julho 31, 2004

roubar frases e dar.lhe outro sentido

" Ser tocado! Acaso sabem vocês o que é ser tocado por um ser humano?"

...

" Ela dançava, rindo e suspirando e respirando tudo a seu favor. Dançava os seus medos, parando no meio de cada dança para atender a críticas que não podia ouvir ou para se entregar ao aplauso que não tínhamos feito. Ouvia música que não podíamos ouvir por alucinações que não tínhamos."

...

" Os braços foram.me tirados, cantava. Fui punida por abraçar. abracei. Prendi todos os que amei. Prendi nos momentos mais belos da minha vida. Fechei nas mãos a plenitude de cada hora. Os braços apertados no desejo de abraçar. Quis abraçar a luz, o vento, o sol, a noite, o mundo inteiro e quis retê.los. Quis acariciar, curar, embalar, aclamar, envolver, cercar."

...

" Olhou as mãos apertadas e abriu-as devagar, tão completamente como cristo; abriu-se num gesto de abandono e de dávidas; era a renúncia, o perdão, abrir os braços, abrir as mãos, deixando as coisas seguirem o seu curso."

...

" E ela dançava; dançava na música com o ritmo dos ciclos da Terra, voltava.se ao voltar.se a Terra, disco, virando todas as faces, ora para a luz ora para o escuro dançando em direcção à luz do dia."

Anaïs Nin

Publicado por sc em 04:07 PM | Comentários (0)

julho 30, 2004

"Parte.se o desejo que tinha esticado os nervos e cada nervo parece partir.se um por um, em cadeia, provocando incisões, onde ácido corria em vez de sangue. Torço.me dentro da minha própria vida, à procura de um caminho livre para as lágrimas fundidas, para dissolver o sofrimento num caldeirão de palavras onde todos os que procuram nomes para o seu próprio sofrimento pudessem cair. Que enorme caldeirão estou nesta altura a mexer; grandes bocarras estou agora a alimentar toda a amargura.

(...)

Flutuo novamente. Todos os factos, as palvras, todas as imagens, os presságios me sobrevoam e troçam uns dos outros. O Sonho! O Sonho! Sempre que pretendo traí.lo o sonho atravessa-me como o som de um sino gigante de cobre. Roça.me como asas de morcego assim que abro os olhos humanos e procuro viver fora do sonho. Sempre que humanos o sofrimento me atinge e a raiva me corroi, necessito, necessito sempre depois de crucificada, no terror da minha ascensão. A QUEDA NO REAL. A partida divina. A queda. Depois do choque doloroso a queda no escuro e depois do sofrimento a partida divina.

(...)

Lembro o frio que em Júpiter faria gelar o amoníaco e os cristais de amónia de que saíram anjos. Anéis de amoníaco e metano circundando Urano. Lembro os tornados de metano inflamável em Saturno. Em Marte lembro a vegestação vermelho.ocre, férrea, musgo e líquenes. ferro suportando argila e rochas de areia vermelhas. a luz tinha som e o sol era uma orquestras."

Anaïs Nin

Publicado por sc em 05:45 PM | Comentários (0)

julho 27, 2004



Publicado por sc em 02:58 AM | Comentários (0)

Publicado por sc em 02:31 AM | Comentários (0)

"F" Hihihihi

Folhas bolhas primavera verão, céu azul, mar translúcido sobre a terra aluada, a guitarra liberta uivos de melodia pela noite morna, a cigarra fala sobre a cantiga esperada, numa moita seca e árida. O vento mal se sente e o suor escorre pela fronte. O amanhã ensolarado traduz o clarear do abraço, o beijar dos lábios, o traço do horizonte em espasmos, sobre a areia que escorrega por entre as veias, flores de papel de mil cores invadem a atmosfera, o sol do meio-dia cobre os poros de magenta, enquanto a gota de água lenta desce pela bainha até se desfazer no chão do céu e torna-se numa estrela que bóia no infinito.

Publicado por sc em 02:12 AM | Comentários (0)

"eu imagino..logo n existo conscientemente"

Criança Azul: um ser estranho que encontrei no meu mundo, de outro mundo

Publicado por sc em 01:33 AM | Comentários (0)

julho 23, 2004

Na outra margem do mar longínquo
O navio naufraga vezes sem conta
Na incerteza dos tesouros da profundidade
Jaz a quimera da maré da realidade.

Publicado por sc em 10:47 AM | Comentários (0)

O sonho aquele que se esvai pela manhã,
Como um mau amante.
O sonho: retalhos de outra hora
Diluídos em tudo e com o nada.
A sabedoria divina em pacotes noite após noite.
O cristal que ofusca o amanhã,
E nos elucida através do ontem e do agora
Reduto de salvação.
O sonho acorda a mente perdida da verdade
E a verdade é a sua fiel opositora.

Publicado por sc em 10:41 AM | Comentários (2)

Inventar frases,
Criar imagens,
Escolher sentimentos,
Sinopse incompletas
De fantasias submersas.

Publicado por sc em 10:39 AM | Comentários (0)

Palavras surdas,
Palavras mudas,
Palavras pressas,
Palavras ocultas,
Envoltas na infinidade de um pensamento múltiplo,
Enfim palavras…

Publicado por sc em 10:38 AM | Comentários (0)

julho 21, 2004


"Decifra-me ou devoro-te"
A Esfinge


Publicado por sc em 02:37 AM | Comentários (0)

julho 19, 2004

O universo das emoções, o palrar da estupidez, o esmagar do passo contínuo no abismo colossal de pudicas convicções. O universo das decisões, o homem que se veste de cabra cega, a idiotice da palavras/imagem. O universo da razão, a faculdade de imaginar, criar um corpo de papel e, lança-lo ao céu, ao mar, ao fogo, para que ele arda em brasas funestas. Para que ele acorde o amanhecer do novo dia, em esplendor róseo sem bruma casta que o faça distrair.

Publicado por sc em 02:32 PM | Comentários (1)

julho 18, 2004

"Há duas coisas que enchem a alma duma admiração veneração sempre novas e sempre crescentes: à medida que a reflexão nelas se detém com mais frequência e constância: O céu estrelado acima de mim e a lei moral em mim."

Kant

Publicado por sc em 04:56 PM | Comentários (0)

julho 17, 2004

"...Há então um silêncio, e o homem magro e muito sério diz"...bem, vamos às vossas metáforas: a vida é um arco-íris no inverno e nós somos estrangeiros de daltónicos corações".

Jacinto Lucas Pires, 'Azul Turquesa'

Publicado por sc em 05:29 PM | Comentários (0)

julho 10, 2004

...

«Cada um de nós, ao contemplar a sua própria história, não se lembra de que foi sucessivamente teólogo na sua infância, metafísico na juventude e fisíco na virilidade?»

A. Comte

Publicado por sc em 09:33 PM | Comentários (0)

Hannah Hoech

Publicado por sc em 12:23 PM | Comentários (0)

Marcel Duchamp


Rotative Plaques


The Bride Stripped Bare By Her Bachelors, Even


Rotary Demisphere

Publicado por sc em 12:15 PM | Comentários (0)

Partida, despedida, sabedoria cristalina.
Vontade, saudade, veracidade e elegia.
Transbordam pelas bordas do cálice da vida.
Alegrias desmedidas perfuram o ser de questões imensuráveis, infinitas e concisas.
Esquecidas pelos bancos da memória altiva.
O chamado insistente para o acordar da mente.
Abrir os olhos e sorrir.
Invenção solidão, mártir sem razão.
Questões cruéis, saudades fieis.
Dadaismos, surrealismos, depressão da estrutura para a união da cultura.
Por ruína insistente das pernas incoerentes.
São cegos e intuitivos os uivos incessantes de corações que fodem ao luar sobre o crepúsculo da madrugada.
É dado como sabido e esquecido o amar e o mar.
Emoções, perdidas ao vento, esse não encontra alento.
Ansiedade sobre a verdade e sobre a impossibilidade.
Palavras mil são a primavera do Outono.
E o verão é apenas um grão onde lampejam corações.

Publicado por sc em 11:49 AM | Comentários (1)

julho 08, 2004

Gustav Klimt, The Kiss

Publicado por sc em 12:15 PM | Comentários (0)

Todos os sonhos que não compreendi,
Agora desvendam-se sobre mim.
Respondem-me as questões,
Que faço na tentativa
De dar rumo e margem à compreensão.
As tristezas escondidas que nos atormentam
A alma sedenta de amor e paixão.
Danço de roda do teu universo.
Com passos compassados e
Brilho nos olhos,
Dás-me a mão,
Eu acordo.
Estamos em frente de um gigantesco espelho,
Dançamos ao sabor,
Da harmonia do nosso coração.
Beijamo-nos com intensidade,
Ao sabor doce e amargo,
Que a loucura da paixão
Faz ecoar pela eternidade.

Publicado por sc em 12:13 PM | Comentários (1)

julho 06, 2004

Silk Soul

Silk soul
Slide, slide, slide
From the eternal sky
Touch my body
My paper soul
And mind.
Doesn’t matter if it is just for one second
Silk soul
You carry eternity
Love and peace
Destroy all that
It doesn’t pleases me
Come inside my womb
Let me draw
A body for you
Like and angle
It will be
Silk soul
Touch the sky, the sea
The sun and the stars
Smile for me and you
So slide, slide, slide
From the eternal sky
Touch my body
And melt into a kiss
There is only us
We are every thing
So slide, silk soul
And let eternity be.

Publicado por sc em 07:25 PM | Comentários (0)

Away the wave

Away the wave
Blast into the hear
The battery flashes
In front of my soul
She sakes pleasures
Lost in time
Only the feeling
Awakes the mind
The true that hides
Behind your pretty eyes
Is the knowledge
That I hold in side my heart
Only one key will open the door
Only the truth will make peace
Only the wave of feelings for you
Can take the key away
The echo waves of the battery
Crash into to my body
I came in orgy
I raise infinity
I shout out loud
Love for the blue sky
In a wave of bliss and ecstasy
I scream your name in vain
You appeared and token me in
A flower bloom to the sound
Of the divine music
In my mind the sentiment awakes
The thin-skinned of the spirit,
The witch of pleasure dances just for you.

Publicado por sc em 07:19 PM | Comentários (0)


Publicado por sc em 07:17 PM | Comentários (0)