janeiro 10, 2006

fim de festa

e chega o fim do dia, e do fim do natal, e as luzes apagam-se lentamente, pouco a pouco, as sombras voltam ao seu leito.

ntal.jpg

natal.jpg

Publicado por jpcoutinho às 10:49 PM | Comentários (2) | TrackBack

novembro 13, 2005

um porto cinzento

e Rio disse "Hoje admito que a questão dos arrumadores está pior do que há um ano. A Polícia não tem tido a eficácia que eu gostaria para combater essa actividade, que nem sequer é legal", afirmou numa entrevista à Rádio Festival, na semana passada.
uma questão de brandos custumes, e que até nem espanta... substituir a vassoura pela moca... e sobre isto...nada

Publicado por jpcoutinho às 12:54 PM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 10, 2005

rrrrrrrrrrrrr

hoje o M A Pina fala de uma baixa renovada por Soutinho e Siza, mas cinzenta como R Rio. Pois, segundo me disseram, quando se acende uma ideia na cabeça deste último, logo se apaga a luz ao fundo do túnel. "pode ser esse o caminho do Porto Feliz!", sussuraram-me ao ouvido.

Publicado por jpcoutinho às 10:27 PM | Comentários (0) | TrackBack

novembro 01, 2005

memória curta

P Vreeker.jpg
(c)P Vreeker

no Jn de hoje,R.Rio explica as suas razões para restringir informações a jornalistas, sobre a actividade da CMP. infeliz e paulatinamente as grandes instituições vão tendo este comportamento, num crescende de muitos anos. e se os tribunais já não servem para quem se sente ofendido, quase nos resta tornar a profissão nuns meros mensageiros de quem pôem e dispõem.
memória curta! resta, talvez aos portugueses, sentar os políticos no "banco dos réus", principalmente os que fazem promessas mirabolantes e não cumpridas, durantre os meses de campanha eleitoral ... e as gestões danosas durante mandatos sucessivos... mas nessa altura são tudo sorrizos e palmadinhas nas costas!! isto sem esquecer os exilados políticos, os mal amados .
por fim : no forum da Maia as fotos do e do prémio de fotojornalismo da Visão de do World Press Photo 2005.

Publicado por jpcoutinho às 11:39 PM | Comentários (1) | TrackBack

outubro 31, 2005

em tons de azul

escola4447.jpg

Publicado por jpcoutinho às 11:56 PM | Comentários (0) | TrackBack

outubro 16, 2005

ontem

e encontrei a frase que me pediste"O ontem não é nosso para recuperar, mas o amanhã é nosso para ganhar ou perder."
Lyndon B. Johnson

jnpt090905jpc18.jpg

Publicado por jpcoutinho às 02:13 AM | Comentários (0) | TrackBack

setembro 28, 2005

pelo metro fora

florindo sousa.jpg

Publicado por jpcoutinho às 11:54 PM | Comentários (1) | TrackBack

setembro 17, 2005

o gato e os teus olhos

eu sei que teus olhos, ontem, andavam tristes e procuravam o sol
gato.jpg

Publicado por jpcoutinho às 08:34 AM | Comentários (4) | TrackBack

setembro 04, 2005

marchar marchar

ribeira29w.jpg

Publicado por jpcoutinho às 10:23 PM | Comentários (2) | TrackBack

agosto 29, 2005

a fugir do calor

salto-2.jpg

Publicado por jpcoutinho às 03:20 PM | Comentários (7) | TrackBack

agosto 28, 2005

a caminho do rio douro

saltos-3.jpg

Publicado por jpcoutinho às 11:40 PM | Comentários (0) | TrackBack

a fugir do calor

salto2.jpg

Publicado por jpcoutinho às 11:38 PM | Comentários (1) | TrackBack

o salto

salto1.jpg

Publicado por jpcoutinho às 11:35 PM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 13, 2005

mais um bolhão

bolhao-idosa-4.jpg

Publicado por jpcoutinho às 11:17 PM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 10, 2005

bolhão

bolhao-idosa.jpg

Publicado por jpcoutinho às 03:06 PM | Comentários (1) | TrackBack

agosto 08, 2005

antiga vandoma

vandoma.jpg

Publicado por jpcoutinho às 09:20 PM

agosto 05, 2005

bolhão

bolhao-idosa-3.jpg

Publicado por jpcoutinho às 11:47 AM | Comentários (1)

julho 29, 2005

os jornais também precisam de si

É o seguinte o apelo do SJ:

"O Comércio do Porto" e "A Capital" não podem encerrar! Por favor envie a mensagem abaixo para os seguintes endereços electrónicos:


jjvinyals@epi.es

imoll@albaeditorial.es

amatos@epi.es

alcalde@epi.es

Senhor D. Guilherme García-Alcalde

Presidente do Grupo Prensa Ibérica

Tendo tomado conhecimento de que o prestigiado grupo de Imprensa de que o Senhor é presidente poderá encerrar os diários portugueses "O Comércio do Porto" e "A Capital", junto-me a todos quantos se preocupam com essa eventualidade e apelam para que a Prensa Ibérica suspenda imediatamente qualquer decisão nesse sentido e assuma as suas responsabilidades, até à alienação segura das empresas.

Publicado por jpcoutinho às 12:34 AM

julho 25, 2005

a casa da musica

casam.jpg

Publicado por jpcoutinho às 03:46 PM | Comentários (1)

julho 24, 2005

olhar

olha.jpg
"quanto mais nos elevamos, menores parecemos aos olhos daqueles que não sabem voar" Nietzsche

Publicado por jpcoutinho às 09:55 AM

julho 02, 2005

e ele nunca mais acaba

tunel ceuta.jpg
o famoso tunel de ceuta

Publicado por jpcoutinho às 09:24 AM

maio 05, 2005

por um porto feliz

Porque me lembrei do génio que quiz tirar o r á Revolução.
Já contei esta história, e nunca é de mais repeti-la. Já no tempo da vereadora Maria José, no reinado de D Fernando Gomes, em que se pretendia que os arrumadores tivessem direito a carta e fatiota, para poderem ter outro aspecto...(digo eu), do outro lado, nesta cidade, um programa exemplo tinha as portas abertas; onde eram administrados os substitutos da droga e depois da dose tomada, os utentes passavam irónicamente o tempo entre cervejas, ressacas e a espera de novas doses sob a sombra do monumento ao empresário!!! Ironias.

“Tá - se a ver o alcançe!”, diz-me na altura uma técnica que lá trabalhava. Quis fazer trabalho de rua que fazia parte do projecto: o resultado foi um alheamento da hierarquia que a levou à frustração e desemprego voluntário.
Foi o esquecimento do programa, ainda sem eu saber quais os resultados do “meu” dinheiro que lá foi gasto, para quem e para quê.
Aparece o “Porto Feliz” e entre dúvidas e acompanhamentos: “ora vamos lá ver quantos ainda andam na rua?”, esquecendo que nas mesmas páginas dos jornais aparece um outro factor: há cada vez mais droga nas escolas... e até nas prisões ( e esta hein).
Entre um e outro método existe uma diferença fundamental: comunidades científicas estrangeiras aprovam e importam o projecto “Porto Feliz”, e nós por cá vamos cortando verbas, sabotando talvez, procurando na rua os não voluntários e reincidentes.
Não é um manifesto de apoio ao DR Rui Rio, muito nos separa ideológicamente.
Que estudo foi feito e posto em prática nestes últimos 30 anos, para melhorar a vivência e o consequente diminuição de desperdício nos bairros socias?
E se por cada mandato, tal como na insuspeita Noruega, os presidentes de câmara e outros políticos respondessem pessoalmente em tribunal por muitos negócios ruinosos para o erário público?
“Pode ter o programa defeitos, o dinheiro é pouco, mas este resultou comigo. Com mais esforço e vontade de muitos políticos tudo isto seria um orgulho para Portugal. Tás a ver choramos as lojas dos Chineses, e o que é nosso e exportado não tem quase valor; não faltam melgas a encontrar defeitos... que vá o dinheiro das multas para o programa, bem o merece, atiraram-me a bóia, apanhei-a. Tenho emprego, e sou gente por causa deste porto de abrigo", disse-mo um utente.
Diria-me -ia, poucos dias mais tarde, um médico que andou grande parte da sua vida na China, Suíça, Usa e Portugal: “Lanças a corda e se não houver vontade por parte deles, não há milagres.”
Pois então que os multem e entregue as coimas direitinhas a programas de recuperação. Antes eles serem multados, que me arrombarem o carro três vezes num ano, e assaltarem-me os filhos e a família. Se não querem a corda ... o problema é nosso. Têm centros de recuperação, drogas de substituição, clínicas para gente fina, ou o Porto Feliz. Haja homens mais que os ajudem a erguer e recuperar a sua dignidade e a sua vida.
Mas a esperança é pouca, e nestes 30 anos de Abril... continua-se por cumprir os ideários. Alguns políticos até vestem duas camisolas para estarem ao lado dos presidentes de clubes de futebol.
Inaugura-se e corta-se fitas por qualquer coisa como no antigamente. O que era previsível ser um gesto de obrigação de quem ocupa poder sem abegnação ao dito poder..
Quanto a nós... não distinguimos um trambolhão de bicicleta..... de um colapso de uma civilização.

Publicado por jpcoutinho às 01:15 AM

março 24, 2005

tunel de ceuta

ceuta.jpg
Este Túnel de Ceuta (aqui junto ao Museu Soares dos Reis) é para mim mais uma prova da baixa produtividades dos portugueses. Os Técnicos estudaram a fundo tão complexa obra;os políticos tomaram perante estudos consistentes e optaram pelo que seria uma boa solução para A Solução. Assim a "senhora" foi apresentada e propagandeada aos ventos como símbolo da capacidade nortenha de sonhar e obrar; Conclusão uma obra, entre outras, cheias de problemas e esperando o que já devia estar solucionado á partida: O fim da obra. Afinal quem é pouco produtivo? O Sonho é claro!

Publicado por jpcoutinho às 12:42 AM | Comentários (1)

março 17, 2005

a terra a quem a quer

trabalhador.jpg

e de pequenos talhões camarários,em Aldoar, um desempregado aumenta a esperança, em pequenos gestos cuidadosos no tratamento da terra.

Publicado por jpcoutinho às 11:21 PM

março 16, 2005

cuidado com o lixo

02-03-05_1701.jpg

Publicado por jpcoutinho às 08:48 AM | Comentários (1)

março 06, 2005

vende-se

com esplanada incluída. Para os interessados, fica perto do Carlos Alberto, no Porto

cafea.jpg

Publicado por jpcoutinho às 12:45 AM | Comentários (1)

fevereiro 27, 2005

um postal

casa-da-musica-a.jpg

Hoje enviaria este postal do Porto
De arrojado, o desenho do edifício. Ainda que o não tenha digerido no meu horizonte visual... Gosto, não gosto.
Enorme tem sido o deserto que políticos têm semeado com a Casa da Música

Publicado por jpcoutinho às 11:05 AM | Comentários (2)

fevereiro 02, 2005

escondidos

F1020005.jpg

pois é pois é há quem viva escondido a vida inteira.. deixa-me rir

rapei com devido respeito ao citador por me lembrar de algumas caras
O Despotismo do Homem Vulgar
A história européia parece, pela primeira vez, entregue à decisão do homem vulgar como tal. Ou dito em voz activa: o homem vulgar, antes dirigido, resolveu governar o mundo. Esta resolução de avançar para o primeiro plano social produziu-se nele, automaticamente, mal chegou a amadurecer o novo tipo de homem que ele representa. Se, atendendo aos defeitos da vida pública, estuda-se a estrutura psicológica deste novo tipo de homem-massa, encontra-se o seguinte: 1º, uma impressão nativa e radical de que a vida é fácil, abastada, sem limitações trágicas; portanto, cada indivíduo médio encontra em si mesmo uma sensação de domínio e triunfo que, 2º, convida-o a afirmar-se a si mesmo tal qual é, a considerar bom e completo o seu haver moral e intelectual. Este contentamento consigo mesmo leva-o a fechar-se em si mesmo para toda a instância exterior, a não ouvir, a não pôr em tela de juízo as suas opiniões e a não contar com os demais. A sua sensação íntima de domínio incita-o constantemente a exercer predomínio. Actuará, pois, como se somente ele e os seus congéneres existissem no mundo; portanto, 3º, intervirá em tudo impondo a sua vulgar opinião, sem considerações, contemplações, trâmites nem reservas; quer dizer, segundo um regime de «acção direta».
Ortega y Gasset, in 'A Rebelião das Massas'

Publicado por jpcoutinho às 12:43 AM | Comentários (7) | TrackBack