« Outra vez no Playoff | Entrada | Benfica desilude, Sporting vence »

quinta-feira, 7 setembro 2006

Empate

Categoria: Selecções Nacionais

nuno.jpg

Scolari tinha dito que um empate era bom, e parece que tinha razão... na deslocação à Finlândia, no primeiro jogo da nossa selecção rumo ao próximo Europeu, viu-se uma selecção muito longe da forma ideal, e aí niguém pode dizer que não estava avisado... mas antes de criticar (que se pode criticar), temos de ter em conta que a Espanha perdeu na Irlanda do Norte (bem piores que a Finlândia), a Itália depois de empatar com a Lituânia perdeu com a França, e a maioria das selecções presentes no Mundial estão ainda a "carregar baterias". Nisso nós não fomos diferentes, e ontem a exibição deixou muito a desejar....

A defesa portuguesa esteve bastante mal, pois apesar de se saber que a Finlândia fisicamente era mais poderosa, a verdade é que os portugueses poucas bolas conseguiram "despejar" nos cantos e centros dos nórdicos. Valeu que Ricardo ontem esteve de volta ás boas exibições...
Mas até foi numa jogada de futebol "rente à relva" que os finlandeses se adiantaram aos 22 minutos por Jonatan Johansson. Portugal acabou por reagir apenas aos 42 minutos, marcando por intermédio de Nuno Gomes, que apesar de criticado muitas vezes, lá vai marcando golitos.

Na segunda parte tudo ficou condicionado devido a uma entrada bastante "estúpida" de Ricardo Costa, que lhe valeu a expulsão, e a partir daí, é um facto que o empate passou a ser um bom resultado, e esteve mesmo em perigo... entre os portugueses, e depois da saída de Nani (troca com Ricardo Rocha, devido á expulsão...), ainda as esperanças residiam em Deco e Cristiano Ronaldo, e a sua fantasia que nunca chegou... aliás, Cristiano Ronaldo desculpem-me aqueles que o idolatram, mas se sou capaz de admitir que é um génio em certos jogos, ontem foi daqueles jogos em que eu faria o mesmo que ele a nível ofensivo: meia dúzia de simulações para tentar baralhar os finlandeses, que acabavam em cortes... nem sequer ganhava a falta nem a bola ficava nos pés de outro português! Ontem não esteve bem, tal como Deco (já se tinha visto que os jogadores do Barcelona este ano estavam a demorar a "arrancar").

A ficha do jogo foi a seguinte:

Finlândia 1 - Portugal 1
Estádio Olímpico de Helsínquia
Árbitro: Konrad Plautz [Áustria]

Finlândia

22 |Jaaskelainen GR
2 |Pasanen LD
5 |Tihinen DC
4 |Hyypia DC
19 |Kallio LE
23 |Heikkinen MD
6 |Vayrynen MD
8 |Tainio AD
10 |Litmanen MO
11 |Kolkka AE 82'
21 |Johansson AV 64'

Golos: 23' Johansson

Cartões Amarelos: 30' Litmanen |66' Heikkinen | 90'+2' Eremenko


Portugal

1 |Ricardo GR
3 |Caneira LD
4 |Ricardo Costa DC
16 |Ricardo Carvalho DC
14 |Nuno Valente LE
8 |Petit MD
6 |Costinha MD
17 |Cristiano Ronaldo AD
20 |Deco MO 85'
32 |Nani AE 57'
21 |Nuno Gomes AV 75'

Golos: 42' Nuno Gomes
Cartões: Dois Amarelos a Ricardo Costa, e posterior expulsão.


De qualquer forma, analisando friamente, este empate acaba por não ser mau, em termos de pontos, já que o nosso grupo vai ser bastante duro, muitas equipas de nível semelhante, e por isso todos irão perder pontos... exemplo:Polónia, Bélgica e Sérvia, os outros grandes adversários de Portugal, já perderam todos pontos, comandando o grupo os dois últimos, junto com a Finlândia, com 4 pontos.

O próximo jogo de Portugal será no dia 7 de Outubro, diante do Azerbaijão, um adversário que parece ser bastante mais acessível.

Publicado por luis gonçalves às 12:30

Comentários

Na minha opinião, o resultado implica simplesmente que se reduzem as oportunidades de falhar resultados. Se virmos isto como créditos, diria que o primeiro está gasto e não sei quantos mais haverá.

É verdade que a equipa não fez um jogo do outro mundo, mas muitas vezes, é a qualidade intrínseca das equipas que produz vitórias. Aquele chavão do "os nomes não ganham jogos", é muitas vezes verdade, mas em muitas outras não é, e esta era uma ocasião para contrariar essa ideia, porque julgo que Portugal acabaria por vencer o jogo como eram demonstrativo os primeiros minutos da 2ª parte.

O maior problema de Scolari não é a menor condição física, nem a falta de ambição dos jogadores. O problema chave, começou em Março, num Barcelona-Deportivo quando Jorge Andrade sentenciou a sua ausência dos relvados por muitos meses e culminou a uma semana deste jogo com a lesão de Meira. É que uma coisa é a avaliação técnica de Mourinho enquanto conhecedor do jogo, outra é o que ele diz enquanto gestor de expectativas de um grupo do qual é líder.

O que eu quero dizer, é que Portugal teve um azar do caraças em ter ficado simultaneamente sem Andrade e Meira e ter Ricardo Costa como titular. R. Costa, infelizmente é um jogador vulgar aos 25 anos e aquela entrada por trás num lance em que claramente demonstrou falta de confiança nas suas capacidades, porque só entra assim, numa situação de amarelado, quem não tem a mínima confiança nas suas capacidades. A entrada é tão estúpida com diz Luís Gonçalves, que me deixa, infelizmente, convencido que será sempre uma promessa adiada.

Claro que C. Ronaldo fez um jogo infeliz, Deco não estava em condições de pegar no jogo a todo o tempo, Petit limita a capacidade de desequilíbrio da equipa, mas mesmo assim, acho que poderíamos ter ganho. Assim gastámos em Helsínquia um Joker que não poderemos usar, por exemplo na Polónia, no próximo mês.

Tudo é possível, mas começamos a limitar a margem de manobra nos próximos jogos. Ou seja, por cada resultado menos bom, estamos a concentrar a pressão no jogo seguinte e muitas vezes, é essa margem para falhar é que poderá ser determinante.

#1 | Comentado por: Pedro_1970 | 8 de maio de 2012 às 15:28

Continuo a não perceber como é que um tipo que nunca foi titular indiscutível do seu clube e não está entre os 10 melhores centrais portugueses continua a ir à Selecção. E como é que se faz uma entrada daquelas tendo já um amarelo?

Como pontos positivos destaco as exibições de Nani e Deco e a 1ª parte de Cristiano Ronaldo. Como negativos a nossa defesa e a 2ª parte de Cristiano Ronaldo (lembro que a expulsão do R.Costa nasceu de uma perda de bola deste menino, devido à sua 15ª simulação de falta. Já era altura de aprender qualquer coisa).

Há que dar razão a Scolari: a Selecção não está em boas condições e não é a melhor do Mundo. Mas da selecção vice-campeã da Europa, 4ª do Mundial e que não perde um jogo de qualificação há 8 anos espera-se um bocado mais.

#2 | Comentado por: João Campos | 8 de maio de 2012 às 15:28

Outra coisa: peço desculpa por fugir ao tópico, mas gostaria de saber o que é que comentadores já célebres deste espaço como é o caso do David Ferreira (não estou a ser irónico, quero mesmo saber a opinião dele) pensam da suspensão do patrocínio ao Sp.Braga, por ordem do tribunal. Já agora, sugiro um post a abordar esta questão.

Saudações

#3 | Comentado por: João Campos | 8 de maio de 2012 às 15:28

Aaahh pois é!!!!

Turbulência no futebol
Apito Dourado: escutas apanharam Luís Filipe Vieira a escolher árbitros para o Benfica

As escutas do processo Apito Dourado revelam que Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, se envolveu directamente na escolha do árbitro do jogo das meias-finais da Taça de Portugal da época de 2003/2004 em que o Benfica ganhou ao Belenenses por 3-1. Esse jogo foi arbitrado por João Ferreira, de Setúbal, na sequência da nomeação acertada num telefonema entre Valentim Loureiro e o presidente dos encarnados. Nessa conversa, Luís Filipe Vieira começa por se queixar pelo facto de o árbitro nomeado para o jogo já não ser Paulo Paraty, conforme havia sido anunciado por Pinto de Sousa, à data presidente do Conselho de Arbitragem da Federação, a um advogado com ligações ao Benfica.

#4 | Comentado por: Nuno Leal | 8 de maio de 2012 às 15:28

ninguém para o benfica
ninguém para o benfica
ole
olé
olé

espero ter respondido

quanto ao assunto da selecção de interesses, estou-me nas tintas.
e, vez de se falar da sportingbet - a mais importante empresa patricinadora da nossa Liga, dando-lhe uma projecção que não merece - não seria mais interessante falar da apregoada idoneidade e seriedade com que alguns dirigentes se rotulam, e que afinal, parece já não ser bem assim »???
aliás, eu não me esqueço daquela vergonhosa arbitragem do benfiquista joao ferreira em Braga...
mas como diria o outro, é um arbitro que dá garantias...
e ele hoje, voltou a ajudar. só não conseguiu foi penaltis

#5 | Comentado por: davidfereira | 8 de maio de 2012 às 15:28

Comente

Obrigado por se registar, . Já pode comentar. (Sair)

(Se nunca comentou aqui o seu comentário pode ter de ser aprovado para publicação pelo editor do blogue. Terá de esperar por essa aprovação para que o seu comentário surja. Obrigado pela espera.)


Recordar-me?