dezembro 03, 2003

Intolerância à Lactose das Finanças

Neste país todos precisam de Óculos!
Neste país todos são míopes (ou quase todos)!
Só não percebo uma coisa:
Como é que ninguém se apercebe que estamos a ser assaltados em grande?

A Senhora Ministra das Finanças, (cognominada de Manuela Azed’ó Leite pelo Show de critica corrosiva “Contra-Informação” da RTP) com a sua actuação brilhante conseguiu aumentar o défice público em 40%, só disfarçado com receitas extraordinárias, i.e. vender o que não lhe pertence. (dados do Banco de Portugal)

Até concordo com a venda de património do estado, que só represente custos e não traga mais valias ao país.
Agora fazê-lo para esconder a incompetência...isso não!

Todos se queixavam dos Governos PS.
Tudo bem, até concordo em algumas coisas...
Falta de decisão, governar por sondagem, etc...
Mas durante os Governos PS os portugueses até se sentiam melhores, o défice não era assim tão grande e a tendência era estabilizar, o PIB até crescia (menos, é verdade).

Com este governo o que aconteceu foi que entramos em recessão, o país não cresce!
Está deprimido!
Os que têm pouco, com menos ficam!
Os que mais têm, com mais ficam!
Pagamos mais impostos!
Pagamos mais por coisas, pelas quais que não deveríamos pagar!
E ainda não percebi para onde vai o dinheiro!

No outro dia ouvi uma piada excelente:

Este governo é como um biquini:Ninguém percebe como se segura e todos querem que caia!

E é verdade!
Porque raio é que não cai?!?!?!?!

Até lá ficamos com Intolerância à Leite!
E com muitos míopes, surdos e mudos, convencidos da desgraça que não existia e foi provocada!

Ou se calhar estou enganado!
E não somos míopes nem surdos...apenas pessoas sem reacção.
Perfeitas ovelhas, terra fértil para um regime autoritário!

Esperem lá, não foi isso que aconteceu durante 40 anos em Portugal????????

Pois parece que estão a conseguir o que queriam: criar um povo ignorante, que só quer circo e algum pão!
Para isso temos:
• A Garbage TV (basta olhar para a TVI com os seus noticiários, com Big Brother’s et altri),
• Dez novos estádios de futebol, que deveriam ter sido construídos com o dinheiro apenas dos clubes e não dos contribuintes;
• Fábulas como a da Americas’s Cup, onde se iriam criar 10.000 postos de trabalho (onde?) e trazer para o país receitas (quais?);
• Manuais escolares que focam o Big Brother e concursos de televisão;
• Onde maior fonte cultural é o concurso “Quem quer ser milionário?”, uma vez que acabaram com o “Acontece!”
Os jornais das Televisões: A Tele-Desgraça, onde por vezes se empola e distorce o suficiente a verdade para ser mais espectacular;
• Um país onde se lê mais a revista “Maria” do que um bom livro!
“Best Sellers” que são livros em branco! ( sem conteúdo, sem ponta por onde pegar, etc...);
• Música que rima, mas não faz sentido (como as dos GNR, pelo menos nos últimos tempos);
• Pessoas que irão ler isto e não vão perceber mais do que 5% do que escrevi!

E já agora deve-se escrever “Hás-de ver...” (correcto) ou “Há des ver...” (incorrecto, a menos que estejamos a pensar no Deus Grego do Mundo dos Mortos, i.e dos Infernos, Hades)!

“Need I say More...”

Estarei errado?
Discordem, por favor!
Digam que estou errado!

Post scriptum: Se investissem o que estava planeado para construir as infra-estruturas para receber a America’s Cup, poderíamos ter o retorno não em 2007, mas em 2006.
Ou seja precisamos é de investir...
Em publicidade...
Boa publicidade.
Como se faz em Espanha ou em França!

Mentes tacanhas esquecem quão importante é divulgar...

Publicado por emigas em dezembro 3, 2003 03:00 AM
Comentários

O que falta ao país é um rumo, uma ideia, aquilo que Portugal faz melhor que os outros países e pelo qual se deveria interesar. O Primeiro Ministro tem uma proposta: "Portugal o país do conforto".

Afixado por: Primeiro Ministro em dezembro 15, 2003 01:17 PM

Portugal, como produtor tem muito para oferecer!
As industrias tradicionais, se não fossem conduzidas com gestão tacanha e tacanhez de objectivos conseguiriam melhores resultados, mais baratos e de melhor qualidade.
A construção naval, as industrias transformadoras e mesmo as industrias de serviços têm vindo a ser desprezadas, já para não falar na investigação e desenvolvimento de novos produtos e soluções, sempre dependente da determinação do investigador em conseguir avançar apesar de parcos meios.
Portugal pode ser um pais onde se cria e constroi... não apenas um quintal para a estrageirada se divertir, como é sugerido!

Afixado por: Emigas em dezembro 16, 2003 01:44 AM

Dedicatória


" por falta de um inventor
perdeu-se um invento
por falta de um invento
perdeu-se um produto
por falta de um produto
perdeu-se uma empresa
por falta de uma empresa
perdeu-se uma fábrica
por falta de uma fábrica
perderam-se milhares de empregos
por falta de milhares de empregos
um país perdeu seu futuro

tudo por falta de um inventor"

autor anónimo

www.invento.web.pt

Afixado por: fernando nogueira gonçalves em dezembro 20, 2003 04:44 PM

O país está cinzento, os portugueses andam cinzentos, o fado é cinzento …que me perdoem os fadistas mas, …não há por aí uma marcha?

Afixado por: fernando nogueira gonçalves em janeiro 15, 2004 10:27 PM

O país está cinzento, os portugueses andam cinzentos, o fado é cinzento …que me perdoem os fadistas mas, …não há por aí uma marcha?

Afixado por: fernando nogueira gonçalves em janeiro 15, 2004 10:28 PM

SE CELESTE CARDONA, NÃO COMETEU NENHUM CRIME EM RETER AS CONTRIBUIÇÕES PARA A S.SOCIAL ...ENTÃO, QUEM ESTÁ A SER CRIMINOSO É QUEM PAGA OS DESCONTOS PARA A SEGURANÇA SOCIAL ESTANDO ASSIM A ALIMENTAR ESTES CHULOS DA POLITICA

Afixado por: fernando nogueira gonçalves em janeiro 29, 2004 04:16 PM