« Desabafos II | Entrada | Meu lema »

março 19, 2006

Porcos

Porcos! Suínos!...
De gravatas fedorentas
Que servem para aparar
O ranho das vossas ventas,
Servindo também p´ra limpar
A baba da imbecilidade
Que cai desse horrendo esgar
De tão pouca dignidade....
Porcos! Sebentos!...
De alma oca de ilusão
Que conseguem seus intentos
Comprando destruição.
"Gente" sem sonhos, sem trilho
E que até ao próprio Sol
Consegue tirar o brilho!
Porcos! Miseráveis!...
Mais porcos que os próprios porcos
Que são muito mais amáveis...
Não debocham da inocência
Não riem da sua sorte
Não dão largas à demência
Gerada no vosso cerco que em breve só será morte!...

Romeiro

Publicado por Romeiro às março 19, 2006 01:05 AM

Trackback pings

TrackBack URL para esta entrada:
/g/tb/125620

Comentários

Comente




Recordar-me?