* Troll Urbano *

setembro 17, 2006

Portas fechadas

ESTAMOS AQUI

Publicado por Isabel Faria às 01:28 AM | Comentários (1)

setembro 16, 2006

FIM

Ponto prévio:
Este post é o último na Weblog.
Não vale a pena fazer muitos considerandos...falar em incompetência, tentar entender termos técnicos, acabar por nos questionarmos sobre o porquê do "essencialmente nós". Basta dizer que nos cansámos. Definitivamente.

Há uma semana com a ajuda preciosa do Fernando tinhamos encontrado um cantinho no campo e pegado nos tarecos...só que...
...só que chegámos à conclusão que somos muito tesos para manter uma casa de campo...havia que encontrar uma casa na cidade que substituisse esta. Para onde se pudesse levar o sofá do buraco, a mão de lavar as costas...tudo. Uma casa nova. Nossa. Feita à nossa maneira.
Porque percebemos muito pouco de canalizações, de alicerces e de instalações eléctricas tivemos que recorrer a uma nova ajuda. E concluimos que esta casa de cidade poderia ser mais á nossa medida, se fosse localizada neste condomínio (que vergonha...isro é muita mau, não???). Com o apoio do Farpas (esta do apoio é piada...foi ele que fez TUDO!!!!), decidimos optar pela Blogspot. E lá estamos. A partir das 0 horas de amanhã, estaremos definitivamente AQUI. Podem mudar os vossos links, podem esquecer a casa de campo...apenas não podem deixar de nos dar o prazer da vossa companhia.
O Troll vai continuar. Sem stresses de meter comentários, de fazer posts e... bonito...achamos que aquele Troll é o legitimo herdeiro deste que tanto gozo nos tem dado fazer...(antes das desgraças dos últimos tempos, está bem de ver...).
A apresentação da nova casa continua ...na nova casa. Daqui a nada, ao romper do dia 17 de Setembro. Até lá. E até já.

Publicado por Isabel Faria às 11:26 PM | Comentários (2)

Palavras de Papa...

Segundo o Papa, um imperador bizantino do século XIV terá firmado que Maomé trouxe ao mundo coisas "más e desumanas, como o direito a defender pela espada a fé que ele persegue".
Bento XVI, que se deve ter esquecido que era Papa, o representente máximo duma religião, seu embaixador, a sua voz, pronunciou-se, usando palavras de alguém, sobre uma outra religião. Em Setembro de 2006.
A estrema direita europeia e americana agradecem, reconhecidas. Os fundamentalistas islãmicos, também.

Publicado por Isabel Faria às 11:59 AM | Comentários (2)

Se...

Tudo parece indicar que o Referendo para a despenalização da IVG terá lugar em Janeiro.
Ontem foram entregues mais de 40000 assinaturas, requerendo a alteração da Lei, sem recorrer ao Referendo. Todos sabem a minha posição sobre isso. Assinei a Petição, claro. Seria o cenário ideal...se...
...se não tivesse havido um anterior Referendo...
...se a Direita nunca mais voltasse a ter maioria absoluta na Assembleia da República...
...se a Direita portuguesa, que um dia poderá voitar a ter maioria absoluta no Parlamento, não fosse um Direita revanchista, vingativa, conservadora e inculta...
...se o PS, apesar destes aspectos, tivesse vontade politica de avançar...
...se...
...se...
Há forças politicas que têm enorme dificuldade em saber que o parvo do Se, tem uma força do caraças na vida das pessoas e das sociedades...

Publicado por Isabel Faria às 11:30 AM | Comentários (2)

setembro 15, 2006

"Mas pode ser diferente..."

Muito á pressa, que a Marcha Pelo Emprego no Distrito de Setúbal está mesmo a começar, deixo aqui um link para um artigo meu no Esquerda.Net. Agora não há mesmo tempo para mais. A Marcha vai (re)começar.

Publicado por Daniel Arruda às 01:59 PM | Comentários (1)

Vou tentar...

perdido.jpg

Tenho um amigo, um grande amigo, que um dia perdeu as duas pernas, num acidente de carro. Desde aí vive (e viver é viver, mesmo) com a ajuda de uma cadeira de rodas.
Lembro-me dos primeiros tempos e das primeiras angústias. Da sensação de vazio que transmitia.Das lágrimas. De o ouvir dizer que não valia a pena continuar. Que não vale a pena viver se não se pode correr, jogar á bola ou, simplesmente, descansar os pés depois de uma jornada longa e dura.
O tempo passou. O meu amigo faz hoje tudo o que faria se um acidente de carro, ali, na ida para a Figueira não lhe tivesse levado as pernas. Encontrou um amor, casou, tem um filho lindo…só não joga à bola nem corre. Nem descansa os pés.
Quando falamos nisso, diz que é feliz. Que se habituou a viver sem aquela parte de si. Se habituou e é feliz. Mas que lhe sente a falta. Todos os dias lhe sente a falta. Tantos anos depois, diz que tem umas saudades enormes do que perdeu. O que me valeu na altura, diz, foi encontrar, cada dia, uma nova coisa que era possível fazer sem elas. Mas, dias houve, noites, sobretudo, em que pensei que sem partes de nós, não vale a pena viver, acrescenta.

Esta manhã, acordei a pensar no meu amigo. A tentar encontrar nas palavras dele a força para continuar. Diferente não significa necessariamente pior, ou nada. Mas, é preciso aprender a fazer, cada dia uma coisa nova, sem aquilo que se perdeu…
Neste momento o Troll é um desafio. O meu amigo é um mestre a jogar xadrez. Esta manhã ao chegar aqui, tive uma vontade enorme de desistir. Ou, pelo menos, dizer que precisava de um tempo. O meu amigo diz que só conseguiu sobreviver porque se agarrou ás memórias das corridas que fez e dos jogos de futebol que jogou…não quero desistir. Mesmo sem uma parte, não quero desistir.
Se conseguir aguentar o Troll, se conseguir voltar a correr, sei que “as pernas” não contam (contavam) assim tanto. Se não conseguir…logo se verá.
Há outros motivos para tentar continuar aqui. O Troll tem aqui muito de mim. Corridas e jogos de bola. As melhores dos últimos tempos. Neste momento, em que a memória teima em ser selectiva, apesar do que issso dói, as melhores, tout court. E o meu amigo diz que a memória é importante…para nos habituarmos a viver com o que perdemos (ou será que ele diz sem o que perdemos?).

Finalmente o Trol é, para mim, e neste momento com as falta de assiduidade dos nossos colegas, uma corrida minha e do Daniel Arruda. Mesmo com a falta que as pernas me fazem, não gostaria de deixar o Daniel a correr sozinho. Nunca faço isso aos meus amigos. Possivelmente vou um bocado coxa e ele vai ter que puxar por mim…mas espero que ele tenha paciência e o faça…
Vou tentar continuar. Voltar ao normal. Mas seguramente vou ter saudades. Daquelas alturas em que as pernas me levavam sempre ao Mar.

Publicado por Isabel Faria às 12:15 PM | Comentários (7)

De volta

(No caso de isto continuar coxo...vou colocar os posts aqui e no Word Press...a ver vamos no que dá...)

Depois de oito dias sem vir ao Troll, não lhe sei pegar.

Tenho algumas coisas que aqui gostaria de partilhar destes dias na Marcha. Vou tentar fazê-lo aos poucos.

Também deveria / poderia escrever sobre o que se passa por aí mas para isso deveria ler notícias. Também o tentarei fazer aos poucos. O Daniel andará ocupado na Marcha do Distrito de Setúbal e eu também só terei hoje um dia de mais “folga”. Creio, portanto, que o retomar normal só lá mais para Segunda-Feira. Pelo que vejo, ao aqui chegar, os problemas da Weblog continuaram e definitivamente vamos ter que sair daqui. Digamos que vou tentar que o retomar a sério na Segunda-feira, seja já o retomar num lugar em que colocar um posts ou deixar um comentário não seja uma tarefa árdua, cansativa e desesperante. A ver vamos…

Publicado por Isabel Faria às 12:09 PM