abril 16, 2008

ARTISTAS UNIDOS, NO CONVENTO DAS MÓNICAS "ONDE VAMOS MORAR" de JOSÉ MARIA VIEIRA MENDES - A PARTIR DE 10 DE ABRIL

ondevamosmorar_2.jpg
com Andreia Bento, Cecília Henriques, Pedro Carmo, Pedro Gil, Pedro Lacerda, Sérgio Godinho e Sílvia Filipe
Cenografia e Figurinos Rita Lopes Alves
Luz Pedro Domingos
Encenação Jorge Silva Melo
Assistência de encenação Luís Godinho

O texto está publicado nos Livrinhos de Teatro, nº 24 dos Artistas Unidos.

De novo pais e de novo filhos. Américo é o pai, doente e solitário. Vítor, o seu filho, casado com Gabriela que o deixa para partir em viagem. Patrícia, a irmã de Gabriela, vive na casa da infância, vazia agora que os pais morreram. Gustavo regressou depois de vinte anos fora do país e procura uma casa onde ficar e o pai que já há muito não via. Mas encontra apenas Vânia, a sua meia-irmã, que está ainda no princípio. E por último Mário, que trabalha como estafeta para uma florista incompetente que se engana sucessivamente na morada dos clientes.

Uma nova peça de José Maria Vieira Mendes, escrita para os AU. Sete personagens deambulam pelas suas histórias e cruzam-se umas com as outras, numa teia irregular e esburacada que a todos une. Gente que entra e sai numa cidade onde muita coisa se esconde ou não se vê, onde as ruas ficam desertas à noite e por onde passa um comboio que não se sabe para onde vai. Desencontros, partidas e abandonos. Uma peça sobre a morte, sim, o escuro, claro, mas também sobre a distância, o regresso, o esquecimento e a procura de uma morada.

GUSTAVO Tenho de comprar um mapa de jeito.
Pensava que me lembrava das ruas, mas nada.
Esta cidade engana

Publicado por vm em abril 16, 2008 03:07 AM
Comentários