fevereiro 04, 2008

PELA DEFESA DO ENSINO ARTÍSTICO

violoncelo.jpg
O MovArte apresenta e subscreve esta petição lançada pelos professores da EMCN (ESCOLA DE MÚSICA DO CONSERVATÓRIO NACIONAL), e apela a todos os leitores que se juntem neste momento crítico a uma mobilização nacional pela defesa do ensino artístico.


O movimentopelamusica, formado por um grupo de Professores da Escola de Música do Conservatório Nacional, tem como objectivo informar a população em geral sobre as implicações que a reforma prevista pelo Ministério da Educação terá no ensino especializado da música. Sob a bandeira falaciosa de uma democratização do ensino musical, o Ministério da Educação prepara-se para extinguir o ensino especializado da música no país. As crianças entre os 6 e os 9 anos, assim como os alunos de idades mais avançadas serão excluídos do sistema. Como exemplo: dos cerca de 900 alunos da Escola de Música do Conservatório Nacional, 75% não poderá prosseguir os seus estudos. As famílias, e só as que tiverem maiores possibilidades financeiras, serão então obrigadas a pagar por um ensino de qualidade em escolas privadas. A cultura musical ficará empobrecida, mais cara e mais elitista! Somos pela abertura de uma sensibilização à música dirigida a todas as crianças desde a pré-primária e, se possível, nas escolas do ensino genérico. Mas estas medidas não podem ser tomadas à custa da extinção do ensino especializado, onde até agora crianças a partir dos seis anos de idade podiam aprender a tocar um instrumento. O ensino especializado da música tem um valor formativo único e é igualmente uma importante fonte geradora de emprego - a indústria da música e do espectáculo gera aproximadamente 100.000.000.000€ por ano (não tendo em conta as verbas de espectáculos musicais), quantia que cobre 7 vezes a despesa do Ministério da Educação com o ensino especializado da música. Em consonância com outros movimentos (Movarte, salvemoconservatorionacional) somos pela defesa de um ensino de qualidade e as nossas posições encontram-se reflectidas no Manifesto aprovado em Assembleia Geral de Escola e que se encontra em anexo a este e-mail.
Se partilhar das nossas inquietações, junte-se a este movimento, ajude a divulgar este e-mail e assine a petição on-line que encontrará em:

http://www.petitiononline.com/CFEEMP/petition.html

Publicado por vm em fevereiro 4, 2008 03:25 PM
Comentários

Sou claramente a favor da EMCN, que tantos e tão bons talentos já gerou... E mesmo que não tivesse gerado, "a música foi chocolate para os ouvidos" de muitos dos que por lá passaram, como diria Helena Rodrigues.
Aposto que a Ministra não tem lá nenhum filho, familiar ou conhecido a estudar... Ou então tem uma valente cunha para que fique entre os 50 que terão ou muitíssimo talento ou valentes cunhas...
UMA ESCOLA DE MÚSICA NÃO DEVE SER MINISTRADA COMO SE FOSSE UMA FÁBRICA DE SALSICHAS, CUJO GRANDE OBJECTIVO É DAR LUCRO!
VIVA A ESCOLA DE MÚSICA DO CONSERVATÓRIO NACIONAL E O SEU PESSOAL DOCENTE E DISCENTE
FORA A MINISTRA!

Afixado por: João Pinto em fevereiro 6, 2008 12:41 PM

Dizem que tem uma filha que aprende(u) música mas que, evidentemente não precisa do Conservatório para nada, como se depreenderá. Há que estarmos unidos nesta luta contra a destruição duma escola com 170 anos que nem sequer os governos de ditadores pensaram exterminar. É acima de tudo uma questão de sensibilidade e de vergonha - ou falta dela.
Há coisas que nos fazem, às vezes, ter vontade de sermos doutro país. Não vale tudo em democracia.
Para esta gente apenas contam os $$$$. Revolta, tudo isto.

Afixado por: vm em fevereiro 6, 2008 03:44 PM