setembro 24, 2003

Os Verdes Campos de Portugal

Já chega de criticar o Campeonato Europeu de Futebol!
Aliás devemos congratular-nos pelo imenso esforço feito para a criação de 10 novos Espaços Verdes nas nossas cidades!

De modo algum devo criticar a forma como os diversos clubes de futebol, que construíram ou reconstruíram os seus estádios, gerem o dinheiro que lhes é confiado.

O que não me parece correcto é que o Estado Português gaste o dinheiro dos contribuintes, ao subsidiar a construção dos referidos.
Sobretudo se tivermos em conta que todos os clubes irão beneficiar a médio prazo, com os projectos de aproveitamento imobiliário dos espaços anteriormente ocupados pelos “velhinhos estádios”.

Depois disto, apenas posso esperar que devolvam o dinheiro público investido!

Mas se considerarmos que estes novos estádios, são no fundo, uma das partes da política do governo de preservar o bom ambiente dentro das cidades, criando espaços de lazer, então parece-me bem!

Domingo, 16:30, vamos fazer um piquenique para o estádio Alvalade XXI
Pensando bem, é melhor não, que parece que há um fungo na relva!

Depois, nesses 10 espaços verdes (pelos menos, nos que já estão prontos) parece que há umas coisas chamadas jogos de futebol, onde andam 25 pessoas pelo menos, a procura de uma bola e além de baterem uns nos outros, de se aleijarem, mutuamente, de enviarem cumprimentos e outras coisas aos progenitores de cada um, etc.
Ainda por cima, por causa deste “jogo”que se lá passam, não deixam o comum dos mortais tocar no relvado!

Parece até, que há seguranças para impedir as pessoas de entrar nesse campo relvado.
E só se entra mediante um camisola e a apresentação do IRS comprovando que se ganha mais de 50.000€ por mês. Parece que é um “clube” muito restrito, onde só entra quem ganha muito dinheiro (ou dá muitas caneladas :-) !

Mas não deixa de ser interessante que ao mesmo tempo que se erguem enormes Estádios “Brancos", com excepção da mélange de cores de Alvalade (Acreditem ou não, até podia ser pior!), as outras, sim outras zonas verdes, tornaram-se pretas e cinzentas.

Longe de mim questionar as prioridades!
.Mas o que é que vale mais preservar:
- 10 Estádios co-financiados pelo estado Português
- Ou a Floresta Portuguesa que deveria ter sido co-financiada para ser limpa e protegida;

Não tenho dados precisos, mas quase que aposto que o dinheiro (dinheiro do Orçamento de Estado) que foi gasto num dos estádios (em qualquer um), poderia ter evitado muitos dissabores!

Muito equipamento poderia ter sido comprado, muita mata poderia ter sido limpa, já para não falar de verdadeiro ordenamento do território!

Os bombeiros poderiam estar melhor treinados, melhor equipados!

A Força Aérea poderia ter patrulhado os céus, mais e melhor, se tivesse melhores meios (diga-se que milagres ainda se fazem, mas é preciso coragem para fazer levantar alguma sucata voadora que ainda temos no activo) etc.

Assim em vez de ajudar a evitar os incêndios, o dinheiro foi queimado em cadeiras para alguns milhares de Portugueses, que ainda por cima pagam essas cadeiras onde se sentam (irão sentar) dupla, senão triplamente (Quotas de sócio, Orçamento de Estado e lembram-se do Toto-negócio?).

Assim Portugal, fica sem riquezas naturais, sem ar, sem paisagem, mas com estádios!

Não acho mal construírem novos estádios!
Fomentam a economia! Criam emprego directa ou indirectamente!
Desde que os fizessem sem dinheiro do Estado, i.e. o nosso dinheiro!

Publicado por emigas em setembro 24, 2003 11:51 PM
Comentários