*
*
*
*

24 maio, 2004

e os parabéns nunca são de mais

Não me perdoaria estar aqui a dar os meus parabéns a pessoas que não conheço, e não falar na mais recente aquisição do associativismo estudantil. Antes de ontem foi criada com toda a pompa e circunstância, a mui nobre Associação Nacional de Estudantes de Engenharia do Ambiente, aqui mesmo, na Universidade do Algarve.
Tendo prestado todo o meu apoio e solidariedade sempre que me foi pedido e possível, resta-me renovar os meus parabéns, parabéns e mais parabéns para vocês, que não desistiram, para a vossa eficiência, para a vossa ambição e para a vossa sobriedade. E sobretudo desejar à vossa ANEEA todo o sucesso do mundo, pondo mais uma vez e sempre a nossa ANEBio à disposição para tudo o que precisarem. Quanto mais não seja, como um modelo para o que NÃO fazer.


catarinia @ 03:33 | Comentários (1)

e temos vencedor!

Tenho continuado a explorar o site do Michael Moore e não pára de me surpreender. Está mesmo muito bom. E o seu Fahrenheit 9/11 ganhou a Palma de Ouro do Festivel de Cannes. Parece que foi o primeiro documentário a ganhar este prémio desde 1956, ano de O Mundo Silencioso do Jacques Cousteau, outro grande senhor que merece toda a consideração. Pois então, muitos parabéns!


catarinia @ 02:59 | Comentários (0)

19 maio, 2004

por falar em filme...

Este de certeza muito mais interessante que o do esquentador. Hoje não se fala noutra coisa senão do Fahrenheit 9/11, do Michael Moore. Quer dizer, também se fala muito no casamento real espanhol, mas disso já se fala há tanto tempo, que eu faço questão de não ouvir.
Bem, mas fui dar uma espreitadela à página do senhor, e só de ler sobre o filme, fiquei cheia de vontade de ir a correr ver. Agora, já! Mas não pode ser, é pena. Será que ainda vamos ter de esperar muito?
Uma coisa muito boa dos Estados Unidos é que o mau é tão mau, mas tão mau, que de vez em quando induz o genial. E até parece que após longa ponderação, o genial vai passar no circuito comercial dos cinemas, lá mesmo, nos States! Eheheheh...


catarinia @ 00:15 | Comentários (1)

18 maio, 2004

tanta inteligência, tanta inteligência, que até tem vontade própria!

Estou pior que possessa com o estupor do esquentador!!! Nunca vi o raio de um electrodoméstico, que é suposto ter como única e exclusiva razão da sua existência facilitar-nos a vida, dar tantos problemas!
Primeiro só acendia quando estava para aí virado, e nunca era na hora do banho... Veio o técnico e não encontrou nada de especial, se o esquentador não acendia é porque concerteza havia acumulação de monóxido no ar, que estava muito perto do fogão e se calhar era por isso “sabe, estes novos esquentadores inteligentes têm um sensor de monóxido por uma questão de segurança...” E vá de adquirir mais um electrodoméstico para impedir a acumulação do monóxido e permitir a sua excelência, o esquentador, um fucionamento normal. Passado umas semanas começou a funcionar normalmente, mas nem por isso foi por muito tempo.
Uns tempos depois começa-me a disparar à parva, e a gastar pilhas à maluca! Veio o técnico e o estupor comporta-se como o melhor dos esquentadores, só para chatear. É claro que o senhor mudou-lhe as pilhas e foi-se embora a achar que eu era maluquinha. E ainda me cobrou os olhos da cara por tê-lo feito perder tempo, só para mudar umas pilhas.
E pronto, tem sido assim desde sempre. Ora simplesmente não funciona, ora desata a funcionar freneticamente. Agora há dois dias que não temos água quente em casa. Primeiro pensámos que o gás tinha acabado e toca de comprar uma garrafa nova. Nada. Depois podia ser das pilhas, já que ultimamente tem sido época de disparar sem parar. Hoje mudei-lhe as pilhas, e nada! Já estou mesmo a ver o filme: amanhã volto a ligar ao técnico para cá vir a correr, caso de vida ou morte, vários dias sem água quente - podemos mesmo apanhar uma pneumonia – e assim que o senhor chegar, o estupor fica instantaneamente mansinho. Detesto electrodomésticos inteligentes!


catarinia @ 23:51 | Comentários (1)

14 maio, 2004

bem... sinto-me lisonjeada!!!

Antes de me ir embora (já estou com os tarecos à porta, pronta para ir matar saudades das mulheres da família) passei pelo computador só para ver o mail. E dá-se então o caso de ter recebido este teste de personalidade - "What Famous Leader Are You?" - enviado por um dos Amiguinhos. Ora, não é que eu seja muito destas coisas, e embora esteja cheia de saudadinhas da Mãe e da Avó mais querida do Mundo, não me apetece muito enfiar-me no carro durante 3 horas... E então lá fui eu testar a minha personalidade. E foi este o Líder que me saiu na rifa.

Bem, não é nada mau pensar que, na hipótese de vir a mandar alguma coisinha, possa vir a chegar aos calcanhares deste senhor.


catarinia @ 13:35 | Comentários (0)

ambiciosa

Para aqueles fantasmas que passaram,
Vagabundos a quem jurei amar,
Nunca os meus braços lânguidos traçaram
O voo dum gesto para os alcançar...

Se as minhas mãos em garra se cravaram
Sobre um amor em sangue a palpitar...
– Quantas panteras bárbaras mataram
Só pelo raro gosto de matar!

Minha alma é como a pedra funerária
Erguida na montanha solitária
Interrogando a vibração dos céus!

O amor dum homem? – Terra tão pisada!
Gota de chuva ao vento baloiçada...
Um homem? – Quando eu sonho o amor dum deus!...

(Florbela Espanca)

É de uma ambição desmarcada... Mas a senhora até sabia das coisas. Vou para casa. À falta de melhor, quero o colinho da Mãmã.


catarinia @ 01:42 | Comentários (0)