outubro 19, 2003

Adventure Day: The Day After

A minha sexta-feira passada perto da Lagoa de Óbidos, no Campo Aventura foi muito bom!

O dia começou cedo, com todos os participantes a iniciarem um viagem de hora e meia para Óbidos.

Depois de pequeno-almoço improvisado, dirigimo-nos para o local das actividades.

A primeira actividade foi “Slide”!
No fundo, trata-se de pendurar uma pessoa num cabo de aço desnivelado e fazê-la deslizar a uma relativa alta velocidade a uma altura não maior do que 5 a 7 metros do chão!
Numa palavra: FABULOSO!

Vesti o equipamento de segurança, pus um capacete, subi a encosta, esperei aterrado a minha vez e de olhos bem abertos, saltei!
Tomei velocidade, vi as árvores passarem por mim, como manchas de verde e castanho e depois fui parado pelo pessoal do Campo Aventura, para evitar que me fosse estatelar contra um qualquer obstáculo natural.

Depois de sentir a adrenalina a disparar por todo o meus corpo e apesar do medo que senti, fui repetir a façanha!

E teria ficado o dia ineteiro a fazer “Slide”!

A segunda actividade do dia foi uma chamada “Resgate”.

Em breves palavras, consistia em formar duas equipas cuja missão era salvar/recuperar um ferido na outra margem de um canal, passando toda a equipa por cima do corpo de água, fazendo essa travessia por um cabo suspenso por cima do “tal canal”.
Após atravessar o canal, com algum equipamento para fazer uma maca improvisada, tudo o que passou para a outra margem teria de voltar, repetindo a travessia.

O jogo destinava-se a fomentar o espírito de equipa, o que se conseguiu a pleno efeito!
Só é pena que esse efeito tenha tido pouca duração!

Já agora, a equipa que fizesse todo o processo em menos tempo, ganhava!

Quem ganhou não vou dizer...mas a prova foi muito exigente e divertida!

Depois destas actividades que ocuparam a manhã, fomos almoçar no Campo Aventura propriamente dito, uma quinta recuperada, muito bonita e arranjada, com uma Azenha Museu perfeitamente funcional!

Na parte da tarde deveríamos ter feito uma prova de orientação com Global Positioning System.

Infelizmente, tal não foi possível...

A explicação de como usar um GPS em coordenação com uma carta militar demorou muito e foi algo (demasiado) complexa para ser assimilada por 22 pessoas que não conseguiam ouvir as explicações.
Não digo quye fosse dificil, apenas que eram demasiadas pessoas, demasiado complexo para ser explicado em tempo útil, pelo que os participantes acabaram por se desinteressar.

Aí, a organização falhou, não a do Campo Aventura, que foi fabulosa, mas a do Gabinete que organizou (encomendou) tudo (e onde trabalho).

Mas, segundo sei, foram ordens!
Ordens que fizeram perder tempo!

As usual!

i.e. foi uma falta tremenda de estratégia, o que também se reflecte no dia-a-dia desse Gabinete.

Outra actividade programada e que não se realizou, foi a do tiro com arco!
Teria gostado de experimentar!
É pena!

Mas tudo contabilizado, foi muito bom!

Publicado por emigas em outubro 19, 2003 04:06 AM
Comentários