setembro 22, 2003

O Sonho

Outro "poema", doutro tempo!

Dormia só, sonhando só,
no que eu, só, podia
Adormecia só, como a lua que se levanta
Morria só, como o sol que se deita
Morria, ao acordar de cada sonho.

E em cada sonho, dormia, não só,
mas com outro sonho.
E entre tantos sonhos,
sonhei um dia, que acordava.
Mas enquanto acordava, dormia
e enquanto dormia, sonhava.

M. Lima

Publicado por emigas em setembro 22, 2003 09:38 PM
Comentários

Olá!
Dou os parabéns ao emigas pela simplicidade e beleza deste poema. Não conhecia esta tua faceta!!!! Tens de escrever mais destas coisas bonitas :-)

Afixado por: PG em setembro 25, 2003 02:28 PM

aí está + um enigma autobiografico

Afixado por: james bond em setembro 26, 2003 03:00 PM