa lavada.
Durante anos, acreditaram estes pais e estas mães estar a fazer o melhor; o dinheiro ia chegando para comprar (quase) tudo, quantas vezes em substituição de princípios e de uma educação para a qual não havia tempo, já que ele era todo para o trabalho, garante do ordenado com que se compra (quase) tudo. E éramos (quase) todos felizes.

Depois, veio a crise, o aumento do custo de vida, o desemprego,... A vaquinha emagreceu, feneceu, secou.
Foi então que os pais ficaram à rasca.
Os pais à rasca não vão a um concerto, mas os seus rebentos enchem Pavilhões Atlânticos e festivais de música e bares e discotecas onde não se entra à borla nem se consome fiado.

Os pais à rasca deixaram de ir ao restaurante, para poderem continuar a pagar restaurante aos filhos, num país onde uma festa de aniversário de adolescente que se preza é no restaurante e vedada a pais.
São pais que contam os cêntimos para pagar à rasca as contas da água e da luz e do resto, e que abdicam dos seus pequenos prazeres para que os filhos não prescindam da internet de banda larga a alta velocidade, nem dos qualquer coisaphones ou pads, sempre de última geração.

São estes pais mesmo à rasca, que já não aguentam, que começam a ter de dizer "não". É um "não" que nunca ensinaram os filhos a ouvir, e que por isso eles não suportam, nem compreendem, porque eles têm direitos, porque eles têm necessidades, porque eles têm expectativas, porque lhes disseram que eles são muito bons e eles querem, e querem, querem o que já ninguém lhes pode dar!
A sociedade colhe assim hoje os frutos do que semeou durante pelo menos duas décadas.
Eis agora uma geração de pais impotentes e frustrados.
Eis agora uma geração jovem altamente qualificada, que andou muito por escolas e universidades mas que estudou pouco e que aprendeu e sabe na proporção do que estudou. Uma geração que colecciona diplomas com que o país lhes alimenta o ego insuflado, mas que são uma ilusão, pois correspondem a pouco conhecimento teórico e a duvidosa capacidade operacional.

Eis uma geração que vai a toda a parte, mas que não sabe estar em sítio nenhum. Uma geração que tem acesso a informação sem que isso signifique que é informada; uma geração dotada de trôpegas competências de leitura e interpretação da realidade em que se insere.
Eis uma geração habituada a comunicar por abreviaturas e frustrada por não poder abreviar do mesmo modo o caminho para o sucesso. Uma geração que deseja saltar as etapas da ascensão social à mesma velocidade que queimou etapas de crescimento. Uma geração que distingue mal a diferença entre emprego e trabalho, ambicionando mais aquele do que este, num tempo em que nem um nem outro abundam.

Eis uma geração que, de repente, se apercebeu que não manda no mundo como mandou nos pais e que agora quer ditar regras à sociedade como as foi ditando à escola, alarvemente e sem maneiras.
Eis uma geração tão habituada ao muito e ao supérfluo que o pouco não lhe chega e o acessório se lhe tornou indispensável.
Eis uma geração consumista, insaciável e completamente desorientada.
Eis uma geração preparadinha para ser arrastada, para servir de montada a quem é exímio na arte de cavalgar demagogicamente sobre o desespero alheio.
Há talento e cultura e capacidade e competência e solidariedade e inteligência nesta geração?
Claro que há. Conheço uns bons e valentes punhados de exemplos!

Os jovens que detêm estas capacidades/características não encaixam no retrato colectivo, pouco se identificam com os seus contemporâneos, e nem são esses que se queixam assim (embora estejam à rasca, como todos nós).
Chego a ter a impressão de que, se alguns jovens mais inflamados pudessem, atirariam ao tapete os seus contemporâneos que trabalham bem, os que são empreendedores, os que conseguem bons resultados académicos, porque, que inveja! que chatice!, são betinhos, cromos que só estorvam os outros (como se viu no último Prós e Contras) e, oh, injustiça!, já estão a ser capazes de abarbatar bons ordenados e a subir na vida.
E nós, os mais velhos, estaremos em vias de ser caçados à entrada dos nossos locais de trabalho, para deixarmos livres os invejados lugares a que alguns acham ter direito e que pelos vistos - e a acreditar no que ultimamente ouvimos de algumas almas - ocupamos injusta, imerecida e indevidamente?!!!
Novos e velhos, todos estão à rasca.

Apesar do tom desta minha prosa, o que eu tenho mesmo é pena destes jovens.
Tudo o que atrás escrevi serve apenas para demonstrar a minha firme convicção de que a culpa não é deles.
A culpa de tudo isto é nossa, que não soubemos formar nem educar, nem fazer melhor, mas é uma culpa que morre solteira, porque é de todos, e a sociedade não consegue, não quer, não pode assumi-la.
Curiosamente, não é desta culpa maior que os jovens agora nos acusam. Haverá mais triste prova do nosso falhanço?

Pode ser que tudo isto não passe de alarmismo, de um exagero meu, de uma generalização injusta.
Pode ser que nada/ninguém seja assim.


anda na net

Publicado por ramos às 12:12 PM

março 18, 2011

62 - Pérola - RESTAURADORES - 1927

62-restauradores-1927.jpg

Restauradores Lisboa 1927 - Policia Sinaleiro a gerir o transito.

Publicado por ramos às 04:49 PM | Comentários (7)

março 17, 2011

ENGATE À PORTUGUESA

Engate à portuga

João Silva em viagem de negócios, longe da família... livre que nem um passarinho. Quarenta anos, executivo, senta-se na poltrona do avião com destino a New York e, maravilha-se com uma deusa sentada junto à
janela.

Após 15 minutos de voo ele não se contém:

- É a 1ª vez que vai a New York?

- Não, é uma viagem habitual.

- Trabalha com moda?

- Não, viajo em função de minhas pesquisas. Sou sexóloga.

- Suas pesquisas dedicam-se a quê?

- No momento, pesquiso as características do pénis masculino.

- A que conclusão chegou?

- Que os Índios são os portadores de pénis com as dimensões mais avantajadas e os Árabes são os que permanecem mais tempo no coito.
Logo, são eles que proporcionam mais prazer às suas parceiras.

Desculpe-me Senhor, eu estou aqui falando mas não sei o seu nome...

- Mohammed Ali Águia Branca da Silva!

Publicado por ramos às 07:09 PM

Estava curada!!!

Estava curada!!!

João e a Maria estavam internados num hospital psiquiátrico.

Um dia, durante o seu passeio habitual, o João saltou para dentro da piscina e afundou-se de imediato.

A Maria saltou rapidamente para a piscina e conseguiu salva-lo.

Quando o director teve conhecimento do acto heróico da Maria, deu imediatamente ordem para que esta fosse dada como curada.

Mandou chamá-la e comunicou-lhe:

- Tenho boas e más notícias a comunicar-te:

- As boas são que vamos dar-te alta, visto teres demonstrado possuir

capacidade racional para ultrapassares uma situação de crise, e

salvares a vida de um doente. O teu acto mostra que estás recuperada!

- As más notícias são de que o João, depois de o teres salvo,

enforcou-se na casa de banho com o cinto do roupão. Lamentamos imenso, mas está morto.

E a Maria respondeu, prontamente:

- Ele não se suicidou, eu é que o pendurei a secar!

Publicado por ramos às 05:14 PM | Comentários (0)

março 15, 2011

61 - Pérola - RUA DA PALMA - LISBOA 1950

61-r.palma-1950.jpg

Rua da Palma em Lisboa 1950 - O Edificio em frente que faz esquina era o Antigo Teatro Apolo

Publicado por ramos às 09:30 PM | Comentários (1)

março 14, 2011

60 - Pérola - LARGO DO CORPO SANTO - 1906

60-L.P.SANTO-1906.jpg

Largo do Corpo Santo em Lisboa 1906

Publicado por ramos às 07:07 PM | Comentários (0)

março 13, 2011

59 - Pérola - PRAÇA DO MUNICIPO - LISBOA - 1901

59-p.mun.jpg

Praça do Municipio em 1901 - Lisboa - O edificio é actual Câmara Municipal de Lisboa - Nesta altura os carros de transporte público eram puxados por animais, como esta na foto.

Publicado por ramos às 05:04 PM | Comentários (0)

58 - Pérola - CALÇADA DO COMBRO - LISBOA 1913

58-c.combro-1913.jpg

Lisboa - Calçada do Combro - 1913

calçadacombro-2006.jpg

Calçada do Combro - 2006

Os meus agradecimentos ao Sr. Paulo Nunes que me enviou esta foto

Publicado por ramos às 10:52 AM | Comentários (0)

março 12, 2011

57 Pérola- MULTIDÃO EM LISBOA - 1910

57-1910.jpg

Multidão numa rua de Lisboa - 1910

Publicado por ramos às 04:24 PM | Comentários (7)

56 - Pérola - RUA AUGUSTA - LISBOA 1956

56-r.augusta-1956.jpg

Rua Augusta l956 - grande confusão no trânsito, era permitido estacionar nos dois lados.

Publicado por ramos às 10:11 AM | Comentários (4)

março 11, 2011

55 - Pérola . RUA DO OURO - LISBOA 1930

55-r.ouro-1930.jpg

Rua do Ouro - Lisboa 1930

Publicado por ramos às 05:29 PM | Comentários (8)

54 - Pérola - SANTA APOLÓNIA 1898 - LISBOA

54-sta apolonia-1898.jpg

Santa Apolónia - Lisboa 1898

Publicado por ramos às 04:16 PM | Comentários (0)

março 10, 2011

53 - Pérola - TERREIRO DO PAÇO 1895 - LISBOA

53-TP 1895.jpg

Terreiro do Paço em frente da Rua da Prata. O veiculo aberto de transportes públicos foi dos primeiros em Lisboa e era conhecido pelo 'Americano'. A seguir ao Arco da direira no início da rua da Prata fica o conhecido café Martinho da Arcada, onde Fernando Pessoa passava os seus dias. Lisboa 1895

Publicado por ramos às 08:49 PM | Comentários (1)

MÉDICO ALENTEJANO

MÉDICO ALENTEJANO

O Maneli, alentejano de gema, adormeceu na praia sob um sol escaldante e sofreu graves queimaduras nas pernas.

Foi transportado para o hospital de Évora, com a pele completamente vermelha, cheio de bolhas, e as dores eram horríveis. Qualquer coisa que lhe tocasse na pele ... era a mais completa agonia!

O médico, um alentejano de Beja, foi ver o Maneli e prescreveu que lhe fosse administrado soro, por via intravenosa, um sedativo leve e 3 comprimidos de Viagra de 8 em 8 horas.

Antonieta, a enfermeira de serviço também ela alentejana,completamente boquiaberta perguntou:

- Oh Doutori, vomecê desculpe ... mas vomecê receitou Viagra ?!!

Responde o médico:

- Si senhora, recetê Viagra e muito bem.

A Antonieta volta a perguntar:

- Mas entã para que serve ao Maneli o Viagra nas condições em quele tá?

Ao que o médico respondeu:

- Entã nã se tá memo a vere ! É prós lençois ficaren afastados das quêmaduras das pernas !!!

Publicado por ramos às 07:37 PM | Comentários (0)

UMA QUESTÃO DE PRIORIDADE

UMA QUESTÃO DE PRIORIDADE

Uma senhora bem idosa estava no convés de

um navio de cruzeiro segurando seu chapéu firmemente

com as duas mãos para não ser levado pelo
vento. Um cavalheiro se aproxima e diz:
- Me perdoe, senhora...não pretendo incomodar,

mas a senhora já notou que o
vento está levantando bem alto o seu vestido?
- Já, sim, mas é que eu preciso de ambas as mãos para

segurar o chapéu.
- Mas, senhora....a senhora deve saber que suas partes íntimas

estão sendo expostas! - disse o cavalheiro.

A senhora olhou para baixo, depois para cima, e respondeu:

- Cavalheiro, qualquer coisa que o Sr. esteja vendo aqui em baixo tem 85 anos. O chapéu eu comprei ontem!

Uma senhora bem idosa estava no convés de

um navio de cruzeiro segurando seu chapéu firmemente

com as duas mãos para não ser levado pelo vento. Um cavalheiro se aproxima e diz:

- Me perdoe, senhora...não pretendo incomodar,

mas a senhora já notou que o vento está levantando bem alto o seu vestido?

- Já, sim, mas é que eu preciso de ambas as mãos para segurar o chapéu.

- Mas, senhora....a senhora deve saber que suas partes íntimas estão sendo expostas! - disse o cavalheiro.

A senhora olhou para baixo, depois para cima, e respondeu:

- Cavalheiro, qualquer coisa que o Sr. esteja vendo aqui em baixo tem 85 anos. O chapéu eu comprei ontem!

Publicado por ramos às 05:01 PM

março 08, 2011

52 - Pérola - RUA DO CARMO - LISBOA 1900

56-r.carmo   1900.jpg

Rua do Carmo - Lisboa 1900 - nesta data ainda não existia o tabuleiro do elevador de Sta. Justa como se pode confirmar na fotografia O tabuleiro só vai lá estar apartir de 1901.

Publicado por ramos às 08:50 PM | Comentários (1)

51 Pérola - Jardim da Estrela 1917

51-estrela 1917.jpg

Jardim da Estrela - Lisboa 1917

Publicado por ramos às 07:34 PM | Comentários (0)

março 05, 2011

50 - Pérola - ELECTRICO - LISBOA 1928

50-electrico 1928.jpg

Apanhar o eléctrico numa rua de Lisboa em 1928

Publicado por ramos às 05:17 PM | Comentários (1)

49 - Pérola - AMERICANOS PARA BELÉM - LISBOA 1874

49-belem.jpg

Estes são os carros de transportes públicos puxados por animais
conhecidos por 'Americanos' chegaram a Portugal em 1873. A primeira linha ia de Santa Apolónia ao Cais do Sodré, depois, à 24 Julho e a Alcantara.

Publicado por ramos às 03:05 PM | Comentários (0)

março 04, 2011

CASAL ALENTEJANO

Um rapaz e uma rapariga alentejanos passeavam pelo campo quando a Maria parou e perguntou ao Manel:

- "Como é que o cavalo sabe que a égua 'o quer'?"

Ao que o Manel responde:
- "Pelo cheiro."

A Maria continua a andar e, um pouco mais à frente, pára e pergunta:
- "Manel, como é que o cão sabe que a cadela 'o quer'?"

Manel respondeu:
- "Pelo cheiro, Maria."

Mais à frente, a Maria torna a perguntar:
- "Manel, como é que o touro sabe que a vaca 'o quer'?"

Manel responde (pacientemente):
- "Maria, já te disse que é pelo cheiro!"

Depois de uma curta pausa, olhando fixamente para os olhos do Manel, Maria pergunta:

- "E tu, ó Manel, és maricas ou tens gripe???"

Publicado por ramos às 02:30 PM

48 - Perola - RUA ARSENAL - 1873 - LISBOA

48-r.arsenal-1873.jpg


Rua do Arsenal - Lisboa 1873

O transporte era conhecido pelos 'o Americano' Que eram carros puxados por animais. Foi John Stephenson o primeiro fabricante dos 'AMERICANOS' de Lisboa, e foi José Gomes de Oliveira Guimarães que trouxe este meio de transporte para Portugal, que começou a circular em Lisboa por volta de 1873.

Publicado por ramos às 11:25 AM | Comentários (1)

março 03, 2011

47 - Pérola - ALCÂNTARA 1910 - LISBOA

alcantara-1910.jpg

Alcântara - 1910 - Lisboa

Alcantara Rua Prior Crato-2006.jpg

Alcantara - Rua Prior do Crato - 2006 - Lisboa

(os meus agradecimentos ao Sr. António Rebelo que mandou esta foto de 2006)

Publicado por ramos às 08:22 PM | Comentários (4)

46 - Pérola - ESTAÇÃO DO ROSSIO 1909 - LISBOA

46-rossio-1909.jpg

Rossio 1909 - Praça D. João da Câmara, em Lisboa.
Edifício da Estação do Rossio, que fica localizado entre o Rossio e os Restauradores.
Na foto, edifício por detrás do carro eléctrico.

Publicado por ramos às 06:40 PM | Comentários (0)

45 - Pérola - ELÉCTRICO DE LISBOA - 1910

45-electrico-1910.jpg

Um dos primeiros eléctricos, em Lisboa sem ser puxado por animais, no início do século XX

Publicado por ramos às 05:25 PM | Comentários (1)

março 01, 2011

44 - Pérola - MARTIM MONIZ - LISBOA - 1946

44-m-moniz.jpg

Martim Moniz - Lisboa - 1946

Publicado por ramos às 08:35 PM | Comentários (1)

A VELHICE É UMA .....

A velhice é uma merda...

Um casal passa a lua de mel numa linda cidade.

Numa casa de espetáculos pornô o letreiro anuncia: 'HOJE, O FABULOSO PAULINHO'.

Entram e o show começa com PAULINHO, 39 anos, numa cama com um louraça, uma morenaça e uma ruivaça, que e ele faz amor com uma a uma...... e depois repete.

As três mulheres, exaustas, deixam o palco, enquanto PAULINHO agradece ao público, que aplaude efusivamente, de pé.

Sob o rufar de tambores, uma mesinha com 3 nozes é colocada bem no centro do cenário.

PAULINHO parte as 3 nozes com o pênis, com pancadas precisas.

O público vai à loucura e ele é ovacionado por vários minutos!

Passados 25 anos, para recordar os velhos tempos, o casal decide comemorar as bodas de prata na mesma cidade.

Passeiam pelos mesmos lugares e, diante da mesma casa vêem, surpresos, o cartaz:

'HOJE, O FABULOSO PAULINHO'.

Entram e, no palco, quem está lá?

O PAULINHO, agora com 64 anos, enrugadinho, cabelos brancos, fazendo amor com as 3 mulheraças com o mesmo pique.

Não dá prá acreditar!

Quando os tambores começam a rufar, é colocada no centro do palco a mesma mesinha, agora com 3 cocos em vez das nozes, e ele os parte com o pênis com a mesma precisão.

Boquiaberto, o casal vai ao camarim para cumprimentar pessoalmente o fabuloso PAULINHO e, curiosos, lhe perguntam o motivo da mudança das nozes para os cocos.

Meio sem graça, ele responde:

- A VELHICE É UMA MERDA! A VISTA ESTÁ FRACA E JÁ NÃO CONSIGO ACERTAR NAS NOZES.

Publicado por ramos às 07:26 PM

fevereiro 28, 2011

43- Pérola - RUA S. PAULO - LISBOA 1961

43-perola.jpg

Rua S. Paulo, por cima do Arco onde passa o Eléctrico fica a Rua do Alecrim - Lisboa 1961

Publicado por ramos às 07:30 PM | Comentários (2)

AMEIXOEIRA - LISBOA

Fui à Ameixoeira mas não vi ameixas...
Ameixoeira - Quinta de Sta. Clara {.jpg

(foto do amigo Mário Marzagão)

Curiosamente, o termo "Ameixoeira" não tem nada que ver com ameixas.
Quando em 1147, se verificou a conquista de Lisboa, já existiria o povoado da Ameixoeira, mas com o nome latino de "Muchinis".
A freguesia já teve várias denominações, até ao século XVII era conhecida por "Mixoeira". Denominou-se também "Ameijoeira" e "Funchal". "Mixoeira" terá surgido a partir do nome de um mouro Mixo (ou Amixo), e o nome "Ameijoeira" da grande quantidade de amêijoas fósseis que apareciam pelo local. A designação de "Funchal" é atribuída ao facto de uma velha tradição dizer ter sido encontrada a imagem do orago da freguesia num funchal, donde proveio o título de Nossa Senhora do Funchal, título conservado até 1541, ano em que se trocou pelo actual.

Publicado por ramos às 05:52 PM | Comentários (0)

42 Pérola - ENTRE CAMPOS - 1963

42-entre campos-1963.jpg

Entre Campos - 1963 - Lisboa

Publicado por ramos às 10:18 AM | Comentários (1)

fevereiro 27, 2011

40 - Pérola - 1º SEDE DO SPORTING 1906

40.jpg

Como não sou de 'rancores' esta minha 40ª Pérola vai para todos os Sportinguistas, Esta é a 1ª séde do Sporting com Campo de Futebol,instalado na quinta do Visconde de Alvalade, pois até ali a séde era na casa dos Pinto da Cunha (no Pálácio do Vimioso onde reside a família Gavazzo, no Campo Grande).

Do livro "Um passeio à volta do Campo Grande - os meus agradecimentos)

41 - Pérola - CAMPO E SÉDE DO SPORTING - 1906

41 - Perola-sporting.jpg

Vista aérea do Campo do Sporting, à direita ve-se a séde junto ao campo. Por de trás deste campo é hoje o Estádio do Sporting, e no lugar deste campo, já foi o campo do Benfica e hoje neste local fica o Metropolitano. Todo este terreno era do Visconde de Alvalade.

Publicado por ramos às 04:59 PM | Comentários (2)

39 - Pérola - ENTRE CAMPOS 1956

39-campo grande 1956.jpg

Vista de Entre Campos, a estátua é a da Guerra Peninsular ao fundo é Av. dos Estados Unidos da América que estava em construção, ainda não existiam prédios junto á Avenida. No lado esquerdo da estátua fica o Jardim do Campo Grande à direita o início da Av. da República

Publicado por ramos às 04:50 PM | Comentários (1)

fevereiro 26, 2011

38 - Pérola - ROSSIO 1923 - LISBOA

38-rossio-1923.jpg

Dia 7 Junho 1923 - Rossio em Lisboa - uma multidão no Rossio para ouvir o primeiro jogo de futebol transmitido pela Rádio.

Publicado por ramos às 07:59 PM | Comentários (0)

O MAIS ALENTEJANO

O mais alentejano dos alentejanos...

Três amigos alentejanos teimavam a ver qual deles era o mais alentejano :

O primeiro argumentou:

- Ê sô tan preguiçoso tan preguiçoso que no outro dia vi uns maços de notas no chão,
e não os apanhê só p'rá nã ter que m'agachari.

Prossegue o outro:

- Isso nã é nada.
A minha vizinha super-sexy tocou-mi à porta toda nua, a convidar-me para ir passar a noite à casa dela
e ê recuseí p'ra nã ter que atravessar a rua.

E o terceiro:

- Pois o mê caso foi munto piori.
No domingo fui ao cenema e passei o filme todo a chorari.

- Só isso ? - Comentaram os outros.

- É que ao sentar-me, entalê os tomates e nã estive p'ra me levantari !

Publicado por ramos às 06:08 PM

fevereiro 25, 2011

37 - Pérola - TEJO 1956

37-Tejo-1956.jpg

Rio Tejo 1956 o Largo em frente é o Terreiro do Paço com o Arco da Rua Augusta

Publicado por ramos às 08:29 PM | Comentários (0)

36 - Pérola - ELECTRICOS - LISBOA 1901

36-electricos.jpg

Inaugurados em 1901 os Electricos em Lisboa com as carreiras de Terreiro do Paço-Algés. Com 16 carros Eléctricos abertos lateralmente de 48 lugares sentados cada. Este meio de transporte tiveram a Alcunha de 'Almanjarras' e 'Aventesmas' devido ao seu tamanho. O pessoal que trabalhava neles usava um uniforme de cor azul-escuro. Os guarda freiros tinham uma lista vermelha nas calças e galões dourados no boné. Os condutores tinham uma lista branca nas calças e galões prateados no boné. Algum tempo depois da inauguração deste meio de transporte, desaparecem de Lisboa as carreiras puxadas por animais também conhecidos por o 'Americano'.

(do Livro Portugal Século XX - os meus agradecimentos)

Publicado por ramos às 07:52 PM | Comentários (0)

33 - Pérola - CINE TEATRO MONUMENTAL 1965 - LISBOA

33-monumental-1.jpg

Antigo Cine Teatro Monumental no Saldanha - Lisboa - Demolido em 1984 hoje está lá o Centro Comercial Monumental

(do livro Do Saldanha ao Campo Grande - os meus agradecimentos)

Publicado por ramos às 04:49 PM | Comentários (1)

35 - Pérola - TRANSPORTES EM LISBOA EM 1900

35-transportes com animais.jpg

Esta Pérola é dedicada ao meu amigo João Manuel - Transportes de Tracção Animal em 1900 em Lisboa que foram substituidos pelos Carros Electricos em 1901 com 16 carros de 48 lugares sentados na carreira Terreiro do Paço - Alges. Custo do bilhete 50 Reis.

Publicado por ramos às 10:59 AM | Comentários (0)

fevereiro 24, 2011

34 - Pérola - PORTO 1905

34-porto.jpg

Zona Ribeirinha do Porto em 1905

Publicado por ramos às 04:06 PM | Comentários (0)

fevereiro 22, 2011

32 - Pérola - PORTO - 1944

32-Porto 1944.jpg

Porto 1944

Publicado por ramos às 07:59 PM | Comentários (1)

fevereiro 20, 2011

31 - Pérola - ROSSIO 1809 - LISBOA

31-rossio-1809.jpg

ROSSIO 1809 - À esquerda em cima do edificio fica as Ruinas do Carmo ao lado fica o actual Quartel do Carmo - Lisboa

(do livro Os cafés de Lisboa-os meus agradecimentos por estas Pérolas de Lisboa)

Publicado por ramos às 06:14 PM | Comentários (0)

30 - Pérola - ROSSIO 1920 - LISBOA

30-rossio 1920.jpg

Entre o Rossio e o Restauradores 1920 - o prédio da direita já não existe, no lado esquerdo fica a estação do comboio. (do livro Os cafés de Lisboa)

Publicado por ramos às 03:59 PM | Comentários (0)

29 - Pérola - AV INFANTE SANTO 2004 - LISBOA

infante santo.jpg

Esta pérola é para os meus amigos Carlos Filipe e Rosário - Av. Infante Santo 2004 - Lisboa (foto anda na net)

Publicado por ramos às 10:10 AM | Comentários (0)

fevereiro 19, 2011

28 - Pérola - ENTRE CAMPOS 1933 - LISBOA

28-estatua-1933.jpg

Inauguração do Monumento da Guerra Peninsular em Entre Campos 8 Janeiro de 1933 - Lisboa - Pelo General Carmona Chefe do Estado, da altura. (do livro - Um passeio à volta do Campo Grande)

Publicado por ramos às 11:03 AM | Comentários (0)

fevereiro 18, 2011

27 - Pérola - AFURADA 1908 - PORTO

27-AFURADA-1908.jpg

Pescadores da Afurada - Porto - 1908 - O peixe era vendido à saida do barco

Publicado por ramos às 10:44 PM | Comentários (0)

26 - Pérola - PRAÇA DUQUE DE SALDANHA 1946 - LISBOA

26-saldanha.jpg

Esta pérola é a Praça Duque de Saldanha em 1946 - Lisboa. Nesta altura muitos poucos carros existiam em Lisboa.

Publicado por ramos às 05:19 PM | Comentários (0)

Longevidade alentejana...

Longevidade alentejana...

O Ti Zé Chaparro, aproveitando a viagem a Mértola, foi ao médico fazer um 'xécápi'.

Pergunta o médico.

- Sr. José, o senhor está em muito boa forma para 40 anos.

- E eu disse que tinha 40 anos?

- Quantos anos o senhor tem?

- Fiz 57 em Março.

- Não me diga! E quantos anos tinha o seu pai quando morreu?

- E eu disse que meu pai morreu?

- Oh, desculpe! Quantos anos tem o seu pai?

- O velho tem 81.

- 81? Que bom! E quantos anos tinha o seu avô quando morreu?

- E eu disse que ele morreu?

- Sinto muito. E quantos anos ele tem?

- 103, e ainda anda de bicicleta.

- Fico feliz em saber. E o seu bisavô? Morreu de quê?

- E eu disse que ele tinha morrido? Ele está com 124 e vai casar na semana que vem.

- Agora já é demais! - Diz o médico revoltado.

- Por que é que um homem de 124 anos iria querer casar?

- E eu disse que ele QUERIA se casar? Não queria nada, mas engravidou a rapariga!..

Publicado por ramos às 04:35 PM | Comentários (0)

25 - Pérola - AV. REPÚBLICA - 1916 - LISBOA

25-av.republica  1916.jpg

Parada Militar na Av. da República em 1916 - O chão ainda era em terra

Publicado por ramos às 10:47 AM | Comentários (0)

fevereiro 17, 2011

24 - Pérola - CAMPO GRANDE 1955 - LISBOA

CAMPO GRANDE 1955.gif

Campo Grande 1955 - Jardim do Campo Grande que é atravessado pela Avenida do Brasil - À direita fica o bairro de Alvalade - ao fundo fica o Campo do Sporting que ainda estava em construção (o antigo Estádio). No meio do Jardim está o Lago do Campo Grande. Depois do lago como podem ver ainda não existia a 2ª circular mas nesses local os dois prédios o mais pequeno é a churrasqueira do Campo Grande, por de trás eram o Campo das tábuas do Benfica e o campo de treinos de Atletismo que hoje é a estação do metro e o centro comercial do Sporting. À esquerda do Jardim fica a Universidade e o predio do fundo fica o actual museu da cidade.

Publicado por ramos às 07:37 PM | Comentários (0)

23 - Pérola - CALCETEIROS DE LISBOA - 1910

23-calceteiros.jpg

Calceteiros Empedrando um chão em Lisboa - 1910

Publicado por ramos às 04:34 PM | Comentários (4)

22 - Pérola - MERCADO DE FRUTA NA RIBEIRA DO PORTO 1907

22-PORTO-RIBEIRA.jpg

Mercado da fruta na ribeira no Porto em 1907

Publicado por ramos às 02:17 PM | Comentários (0)

21 - Pérola - ENTRE CAMPOS - 1952 - LISBOA

21-av republica.jpg

Entre Campos 1952 Lisboa - Av. República no meio que é atravessada pela ponte onde passa o Comboio que vai para a linha da Azambuja, no lado direito da Av. República antes da ponte era o mercado Geral de Gados, hoje é onde está a Feira Popular, no outro lado da Feira Popular fica a Av. 5 de Outubro.O mercado Geral de Gado tinha acomodações para 1000 bois - 2000 ovelhas, carneiros e cabras - 500 porcos e 200 cavalos.

Publicado por ramos às 11:15 AM | Comentários (1)

fevereiro 16, 2011

20 - Pérola - CAMPO GRANDE 1850 - LISBOA

20-campo grande 1850.jpg

Campo Grande era um logradou público conforme carta régia de 1520, e muito mais tarde foi transformado num passeio público.
Em 1836 por edital da Câmara é proibida a entrada de carros de bois, ou bestas de carga naquel local, bem como todo o gado que estiver a pastar dentro do passeio público será apreendido, ali foi também proibido estender roupa. Penso que esta frente da foto é o local onde está a actual entrada da Biblioteca do Campo Grande.

Publicado por ramos às 05:16 PM | Comentários (0)

19 - Pérola -VARINAS NO CAIS DA RIBEIRA - LISBOA 1909

19-ribeira.jpg

Varinas na venda do peixe no cais da Ribeira em Lisboa (Cais do Sodré)
1909 - outra das actividades dos Portugueses que se deslocavam da sua Terra à procura de melhores condições de vida. As Varinas (vendedoras de Peixe),a maior parte delas vinha de Ovar.

Publicado por ramos às 05:03 PM | Comentários (2)

fevereiro 15, 2011

18 - Pérola - VENDEDOR DE PERUS - 1911 - LISBOA

18-perus 1911.jpg

Vendedore de Perus em Lisboa 1911 - nesta época esta era uma das muitas actividades da população, como havia também o vendedor de refrescos, o Aguadeiro, As Lavadeiras da região saloia (Caneças)o homem da recolha do lixo,os moços de fretes, etc. Pérolas que publicarei brevemente.

Publicado por ramos às 07:19 PM | Comentários (0)

17 - Pérola - Av. Dª Amélia 1906

17- lisboa-1902.jpg

Av. D*. Amélia que mais tarde passou a ser Av. Almirante Reis que se mantem até hoje. esta foto foi tirada no fim de um comício republicano, ainda existiam poucos prédios nesta Avenida - Lisboa 1906

Publicado por ramos às 06:43 PM | Comentários (2)

16 - Pérola - 2 SENHORAS EM CASCAIS 1906

16-2 senhoras 1906.jpg

Cascais 1906 - 2 Senhoras numa prova de tiro - único desporto que permite as mulheres participarem naquele época, que era praticado pela classe alta da sociedade.

Publicado por ramos às 12:19 PM | Comentários (0)

15 - Pérola - CARNAVAL EM LISBOA - 1905

15-carnaval 1905.jpg

Carro alegórico do Carnaval na Av. Liberdade em Lisboa de 1905 - a estrada ainda era em terra batida. Os carro eram patricionados pelos comerciantes que em troca recebiam publicidade nos carros como é o caso deste que faz publicidade à Joalharia e orivesaria 'Bengalas' na Rua da prata 91-95.

Publicado por ramos às 10:23 AM | Comentários (0)

fevereiro 14, 2011

14 - Pérola - MADEIRA 1905

14-madeira 1905.jpg

Carnaval do Funchal em 1905

Publicado por ramos às 04:56 PM | Comentários (0)

13 Pérola - GERES 1910

13-gerez 1910.jpg

Viagem no geres em 1910 - Ida para uma caçada em carros da época.

Publicado por ramos às 02:15 PM | Comentários (1)

fevereiro 13, 2011

12 - Pérola - ELÉCTRICO NO CHIADO - 1910 - LISBOA

12-electrico 1910.jpg

Descarrilamento do Eléctrico no Chiado em 1910 - este meio de transporte naquela altura tinha a alcunha dos 'Almanjarras' ou 'aventesmas' e eram considerados veiculos muito perigosos para os peões, devido à rapidez deles. Os bilhetes custavam 50 e 70 reis.Antes deste transporte havia outro que era puxado por burros.

Publicado por ramos às 05:19 PM | Comentários (0)

11 - Pérola - CAMPO PEQUENO 1947 - LISBOA

11-c.pequeno.jpg

Praça de Touros do Campo Pequeno - 1947 - Lisboa - Podem verificar que na frente dos carros em cima de um circulo branco está o policia sinaleiro que já não existe em Lisboa.

Publicado por ramos às 03:28 PM | Comentários (0)

10 - Pérola - AV. JOÃO XXI - 1958 - LISBOA

10-av roma.jpg

Av. João XXI com cruzamento da Av. Roma - 1958 - Lisboa

Publicado por ramos às 11:26 AM | Comentários (2)

fevereiro 12, 2011

9-Pérola - PRAÇA DE LONDRES 1956 L LISBOA

9-p.londres.jpg

Praça de Londres 1956 - à direita fica a Igreja S.João de Deus - Lisboa

Publicado por ramos às 02:21 PM | Comentários (0)

8 - Pérola - AV. ROMA 1956 - LISBOA

8-av.roma 1956.jpg

Avenida de Roma - Lisboa - 1956

Publicado por ramos às 10:58 AM | Comentários (0)

fevereiro 11, 2011

7- Pérola - Av. Roma - 1952 - Lisboa

7-av.roma-1952.jpg

Av. Roma em 1952 - no lado esquerdo ainda não existia o Hotel Roma

Publicado por ramos às 08:29 PM | Comentários (1)

6-Pérola - RUA DA PRATA - 1940 - LISBOA

6-r.prata.jpg

Rua da Prata em Lisboa - termina na Praça da Figueira que é ao fundo, ainda quando a praça existia em 1940.

Publicado por ramos às 04:52 PM | Comentários (0)

5-Pérola-Praça da Figueira em 1949 - Lisboa

5--p.fig.jpg

Praça da Figueira encerrou no dia 30.6.1949 - era considerado um dos mercados mais elegantes da Europa, era todo construido em ferro e ocupava uma area de 7.790 metros quadrados. e estava situado na baixa de Lisboa.

Publicado por ramos às 10:32 AM | Comentários (2)

fevereiro 10, 2011

4ª Pérola - PRAÇA DA FIGUEIRA - 1885

4-p.figueira.jpg

Praça da Figueira, inaugurada em 1885, a 1 de julho de 1949 foi o seu enceramento.A praça foi construida nuns terrenos doados por D.Afonso III.

Publicado por ramos às 02:36 PM | Comentários (0)

3ª Pérola - AV. LIBERDADE - 1886 -LISBOA

3-Av. Liberdade - 1850.jpg

No local desta fonte, é o inicio do Passeio público que nasceu por volta de 1834, e foi pensado por Reynaldo Manuel um arquitecto camarário. Era um dos locais perferidos do Marquês de Pombal. Na época eram organizadas grandes festas populares, e onde todos de Lisboa estavam presente. Mais tarde Pina Manique proibiu as populações mais pobres de entrar neste Jardim. Aqui nasce a Av. da Liberdade por volta do ano de 1886. No local da fonte, é onde hoje está o monumento dos restauradores.

Publicado por ramos às 10:19 AM | Comentários (1)

fevereiro 09, 2011

2ª pérola - ARCO E PALÁCIO DO ALEGRETE - ano 1900 - Lisboa

2-Perola-Arco e palacio do Alegrete-1900-1.jpg

Foi o Palácio do Marquês do Alegrete (á direita da foto), e foi ele o Marquês que deu o nome ao arco que foi contruido por volta de 1580.

Publicado por ramos às 08:33 PM | Comentários (0)

1 - PEROLA - MARTIM MONIZ 1962

1-perola-martim moniz - 1962-1.jpg

Martim Moniz em 1962 - Lisboa - à direita fica a Capela da Senhora da Saúde

Inicio hoje a publicação de algumas fotos, às quais irei chamar 'Perolas', pois algumas são autenticas perolas, porque são antigas e os locais estão completamente modificados nos dias de hoje.
Espero que gostem de as ver como eu gosto.

Publicado por ramos às 07:11 PM | Comentários (1)

NÃO COMPRO NADA...

amigo.jpg

Uma dona de casa recebe um amante todos os dias em casa, enquanto o marido trabalha.

Durante esse tempo ela mete o filho de 9 anos trancado no armário do quarto.

Certo dia o marido chega a casa e o amante ainda lá está.

Então ela tranca o amante no armário onde estava o filho. Ficaram lá um bocado, até que o miúdo diz:

- Tá escuro aqui...

- Tá...

- Eu tenho uma bola de ténis para vender...

- Que giro!

- Queres comprar?

- Não!

- Pronto... Se preferes que eu diga ao meu pai...

- Quanto é que queres pela bola?

- 50 euros.

- Toma.

Uma semana depois, o marido torna a chegar cedo. O amante está em casa. O miúdo está no armário. O amante vai para o armário. Eles lá ficam em silêncio até que o miúdo diz:

- Tá escuro aqui...

- É, está.

- Eu tenho aqui uma raquete de ténis para vender por 500 euros.

- Que bom.

- Queres comprar?

- 500 euros??? É muito cara!!

- Se preferes que eu diga ao meu pai... É contigo..

- Nao, não... Eu compro.

- Aqui está.

Outra semana depois, o marido torna a chegar cedo. O amante está em casa. O miúdo está no armário. O amante vai para o armário. Eles lá ficam em silêncio até que o miúdo diz:

- Tá escuro aqui...

- É, está.

- Eu tenho aqui umas sapatilhas da Nike para vender por 100 euros

- Que bom para ti.

- Queres comprar?

- 100 euros??? Tás doido?!!

- Se preferes que eu diga ao meu pai... É contigo..

- Não não, eu compro, eu compro.

No fim-de-semana, o pai chama o filho:

- Pega na bola e na raquete e vamos jogar.

- Não posso. Vendi tudo.

- Vendeste? Por quanto?

- 1500 euros.

- Não podes enganar os teus amigos assim. Vou levar-te agora ao padre para te confessares.

Chegando à igreja, o miúdo entra pela portinha, ajoelha-se e fecha a portinha. Abre-se uma janelinha e aparece o padre.

-Meu filho, não temas a Deus, diz e Ele perdoar-te-á. Qual é o teu pecado?

- Tá escuro aqui, não tá?

- Não vais começar com essa merda outra vez, pois não???

Opss.................... Eu cá não compro nada!!!

Publicado por ramos às 05:27 PM | Comentários (17)

fevereiro 08, 2011

3 - CURIOSIDADES DO FCPORTO - A IRRADIAÇÃO DO PRESIDENTE

irradiaçao do presidente do Porto 1939.jpg

3 - CURIOSIDADES DO FCPORTO - A IRRADIAÇÃO DO PRESIDENTE

O presidente do Fcporto Angelo César foi irradiado porque a Federação Portuguesa de Futebol instaurou um processo ao Fcporto pelo facto deste clube ter abandonado o terreno de jogo na 2ª mão das meias finais da Taça de Portugal em 1938/1939.

O Fcporto tinha perdido no primeiro jogo com o Benfica por 6-1 e no 2º jogo ao fim da 1ª parte já estava a perder por 6-0, tendo o presidente do Porto ordenado o abandono da equipa no jogo

Seguiu-se um inquérito provando-se que partira dele a brilhante ideia de a equipa abandonar o jogo, com o congresso da FPF em 1939 a pronunciar-se favoravelmente à sua irradiação

Pode-se comprovar esta irradiação pelas fotos acima, retiradas nas publicações na época

(Jornal O Benfica de 15.12.2006)

Publicado por ramos às 05:25 PM | Comentários (4)

fevereiro 05, 2011

Uma entrevista a João Rocha muito interessante

Uma entrevista a João Rocha muito interessante

João Rocha em 2006 deu uma entrevista bastante interessante ao jornal Record que passo a citar:

A dada altura da entrevista o jornalista pergunta a João Rocha:

Jornalista do Jornal Record – Um projecto totalmente falhado no seu ponto de vista Porquê?

João Rocha (antigo presidente do Sporting) – É muito simples.
José Roquette (outro antigo presidente do Sporting) julgava quer o Sporting era uma operação tão fácil como a do Totta, (era um Banco) em que ele numa operação ilegal ganhou 20 milhões de contos sem pagar um tostão de impostos e, ainda por cima, acabou por comprometer aquele que foi recentemente eleito Presidente da Republica, Cavaco Silva.

Jornalista do Record – Uma forte acusação. O que sabe do processo?

João Rocha – Não quero falar nisso neste momento, porque me interessa mais o Sporting.

Jornalista do Record – Lembro-me que durante o mandato de José Roquette, você se revoltou com acordos que nunca ficaram esclarecidos, nomeadamente entre o Sporting e o FCPorto. Quer revelar pormenores em relação a isso?

João Rocha (antigo presidente do Sporting) – Havia um projecto com o Fcporto que era muito prejudicial para o Sporting. Era mesmo inqualificável. Insurgi-me num Conselho Leonino e numa assembleia geral. Era um projecto gravíssimo que só podia sair da cabeça de um indivíduo sem responsabilidades. José Roquette dizia que era um projecto válido, porque era a única maneira do Sporting e Fcporto estarem sempre representados na Liga dos Campeões.

Jornalista do Record – Vái concretizar ou continuar a guardar trunfos?

João Rocha – Não digo mais nada sobre isso, Foi falado no Conselho Leonino e eu disse ao líder da AG para mandar calar sobre essa informação, que foi longe de mais. Disse-lhe ainda que o resumo do acordo com o Fcporto devia ser gravado de tão grave que era, porque talvez fosse necessário que essa gravação viesse a ser publica na defesa dos interesses do Sporting e dos seus sócios. Não vejo o desporto assim.

Nota:
Agora digo eu, são tão amigos ou não são?
O Sporting com o Fcporto/corruptos assumidos!!!

entrevista joao rocha - 2006-1.jpg

Publicado por ramos às 06:35 PM | Comentários (1)

janeiro 29, 2011

BOMBEIROS ALENTEJANOS

Um fogo deflagra numa grande herdade Alentejana.

Os bombeiros foram imediatamente chamados para extinguir as chamas.
O fogo estava cada vez mais forte, e os bombeiros não conseguiam dominar as chamas.
A situação já estava a ficar fora de controlo, quando alguém sugeriu que se chamasse o grupo de voluntários da Vidigueira.

Apesar de alguma dúvida quanto às capacidades e equipamento dos voluntários alentejanos, sempre seria mais uma forma de auxilio. Assim foi.

Os voluntários chegaram num camião velho, desgastado pelos anos e operações de combate. Passaram em grande velocidade e dirigiram-se em linha recta para o centro do incêndio! Entraram pelo fogo adentro e só pararam mesmo no meio das chamas.

Estupefacta, a população assistiu a tudo.

Os voluntários saltaram todos do camião e começaram a pulverizar freneticamente em todas as direcções. Como estavam mesmo no meio do fogo, as chamas dividiram-se, e restaram duas porções facilmente controláveis.

Impressionado com o trabalho dos voluntários da Vidigueira , o latifundiário dono do monte respirou de alívio quando viu a sua herdade ser poupada à devastação das chamas. Na hora puxou da carteira e passou imediatamente um cheque de 5000 euros à corporação voluntária.

Um repórter do jornal local perguntou logo ao comandante dos bombeiros:

- 5000 euros! Já pensou o que vai fazer ao dinheiro?

- Penso que é óbvio, né? - responde o comandante ainda a sacudir a cinza do capacete. - A primeira coisa que vamos fazer é arranjar a porra dos travões do camião!!!

Publicado por ramos às 05:45 PM | Comentários (0)

janeiro 28, 2011

MARIDO HONESTO

ISTO É QUE É MARIDO HONESTO!

Uma mulher foi presa por roubar no supermercado.

Quando estava no tribunal, o juiz perguntou-lhe:

- O que é que a senhora roubou?

Ela respondeu:

- Uma lata pequena de pêssegos.

O juiz perguntou-lhe o motivo do roubo, e ela respondeu:

- Porque estava com fome.

O juiz então perguntou à senhora quantos pêssegos tinha a lata:

- Tinha 6 pêssegos.

O juiz então disse:

- Vou mandar prende-la por 6 dias, 1 dia por cada pêssego.

Mas antes que o juiz pudesse terminar a sentença, o marido dela perguntou se poderia ter uma palavra com o juiz sobre o acontecido.

O Juiz disse que sim, e perguntou o que queria ele dizer.

Então o marido disse:

ELA TAMBÉM ROUBOU UMA LATA DE ERVILHAS!!!

Publicado por ramos às 03:28 PM | Comentários (0)

janeiro 25, 2011

5-CURIOSIDADES DO FCPORTO - UM TREINADOR DE MAU FEITIO

PORTO-emblema.jpg

porto-yustrich.jpg


No faiscículo do Jornal A BOLA de 5.5.1995 vem lá esta pérola que passo a citar:

MUITO PIOR DO QUE O AVANÇADO ESPEZINHADO!

Yustrich (treinador do Porto)e Hernani (jogador do Porto) andavam às avessas havia muito. De uma vez, saltando, cego, do banco, para insultar um árbitro (naquela altura ainda não havia o Apito Dourado), o treinador albarrou e espezinhou o avançado que fora expulso. (esta cena foi por volta de 1958)

OS INVENCÍVEIS HOMENS DE YUSTRICH
porto-equipa-1.jpg

EM BAIXO - Hernani-Gastão-Jaburu-Teixeira e Perdigão
DE PÉ - Virgilio-Miguel Arcanjo-Monteiro da Costa-Osvaldo Cambalacho-José Maria Pedroto e Pinho (guarda Redes)

Dizia A BOLA que esta era uma equipa de sonho. Foi Campeã Nacional e Ganhou a Taça, esteve 24 jogos sem perder.

DEPOIS DESTA EQUIPA SÓ 19 ANOS DEPOIS É QUE O FC PORTO VOLTOU A SER CAMPEÃO
porto-1959.jpg

EM BAIXO - Carlos Duarte-Hernani-Noé-Teixeira e Osvaldo Silva
DE PÉ - Acursio (guarda Redes)-Luis Roberto-Miguel Arcanjo-Monteiro da Costa-Barbosa e Virgilio
Ainda fazia parte da equipa-Américo-Pinho-Albano Sarmento-José Maria Pedroto-Gastão-Perdigão e António Morais.

Estes eram os Campeões Nacionais de 1958/1959, só 19 anos depois é que o Porto voltou a ganhar o Campeonato Nacional.

Publicado por ramos às 07:30 PM | Comentários (0)

janeiro 21, 2011

UM POLITICO EM CAMPANHA

Um político em plena campanha -

Considerei "imperdível" ...

A ESTRANHA BELEZA DA LÍNGUA PORTUGUESA

Este texto é dos melhores registros que tenho lido sobre a nossa digníssima 'língua de Camões', a tal que tem fama de ser pérfida, infiel ou traiçoeira.

Um político que estava em plena campanha chegou a uma pequena cidade, subiu para o palanque e começou o discurso:

- Compatriotas, companheiros, amigos! Encontramo-nos aqui, convocados, reunidos ou juntos para debater, tratar ou discutir um tópico, tema ou assunto, o qual me parece transcendente, importante ou de vida ou morte. O tópico, tema ou assunto que hoje nos convoca, reúne ou junta é a minha postulação, aspiração ou candidatura a Presidente da Câmara deste Município.

De repente, uma pessoa do público pergunta:

- Ouça lá, porque é que o senhor utiliza sempre três palavras, para dizer a mesma coisa? O candidato respondeu:

- Pois veja, meu senhor: a primeira palavra é para pessoas com nível cultural muito alto, como intelectuais em geral; a segunda é para pessoas com um nível cultural médio, como o senhor e a maioria dos que estão aqui; a terceira palavra é para pessoas que têm um nível cultural muito baixo, pelo chão, digamos, como aquele alcoólico, ali deitado na esquina.

De imediato, o alcoólico levanta-se a cambalear e 'atira':

- Senhor postulante, aspirante ou candidato: (hic) o facto, circunstância ou razão pela qual me encontro num estado etílico, alcoolizado ou mamado (hic), não implica, significa, ou quer dizer que o meu nível (hic) cultural seja ínfimo, baixo ou mesmo rasca (hic). E com todo a reverência, estima ou respeito que o senhor me merece (hic)pode ir agrupando, reunindo ou juntando (hic) os seus haveres, coisas ou bagulhos (hic) e encaminhar-se, dirigir-se ou ir direitinho (hic) à leviana da sua progenitora, à mundana da sua mãe biológica ou à puta que o pariu!

ops

Publicado por ramos às 03:48 PM | Comentários (0)

janeiro 20, 2011

NAO VOTAR NO CAVACO

Este é um dos motivos para que não SE VOTAR no CAVACO

...é preciso nascer duas vezes....
A REVISTA VISÃO de 13 de Janeiro traz uma belíssima reportagem sobre
a Aldeia do Cavaquistão.

Na aldeia da Coelha, Algarve, Cavaco Silve tem por vizinhos Oliveira e
Costa e Fernando Fantasia, para além de Catroga, seu ex-ministro das
Finanças e outros correligionários ligados à SLN/BPN.. (sim, BPN).

Trata-se de um loteamento que nasceu e cresceu à sombra de muitas
empresas e off-shores.

A escritura do lote do Presidente da República não se encontra no
Registo Predial de Albufeira. A matriz não consta nem dos registos da
Conservatória do Registo Predial de Albufeira, nem do cartório
notarial (recentemente privatizado) daquela sede de concelho algarvio.
O Presidente da República não se recorda nem da data nem do notário e
local onde assinou a escritura.

Um dos promotores da urbanização, velho amigo e colaborador de Cavaco,
diz que a propriedade foi adquirida "através duma permuta com um
construtor civil".

O Lote 8 está registado em nome de Maria Yolanda Oliveira Costa, a
ex-mulher do criador do BPN, Oliveira Costa. (Transmissão feita à
mulher depois de ter rebentado o escândalo do BPN)

Carapeto Dias, assessor de Cavaco em S. Bento, quando ele era Primeiro
Ministro, adquiriu com outros sócios, duas sociedades offshore que
controlaram a empresa que promoveu a Urbanização da Coelha. As
offshores tinham sede em Gibraltar.

Foi esse assessor que fez o convite a Cavaco para ele adquirir um
lote, onde viria a construir a casa da Gaivota Azul.

Dois anos depois, o lote 8 era comprado por Oliveira e Costa. Segundo
a investigação judicial ao BPN, o banqueiro terá pago a casa com
verbas do próprio banco, via Banco Insular de Cabo Verde, ou seja, sem
gastar nada de seu.

Desconhece-se o valor por que Cavaco Silva comprou o lote e a casa,
por não se saber o paradeiro da escritura.

Outro vizinho de Cavaco: Catroga.

É preciso perguntar:

Na RTP Cavaco declarou-se um "mísero professor". Entre 1995 e 2005 não
desempenhou cargos públicos e não entregou declaração no TC., As
acções do BPN escapam, assim, ao crivo.

Não se sabe o valor por que foi transacionada a moradia da Coelha.

Cavaco não se lembra do valor, nem do notário, nem do local onde foi
celebrada a escritura.( Que estranho para quem quer estar à trente dos
destinos da NAÇÃO !)

Os vizinhos de Cavaco na aldeia da Coelha são, na sua esmagadora
maioria, ex-administradores da SLN/BPN.

Agora, para quem apregoa e tanto preza uma imagem de rigor,
credibilidade e transparência, estes factos deitam tudo por terra.

E é este cidadão que, segundo as sondagens, voltará a ser Presidente
da República?

A imprensa não tem dado qualquer relevo a esta reportagem da Visão.
Também é sintomático...

(anda na net)

Publicado por ramos às 01:41 PM

janeiro 19, 2011

OCULOS DA CHINA

OCULOS DA CHINA

Um Alentejano foi de visita à China e comprou um par de óculos cheios de tecnologia,
Que permitiam ver todas as pessoas nuas.

Manuel coloca os óculos e começa a ver todas as mulheres nuas...,
Fica encantado com a descoberta chinesa.
- Ponho os óculos..., só vejo mulheres nuas!
Tiro os óculos..., já as vejo vestidas!
Que maravilha! Isto sim é alta tecnologia!!!

E assim foi o Manel para o Alentejo louco para mostrar a novidade à sua Maria.
No avião, maravilha-se ao máximo vendo as hospedeiras e as passageiras todas nuas.
Quando chega a casa, entra já com os óculos postos para abraçar a sua Maria toda nua.
Abre a porta de casa e vê a sua Maria a conversar com o seu vizinho,
Todos nus sentados no sofá.

Tira os óculos..., todos nus! Põe os óculos..., todos nus!

Tira os óculos..., todos nus! Põe os óculos..., todos nus!

E, Manel exclama:

Porra já avariaram!!!

Estes produtos chineses são uma merda !

Publicado por ramos às 09:22 PM | Comentários (0)

janeiro 10, 2011

TUDO MENTIRA

TUDO MENTIRA

Aproveitando a ausência dos patrões, "Craudete", a empregada africana,
fofoca com uma amiga de Angola ao telefone:

- Maria, aqui nesta mansão é tudo fachada, nêga!

- Porquê, Craudete? - pergunta a amiga.

- Nada é dos patrão! Tudo é imprestado!

- Como assim?- pergunta a outra, curiosa.
- A roupa dos patrão não és deles, as dele é de um tal de Armani, a
gravata de um tal Pierre Cardin, os vistido dela és de uma tal Fatima
Lopes e os carro é da Mercedes... Nada é deles, minina!

- Nossa, Craudete... Qui pobreza!

- O pió di tudo cê inda num sabe...

Outro dia o patrão tava no telefone falando que tinha um grande Picasso...

Pura mentira, Maria...

É piquinininho, que dá dó.

(ops)

Publicado por ramos às 02:25 PM | Comentários (0)

janeiro 08, 2011

Barbeiro

Barbeiro

Certo dia um florista foi ao barbeiro para cortar o seu cabelo. Após o corte perguntou ao barbeiro o valor do serviço e o barbeiro respondeu:
- Não posso aceitar o seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário esta semana.
O florista ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um ramo com uma dúzia de rosas na porta e uma nota de agradecimento do florista.

Mais tarde no mesmo dia veio um padeiro para cortar o cabelo. Após o corte, ao pagar, o barbeiro disse:
- Não posso aceitar o seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário esta semana.
O padeiro ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, ao abrir a barbearia, havia um cesto com pães e doces na porta e uma nota de agradecimento do padeiro.

Ainda mais tarde veio um deputado para um corte de cabelo. Novamente, ao pedir para pagar, o barbeiro disse:
- Não posso aceitar o seu dinheiro porque estou prestando serviço comunitário esta semana.
O deputado ficou feliz e foi embora. No dia seguinte, quando o barbeiro veio abrir sua barbearia, havia uma dúzia de deputados fazendo fila para cortar o cabelo de borla

opssss.

Publicado por ramos às 04:54 PM

janeiro 03, 2011

FCPORTO O clube de mentirosos

FCPORTO O clube de mentirosos

Vem publicado no jornal A BOLA de 30.12.2010 no artigo de Leonor Pinhão, que a Imprensa noticiou que faleceram o sócio numero 3 do fcporto nascido em 1915.

O curioso que algumas pessoas ligadas ao fcporto resolveram alterar a data de fundação do clube para 1893. Aqui se apanha depressa um mentiroso, então nos primeiros 22 anos de vida do clube só existiam 3 Sócios, e era preciso que este de 95 anos tivesse entrado para sócio no ano que nasceu (1915).

Já agora uma sugestão para os mentirosos do fcporto:

Digam que o clube nasceu na época de D. Afonso Henriques, e que ele também era sócio do fcporto!

Publicado por ramos às 01:58 PM | Comentários (3)

dezembro 21, 2010

HISTÓRIA DE VIDA

São histórias assim que nos dão ânimo para viver!!!!!

Um incrível exemplo de vida, nunca vi nada igual!

ESPEREMOS QUE ESTA HISTÓRIA NOS POSSA SERVIR DE MODELO

UMA MULHER DE 98 ANOS. NÃO TEM INIMIGOS.

UMA HISTÓRIA DE ELEVADO INTERESSE HUMANO!

TODOS OS SERES HUMANOS DEVERIAM VIVER COMO ESTA BOA E ADORÁVEL MULHER!

QUASE NO FINAL DA PRÁTICA DOMINICAL O SACERDOTE PERGUNTOU AOS FIEIS, NA IGREJA: "QUANTOS DE VOCÊS CONSEGUIRAM PERDOAR AOS SEUS INIMIGOS?"

A MAIORIA LEVANTOU A MÃO. O SACERDOTE VOLTOU A REPETIR A MESMA PERGUNTA E ENTÃO TODOS LEVANTARAM A MÃO, MENOS UMA PEQUENA E FRÁGIL VELHINHA.


"DONA MARIA? A SENHORA NÃO ESTÁ DISPOSTA A PERDOAR AOS SEUS INIMIGOS?"

"EU NÃO TENHO INIMIGOS!" RESPONDEU ELA, DOCEMENTE.

"DONA MARIA, ISSO É MUITO RARO!" DISSE O SACERDOTE. E PERGUNTOU: "QUANTOS ANOS TEM A SENHORA?

E ELA RESPONDEU: "98 ANOS!"

O PÚBLICO PRESENTE NA IGREJA LEVANTOU-SE E APLAUDIU A IDOSA, ENTUSIASTICAMENTE.

"DONA MARIA, CONTE PARA TODOS NÓS COMO SE VIVE 98 ANOS E NÃO SE TEM INIMIGOS?"


A DOCE VELHINHA DIRIGE-SE AO ALTAR E DIZ EM TOM SOLENE, OLHANDO PARA O PÚBLICO EMOCIONADO:


"PORQUE TODOS ESSES FILHOS DA PUTA JÁ MORRERAM!"

Publicado por ramos às 01:53 PM | Comentários (0)

dezembro 20, 2010

O PLASTICO - MUITO IMPORTANTE

O plástico

Os compostos da Dioxina provocam cancro, sobretudo cancro de mama.
Não metas as tuas garrafas de água no frigorífico, porque isto liberta a
Dioxina do plástico.

O Dr. Edward Fujimoto do Hospital Castle foi entrevistado para a televisão
E explicou os aspectos desta ameaça para a saúde. (Ele é gerente do Programa de Bem-estar no hospital.)

Esteve a falar da dioxina e de como é perigoso para o homem.
Disse que não devemos usar recipientes nem pratos de plástico para aquecer
os nossos alimentos no microondas. Sobretudo, os alimentos que contêm
gordura.

Explicou que a combinação da gordura, temperaturas elevadas e plástico,
liberta a dioxina em forma de vapor que se introduz na comida e em última
instância, nas células do nosso corpo.

A dioxina é cancerígena e altamente tóxica para as células do corpo humano.
Recomenda que usemos recipientes e louça de vidro, Pyrex ou cerâmica para
aquecer a comida. Obtêm-se os mesmos resultados sem a dioxina. Por isso, os
alimentos tipo comidas preparadas e congeladas, sopas instantâneas, etc.,
têm que ser retiradas da sua embalagem original e aquecer-se noutro tipo de
recipiente.

Não é que o papel seja mau, mas não sabes o que é que puseram no papel.
Simplesmente é mais seguro usar vidro temperado, Pyrex, ou cerâmica.

Recordou-nos quando os restaurantes de comida rápida substituíram os seus
recipientes de unicel por recipientes de papel. Um dos motivos foi este
problema da dioxina.

Além disso, tomem nota: Quando se tapa a comida com película aderente,
quando está muito quente, o plástico deixa cair verdadeiramente gotas
carregadas de toxinas venenosas sobre a comida. Substitui-o por folhas de
papel absorvente.

Passa esta informação à tua família, amigos e pessoas conhecidas - todos os
que são importantes para ti.

(recebi por email)

Publicado por ramos às 08:32 PM | Comentários (3)

MANIAS AMERICANAS

MANIAS AMERICANAS

Um velho árabe muçulmano iraquiano, a viver há mais de 40 anos nos
EUA, quer plantar batatas no seu jardim, mas cavar a terra já é um
trabalho demasiado pesado para ele.

O seu filho único, Ahmed, está a estudar em França, e o velhote
envia-lhe a seguinte mensagem:

Querido Ahmed,

Sinto-me mal porque este ano não vou poder plantar batatas no jardim.

Já estou demasiado velho para cavar a terra.

Se tu estivesses aqui, todos estes problemas desapareceriam.

Sei que tu remexerias e prepararias toda a terra.
Beijos

Papá

Poucos dias depois, recebe a seguinte mensagem:

Querido pai,

Se fazes favor, não toques na terra desse jardim.

Escondi aí umas coisas.
Beijos

Ahmed

Na madrugada seguinte, aparecem no local a polícia, agentes do FBI, da
CIA, os SWAT, os Rangers, os Marines, Steven Seagal, Silvester
Stallone e alguns mais da elite dos EUA, bem como representantes do
Pentágono, da Secretaria de Estado, do Mayor, etc.

Removem toda a terra do jardim procurando bombas, ou material para as
construir, antrax, etc.
Não encontram nada e vão-se embora, não sem antes interrogarem o
velhote, que não fazia a mínima ideia do que eles buscavam.
Nesse mesmo dia, o velhote recebe outra mensagem:

Querido pai,

Certamente a terra já está pronta para plantar as batatas.
Foi o melhor que pude fazer, dadas as circunstâncias.
Beijos

Ahmed

Publicado por ramos às 02:52 PM | Comentários (0)

REX - O CÃO BUFO

Cachorro 02.bmp

REX - O CÃO BUFO

O rapaz vai para Lisboa estudar, mas já na metade do 1º semestre
acaba o dinheiro que o pai lhe deu. Então ele tem uma ideia brilhante.

Telefona ao pai e sai com esta:

- Pai, não vais acreditar nas maravilhas da moderna educação na
cidade. Pois não é que eles aqui têm um curso para ensinar os cães a
falar?

O pai, um homem simplório, fica maravilhado:

- E como é que faço para que aceitem o Rex aqui de casa?

- É só mandá-lo para cá com 5.000 EUR que eu faço a matrícula.

E o pai, é claro, cai na conversa e segue a orientação do filho.

Passados mais alguns meses, o rapaz fica novamente liso e liga outra vez:

- E então, meu filho? Como vai o Rex?

- Fala pelos cotovelos, pai. Mas agora abriram um outro curso aqui,
para os cães aprenderem a ler.

- Não brinques! E podemos matricular o Rex?

- Claro! Manda-me 10.000 EUR que eu trato de tudo!

E o velho, mais uma vez, manda o dinheiro.

O tempo vai passando, o final do ano vai chegando e o rapaz dá-se
conta que vai ter que se explicar. O cão, é claro, não fala uma
palavra, não lê porcaria nenhuma, enfim, continua exactamente como
sempre.

Sem nenhuma consideração, solta o pobre bicho na rua e apanha o
comboio de volta para casa.

A primeira pergunta do pai não podia ser outra:

- Onde está o Rex? Comprei uma revista sobre animais, para que ele leia.

- Pai, nem imaginas. Já tinha tudo pronto para voltar, quando vi o Rex
no sofá, a ler o jornal, como fazia todas as manhãs. E então saiu-se
com esta:

"Então, vamos para casa... Como será que está o velho? Será que
continua a comer aquela viúva que mora na casa da frente?"

E o pai, mais do que rapidamente:

- Mas que cão bufo de m*rda... Espero que tenhas metido um tiro nos
cornos desse filho da p***, antes que venha falar com a tua mãe!

- Mas é claro, pai. Foi o que fiz!

- É assim que se procede, filho!...

Dizem que o rapaz se formou em engenharia, e tornou-se um político de
renome...

Publicado por ramos às 02:47 PM | Comentários (0)

O ÁRBITRO CALABOTE

Aqui deixo um pouco de história sobre o árbitro Calabote, que alguns senhores gosta de falar para dizer mal,
e não sabem o que dizem

O ÁRBITRO CALABOTE

Uma mentira dita mil vezes não passa a ser verdade. Nos últimos dias, a tentação de ir ao baú da História para tentar explicar o presente, fez ressuscitar um nome: Inocêncio Calabote. Quem o fez não conhece a história, nem tem tempo para essas minudências do estudo e da investigação séria e rigorosa.

Tocou de ouvido e, como é natural, espalhou-se ao comprido. O presidente do SC Braga, é dele que falamos, arrisca-se a entrar no anedotário nacional ao desajeitadamente nem o nome do antigo árbitro ter conseguido proferir com exactidão. Quem lhe terá encomendado tal tarefa?

As gerações mais novas nunca ouviram falar de Inocêncio Calabote. Não será por isso António Salvador a fazer o papel de “historiador”, que, como o próprio denuncia sempre que abre a boca, não lhe encaixa no perfil.
A bem da seriedade de procedimentos e da honestidade intelectual, solicito a todos que embarquemos numa rápida mas elucidativa, esclarecedora e pedagógica viagem na máquina do tempo.

Recuemos a 1958/59. O campeonato estava ao rubro e o Benfica e o FC Porto chegavam à última jornada empatados em pontos. Os adversários eram a Cuf, no Estádio da Luz, e o Torreense, em Torres Vedras.

O FC Porto levava vantagem de 4 golos, na fórmula de desempate, entre golos marcados e golos sofridos. Era esta décalage que o Benfica tinha de ultrapassar para ser campeão. Sem imagens televisivas, foi através da rádio que se seguiram as peripécias em ambos os campos.

Na Luz, o Benfica entrou em campo 6 minutos depois das 15, hora de início do encontro, para tomar conhecimento prévio do resultado de Torres Vedras. Um estratagema muito recentemente utilizado noutros campos do país. Pelo facto, o clube foi multado.

Com 90 minutos cumpridos e 7-1 no marcador, Inocêncio Calabote prolongou o jogo por mais 4 minutos, devido a perdas de tempo de jogadores da Cuf, (os guarda-redes, por exemplo, nessa época podiam recrear-se com a bola na sua grande área o tempo que quisessem). Como termo de comparação, lembremo-nos que o árbitro Luís Reforço, no recente jogo FC Porto – Trofense, resolveu prolongar o jogo por 7 minutos. E quem não se lembra de um tal de Isidoro Rodrigues, que em 2001/2002, num Varzim – Benfica, prolongou o jogo 10 minutos para que os poveiros empatassem?

Voltemos a 1959. Com os jogos terminados, 7-1, na Luz, e 0-3, em Torres Vedras, o FC Porto acabou por se sagrar campeão com … 1 golo de vantagem. O curioso é que os testemunhos orais foram reescrevendo esta “estória”, tentando esconder alguns pormenores que fazem toda a diferença.

Calabote, que foi irradiado (sendo o primeiro árbitro a sofrer tal punição) já cá não está para se defender, mas é preciso que a História o reabilite e lhe faça justiça. Quanto mais não seja porque nunca viajou para o Brasil a custas de um clube de futebol, como Carlos Calheiros, nem fugiu a sete pés, em pleno relvado, de onze jogadores de um clube, o FC Porto, como José Pratas, nem atentou contra a verdade desportiva, como Martins dos Santos ou Jacinto Paixão.

O que tem sido escondido conta-se em poucas palavras. O Benfica marcou o seu sétimo e último golo aos 38 minutos da segunda parte, ou seja, 7 minutos antes do apito final (sem os descontos). Qual o árbitro que em 7 minutos não encontraria forma de beneficiar uma equipa com mais um golo? Inocêncio Calabote teria muito a aprender com alguns dos senhores que já citei.

Mas escondido tem sido, também, o que se passou no jogo de Torres Vedras. Ali, o FC Porto ganhava apenas por uma bola a dois minutos do fim, o que daria o título ao Benfica. Entretanto, marcou o segundo golo, o que também não chegava para ser campeão, mas a 20 segundos do final, Teixeira marcou o terceiro golo do FC Porto, que com isso arrecadou o título de campeão.

Mas houve mais, em Torres Vedras. O FC Porto fez 0-1 quando o Torreense jogava com menos um jogador, por lesão. A partir dos 20 minutos da segunda parte, o Torreense estava só com 10, por expulsão de Manuel Carlos, e viu ainda outro jogador expulso após o 0-2, por pontapear a bola para longe. O 0-3 é sofrido com apenas 9 jogadores em campo. Não foi de estranhar, por isso, que a arbitragem de Francisco Guiomar tenha sido muito contestada pelos locais. Mas disso, não rezou a história. Por enquanto…

Publicado por ramos às 10:49 AM | Comentários (0)

O ACIDENTE

O ACIDENTE

Um homem e uma mulher tiveram um acidente de automóvel bastante violento.

A custo, cada um rastejou para fora do seu carro e pôde verificar com espanto que se encontrava miraculosamente ileso.

A mulher foi a primeira a recompor-se. Ajeitou o cabelo e, olhando para o monte de chapas amolgadas donde ambos haviam saído, exclamou:

- Apesar dos nossos carros terem ficado destruídos escapámos sem um arranhão. Sorte... ou então um sinal divino: Deus quis que nos conhecêssemos nestas circunstâncias infelizes. Muito prazer. O meu nome é Miriam.

- Sim, concordo. Foi um milagre - retorquiu o homem, meio surpreendido. Chamo-me António. Muito prazer em conhecê-la também.

- Oh, Veja isto! - continuou a mulher. O meu carro está completamente destruído mas a garrafa de vinho que eu tinha comprado está intacta. É outro milagre! Deus quer que celebremos o nosso encontro...

- Sim, vamos celebrar! responde o homem com entusiasmo. Pegou na garrafa que ela lhe estendeu, tirou a rolha e bebeu um longo trago. De seguida devolveu-a à sua dona que, calmamente, a voltou a rolhar sem beber.

- Então? Não bebe também? - perguntou ele.

- Não. - disse ela. Vou esperar que chegue a Polícia...

ops


Publicado por ramos às 10:40 AM | Comentários (0)

MUITO INTERESSANTE O IRAQUE

VOCÊ SABIA?

Que o jardim do Eden era no Iraque.
Mesopotamia, que agora é o Iraque, era o berço da civilização.
Noé construiu a arca no Iraque.
A torre de Babel ficava no Iraque.
Abraão era de Ur, que ficava no sul do Iraque!
A esposa Rebeca, do Isaac, era de Nahor, que ficava no Iraque.
Jacó encontrou-se com Raquel no Iraque.
Jonas rezou em Ninive - que ficava no Iraque.
Assíria, que ficava no Iraque, conquistou as dez tribos de Israel.
Os Amos gritaram para fora no Iraque!
Babilonia, que ficava no Iraque, destruiu Jerusalem.
Daniel esteve na cova dos leões aonde? No Iraque!

As três crianças Hebraicas queimaram no fogo em Iraque (Jesus tinha estado no Iraque também como a quarta pessoa na fornalha impetuosa!)
Baltazar, o rei de Babilônia viu a "escrita na parede" no Iraque.
Nabucodonosor, rei da Babilônia, carregou os judeus prisioneiros através do Iraque.

Ezequiel fez suas orações no Iraque.
Os Reis Magos eram do Iraque.
Pedro também fez orações no Iraque.
O "império do homem" descrito na Revelação era chamada Babilônia, que era uma cidade do Iraque!

E você provavelmente sabe esta. Israel é a terra mais mencionada na Bíblia. Mas você sabe qual a segunda? Isso mesmo ... IRAQUE! Entretanto este não é o nome usado na Bíblia. Os nomes usados na Biblia são Babilônia, terra de Shinar, e de Mesopotamia. A palavra Mesopotâmia significa entre os dois rios, mais exatamente entre os Rios Tigre e Eufrates. O nome Iraque, significa País com Raizes Profundas.

Certamente o Iraque é um país com raízes profundas e um país com muito significância na Biblia. Nenhuma outra nação, exceto Israel, tem mais história e profecia associados com ela do que Iraque.

Eles, os Iraquianos, tem ou não tem razão de se revoltarem contra os Estados Unidos e sempre se referirem a eles como os DEMÔNIOS!

(anda na Net)

Publicado por ramos às 10:02 AM | Comentários (0)

dezembro 19, 2010

CLASSIFICAÇÃO DA MENTIRA


Mais uma bela Jornada de Mentira do futebol cá da aldeia, e mais 3 pontos para o fcporto, que faz 10 pontos oferecidos ao clube do presidente, amigo e conselheiro matrimonial

FCPORTO 1 - SETUBAL 0
Aos 42 minutos da 1ª parte o jogador Falcão do fcp dá um mergulho e o senhor do assobio marcou logo penalty que não existiu, a favor do clube daquele presidente que esteve 2 anos suspenso por tentativa de corrupção, e o senhor árbitro ao minuto 90 resolveu anular um golo limpinho ao Setubal que foi marcado de penalti (e este existiu), ficando o resultado final de 1-0 para o clube suspeito do presidente que dá fruta aos amigos do apito, desta vez o árbitro Senhor Elmano Santos deve ter recebido um cacho de Bananas do tal presidente corrupto, que recebeu mais 3 pontos do amigo do apito

7ª Jornada CLASSIFICAÇÃO DA MENTIRA
Naval 0 - FCPORTO 1 na 1ª Jornada

82 minutos Jonathas da Naval, joga a bola involuntariamente com a mão em plena grande área. o Sr. do Apito o Paulo Baptista marcou penalti mal assinalado, começou aqui o fcporto a ser levado ao colo, pois ganhou o jogo precisamente por esse penalti mal marcado e lá foram 3 pontinhos ganhos pelo fcporto

FCPORTO 2 - Beira Mar = na 2ª Jornada

árbitro João Capela, aos 44 minutos mesmo ao terminar a 1ª parte inventa um penalti porque o jogador do fcporto BELLUSCHI simula um derrube do jogador do Beira Mar de seu nome Djmal, à entrada da área, e não houve nenhum derrube provocado por este jogador e o fcporto marca o 2-O, arrumou logo aqui o jogo

Rio Ave - FCPORTO - na 3ª jornada

Na 3ª Jornada, aos 22 minutos, é mesmo para rir a actuação do árbitro ex- super-dragão Jorge Sousa, o hulk marca golo (1º) do fcp com falta dentro da área do jogador falcão sobre o Guarda-redes, e na mesma jogada tinha havido outra falta sobre um defesa do Rio Ave, 2 faltas seguidas dos jogadores do fcportost e o golo da vitória lá apareceu. Mas o Sr. Árbitro Jorge de Sousa não marca aos 38 minutos 1 penalti claríssimo com 2 faltas do jogador Alvaro Pereira da defesa do fcp, e o Rio Ave lá foi enganado pelos senhores do velho Sistema

FCPORTO 3 - Sp. Braga 2 na 4ª Jornada

E lá tivemos o fcporto com o Braga 3-2, curioso ao minuto 90 Belluschi dentro da área do fcporto desviou Paulo Cesar jogador do Braga, de poder jogar a bola e penalti clarissimo contra o fcporto, e o homem do apito, incompetente como é normal lá fez vista grossa e não marcou
Assim se ganha campeonatos comprados com fruta e cafezinhos

NACIONAL 0 - fcporto 2 na 5ª jornada

Na 5ª Jornada o fcporto lá voltou a ser levado ao colo pelo incompetente árbitro Bruno Paixão, que não assinalou penalti do Rolando (jogador do fcporto) que cortou deliberadamente a bola com a mão dentro da área, se o penalti fosse marcado e a bola entrasse na baliza faria 1-1, e não sei se o resultado ficaria por aí, assim o fcporto ganhou 2-0 ao Nacional com o primeiro golo a ser marcado pelo jogador do Nacional na própria baliza (cheira a esturro)l, é uma festa ver a banda passar e o clube do dirigente castigado por corrupção ser levado ao colo


V. GUIMARÃES 1 - fcporto 1 na 7ª jornada

A palhaçada continua lá pelos lados do fcporto, mais uma vez um penalti que ficou por marcar contra o fcporto, pelo árbitro Carlos Xistra, e o resultado ficou por 1 para o fcporto e 1 para o Guimarães, depois de vários penáltis por assinalar contra o FC Porto (Álvaro Pereira em Vila do Conde, Belluschi com o Braga, Rolando na Choupana, tivemos mais este para acrescentar à lista, e lá vão com 7 pontos à frente, e o que tem piada é que o treinador do fcporto vilas boas nesse jogo ficou a saber-se que ele anda a precisar de óculos, pois viu o penalti a favor do Guimarães, e veio dizer que era a favor do fcporto

Ainda só vamos na 7ª jornada e já temos este ano esta história para contar


Publicado por ramos às 03:26 PM | Comentários (0)

dezembro 12, 2010

ADÃO E EVA

Adão e Eva!

Um alemão, um francês, um inglês e um português comentam sobre um quadro de Adão e Eva no Paraíso.

Observa o alemão : - Olhem que perfeição de corpos: ela esbelta e esguia, ele com este corpo atlético, os músculos perfilados... Devem ser alemães.

Imediatamente, o francês reage:
- Não acredito. É evidente o erotismo que se desprende de ambas as figuras... ela tão feminina... ele tão masculino... Sabem que em breve chegará a
tentação... Devem ser franceses.

Movendo negativamente a cabeça, o inglês comenta: - Que nada! Notem... a serenidade dos seus rostos, a delicadeza da pose, a sobriedade do gesto. Só podem ser ingleses.

Depois de alguns segundos mais de contemplação, o português exclama: - Não concordo. Olhem bem: não têm roupa, não têm sapatos, não têm casa,
só têm uma maçã para comer, não protestam e ainda pensam que estão no Paraíso.
São Portugueses!!!!...........

Publicado por ramos às 05:59 PM | Comentários (0)

O QUE CUSTA SER HOMEM

Porque os homens também merecem...

Ser homem é:

Sentir a dor física de uma bolada nos tomates;

A tortura de ter de usar fato e gravata no Verão;

O suplício de fazer a barba todos os dias;

O desespero das cuecas apertadas;

A loucura que é fingir indiferença diante de uma mulher sem soutien;

A loucura de resistir olhar para umas pernas com uma mini-saia;

Ir à praia e resistir olhar para aquele mulherão que está deitada ao lado

Viver sob o permanente risco de ter de andar à porrada;

Vigiar o grelhador no churrasco ao fim de semana, enquanto todos se divertem;

Ter sempre de resolver os problemas do carro;

Ter de reparar na roupa nova dela;

Ter de reparar que ela mudou de perfume;

Ter de reparar que ela mudou a tinta do cabelo de 713 para 731 loiro/bege;

Ter de reparar que ela cortou o cabelo, mesmo que seja só 1cm;

Jamais reparar que ela está com um pouco de celulite;

Jamais dizer que ela engordou, mesmo que seja a pura verdade;

Desviar os olhos do decote da secretária, que se faz distraída e deixa a blusa desabotoada até ao umbigo;

Ter a obrigação de ser um atleta sexual;

Ter a suspeita de que ela, com todos aqueles suspiros e gemidos, só está a tentar incentivar-nos;

Ouvir um NÃO, virar para o lado conformado e dormir, apesar da vontade de partir o quarto todo e fazer um escândalo;

Ter de ouvi-la dizer que está sem roupa, quando o problema é onde colocar novos armários para guardar mais roupa;

Ter de almoçar aos domingos na casa dos sogros, discutir política com aquele velho reaça, tratar bem os sobrinhos, controlar-se para não olhar para o decote da irmã dela e não arrear um arraial de porrada ao irmão
dela, sacana do caraças que vem sempre pedir dinheiro emprestado.

Depois Elas ainda acham que é fácil, só porque NÃO TEMOS O PERÍODO!


ALTOOOOOOOOOO

Desculpem mas falta uma coisa muito importante

O que acontecia e ainda acontece a quem usa calças com fecho em vez de botões, Entalar a gaita na porcaria do fecho. São duas dores......

É o entalanço e depois abrir o fecho outra vez......

Estão a ver. Ter um filho só custa no parto!!!

(anda na net)

Publicado por ramos às 05:09 PM | Comentários (0)

dezembro 10, 2010

O BÊBADO

PATETA.GIF


Altas horas da madrugada, o casal acorda ao som insistente da campainha de casa.
O dono da casa levanta-se e pela janela pergunta:

- O que é que você quer?

- Olá. Eu sei que é tarde. Mas preciso que alguém me empurre. A sua casa é a única nesta região. Você precisa de me empurrar!

Louco da vida, o recém-acordado replica:

- Eu não o conheço. São 4 horas da madrugada e pede-me para o ajudar? Ora vá-se catar! Você está é bêbado.
Volta para a cama. A mulher, que também acordou, não gostou da atitude do marido:

- Exageraste! Já ficaste sem bateria antes. Bem podias ter ajudado esse indivíduo.

- Empurrá-lo? Ele está é bêbado - desculpa-se o marido.

- Mais um motivo para o ajudar insiste a mulher. - Ele não vai conseguir andar sozinho. Logo tu, que sempre foste tão prestativo...

Tomado por remorsos, o marido veste-se e vai para a rua:

- Hei, vou-te ajudar! Onde é que estás?

E o bêbado, gritando:

- Aqui, no baloiço!...

Publicado por ramos às 05:13 PM | Comentários (0)

dezembro 09, 2010

Quem foi D. João IV?

D. JOÃO IV

Quem foi D. João IV?

Filho de D. Teodósio, duque de Bragança e de D. Ana Velasco, casou em 1633 com D. Luísa de Gusmão, espanhola da casa de Medina Sidónia.

Já em 1638, os conjurados da Revolução de 1640 tinham procurado obter a aceitação de D. João para uma revolta contra Espanha. Mas as hesitações, ou cautelas, do duque fizeram levantar a hipótese de se conseguir o regresso do infante D. Duarte, solução que falhou, tendo-se mesmo encarado a instauração de uma república, nos moldes da das Províncias Unidas.

A verdade é, que depois da sua aclamação como rei a 15 de Dezembro de 1640, todas as hesitações desapareceram e D. João IV fez frente às dificuldades com um vigor que muito contribuiu para a efectiva restauração da independência de Portugal. Da actividade global do seu reinado, deveremos destacar o esforço efectuado na reorganização do aparelho militar - reparação das fortalezas das linhas defensivas fronteiriças, fortalecimento das guarnições, defesa do Alentejo e Beira e obtenção de material e reforços no estrangeiro; a intensa e inteligente actividade diplomática junto das cortes da Europa, no sentido de obter apoio militar e financeiro, negociar tratados de paz ou de tréguas e conseguir o reconhecimento da Restauração; a acção desenvolvida para a reconquista do império ultramarino, no Brasil e em Africa; a alta visão na escolha dos colaboradores; enfim, o trabalho feito no campo administrativo e legislativo, procurando impor a presença da dinastia nova.

Quando morreu, o reino não estava ainda em segurança absoluta, mas D. João IV tinha-lhe construído umas bases suficientemente sólidas para vencer a crise. Sucedeu-lhe D. Afonso VI, seu segundo filho.

Ficha genealógica:
D. João IV nasceu em Vila Viçosa, a 19 de Março de 1604 e morreu em Lisboa, a 6 de Dezembro de 1656, tendo sido sepultado no Mosteiro de S. Vicente de Fora. Era filho de D. Teodósio II, 7 ° duque de Bragança, e de sua mulher, D. Ana de Velasco. Do seu casamento, celebrado em 12 de Janeiro de 1633, com D. Luísa Francisca de Gusmão, que nasceu em San Lucar de Barrameda, a 13 de Outubro de 1613, e morreu em Lisboa a 27 de Outubro de 1666, filha do 8 ° duque de Medina-Sidónia, D. Juan Manuel Pérez de Guzman, e da duquesa D. Joana de Sandoval, nasceram:

1. D. Teodósio, que nasceu em Vila Viçosa a 8 de Fevereiro de 1634 e morreu em Lisboa, a 13 de Maio de 1653. Foi 9 ° duque de Bragança e príncipe do Brasil, em 1645;

2. D. Ana, que nasceu em Vila Viçosa, a 21 de Janeiro de 1635 e morreu no mesmo dia; estando enterrada no Convento das Chagas daquela vila;

3. D. Joana, que nasceu em Vila Viçosa a 18 de Setembro de 1635 e morreu em Lisboa, a 17 de Novembro de 1653; sepultada no Mosteiro dos Jerónimos e mais tarde trasladada para o Mosteiro de S. Vicente de Fora;

4. D. Catarina, que nasceu em Vila Viçosa, a 25 de Novembro de 1638 e morreu em Lisboa, a 31 de Dezembro de 1705. Foi sepultada no Mosteiro dos Jerónimos e mais tarde trasladada para o Mosteiro de S. Vicente de Fora. Foi rainha de Inglaterra pelo seu casamento, em 1661, com o Carlos II, rei de Inglaterra, que morreu em 16 de Fevereiro de 1685;

5. D. Manuel, que nasceu em Vila Viçosa, a 6 de Setembro de 1640 e faleceu no mesmo dia, tendo sido sepultado no Convento de S. Francisco daquela vila;

6. D. Afonso VI, que herdou a coroa;

7. D. Pedro II, que sucedeu ao precedente;

Teve D. João IV uma filha ilegítima, de mãe desconhecida:

8. D. Maria, que nasceu em Lisboa, a 30 de Abril de 1644, e morreu em Carnide, a 7 de Fevereiro de 1693, no Convento de S. João dos Carmelitas Descalços. Foi reconhecida pelo progenitor, o qual lhe fez mercê das vilas de Torres Vedras e Colares e dos lugares de Azinhaga e Cartaxo, tendo-se dado à vida religiosa.

Fontes:
Joel Serrão (dir.)
Pequeno Dicionário de História de Portugal,
Lisboa, Iniciativas Editoriais, 1976
Joaquim Veríssimo Serrão
História de Portugal, Volume V: A Restauração e a Monarquia Absoluta (1640-1750),
Lisboa, Verbo, 1980

(anda na net)

Publicado por ramos às 05:24 PM | Comentários (0)

dezembro 05, 2010

MÃES E FILHOS

Mães e filhos

Sempre soube que ela era importante para mim.
Só não sabia o quanto ela era realmente valiosa e especial.

Sempre imaginei que se um dia ela me faltasse, eu sentiria sua falta.
Mas nunca calculei o que sua falta verdadeiramente representaria para mim.

Sempre me disseram que amor de mãe é algo diferente, sublime, quase divino.
Sempre me disseram tantas coisas a respeito desse relacionamento: mães e filhos.
Tanto disseram, mas foi pouco o que eu ouvi e entendi sobre isso.

Banalizei.
Não acreditei.

Até o dia em que ela se foi.

Era uma tarde de final de primavera.
O vento brando soprava e em minha casa não havia a mais leve suspeita da dor que se avizinhava.

De repente, a notícia.

Mas não poderia ser verdade.
Não, Deus não permitiria que as mães morressem.

Não assim.
Não a minha.

Engano meu.
Era verdade.

A verdade mais cruel e mais dura que meu coração precisou encarar, enfrentar, suportar.

Ela partiu sem me dizer adeus, sem me dar mais um abraço, mais um beijo, sem me pegar no colo pela última vez, sem me dizer como fazer para prosseguir só, dali para frente ...

Simplesmente partiu.

E uma ferida no meu peito se abriu.
Ferida que não cicatriza, que não sara, que não passa.

É a falta que ela me faz.
É minha tristeza por querer seu aconchego mais uma vez, seu consolo, sua orientação segura.

Querer seu cafuné antes do meu adormecer, sua voz antes do meu despertar.
Sua presença silenciosa em meus momentos de angústia, sua mão amiga a me amparar e confortar.

Querer outra vez ouvir seu sussurro baixinho me dizendo que tudo vai dar certo e que tudo vai acabar bem.
É uma saudade que aperta meu coração e me faz derramar lágrimas às escondidas.

É uma dor de arrependimento por todas as mal-criações que fiz, pelas palavras atravessadas e rudes que lhe disse.

Arrependimento porque agora sei que mãe é mesmo alguém muito especial e porque me dou conta de que os filhos só percebem isso muito tarde.

Tarde demais, como eu."

A morte é um afastamento temporário entre os seres que habitam planos diversos da vida.
Embora saibamos disso é compreensível a dor que atinge aqueles que se vêem afastados de seus amores pela ocorrência da morte.

Muitas vezes essa angústia decorre do arrependimento pelas condutas equivocadas que os feriram, ou que não demonstrar o verdadeiro afeto que sentíamos por aqueles que partiram.

Às vezes são as mães que partem, outras são os filhos, ou os pais, os amigos ...
E tantas coisas deixam de ser ditas, de ser feitas, de ser vividas ...

Pense nisso!

A vida é marcada por acontecimentos inesperados que a transformam, muitas vezes, de modo irreversível.
Cuide de seus amores porque, embora eles sejam para sempre, poderão não estar sempre ao seu lado.

( Recebi pela internet)

Publicado por ramos às 02:45 PM | Comentários (0)

dezembro 01, 2010

'Mãe... só há uma.'

aulas.gif

Ah pois éééééé.....

Numa dessas escolas pluri-étnicas, a professora mandou os alunos escreverem uma redacção que terminasse com a frase 'Mãe... só há uma'.

No dia seguinte ela chama os alunos um a um para lerem as suas redacções.

O primeiro, Martim, filho de boas famílias lê o seu texto :

'No outro dia eu estava doente, espirrando, tossindo, febril, não conseguia comer nada, não podia brincar, nem vir à escola.

Aí, de noite, a minha mãe esfregou Vick Vaporub no meu peito, deu-me um leite bem quentinho com um comprimido, tapou-me com o meu edredon, eu dormi e no dia seguinte acordei bom.'
'Mãe... só há uma.'

A classe toda aplaudiu, a professora elogiou, e deu-lhe um muito bom.

O segundo, Guilherme, típico representante da classe média, foi o aluno seguinte:

'No dia em que tivemos o último teste eu não sabia nada, não conseguia decorar nada, e comecei a chorar, a pensar que ia ter negativa.

Aí a mãe sentou-se ao meu lado com o livro, explicou-me a matéria, fez-me perguntas e já consegui dormir descansado.
Quando acordei senti que sabia tudo! Vim à escola, fiz a prova e tirei Muito Bom.'
'Mãe...... só há uma'.

A classe, emocionada, aplaudiu o Gui. A professora deu-lhe também um Muito Bom.

Chegou a vez do aluno representante das minorias étnicas, Makongo Ngombo:

'Ontem quando chiguei nos meus barraco, minha mãe estava nos cama com um homem qui nem conheço, diferrente do da semana passada.

Quando me ouviu, gritou para mim lá dos quarto:
'Makongo, seu preto filho di PUTA vai lá nos geladeira e traz duas cerveja.'

Aí eu abri a geladeira, olhei lá dentro e gritei pra ela:
'Mãe...... só há uma!'

opss


Publicado por ramos às 05:40 PM | Comentários (0)

novembro 30, 2010

A NOITE DE NÚPCIAS

SORRISO.JPG

Um tipo está a jogar ténis e leva uma bolada forte no pénis, causando um 'trauma muscular peniano'.

Em agonia, dirige-se ao médico:

- Doutor, veja o que é que pode fazer por mim... Vou casar no final da semana; a minha noiva é virgem e não posso decepcioná-la.

- Não se preocupe,
Então, pega 4 pauzinhos, que habitualmente são usados para examinar a garganta dos pacientes e, com fita adesiva, consegue prendê-los ao redor do pénis, de forma a recuperar a rigidez do mesmo.

Na noite de núpcias, a noiva fogosa arranca os botões da blusa e mostra-lhe os peitos, exclamando:

- És o primeiro! Nunca nenhum homem tocou estes seios!


Para não ficar atrás, o noivo abre a braguilha, baixa as calças e exclama:

- Olha, estás a ver? Ainda está encaixotado...

OPSSS

Publicado por ramos às 06:41 PM | Comentários (0)

novembro 26, 2010

JÁ NÃO SOU VIRGEM...

JÁ NÃO SOU VIRGEM...

A família jantava tranquilamente quando, de repente, a filha de 12 anos comenta:

-Tenho uma má notícia. Já não sou virgem! Sou uma vaca! E começa a chorar convulsivamente, com as mãos no rosto.

Silêncio sepulcral na mesa! De repente, começam as acusações mútuas:

- Estava-se mesmo a ver! - diz o marido à mulher. É por te vestires como uma puta barata e arregalares o olho ao primeiro imbecil que vês na rua. Claro que isto tinha que acontecer, com o exemplo de mãe que a menina vê todos os dias!

Vai daí o pai aponta também para a outra filha, de 25 anos

- E tu também, que ficas no sofá a lamber aquele palhaço do teu namorado que tem é pinta de chulo, na frente da menina?

A mãe não aguenta mais e grita: -

Ai é?!... E quem é o idiota que gasta metade do ordenado com putas e se despede delas à porta de casa? Ou pensas que eu e as meninas somos cegas? E, ainda por cima, que belo exemplo dás desde que assinas esta maldita TV cabo, passas todos os fins-de-semana a ver pornografia de quinta categoria e depois acabas na casa de banho com gemidos e grunhidos?

Desconsolada e à beira de um colapso, com os olhos cheios de lágrimas e a voz trémula, a mãe pega na mão da filhinha e pergunta-lhe baixinho:

- E como é que isso aconteceu, minha filha?

Entre soluços, a menina responde:

- A professora tirou-me do Presépio! A Virgem agora é a Luísa. Eu vou ser a vaca!

ops

Publicado por ramos às 05:50 PM | Comentários (0)

novembro 25, 2010

LOIRAS

Um homem cego entra num bar de lésbicas por engano.

Cuidadosamente batendo com a bengala, chega até ao balcão, pede uma cerveja, de seguida vai sentar-se a uma mesa e grita para o barman:

- Eh, tu aí! Gostavas de ouvir uma anedota sobre loiras?

Faz-se um silêncio total no bar e com uma voz grave, profunda e áspera, a mulher que está sentada junto a ele diz-lhe:

- Antes de contar essa anedota, senhor, e tendo em conta a sua deficiência física que o impede de ver, creio que é justo que o advirta de 5 coisas: a barman é uma mulher loira; o porteiro do bar é uma loira que, tal como eu,
pesa 80Kg e é cinturão negro de karaté; a mulher que está comigo é polícia e é loira e a senhora que está sentada do outro lado é lutadora de luta livre e também é loira. Agora pense cuidadosamente se ainda quer contar essa
anedota sobre loiras !!!!

O cego pensa durante alguns segundos, maneia a cabeça e returque:

_Nãã. já não conto. Não estou para explicar a história 5 vezes.

Publicado por ramos às 05:13 PM | Comentários (0)

novembro 16, 2010

MILLÔR FERNANDES

amigo.jpg

Foda-se - por MILLÔR FERNANDES
(adaptado)

O nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional à quantidade de "foda-se!" que ela diz.
Existe algo mais libertário do que o conceito do "foda-se!"?

O "foda-se!" aumenta a minha auto-estima, torna-me umapessoa melhor.
Reorganiza as coisas. Liberta-me.

"Não quer sair comigo?! - então, foda-se!"
"Vai querer mesmo decidir essa merda sozinho(a)?! - então, foda-se!"
O direito ao "foda-se!" deveria estar assegurado na Constituição.

Os palavrões não nasceram por acaso. São recursos extremamente válidos e criativos para dotar o nosso vocabulário de expressões que traduzem com a maior fidelidade os nossos mais fortes e genuínos sentimentos.
É o povo a fazer a sua língua. Como o Latim Vulgar, será esse Português Vulgar que vingará plenamente um dia.
"Comó caralho", por exemplo. Que expressão traduz melhor a ideia de muita quantidade que "comó caralho"?
"Comó caralho" tende para o infinito, é quase uma expressão matemática.

A Via Láctea tem estrelas comó caralho!
O Sol está quente comó caralho!
O universo é antigo comó caralho!
Eu gosto do meu clube comó caralho!
O gajo é parvo comó caralho!
Entendes?

No género do "comó caralho", mas, no caso, expressando a mais absoluta negação, está o famoso "nem que te fodas!".
Nem o "Não, não e não!" e tão pouco o nada eficaz e já sem nenhuma credibilidade "Não, nem pensar!" o ubstituem.
O "nem que te fodas!" é irretorquível e liquida o assunto.

Liberta-te, com a consciência tranquila, para outras actividades de maior interesse na tua vida.
Aquele filho pintelho de 17 anos atormenta-te pedindo o carro para ir surfar na praia?
Não percas tempo nem paciência.
Solta logo um definitivo:

"Huguinho, presta atenção, filho querido, nem que te fodas!".
O impertinente aprende logo a lição e vai para o Centro Comercial encontrar-se com os amigos, sem qualquer problema, e tu fechas os olhos e voltas a curtir o CD (...)

Há outros palavrões igualmente clássicos. Pense na sonoridade de um "Puta que pariu!", ou o seu
correlativo "Pu-ta-que-o-pa-riu!", falado assim, cadenciadamente, sílaba por sílaba.

Diante de uma notícia irritante, qualquer "puta-que-o-pariu!", dito assim, põe-te outra vez nos eixos.
Os teus neurónios têm o devido tempo e clima para se reorganizarem e encontrarem a atitude que te permitirá dar um merecido troco ou livrares-te de maiores dores de cabeça.

E o que dizer do nosso famoso "vai levar no cu!"? E a sua maravilhosa e reforçadora derivação "vai levar no olho do cu!"?

Já imaginaste o bem que alguém faz a si próprio e aos seus quando, passado o limite do suportável, se dirige ao canalha de seu interlocutor e solta:
"Chega! Vai levar no olho do cu!"?

Pronto, tu retomaste as rédeas da tua vida, a tua auto-estima. Desabotoas a camisa e sais à rua, vento batendo na face, olhar firme, cabeça erguida, um delicioso sorriso de vitória e renovado amor-íntimo nos lábios.

E seria tremendamente injusto não registar aqui a expressão de maior poder de definição do Português Vulgar: "Fodeu-se!". E a sua derivação, mais avassaladora ainda: "Já se fodeu!".

Conheces definição mais exacta, pungente e arrasadora para uma situação que atingiu o grau máximo imaginável de ameaçadora complicação?

Expressão, inclusivé, que uma vez proferida insere o seu autor num providencial contexto interior de alerta e auto-defesa. Algo assim como quando estás a sem documentos do carro, sem carta de condução e ouves uma sirene de polícia atrás de ti a mandar-te parar. O que dizes? "Já me fodi!"

Ou quando te apercebes que és de um país em que quase nada funciona, o desemprego não baixa, os impostos são altos, a saúde, a educação e … a justiça são de baixa qualidade, os empresários são de pouca qualidade e procuram o lucro fácil e em pouco tempo, as reformas têm que baixar, o tempo para a desejada reforma tem que aumentar … tu pensas “Já me fodi!”

Então:
Liberdade,
Igualdade,
Fraternidade
e
foda-se!!!
Mas não desespere:
Este país … ainda vai ser “um país do caralho!”

Atente no que lhe digo!

(anda na net)

Publicado por ramos às 05:10 PM | Comentários (0)

novembro 10, 2010

O ALENTEJANO E O GATO


gato pistoleiro.jpg

O ALENTEJANO E O GATO

Um alentejano queria livrar-se de um gato.

Levou-o até uma esquina distante e voltou para a casa.
Quando chegou à casa, o gato já lá estava.
Levou-o novamente, agora para mais longe.
No regresso, encontrou gato novamente em casa.
Fez isso mais umas três vezes e o gato voltava sempre para casa.

Furioso, pensou : "Vou lixar este gato !"
Pôs-lhe uma venda nos olhos, amarrou-o, meteu-o num saco opaco, colocou-o na mala do carro.
Subiu à serra mais distante, entrou e saiu de diversas estradas. Deu mil voltas.. e acabou por soltar o gato no meio do mato.

Passados dois dias, o alentejano liga para casa pelo telemóvel...

- Tá, Maria, o gato já chigou?
- Chigou onte...

- AINDA BEM, DEIXA-ME FALAR COM ELE PORQUE EU ESTOU PERDIDO!!!

Publicado por ramos às 04:18 PM

novembro 06, 2010

ANTES DA POSSE

zepovinho100.jpg

ANTES DA POSSE

O nosso partido cumpre o que promete.
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais.
para alcançar os nossos ideais
Mostraremos que é uma grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo da nossa acção.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
as nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos os nossos propósitos mesmo que
os recursos económicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política.


DEPOIS DA POSSE

Basta ler o mesmo texto acima, DE BAIXO PARA CIMA

Publicado por ramos às 10:38 PM | Comentários (0)

outubro 25, 2010

Duas galinhas...

GALINHA.BMP

Pura realidade...

- "Se você tivesse dois apartamentos de luxo, doaria um para o partido?"

- "Sim" - respondeu o militante.

- "E se você tivesse dois carros de luxo, doaria um para o partido?"

- "Sim" - novamente respondeu o valoroso militante.

- "E se tivesse um milhão na conta bancária, doaria 500 mil para o partido?"

- "É claro que doaria" - respondeu o orgulhoso companheiro.

- "E se você tivesse duas galinhas, doaria uma para o partido?"

- "Não" - respondeu o camarada.

- "Mas porque você doaria um apartamento de luxo se tivesse dois, um carro de luxo se tivesse dois e 500 mil se tivesse um milhão, mas não doaria uma galinha se tivesse duas?"

- "Porque as galinhas eu tenho."

Publicado por ramos às 10:08 PM

outubro 06, 2010

A PALHAÇADA

A PALHAÇADA

7ª jornada

O Benfica ganhou 1-0 ao Braga, e bem ganho pois foi a equipa que fez mais por merecer

Sporting 1-1 com o B.Mar, coitados da lagartagem ainda não perceberam da belanização que lhes está acontecer.
Qualquer dia substituem o Belenenses, e a culpa é dos dirigentes que o Sporting tem tido, enquanto andarem de braço dado com o presidente corrupto do fcp, e não quererem ver as escutas e perceberem como estão nessa situação por causa deles, vão de carrinho para uns lugares modestos na classificação

A palhaçada continua lá pelos lados do fcporto, mais uma vez um penalti que ficou por marcar contra o fcporto e o resultado ficou por 1 para o fcporto e 1 para o Guimarães, depois de vários penáltis por assinalar contra o FC Porto (Álvaro Pereira em Vila do Conde, Belluschi com o Braga, Rolando na Choupana, tivemos mais este para acrescentar à lista, e lá vão com 7 pontos à frente

6ª Jornada
Lá tivemos mais uma vitória do glorioso (1-0), não deixando de haver casos, mais 2 penaltis que ficaram por marcar a favor do Benfica para juntar aos 9 que roubaram até à 5ª jornada, já lá vão 11 penaltizinhos

O Sporting lá teve um penalti perdoado, porque se fosse marcado não sei não!

5ª Jornada
O fcporto lá voltou a ser levado ao colo pelo incompetente árbitro, que não assinalou penalti do Rolando (jogador do fcporto) que cortou a bola com a mão dentro da área, se o penalti fosse marcado e a bola entrasse na baliza faria 1-1, e não sei se o resultado ficaria por aí, assim o fcporto ganhou 2-0 ao Nacional com o primeiro golo a ser marcado pelo jogador do Nacional na própria baliza (cheira a esturro)l, é uma festa ver a banda passar e o clube do dirigente castigado por corrupção ser levado ao colo

Benfica 2-Sporting 0
Boa vitória do Benfica, e o palhaço do apito a mostrar 6 cartões aos jogadores do Benfica, sendo metade deles inventados pelo árbitro, e não mostrou 2º cartão amarelo a Ruben Amorim (jogador do Benfica) que teria de ser expulso

4ª Jornada, e temos mais do mesmo, o Benfica perdeu 2-1, mas perdeu porque o Sr. do Apito é um incompetente, se não for corrupto

2 fora de jogo tirados a Saviola e a Cardoso inventados pela figurinha chamada OLEGÁRIO BENQUERENÇA que anda de apito, Saviola ficou isolado com o Guarda Redes do Guimarães, e o Cardoso isolado marcou golo e a figurinha lá inventou outro fora de jogo, uma vergonha, e o Sr. do apito não contente ainda tirou 2 penaltis ao Benfica, 1 sobre o Aimar e outro sobre o Carlos Martins, e ainda para satisfazer o seu ego lá foi mostrando cartões amarelos aos jogadores do Benfica, e foram 7 cartões (já vai em 19 cartões amarelos na 4ª jornada), o que tem mais piada foi o cartão que mostrou a Cardoso por ele ter marcado um golo limpo e que o larápio Benquerença anulou.

Em 4 jogos e o Benfica já foi roubado em 7 PONTOS, o senhores do apito tem feito um óptimo trabalho para o fccorruptos serem campeões

As arbitragens do jogo do Sporting Olhanense (0-0)O também vão contribuindo para o circo que está montado
foi anulado um golo ao OLHANENSE que ninguém percebeu a não ser o incompetente do árbitro, pois o golo era legalissimo, e daria a derrota ao Sporting, é o futebol Português no seu melhor

E lá tivemos o fcporto com o Braga 3-2, curioso ao minuto 90 dentro da área do fcporto penalti clarissimo contra o fcporto, e o homem do apito, incompetente como é normal lá fez vista grossa e não marcou
Assim se ganha campeonatos comprados com fruta e cafezinhos

VIVA OS PALHAÇOS DO APITO

PONTAPÉ NA BOLA

No pontapé na bola, o campeonato deste ano 2010/2011 está a ficar igual aos campeonatos onde batoteiros/corruptos ganhavam comprando árbitros com fruta, cafezinhos com leite, viagens ao Brasil, conselhos matrimoniais, etc, etc.

Vamos já na 3ª Jornada o fccorruptos (fcporto) já todo lançado com 3 vitórias caídas do céu, de forma que já toda a gente sabe e já estava habituada

No 1º Jogo o fcporto ganha 1-O com um penalty marcado pelo árbitro Paulo Batista aos 83 minutos, nessa 1ª jornada o Benfica contra a Académica, tem 5 penaltis (CINCO, se tem dúvidas vejam as fotos nos jornais) a seu favor, e vejam lá o homem do apito não viu nenhum, azar do meu clube, perdeu o jogo (foi galo, o árbitro teve um ataque de cegueira na altura dos 5 lances), e o Benfica perde 2-1

Na 2ª jornada, já próximo do intervalo o Sr. Árbitro João Capela inventa um livre à medida dos jogadores do frccorruptos, e passa o resultado para 2-0 mesmo a terminar a 1ª parte

Na Madeira o Benfica contra o Nacional, arbitrado por Pedro Proença, um penalty sobre Fábio Coentrão,, o Senhor do apito não viu, mas só ele viu uma falta que deu golo ao Nacional, e o Benfica lá perdeu novamente, voltamos ao velho sistema das vitórias que cheiram a esturro

Na 3ª Jornada, é mesmo para rir a actuação do árbitro ex- superdragão Jorge Sousa, o fcp marca 1 golo com falta dentro da área sobre o Guarda-redes, e na mesma jogada tinha havido outra falta sobre um defesa do Rio Ave, 2 faltas seguidas dos jogadores do fcportost e o golo da vitória lá apareceu. Mas o Sr. Árbitro Jorge de Sousa não marca 1 penalty claríssimo com 2 faltas do jogador da defesa do fcp, e o Rio Ave lá foi enganado pelos senhores dos Sistema

Ainda só vamos na 3ª Jornada e os corruptos já levam muito para contar, pelo menos tem a mais 4 pontinhos na classificação, digam lá se não era o que se passava há uns anos atrás, digam lá se já não viram este filme!
Os mafiosos estão bem instalados no futebol Português, tudo na mesma, nada muda somos mesmo um país de tristes!

OSporting, nesta 3ª jornada também está muito feliz, 2 golinhos com ajuda do senhor do apito, 1º golo de fora de jogo do Lielson, e um penalti inventado, pois a falta não existe, o Lielsom vai para cima do Guarda Redes, e o árbitro como também estava cego lá deu um jeitinho, acontece...

O FCPORTO/CORRUPTOS tem a mais 4 pontos, e o BENFICA tem a menos 4 pontos

VIVA O CAMPEONATO DA BATOTA

Publicado por ramos às 10:55 PM | Comentários (1)

setembro 27, 2010

O BÊBADO E O PADRE

PADRE.GIF

Num ônibus, um padre senta-se ao lado de um bêbado que, com dificuldade, lê o jornal.

De repente, com a voz 'empastada', o bêbado pergunta ao padre:
- O senhor sabe o que é artrite?

-O pároco logo pensa em aproveitar a oportunidade para passar um sermão no bêbado e responde:
- É uma doença provocada pela vida pecaminosa e sem regras: excesso de consumo de álcool, certamente mulheres perdidas, promiscuidade, sexo, farras e outras coisas que nem ouso dizer...

O bêbado arregalou os olhos, calou-se e continuou lendo o jornal.

Pouco depois o padre, achando que tinha sido muito duro com o bêbado, tenta amenizar:
- Há quanto tempo o senhor está com artrite?

- Eu?... Eu não tenho artrite!... Diz o jornal que quem tem é o Papa !

Publicado por ramos às 03:17 PM | Comentários (0)

setembro 25, 2010

1 euro


MOEDA.JPG

1 euro

Um agricultor de Montemor, muito rico, casou-se com uma mulher muito pobre de Reguengos.

Como era um homem generoso ofereceu casa, carro e emprego a todos os familiares da mulher.
E todos ficaram muito felizes: pai, mãe e irmão.

Certo dia, a mulher procurou os seus familiares e confessou-lhes:

- Não aguento mais o meu marido. Acho que me vou divorciar...

O pai reflectiu:

- Ele é um bom homem, minha filha. Ele ama-te, respeita-te...

- Mas pai, eu não aguento mais...não me posso baixar para apanhar nada que lá vem ele ... e pimba! Quando me casei o meu rabinho parecia uma moeda de 1 cêntimo e agora parece uma moeda de 1 Euro.

- Ó filha... Por amor de Deus!!!......e tu vais arranjar problemas por causa de 99 cêntimos?

Publicado por ramos às 01:58 PM | Comentários (0)

setembro 23, 2010

O PAPAGAIO DO CHEFE DA CAIXA

papagaio.jpg

O papagaio do chefe da caixa, um tal vilas boas, que é o treinador do fcporto, manda uns palpites foleiros, e a essa conversa mole que vem de lá já o pessoal do Benfica está habituado

aqui deixo a explicação porque tem 9 pontos de avanço, e agradeço desde já ao http://vedetadabola.blogspot.com/
:
1ª JORNADA:
NAVAL-FC PORTO, 0-1 O golo solitário da vitória portista foi obtido através de um penálti mais do que duvidoso assinalado por Paulo Baptista, num lance de bola na mão de um defensor figueirense, quando faltavam menos de dez minutos para o fim da partida.

2ª JORNADA:
FC PORTO-BEIRA MAR, 3-0 O segundo, e importante, golo na vitória frente ao Beira-Mar, nasceu a um minuto do intervalo, na sequência de um livre inexistente, inventado por João Capela, e cobrado por Belluschi. O 2-0 decidiu o jogo, libertando o FC Porto para uma segunda parte tranquila.

3ª JORNADA:
RIO AVE-FC PORTO, 0-2 O primeiro golo portista é precedido de duas intervenções faltosas de Falcão. Uma sobre um defensor, carregando-o pelas costas, outra sobre o guarda-redes, não lhe permitindo fazer-se à bola. Jorge Sousa apontou para o centro do terreno. Alguns minutos mais tarde há um penálti claríssimo cometido por Álvaro Pereira (duas faltas no mesmo lance, a segunda das quais mais do que evidente) que ficou por sancionar, e que poderia ter dado o empate. Posto isto, tudo se facilitou.

4ª JORNADA:
FC PORTO-SP.BRAGA, 3-2 No último minuto do jogo, Belluschi empurra Paulo César no ar, impedindo-o de rematar à baliza de Helton. Pedro Proença mandou jogar. Estranhamente (ou talvez não) ninguém protestou.

5ª JORNADA:
NACIONAL-FC PORTO, 0-2 Mais um penálti flagrante por marcar contra o FC Porto (o terceiro em três jornadas consecutivas), desta vez por corte com a mão de Rolando, que Bruno Paixão não quis marcar. Daria o empate, e complicaria a vida à equipa portista.
Com uma trajectória destas qualquer Paços de Ferreira ou Olhanense seria líder isolado.
Juntando isto aos graves prejuízos que o Benfica tem sofrido, temos o campeonato mais subvertido de que há memória em muitos anos.
As semanas vão passando, e a falta de vergonha evidenciada pela gente do apito mostra que as coisas não acontecem por acaso. Não me entra na cabeça que uma equipa seja beneficiada em cinco jogos seguidos, e o seu principal adversário seja prejudicado gravemente em três deles, sem que tal corresponda a um plano de acção preconcebido.

Esse plano é simples: o Benfica não pode ser bi-campeão, e o FC Porto, dê por onde der, tem de voltar a sê-lo, sob pena de ver esfumar-se a hegemonia que, por portas e travessas, foi conseguindo ao longo dos últimos vinte anos. Em Junho ninguém se irá lembrar, e todos concederão justiça a mais um título azul-e-branco.
Provavelmente comunicados não chegam. Provavelmente serão necessárias atitudes ainda mais drásticas, pois esta gente, está visto, não brinca em serviço.

PS: Repare-se nas feições de João Moutinho agora, e compare-se com os tempos do Sporting. Com a cara chupada, olhar agressivo e distante, o médio parece outra pessoa, totalmente diferente do miúdo que conhecíamos.
Que lhe terão feito? Que suplementos vitamínicos lhe terão dado? Que se passa no FC Porto?

Publicado por ramos às 07:17 PM | Comentários (1)

A TROCA DE CASAIS


A TROCA DE CASAIS....

No meio da noite o casal é acordado por um disco voador que pousa em seu > quintal...

> Um casal de marcianos desce da nave e, passado o susto inicial, os quatro começam a conversar amigavelmente, e logo estão sentados no sofá tomando um uísque.

Uma dose aqui, outra ali, dali a pouco todo mundo fica com os copos e eles resolvem fazer uma troca
de casais.

Ansiosa por uma aventura extra-conjugal, a mulher se tranca no quarto e rapidamente tira a roupa do seu parceiro.
Mas qual não foi a sua decepção ao ver o órgão sexual do marciano... Devia ter no máximo uns cinco centímetros....

Ao perceber o tom de decepção no rosto da parceira, imediatamente o marciano torceu uma de suas orelhas e seu pénis dobrou de tamanho, uma nova torcida, e ele foi ficando enorme...

Na manhã seguinte, não cabendo em si de tanta satisfação, a mulher vira-se para o marido e pergunta:

E então, querido, como foi a sua noite com a marciana? -

Horrível !.... Aquela mulher era completamente maluca! Ao invés de fazer amor comigo, passou a noite
toda a torcendo as minhas orelhas!

OPSS

Publicado por ramos às 01:09 PM | Comentários (0)

setembro 21, 2010

PRIOR DE TRANCOSO

PADRE.GIF


PRIOR DE TRANCOSO

SENTENÇA PROFERIDA EM 1487 NO PROCESSO CONTRA O PRIOR DE TRANCOSO

(Autos arquivados na Torre do Tombo, armário 5.º, maço 7) (*)

"Padre Francisco da Costa, prior de Trancoso, de idade de sessenta e dois anos, será degredado de suas ordens e arrastado pelas ruas públicas nos rabos dos cavalos, esquartejado o seu corpo e postos os quartos, cabeça e mãos em diferentes distritos, pelo crime que foi arguido e que ele mesmo não contrariou, sendo acusado de ter dormido com vinte e nove afilhadas e tendo delas noventa e sete filhas e trinta e sete filhos; de cinco irmãs teve dezoito filhas; de nove comadres trinta e oito filhos e dezoito filhas; de sete amas teve vinte e nove filhos e cinco filhas; de duas escravas teve vinte e um filhos e sete filhas; dormiu com uma tia, chamada Ana da Cunha, de quem teve três filhas, da própria mãe teve dois filhos.

Total: duzentos e noventa e nove, sendo duzentos e catorze do sexo feminino e oitenta e cinco do sexo masculino, tendo concebido em cinquenta e três mulheres.

El-Rei D. João II lhe perdoou a morte e o mandou pôr em liberdade aos dezassete dias do mês de Março de 1487 e guardar no Real Arquivo da Torre do Tombo esta sentença, devassa e mais papéis que formaram o processo".

(*) Não confirmado, ou seja, a mim custa-me um pouco a acreditar mas há cada libido

(RECEBIDO POR MAIL)

Isto é o que eu chamo um padre danado para a brincadeira!!!

Publicado por ramos às 06:27 PM | Comentários (1)

setembro 19, 2010

O FUNDADOR DOS ESCUTEIROS TINHA UM LADO NEGRO?

ESCUTEIRO BADEN POWELL.jpg

O FUNDADOR DOS ESCUTEIROS TINHA UM LADO NEGRO?

Robert Baden-Powell, o fundador dos escuteiros, prometeu ao chefe Uwini, lider de uma rebelião em Matabeleland (onde hoje é o Zimbabwé), que lhe pouparia a vida no caso de se render. Uwini acreditou e a sua tribo depôs as armas. Baden-Powell entregou-o então a um tribunal Militar que mandou matar o chefe da tribo.

A história passou-se em 1896, quando Baden-Powell estava em missão militar em África, e está descrita em documentos até agora ignorados que vão ser leiloados esta semana no Reino Unido.

Tim Jeal, biógrafo do homem que fundou os escuteiros, diz que este comportamento, em alguém considerado "um bastião da decência", é sem dúvida "o episódio mais vergonhoso de toda a sua vida".

(Publicado na revista SÁBADO de 10 Dezembro de 2009 SÀBADO)

Publicado por ramos às 01:11 PM | Comentários (0)

setembro 15, 2010

GRANDE ALENTEJANO

alentejanos.gif

- Ontem à noite fiz amor com a minha mulher quatro vezes seguidas - disse o algarvio - e de manhã, ela fez um delicioso crepe e disse que me amava muito.

- Ah, ontem à noite fiz amor com a minha seis vezes - resposta do lisboeta - e de manhã, ela fez uma deliciosa omeleta e disse que eu era o homem da vida dela.

Como o alentejano ficou calado, o algarvio perguntou:

- Quantas vezes é que fez amor com a sua mulher ontem à noite?

- Uma - respondeu o alentejano.

- SÓ UMA...?! - exclamou o lisboeta

- E de manhã, o que é que ela disse?

- Ná pares!!!!!!!

Publicado por ramos às 02:56 PM | Comentários (0)

setembro 11, 2010

Charles Darwin

Charles Darwin

(Shrewsbury, Shropshire, 1809 - Down, Kent, 1882).

Naturalista britânico. Inicia estudos de Medicina e de Teologia, mas em 1831, aprende bastante de Botânica, Entomologia e Geologia, é recomendado para uma expedição científica a bordo do Beagle. A volta ao mundo do Beagle dura cinco anos, durante os quais Darwin forma a sua colecção de naturalista, acumula observações práticas e modifica os postulados teóricos básicos da ciência biológica da época. Aos 27 anos, de regresso a Inglaterra, decide dedicar a sua vida à ciência. Em 1842, com a herança paterna, retira-se para uma casa no campo, onde vive consagrado ao estudo até à morte.

No estudo A Origem das Espécies formula a teoria da evolução dos seres vivos mediante uma selecção natural que favorece nos indivíduos variações úteis na luta pela existência; estas variações transmitem-se, reforçadas, aos descendentes.

Charles Darwin formula a doutrina evolucionista, segundo a qual as espécies procedem umas das outras por evolução. Em virtude da selecção natural sobrevivem os indivíduos e as espécies melhor adaptados. Estas ideias revolucionam as concepções biológicas da sua época.

A esta obra segue-se A Origem do Homem, em que aprofunda a sua teoria sobre a descendência do homem e do macaco de um antepassado comum. Por formular estas ideias vê-se violentamente combatido pelas mais diversas correntes religiosas, que vêm no homem a imagem de Deus. Consequentemente, em redor do pensamento de Darwin cristalizam as polémicas vitorianas sobre a natureza social, metafísica e fisiológica do homem.

O impacto desta obra é imediato e sensacional. O público culto já está introduzido na concepção da evolução, mas o facto de um cientista respeitado contribuir com tal quantidade de evidências para provar esta ideia revolucionária convence um grande número de cientistas importantes, de modo que, por muitos oponentes que tenha, a opinião geral torna-se favorável.
Darwin tem uma influência decisiva sobre a literatura da segunda metade do século XIX e contribui involuntariamente para o advento do naturalismo literário.
In vidaslusofonas

Charles Darwin nasceu a 12 de Fevereiro de 1809 na cidade rural de Shrewsbury, na Inglaterra. O seu pai, Dr. Robert Darwin, foi um físico proeminente da época. A sua mãe, Susannah, morreu quando Charles Darwin tinha oito anos e, por uma razão ou por outra, ele nunca teve dela recordações muito vivas. De facto, ao longo de toda a sua vida, Darwin nunca foi um bom observador de pessoas, tenho sido, no entanto, um excelente observador de objectos e animais.

Darwin não foi um aluno brilhante, pois não se interessava pelas matérias que lhe ensinavam na escola. Estava destinado a viver da fortuna da família, mas o seu pai convenceu-o a optar por uma profissão. Em 1825, Charles Darwin foi estudar medicina, tendo desistido dois anos mais tarde, para ingressar no curso de direito na Universidade de Cambridge. Aí, um dos seus professores, Prof. Henslow, convenceu-o a levar mais a sério o seu interesse pelas Ciências. Em Janeiro de 1831, Darwin formou-se. O Prof. Henslow falou-lhe então de um navio, o H.M.S. Beagle, que iria partir para uma viagem à volta do mundo numa missão de investigação e, assim, em 27 de Dezembro de 1831, Darwin partiu numa expedição que iria durar cinco anos e que se iria tornar um marco da história da Ciência.

Darwin experimentou e aprendeu vários aspectos da biologia e da vida durante a sua permanência no navio, mas só quando chegou ao Arquipélago dos Galapagos, é que realmente se lhe "fez luz". Aí, descobriu que existiam inúmeras diferenças e semelhanças entre os animais das diversa ilhas e do continente. Recolheu exemplares e conduziu diversas experiências para análise e estudos futuros.

Em 1836, Darwin regressou a Inglaterra, tendo casado com Emma Wedgwood em 1837. O casal instalou-se então na cidade de Downe. Aí, passou o resto da sua vida a escrever livros, a estudar, a conduzir experiências e a corresponder-se com outros cientistas. Morreu em 19 de Abril de 1882.

No decurso do seu trabalho, Charles Darwin, desenvolveu diversas teorias e ideias controversas. É dele a frase "Na maior parte dos casos, não há dois organismos da mesma espécie que sejam semelhantes". É ele também o autor das ideias da selecção natural e da sobrevivência do mais apto. Isto significa, para Darwin, que a Terra não sustenta todo e qualquer indivíduo, mas que apenas aqueles que se adaptam e vencem a competição por comida e abrigo, estão aptos para sobreviver. Darwin expressou esta e outras descobertas da sua viagem no seu livro "On the Origins of Species by Means of Natural Selection", em 1859.

Darwin publicou muitas outras obras expondo as suas teorias e a sua biografia. Foi igualmente pioneiro em muitos temas controversos no campo das ciências. As suas ideias foram realmente revolucionárias, tendo iniciado uma linha de pensamento totalmente original.
In Naturlink
FRASES CÉLEBRES DE CHARLES DARWIN:

"A man ´ s friendships are one of the best measures of his worth" (as amizades de um homem são uma das melhores medidas de quanto vale)

"An American Monkey after getting drunk on Brandy would never touch it again, and thus is much wiser than most man" (um macaco americano depois de se embebedar com brandy nunca mais volta a bebê-lo, neste sentido é muito mais sensato do que a maioria dos homens)

Darwin perde as barbas na Gulbenkian
Exposição assinala o bicentenário do nascimento do cientista e os 150 anos de «A Origem das Espécies»
Darwin vai perder as barbas e rejuvenescer numa exposição dedicada à sua vida e obra com que a Fundação Gulbenkian assinala o bicentenário do nascimento do cientista e os 150 anos da publicação de «A Origem das Espécies».
«Toda a gente o conhece de barbas, velho, sério e triste, quando na juventude estava nos antípodas disso: era alegre, amante das boas coisas da vida e mau aluno», disse o comissário científico da exposição, que será inaugurada a 12 de Fevereiro, data do nascimento de Charles Darwin (1809-1882).

Para mostrar esse Darwin desconhecido, a equipa de José Feijó desafiou a equipa de Elisabeth Daynès, já responsável por algumas das reconstituições científicas mais famosas do mundo - como a de Tutankhamon e de antepassados dos hominídeos -, a rejuvenescê-lo a partir do registo fotográfico.

«Vamos ter pela primeira vez, e será uma estreia mundial, aquilo que a Ciência melhor pode dizer acerca do que terá sido a figura de Darwin enquanto jovem», afirmou este investigador principal do Instituto Gulbenkian de Ciência que prepara esta exposição desde Junho de 2006.

Outro destaque da exposição será uma réplica feita pelo Museu da Marinha do navio em que Darwin embarcou para a sua viagem de exploração do Atlântico Sul (1831-1836), então com 22 anos.
Além desta réplica do «Beagle», provavelmente a melhor alguma vez construída para um museu, segundo José Feijó, haverá também uma reconstrução da exígua cabine que Darwin ocupava no navio.
A exposição, para a qual as mais de 600 visitas guiadas para escolas já estão esgotadas há mês e meio, deverá registar uma elevada afluência de público, entre 70 mil e 100 mil visitantes, segundo uma estimativa do comissário.
A mostra apresenta um núcleo central biográfico, uma contextualização histórica original do Naturalismo dos séculos XVIII e XIX, e a transição para o século XX e a modernidade da Evolução e suas implicações. In IOL Diário

A versão original da teoria da evolução de Charles Darwin (1809-1882) está disponível na Internet, na sequência da libertação on-line dos documentos pessoais do naturalista inglês pela Biblioteca da Universidade de Cambridge, noticia a agência Lusa.

O arquivo contém cerca de 20.000 itens e quase 90.000 imagens, incluindo o primeiro rascunho da sua teoria da evolução, segundo a Biblioteca.

Entre estes documentos contam-se apontamentos de Darwin sobre a viagem do Beagle e o registo das suas primeiras dúvidas sobre a permanência das espécies.
«As suas publicações sempre estiveram acessíveis no domínio público, mas estes documentos só estavam até agora acessíveis a estudiosos», afirmou John van Wyhe, director do projecto on-line.
«Darwin mudou para sempre a nossa compreensão da Natureza», sublinhou. «O seu acervo mostra como eram imensamente detalhadas as suas investigações. A divulgação destes documentos on-line marca uma revolução no acesso público a - e desejavelmente na apreciação de - uma das mais importantes colecções de materiais primordiais na história da Ciência».

Os documentos podem ser consultados gratuitamente na página onde pode também encontrar-se uma fotografia de Darwin com a família, recortes da imprensa, críticas dos seus livros e até um livro de receitas de cozinha da mulher, Emma Darwin.

Link: http://www.darwin-online.org.uk/


A Arvore da Vida


Pesquisa de Rui Mateus
No ano Darwin de 2009

Publicado por ramos às 04:54 PM | Comentários (2)

setembro 02, 2010

PORTUGUÊS HOMEM DE PALAVRA


Português é homem de palavra.... cumpre sempre.....

Dois casais, um de Brasileiros e outro de Portugueses, estavam a jogar às cartas, quando uma carta caiu debaixo da mesa.

O Português abaixou-se para apanhar a carta e deu uma olhadela na boazona da mulher do Brasileiro, por momentos. E ela estava sem calcinhas.

Alguns minutos depois o Portugues, a transpirar levantou-se para beber água e a mulher do Brasileiro disfarçou e foi atrás dele. Chegando na cozinha ela perguntou:

- Oi, e aí? O que achou?

- Maravilhoso - respondeu o Portugues.

- Qualquer 1.000 € e a gente conversa - disparou a Brasileira safada e oportunista, porém gostosa.

- Tudo bem, é só dizer quando!

- Amanhã à tarde o meu marido não estará em casa e você pode ir lá.

- Combinado!

> No outro dia à tarde, o Portugues chegou na hora marcada, pagou os 1.000 € e «comeu» a mulher do Brasileiro. Serviço completo.

No fim da tarde, o Brasileiro chega do trabalho e pergunta à mulher:

- O Portuga esteve aqui esta tarde?

- Sim - respondeu a mulher assustada.

- Deixou 1.000 €?

- Sim - respondeu a mulher, completamente apavorada.

- Ufa! Que alívio. Aquele Portuga /filho da mãe esteve no meu escritório pela manhã, pediu-me 1.000 € emprestados e disse que passava aqui hoje à tarde, sem falta, para me pagar.

Ainda bem que Português é homem de palavra!!!

Publicado por ramos às 09:21 AM | Comentários (0)

agosto 15, 2010

NOVOS ZÉS DO TELHADO

NOVOS ZÉS DO TELHADO

Zé do Telhado era o bandoleiro de Lisboa que roubava aos ricos para dar aos pobres.

Não era deputado nem ocupava qualquer lugar importante na vida política, nem era  banqueiro do Banco Português de Negociatas, talvez por isso mesmo se preocupasse com os pobres

Hoje já não existe mais Zé do Telhado, porque já ninguém tira aos ricos para dar aos pobres, mas sim o contrário

Então temos por aí outros Zés mais refinados, que pelas ruas do país, e completamente desarmados vão sacando o que podem aos pobres ou aos remediados, mas não tem o mesmo procedimentos com os Bancos, com as grandes empresas ou com outros capitalistas que vão engordando à conta da teta dos mais infelizes.

Enfim... São os novos Zés do telhado que temos, mais virtuais, mais penteadinhos e mais cheirosos!

Publicado por ramos às 05:05 PM | Comentários (2)

MUDANÇA MAGNÉTICA NA TERRA

Este e-email foi recebido por mim, por achar que tem algum interesse aqui vai

Mudança Magnética na Terra

Saiu na imprensa:

A inversão dos pólos começa a dar sinais que está próxima

"LONDRES - O Pólo Norte está de mudança. Cientistas encontraram grandes buracos no campo magnético da Terra, sugerindo que os Pólos Norte e Sul estão se preparando para trocar de posição, numa guinada magnética. Um período de caos poderia ser iminente, no qual as bússolas não mais apontariam para o Norte, animais migratórios tomariam o rumo errado e satélites seriam queimados pela radiação solar.

Os buracos estão sobre o sul do Atlântico e do Ártico. As mudanças foram divulgadas depois da análise de dados detalhados do satélite dinamarquês Orsted, cujos resultados foram comparados com dados coletados antes por outros satélites.

A velocidade da mudança surpreendeu os cientistas. Nils Olsen, do Centro para a Ciência Planetária da Dinamarca, um dos vários institutos que analisam os dados, afirmou que o núcleo da Terra parece estar passando por mudanças dramáticas. "Esta poderia ser a situação na qual o geodínamo da Terra opera antes de se reverter", diz o pesquisador. O geodínamo é o processo pelo qual o campo magnético é produzido: por correntes de ferro derretido fluindo em torno de um núcleo sólido. Às vezes, turbilhões gigantes formam-se no metal líquido, com o poder de mudar ou mesmo reverter os campos magnéticos acima deles.

A equipe de Olson acredita que turbilhões se formaram sob o Pólo Norte e o sul do Atlântico. Se eles se tornarem fortes o bastante, poderão reverter todas as outras correntes, levando os pólos Norte e Sul a trocar seus lugares.

Andy Jackson, especialista em geomagnetismo da Universidade de Leeds, Inglaterra, disse que a mudança está atrasada: "Tais guinadas normalmente acontecem a cada 500 mil anos, mas já se passaram 750 mil desde a última".

Impacto - A mudança poderia afetar tanto os seres humanos quanto a vida selvagem. A magnetosfera fornece proteção vital contra a radiação solar abrasadora, que de outro modo esterilizaria a Terra. A magnetosfera é a extensão do campo magnético do planeta no espaço. Ela forma uma espécie de bolha magnética protetora, que protege a Terra das partículas e radiação trazidas pelo "vento solar".

O campo magnético provavelmente não desapareceria de uma vez, mas ele poderia enfraquecer enquanto os pólos trocam de posições. A onda de radiação resultante poderia causar câncer, reduzir as colheitas e confundir animais migratórios, das baleias aos pingüins. Muitas aves e animais marinhos se guiam pelo campo magnético da Terra para viajar de um lugar para outro.

A navegação por bússola se tornaria muito difícil. E os satélites - ferramentas alternativas de navegação e vitais para as redes de comunicação - seriam rapidamente danificados pela radiação solar".


...que está vinculado a esta outra notícia do Jornal de Notícias, de Portugal:

Austrália: Cerca de 200 baleias-piloto encalhadas na ilha de King

2009-03-02

Sydney, Austrália, 02 Mar (Lusa) - Cerca de 200 baleias-piloto e vários golfinhos ficaram encalhados na ilha de King, no sul das Austrália, informou hoje a rádio ABC.

Peritos da Tasmânia viajam rumo àquela ilha, situada entre a Tasmânia e o continente australiano, com esperança de salvar alguns dos cerca de 50 cetáceos que ainda sobrevivem.

As baleias e golfinhos começaram a chegar de noite à praia da ilha, perante os olhares de alguns residentes, que avisaram as autoridades.

Em finais de Janeiro, 53 cachalotes morreram encalhados e outras 80 baleias-piloto morreram na mesma ilha em Novembro passado.

Também em Novembro, outras 65 baleias da mesma espécie encalharam noutra praia do sul da Austrália e só 11 conseguiram voltar para o mau, ajudadas pelas autoridades, ecologistas e voluntários.

Os cientistas desconhecem a razão pela qual algumas espécies de baleias perdem a vida nas praias, admitindo que possam ser confundidas pelos sonares potentes de navios ou por seguirem um líder doente e desorientado.

Comentário associado: Como podemos notar, os sinais de mudanças estão ficando mais evidentes. Na última notícia acima, os cientistas dão a desculpa que "sonares potentes" teriam matado mais de 150 baleias num intervalo de 4 meses, como se na Ilha de King (sul da Austrália, perto da Tasmânia) tivesse permanentemente navios com sonares tão potentes para causar tamanho estrago. Na hipótese do "lider desorientado ou doente", significaria que ele estaria com alguma dificuldade para se orientar através do campo magnético. O trecho em negrito do primeiro artigo acima mostra que esses animais se movem pela Terra com a ajuda do campo magnético e com ele enfraquecido ou com mudança de posição pode acabar acontecendo isso. Como não querem falar a verdade, fazem uma maquiagem dos fatos, dando desculpas como essas. Portanto, fiquemos atentos aos próximos sinais que a Natureza nos der.


Publicado por ramos às 02:51 PM | Comentários (0)

agosto 12, 2010

PROCURA MARIDO COM DINHEIRO

carro-mulher.jpg

Publicado num site financeiro

Uma mulher escreveu para o site pedindo umas dicas sobre como arranjar marido rico. Só isso já é engraçado, mas o melhor da história é que um homem deu a ela uma resposta bem fundamentada.

ELA:
'Sou uma garota linda (maravilhosamente linda) de 25 anos. Sou bem articulada e tenho classe. Estou querendo me casar com alguém que ganhe no mínimo meio milhão de dólares por ano. Tem algum homem que ganhe 500 mil ou mais neste site? Ou esposas de gente que ganhe isso e possa me dar algumas dicas? Já namorei homens que ganham por volta de 200 a 250 mil, mas não consigo passar disso, e 250 mil não vão me fazer morar em Central Park West. Conheço uma mulher da minha aula de ioga que casou com um banqueiro e vive em Tribeca, e ela não é tão bonita quanto eu, nem é inteligente. Então, o que ela fez de certo que eu não fiz? Como eu chego ao nível dela?'
Rafaela S.


ELE:
'Li sua consulta com grande interesse, pensei cuidadosamente no seu caso e fiz uma análise da situação. Primeiramente, não estou gastando o seu tempo, pois ganho mais de 500 mil por ano. Isto posto, considero os factos da seguinte forma: o que você oferece, visto da perspectiva de um homem como você procura, é simplesmente um péssimo negócio. Eis o porquê: deixando as virgulas de lado, o que você sugere é uma negociação simples. Você entra com sua beleza física e eu entro com o dinheiro.
Proposta clara, sem entrelinhas.

Mas tem um problema. Com toda a certeza, a sua beleza vai decair e um dia acabar, e o mais provável é que o meu dinheiro continue crescendo. Assim, em termos económicos, você é um activo sofrendo depreciação, e eu sou um activo rendendo dividendos. Você não somente sofre depreciação como essa depreciação é progressiva, sempre aumenta !Explicando, você tem 25 anos hoje e deve continuar linda pelos próximos 5/10 anos, mas sempre um pouco menos a cada ano, e de repente, se você se comparar com uma foto de hoje, verá que já estará um caco. Isto é, você está hoje na 'alta', na época ideal de ser vendida, não de ser comprada. Usando o linguajar de Wall Street, quem a tem hoje deve tê-la em 'trading position' (posição para comercializar), e não de 'buy and hold' (compre e retenha), que é o que para quê você se oferece...

Portanto, ainda em termos comerciais, casamento (que é um 'buy and hold') consigo não é um bom negócio a médio/longo prazo, mas alugá-la pode ser, e, em termos sociais, um negócio razoável que podemos cogitar é namorar. Cogitar...

Já cogitando, e para certificar-me do quão 'articulada, com classe e maravilhosamente linda' você é, eu, provável futuro locatário dessa 'máquina', quero o que é de praxe: fazer um 'test drive...'
Posso marcar?'

Opssssss

Publicado por ramos às 05:27 PM | Comentários (0)

agosto 10, 2010

GRANDE MARINHEIRO

homem barco.gif

A malta de Cacilhas é lixada!

Uma loira boazona ia atirar-se da ponte 25 de Abril, quando aparece um marinheiro:

Eh, pá, miúda, não faças isso!

- 'Sim! Vou atirar-me! A minha vida é uma desgraça!'

- 'Não faças isso! Olha, o meu navio está de partida para o Brasil. Porque é que não vens comigo e pensas melhor durante a travessia?
Chegando lá,se ainda te quiseres matar, pelo menos ficaste a conhecer o Brasil.'

A loira achou a proposta razoável e seguiu com ele para o porão do barco, onde viajaria clandestinamente.Durante duas semanas o marinheiro visitava a loira à noite, levava-lhecomida e água e dava-lhe uma queca.

Todos os dias, comida, água e pimba.

Um dia, o comandante fez uma inspecção ao porão do navio e descobriu a loira.

Ela não teve outra alternativa senão contar-lhe a verdade:

-'Sabe, Sr. Comandante, eu estou aqui a viajar para o Brasil, porque um marinheiro salvou-me da morte.
Todas as noites ele traz comida e água e, como agradecimento, eu deixo-lhe dar-me uma queca. Fizemos este
acordo até chegarmos ao Brasil. Ainda falta muito para lá chegar?'

- Não sei, menina. Mas enquanto eu for Comandante, este barco só faz a travessia Cacilhas - Cais do Sodré e volta.'

Publicado por ramos às 04:21 PM | Comentários (0)

agosto 09, 2010

GRANDE BOCAGE

bocage.jpg

GRANDE BOCAGE

Conta-se que Bocage, ao chegar a casa um certo dia, ouviu um barulho estranho vindo do quintal.

Chegando lá, constatou que um ladrão tentava levar os seus patos de criação.

Aproximou-se vagarosamente do indivíduo e, surpreendendo-o ao tentar pular o muro com os seus amados patos,
e disse-lhe: -

Oh, bucéfalo anácrono! Não te interpelo pelo valor intrínseco dos bípedes palmípedes, mas sim pelo acto vil e sorrateiro de profanares o recôndito da minha habitação, levando meus ovíparos à sorrelfa e à socapa. Se fazes isso por necessidade, transijo...

Mas se é para zombares da minha elevada prosopopeia de cidadão digno e honrado, dar-te-ei com a minha bengala fosfórica bem no alto da tua sinagoga, e o farei com tal ímpeto que te reduzirei à quinquagésima
potência que o vulgo denomina nada.

E o ladrão, confuso, diz:

Doutor, afinal levo ou deixo os patos?

(anda na net)

Publicado por ramos às 05:17 PM | Comentários (0)

agosto 05, 2010

PUTA QUE PARIU (não se assuste)

Puta que Pariu

puta que pariu-1.jpg

Bem amigos isto é um bairro em Bela Vista,em Minas Gerais, não é palavrão.

Bela Vista, uma cidadezinha cercada de mato no interior de Minas Gerais, no Brasil

Um dos bairros tem esse nome...

O município de Bela Vista de Minas foi criado pela Lei nº 2764, de 30 de dezembro de 1962, desmembrado do município de Nova Era, declarando naquele momento, às margens do Córrego do Onça a Independência de Bela Vista de Minas. A cidade é dividida em 7 bairros, Bela Vista de Cima, Lages, Serrinha, Córrego Fundo, Favela, Puta que Pariu e Boca das Cobras ( a Europa de Bela Vista).

puta que pariu 2.jpg

Agora digam lá se por vezes não apetece mandar para aqui umas figurinhas que andam por aí, a meter a mão no bolso da rapaziada?


Publicado por ramos às 04:54 PM | Comentários (0)

agosto 02, 2010

AS NOSSAS BANDEIRAS

1 - 1-1143-1185.jpg

1 – 1143 a 1185 - D. Afonso Henriques
Segundo a ‘lenda’ nas primeiras lutas pela independencia de Portugal, D.Afonso Henriques terá usado um escudo branco com uma cruz azul. Assim nasceu a nossa primeira Bandeira.

2 - 2-1185-1248.jpg

2 – 1185 a 1211 - D. Sancho I
1211 a 1223 - D. Afonso II
1223 a 1248 – D. Sancho II

Neste período as armas reais eram representadas por cinco escudetes de azul em campo de prata, dispostos em cruz.

3 - 3-1248-1383.jpg

3 – 1248 a 1279 - D. Afonso III
1279 a 1325 – D. Dinis
1325 a 1357 - D. Afonso IV
1357 a 1367 – D. Pedro
1367 a 1383 – D. Fernando

Com D. Afonso III as armas do reino receberam uma bordadura de vermelho, semeada com um número indeterminado de castelos de ouro.

4 - 4-1385-1481.jpg

4 – 1385 a 1432 – D. João I
1432 a 1438 – D.Duarte
1438 a 1481 – D. Afonso V

As armas reais são de prata, com cinco escudetes (que passam a ser dominados de ‘quinas’) de azul dispostos em crus. A bordadura é vermelha, com castelos de ouro, e sobre ela as pontas da cruz verde floretada da Ordem de Avis.

5 - 5-1481-1495.jpg

5 - 1481 a 1495 – D. João II

D. João II retira das armas reais os remares de flor-de-lis e coloca verticalmente as quinas laterais no escudo.

6 - 6-1495-1557.jpg

6 – 1495 a 1521 – D. Manuel I
1521 a 1557 – D. João III

No reinado de D. Manuel I as armas reais foram fixadas em fundo branco. Ao centro sobre o escudo Português, colocada uma coroa real aberta.

7 - 7-1557-1640.jpg

7 – 1557 a 1578 – D. Sebastião
1578 a 1580 – D. Henrique
1580 a 1640 – Domínio dos Filipes

No final do reinado de D. Sebastião, a coroa real passa a estar fechada, relacionada com o reforço de autoridade. Os reis Espanhois não a alteram.

8 - 8-1640-1834.jpg

8 – 1640 a 1656 de D. João IV a Dª. Maria I 1777 a 1816
1826 – D.Pedro IV
1826 a 1828 – Regências
1828 a 1834 – D. Miguel I

A bandeira branca, com o escudo nacional, encimado pela coroa real fechada com os cinco arcos em vista, foi o simbolo da Restauração.

9 - 9-1816-1826.jpg

9 – 1816 a 1826 – D. João VI
Foi colocada por detrás do escudo, uma esfera armilar de ouro am campo azul, simbolizando o reino do Brasil e, sobre ela, uma coroa real fechada. Após a morte do rei, a esfera armilar foi retirada das armas.

10 - 10-1834-1910.jpg

10 – 1834 a 1853 – Dª. Maria II
1853 a 1855 – Regências
1855 a 1861 – D. Pedro V
1861 a 1889 – D. Luis
1889 a 1908 – D. Carlos
1908 a 1910 – D. Manuel II

A 18 de Outubro de 1830 as cores da bandeira passaram a ser o azul e branco, com as armas reais ao centro.

11 - 11-19.6.1911.jpg


11 - 1911 – Bandeira Republicana

A 19 de Junho de 1911, um decreto da Assembleia Nacional Constituinte aprova a verde-rubra. Ao centro o escudo das armas nacionais, assenta sobre a esfera armilar Manuelina, em amarelo.

(os meus agradecimentos à Pública de 5.6.2005)

bandeira12.gif


Publicado por ramos às 02:28 PM | Comentários (2)

agosto 01, 2010

POESIA ALENTEJANA

alentejanos.gif

POESIA ALENTEJANA

Subi acima duma arvori
Para ver se te via,
Como não te vi,
DESCI-A

Atirê um limão rolando...
À tua porta parou...
Depois fiquei pensando...
Será que o c*brão se cansô???

Ê vi-te no tê jardim,
Andavas colhendo hortelã!
Ê cá gosto de ti,
E tu? Hãããã

Subi a um êcaliptre
Com o tê retrato na mão
Desencaliptrê-me lá em cima
Malhê com os cornos no chão !!!

Perdi a minha caneta
Lá prós lados da várzea
Se lá fores e a vires
Trázea !

(anda na net)

Publicado por ramos às 04:42 PM | Comentários (0)

PEDRINHAS

Certa vez, um homem caminhava pela praia numa noite de lua cheia.

Pensava desta forma:

Se tivesse um carro novo, seria feliz,

Se tivesse um excelente trabalho, seria feliz,

Se tivesse uma mulher perfeita, seria feliz,

Quando tropeçou com um saco cheio de pedras.

Ele começou a jogar as pedrinhas uma a uma no mar cada vez que dizia:

Seria feliz se tivesse...

Assim o fez até que somente ficou com uma pedrinha no saco que decidiu guardá-lo.

Ao chegar em casa percebeu que aquela pedrinha tratava-se de um diamante muito valioso.

Você imagina quantos diamantes ele jogou ao mar sem parar para pensar?

Assim são as pessoas

- jogam fora seus preciosos tesouros por estarem esperando o que acreditam ser feito ou sonhando e desejando o que não tem, sem dar valor ao que tem perto delas.

Se olhassem ao redor, parando para observar, perceberiam quão afortunadas são.

Muito perto de si está sua felicidade.

Cada pedrinha deve ser observada - pode ser um diamante valioso.

Cada um de nossos dias pode ser considerado um diamante precioso, valioso e insubstituível.

Depende de cada um aproveitá-lo ou lançá-lo ao mar do esquecimento para nunca mais recuperá-lo.

Você como anda jogando suas pedrinhas?

(Quer ser namorados, amigos, trabalho e até mesmo seus sonhos...)

A morte não é a maior perda da vida.

A maior perda da vida é o que morre dentro de nós enquanto vivemos.

(anda na net)

Publicado por ramos às 04:00 PM | Comentários (0)

julho 30, 2010

DICÇÃO - PARA LER DEPRESSA

Alienigena 1.jpg

Este é um exercício de dicção, vejam se não tem piada! É para ler depressa do 1 ao 21

1 - Comprei por um pinto em prata, que não há preço mais módico, uma pipia, uma prata, um pote, um pente, um periódico

2 - À boca do beco, na bica do belo, um bravo cadelo, berrava bau-bau

3 - O rato roeu a rolha da garrafa do Rei e da Rainha da Rússia

4 - Um Tigre, dois Tigres, três Tigres

5 - Se o Arcebispo de Constantinopla se quisesse desconstantinoplizar, só se desconstantinoplizaria se Constantinolpla se desconstantinoplizasse

6 - Em cima da sebe densa, papa a Pêga a fava seca. Porque papa a Pêga a fava e não papa a fava a Pêga?

7 - Debaixo da Pipa está uma Pita. A Pipa pinga e a Pita pia. Pia a Pita pinga a pipa. Pinga a Pipa pia a Pita

8 - Achei um ninho de Mafalagrifa com cinco Mafalagrifofinhos. Quando a Mafalagrifa veio já os cinco Mafalagrifofinhos tinham feito uma Mafalagrifofada

9 - As suas saias cinzentas são sedosas

10 - Uma velha Firinfinfelha de marincuntelha com sua filha Firinfinfilha de maracutilha
foram ao circo Firinfinfirco de marincuncirco. A filha Finrinfinfilha de marincuntilha gostou do palhaço Finrifinfaço de marincuntaço. Mas a velha Finrinfinfelha de marincuntelha deu um fiasco Firinfinfasco de maricuntaço pegando na filha Firinfinfilha de marincuntilha, quebrou-lhe o braço Firinfinfanço de marincuntaço

12 - Uma goiaba verdolenga quem desverdolengá-la um bom desverdolengador será

13 - Sofia voçê sabia que o sábio não sabia que a sabiá não sabia que o saibá sabia a assobiar?

14 - Sou um original que não se deseroginalisará, nem quando todos os originais estiverem desoriginalizados

15 - Sabendo o que sei e sabendo o que sabes e o que não sabes e o que não sabemos ambos, saberemos se somos sábios ou simplesmente sabedores

16 - Essa pessoa assobia enquanto amassa, e assa a massa e faz passoca

17 - Debaixo daquela pipa tem um pinto, pia o pinto, pinga a pipa, a pipa pinga, o pinto pia

18 - Porco crespo tôco preto, pau preto, pão preto, onde digo digo, não digo digo, digo Diogo

19 - Um tigre, dois tigres, três tigres, tire o trigo dos três tigres

20 - O menino deu trigo ao tigre, e tigre comeu todo o trigo. Trazei três pratos de trigo para três tigres

21 - Um ninho de mafagafo com cinco mafagafinhos quem desmafagar o ninho do mafagafo, bom desmafagafador será

Publicado por ramos às 05:29 PM | Comentários (22)

Os clubes salazarentos (do regime)

Estes é que eram os clubes do antigo regime

porto-estado novo.jpg
FCPORTO - O CLUBE DO REGIME

sporting e a 2º guerra mundial-.jpg
Sporting um clube do regime

Publicado por ramos às 04:58 PM | Comentários (3)

julho 28, 2010

JOSÉ MARIA PEDROTO - OUTRO ...........

pedroto.jpg 

Esta pérola, vem no Jornal O Benfica de 29.12.2006, e só demonstra que o apito dourado já tem muitos anos

O antigo Jornalista Neves de Sousa, na altura quando trabalhava no Jornal A Capital Escreveu este belíssimo artigo sobre um célebre contrato entre José Maria Pedroto e o Sr. João Rocha, presidente do Sporting

UM CONTRATO QUE NUNCA FOI ASSINADO

Pouca gente soube que o muito saudoso José Maria Pedroto esteve a um pequeno passo de ser treinador do Sporting, quando João Rocha era presidente do clube de AlvaladeTudo estava acertado, pormenor por pormenor , até à mais ínfima partícula de um documento que vinculava as duas partes, pelo menos durante uma temporada fotobolisticaPorém, no dia em que estava aprazado a assinatura nos papelinhos, Pedroto travou o gesto e subitamente disse para o  presidente do Sporting“Esquecime de lhe lembrar, mas falta aqui uma clausula. Está tudo certo, tanto em relação aos meus prémios, como aos meus vencimentos, o caso do apartamento e do carro às ordens, tudo muito bem, mas o senhor presidente esqueceu-se de que eu lhe tinha dito logo no primeiro encontro: só vou para um clube que dê garantia de contar  com os árbitros

”“Como, não percebo?”

Indagou João Rocha, nessa altura pouco habituado a saber o que era certa fatia da arbitragemPedroto meteu a caneta na algibeira, levantou-se e apenas disse:“Quinze mil são para mim, mas para os árbitros são precisos outros tantos, caso contrário o Sporting só ganha campeonatos lá para o fim do século”

o contrato acabou por não ser assinado. Pedroto rumou para outra latitude, mais compreensiva. O Sporting continua a ver navios

Digo eu:

Perante isto não há nada a dizer sofre a Máfia no apito dourado............

Nota:

JOÃO ROCHA - Um presidente que os Sportinguistas devem ter orgulho
joao rocha-2007.jpg(publicada na revista do Record DEZ de 6 janeiro 2007 n.140)

Publicado por ramos às 04:02 PM | Comentários (0)

julho 25, 2010

A CONFISSÃO

A CONFISSÃO

Um velho padre foi a um jantar de despedida pelos seus 25 anos de trabalho ininterrupto à frente da Paróquia.

Um importante político da região e membro da comunidade, convidado para entregar o presente e proferir um pequeno discurso, atrasou-se.

O sacerdote decidiu proferir umas palavras e disse:

A primeira impressão que tive da paróquia decorreu da primeira confissão que ouvi :

A primeira pessoa que se confessou disse-me que tinha roubado um aparelho de TV, tinha roubado dinheiro aos seus pais, tinha roubado a firma onde trabalhava, e tivera aventuras amorosas com a esposa do patrão.
Dedicara-se ainda ao tráfico de drogas e até tinha transmitido uma doença à própria irmã.

Fiquei assustadíssimo... Pensei que o bispo me tinha enviado para um lugar terrível.

Mas fui confessando mais gente, que em nada se parecia com aquele homem...
Constatei a realidade de uma Paróquia cheia de gente responsável,com valores, comprometida com a sua fé.

Vivi aqui os 25 anos mais maravilhosos do meu Sacerdócio.

Neste momento, chegou o político.

O padre passou-lhe então a palavra.

O político, depois de pedir desculpas pelo atraso, disse:

«Nunca vou esquecer o dia em que o sr. padre chegou à nossa Paróquia.
Como poderia? Tive a honra de ser o primeiro a confessar-me!»

Pois é... Moral da história: NUNCA SE DEVE CHEGAR ATRASADO.


Publicado por ramos às 04:53 PM | Comentários (0)

julho 20, 2010

O ATESTADO MÉDICO

Recebi este texto por e-mail, por achar de muito interesse aqui deixo com os agradecimentos ao Autor
APLAUSO.GIF

É UM POUCO EXTENSO, MAS VALE A PENA LER. É ESTA A REALIDADE EM QUE
VIVEMOS. ESTÁ BRILHANTEMENTE REDIGIDO.

Não podia ser mais verdade!!!
Bem-haja a quem não tem medo de ver e muito menos de dizer a verdade.

Leiam este texto escrito por um professor de filosofia que escreve semanalmente
para o jornal O Torrejano.

Tudo o que ele diz, é tristemente verdadeiro.

O atestado médico por José Ricardo Costa

Imagine o meu caro que é professor, que é dia de exame do 12º ano e vai ter de fazer
uma vigilância. Continue a imaginar. O despertador avariou durante a noite. Ou fica
preso no elevador. Ou o seu filho, já à porta do infantário, vomitou o quente,
pastoso, húmido e fétido pequeno-almoço em cima da sua imaculada camisa.
Teve, portanto, de faltar à vigilância. Tem falta. Ora esta coisa de um professor ficar
com faltas injustificadas é complicada, por isso convém justificá-la. A questão agora é:
como justificá-la?

Passemos então à parte divertida. A única justificação para o facto de ficar preso no
elevador, do despertador avariar ou de não poder ir para uma sala do exame com a
camisa vomitada, ababalhada e malcheirosa, é um atestado médico. Qualquer pessoa
com um pouco de bom senso percebe que quem precisa aqui do atestado médico
será o despertador ou o elevador. Mas não. Só uma doença poderá justificar sua
ausência na sala do exame. Vai ao médico. E, a partir deste momento, a situação
deixa de ser divertida para passar a ser hilariante.

Chega-se ao médico com o ar mais saudável deste mundo. Enfim, com o sorriso de
Jorge Gabriel misturado com o ar rosado do Gabriel Alves e a felicidade do padre
Melícias. A partir deste momento mágico, gera-se um fenómeno que só pode ser
explicado através de noções básicas da psicopatologia da vida quotidiana. Os mesmos
que explicam uma hipnose colectiva em Felgueiras, o holocausto nazi ou o sucesso da
TVI.
O professor sabe que não está doente. O médico sabe que ele não está doente. O
presidente do executivo sabe que ele não está doente. O director regional sabe que
ele não está doente. O Ministério da Educação sabe que ele não está doente.
O próprio legislador, que manda a um professor que fica preso no elevador
apresentar um atestado médico, também sabe que o professor não está doente.
Ora, num país em que isto acontece, para além do despertador que não toca, do
elevador parado e da camisa vomitada, é o próprio país que está doente.

Um país assim, onde a mentira é legislada, só pode mesmo ser um país doente.
Vamos lá ver, a mentira em si não é patológica. Até pode ser racional, útil e eficaz em
certas ocasiões. O que já será patológico é o desejo que temos de sermos enganados
ou a capacidade para fingirmos que a mentira é verdade.

Lá nesse aspecto somos um bom exemplo do que dizia Goebbels: uma mentira várias
vezes repetida transforma-se numa verdade. Já Aristóteles percebia uma coisa muito
engraçada: quando vamos ao teatro, vamos com o desejo e uma predisposição para
sermos enganados.

Mas isso é normal. Sabemos bem, depois de termos chorado baba e ranho a ver o
'ET', que este é um boneco e que temos de poupar a baba e o ranho para outras
ocasiões. O problema é que em Portugal a ficção se confunde com a realidade.
Portugal é ele próprio uma produção fictícia, provavelmente mesmo desde D.Afonso
Henriques, que Deus me perdoe.

A começar pela política. Os nossos políticos são descaradamente mentirosos. Só que
ninguém leva a mal porque já estamos habituados.
Aliás, em Portugal é-se penalizado por falar verdade, mesmo que seja por boas
razões, o que significa que em Portugal não há boas razões para falar verdade. Se eu,
num ambiente formal, disser a uma pessoa que tem uma nódoa na camisa, ela irá
levar a mal.

Fica ofendida se eu digo isso é para a ajudar, para que possa disfarçar a nódoa e não
fazer má figura. Mas ela fica zangada comigo só porque eu vi a nódoa, sabe que eu
sei que tem a nódoa e porque assumi perante ela que sei que tem a nódoa e que sei
que ela sabe que eu sei.
Nós, portugueses, adoramos viver enganados, iludidos e achamos normal que assim
seja. Por exemplo, lemos revistas sociais e ficamos derretidos (não falo do cérebro,
mas de um plano emocional) ao vermos casais felicíssimos e com vidas de sonho.
Pronto, sabemos que aquilo é tudo mentira, que muitos deles divorciam-se ao fim de
três meses e que outros vivem um alcoolismo disfarçado. Mas adoramos fingir que
aquilo é tudo verdade.

Somos pobres, mas vivemos como os alemães e os franceses. Somos ignorantes e
culturalmente miseráveis, mas somos doutores e engenheiros. Fazemos
malabarismos e contorcionismos financeiros, mas vamos passar férias a Fortaleza.
Fazemos estádios caríssimos para dois ou três jogos em 15 dias, temos auto-estradas
modernas e europeias, mas para ver passar, a seu lado, entulho, lixo, mato por
limpar, eucaliptos, floresta queimada, barracões com chapas de zinco, casas
horríveis e fábricas desactivadas.

Portugal mente compulsivamente. Mente perante si próprio e mente perante o
mundo.
Claro que não é um professor que falta à vigilância de um exame por ficar preso no
elevador que precisa de um atestado médico. É Portugal que precisa, antes que
comece a vomitar sobre si próprio.
-----------------------------------------

URGE MUDAR ESTE ESTADO DE COISAS.
ESTÁ NA SUA MÃO, NA MINHA E DAQUELES A QUEM A MENSAGEM CHEGAR!

Publicado por ramos às 07:18 AM | Comentários (0)