junho 08, 2007

O ESTADO DAS NOSSAS COISAS: PALÁCIO DA RIBEIRA GRANDE - RUA DA JUNQUEIRA

o estado das nossas coisas 002a.jpg
Rua da Junqueira, 62 a 78
Lisboa, Alcântara
Em Vias de Classificação (com Despacho de Abertura)
Desp. de 28-06-1991

Profundamente alterado no século XX para albergar a Escola Secundária Rainha D. Amélia, o Palácio da Ribeira Grande foi construído nos primeiros anos do século XVIII pelos marqueses de Nisa.
Apesar das modificações por que passou, são ainda muitos os elementos originais do antigo palácio, como a fachada monumental de dois pisos, ordenada a partir do portão central, os jardins (parcialmente conservados) e a capela de Nossa Senhora do Carmo, com a sua fachada principal tripartida, nave praticamente quadrada e retábulo-mor da autoria de Máximo Paulino dos Reis.
No palácio Ribeira habitou e morreu o dramaturgo D. João da Câmara.

Publicado por vm em junho 8, 2007 12:15 AM
Comentários

Durante 8 meses "convivi" com este palácio. Estagiei no edificio em frente e parava muitas vezes a olhar e comentava com as minhas colegas como era possível um palácio tão majestoso estar assim descativado e sem vida. Antes de conhecer a história, pensei que poderia pertencer a alguma familia sem poder económico para o manter bonito e conservado, só mais tarde é que descobri que em tempos, não muito aliás, tinha sido um liceu. Hoje, através desta página, descobri finalmente parte da sua história. Espero que um dia alguém se lembre deste palácio e o faça viver momentos como certamente já viveu.

Afixado por: Marisa em setembro 26, 2007 08:13 PM

Eu frequentei este liceu nos meados da decada de 60, por tres anos (depois disso fui para o liceu de Almada) Ja ha bastante tempo q nao passo por ai, da ultima vez que passei tambem achei q o edificio estava extremamente degradado.
Se alguma minha contemporanea/antiga aluna do liceu rainha D. Amelia ler esta mensagem, gostaria de contactar com ela, porq ha algum tempo q ando a tentar 'descobrir' antigas colegas.

Luisa

Afixado por: Luisa Pinnell em novembro 25, 2007 11:27 AM

Fui aluna de 1983 a 1987 da Escola Secundária Rainha D. Amélia, e conheci bem este palacete tive aulas em salas de sonho, mas que se estavam a degradar e no último ano haviam zonas que já não se podiam circular, para nossa pena.
Na altura era a Presidente do Concelho Directivo a Exma. Sra. Dra. Conceição Ruas, boas recordações. Infelizmente em portugal deixamos tudo degradar-se. É palacete fantástico.

Afixado por: Lurdes em junho 5, 2008 03:19 PM

olá Luisa Pinnell!
Sou a Maria José Chaleira.Lembro-me do teu nome.Será? A minha irmã Maria Antónia mais nova tb lá andou.Eu sai em 64,para Ciencias Sociais e Politicas ali ao lado.Se te lembras de mim responde pelo meu email:alzefe@netcabo.pt
Xau
beijinhos
Zé Chaleira

Afixado por: Maria José em junho 21, 2008 10:19 AM

Andei nesse liceu ainda ele se chamava Liceu Rainha D. Leonor,eramos três irmãs, as Figueiredo,fui colega da Maria José ,e saí no mesmo ano em que ela saiu.A nossa turma,foi especial (para nós seria sempre,claro )nos últimos dois anos eramos o único 7º ano que permanecia lá,todas as outras turmas tinham sido destribuidas por outros liceus,e aí o liceu mudou de nome e passou a chamar~se D. Amelia. Aquele palacio terá muitas histórias para contar do tempo de D João da Camara e até de antes, mas cada uma de nós que lá andou tem memórias e episódios que davam para escrever vários livros!!Como à Zé, Luisa Pinell soa-me a conhecido...Um abraço coleguinha

Afixado por: marilia em julho 10, 2008 11:32 PM

Andei neste liceu, onde a minha mãe é professora há bastantes anos, nos dois últimos anos antes de fechar (depois fui, com o resto da escola, para o edifício da antiga Ferreira Borges). Parece-me que enquanto era "habitado" pela comunidade escolar, que, diga-se de passagem, adorava aquela casa, iam-se fazendo os possíveis para conter a degradação.
É tão triste vê-lo ao abandono...

Afixado por: Filipa em novembro 14, 2008 12:18 PM

Eu frequentei o Liceu Rainha D.Amélia desde 1970 até 1975. Passei lá os anos do PREC em que até a GNR teve de ser chamada para encerrar a escola. Apesar de na altura, antes e logo após, ser apenas frequentado por raparigas, nós éramos muito revolucionárias. Já descobri este post tarde, mas se alguma das minhas antigas colegas por acaso descobrir este meu comentário, e me quiser contactar, o meu email é teresa_rita.com@hotmail.com.

Afixado por: Teresa Rita em novembro 19, 2008 10:26 AM

é uma pena nos dias de hoje um património como este ser deixado ao abandono... Acho que o estado devia recuperar estes edifícios magníficos, nem que os transforme em museus, mas deixar ao abandono é um autêntico pecado...

Afixado por: ladislau coimbra em dezembro 1, 2008 09:29 PM

Entrei no D Amélia em 62 e saí em 69. Guardo excelentes recordações. Conheci lá a minha melhor amiga: Belarmina Portugal com quem continuo a dar-me. Lembro-me da Teresa Santos Costa, da Rosa e da Fernanda Mestrinho, da São José Lapa (4º ano), da Clara Homem de Melo, da Luísa Ribeiro Rosa, da Antónia, da Vitória Arnega, de tantas outras ...
Ter aulas num palácio era um convite à imaginação e à escrita.

Margarida Barata

Afixado por: Margarida Barata em janeiro 1, 2009 11:56 PM

Frequentei o liceu D.Amélia nos anos 60 tivemos nos últimos anos uma turma unida com um hambiente de animação e respeito.no 3ª ano lembro uma grande referencia a Guida de Paio Pires. Tivemos festas de fim de ano com coreografias inéditas onde dancamos no palco o charlston.Se alguma de vós se lembrarem escrevam-me.beijinhos

Afixado por: Isménia Gonçalves em janeiro 4, 2009 03:05 PM

Também eu frequentei o Rainha D.Amélia nos anos 60, do 1º ao 7º ano. Desses tempos tenho as mais maravilhosas recordações.Tenho tido contactos esporadicos com algumas colegas "mais chegadas". Fui aluna da Prof Madalena Canha de Educação Fisica. Tambem fiz uma festa de final de ano em que dançámos em palco e a viagem final foi a Sevilha !!! uma maravilha.
É uma tristesa o estado em que o edificio se encontra.
Se se lembrarem de mim, escrevam. Sou médica e trabalho no Alentejo. Quem sabe podemos organizar uma patuscada. Rosa

Afixado por: Maria Rosa Almeida em abril 6, 2009 12:37 AM

Também eu fui aluna do liceu D. Amélia.
Um edifício lindo com salas lindas. Lembro-me de uma sala pequena, junto do terraço que ficava por cima do refeitório.
A biblioteca. Mas, o que me atraía eram aqueles corredores pequenos, escadinhas estreitas...
E a escadaria principal?
Fui aluna da professora Julieta Neves,da prof.Georgete Costa,Marieta dos Remédios....
Mais tarde a minha filha também lá andou.
Tantas recordações.
Fiz o 3º ciclo entre 1964/66 na área de Românicas.
Se alguém for desse tempo, responda.

Afixado por: M~da Glória Matos em maio 16, 2009 12:27 PM

Realamente é muito triste ver este Edificio neste estado, nunca o frequentei como aluna mas como neta de uma Professora ( Prof. Maria Luisa Neves Cardoso - hoje com 85 anos de idade) corri aqueles corredores, aquela escadaria vezes sem conta, antes das obras de remodelação e depois, já lá vão uns 25 anos. Gostaria de voltar a entrar nele e recordar tudo aquilo que a minha memória ainda hoje guarda. Mais uma vez é uma tristeza ver edificios como este a cair a pouco e pouco

Afixado por: Luisa Roberto em julho 15, 2009 01:35 PM

Sou de Leiria. A minha história não se cruzou com a deste palácio. Mas comovo-me com os comentários aqui presentes. A propósito, trascrevo um pequeno excerto de Alexandre Herculano, no livro "O Monge de Cister": "Se eu fosse rico, iria comprar a capelinha, iria comprar o pardieiro one houvesse ombreira gótica: os homens do progresso vender-me-iam isso tudo, porque havia de enganá-los; porque havia de prometer-lhes qu converteria aquela em lupanar, este em casa de câmbio. Depois, eu, que já não tenho pai para afagar nos tedios dores da decrepitez, tomaria a meu cargo essas pobres ruinas, ampara-las-ia como um filho, livra-las-ia dos olhos dos que hoje tudo podem e tudo ousam, e como os cristãos primitivos só a seus irmãos revelavam a existência do altar das catacumbas, assim, neste quinto império de mentecaptos dissertadores e mechediços, só aos poetas, aos que ainda crêem na arte e em Deus revelaria a existência do meu tesouro escondido."
www.horizontesol.com

Afixado por: Manuel Franco em julho 30, 2009 06:29 PM

comecei a estudar no Liceu rainha D.amelia em 1968, depois mudei-me para moçambique, meu pai era do exercito, voltei em 1974, e estudei mais 2 meses no liceu depois pedi transferncia de novo pois estavamos de ferias , que saudade,do meu Liceu,das minhas colegas, do meu passado, neste momento estou chorando, pois viajando na internet procurei o Liceu Salazar em Moçambique e o meu Palacio, op Liceu Rainha d.amelia, ou melhor o nosso palacio , afinal ele foi e sempre sera de todas nós, quando sonhavamos com nossos principes encantados, fiquei feliz de ver a foto, mas tristes, pois nosso castelo, esta esquecido e deteorado, hoje estou no Brasil, com saudade de casa, e da Maria Fernanda Carvalhana, se alguem puder me ajudar a acha-la, ficarei super feliz, estou com saudade do meu passado, um beijo no coração de todas as meninas princesas que estudarao no Rainha D.amelia.

Afixado por: mafalda chaves em setembro 26, 2009 12:59 AM

frequentei o liceu Rainha D. Amélia entre 1977 e 1981. Às vezes passo lá à porta e fico tristíssima com o que vejo. O abandono a que foi votado, sabe-se lá porquê, revela a forma incompreensível como os governos e autarquias gerem o nosso património arquitectónico. O meu descontentamento aumenta quando me recordo dos bons momentos que lá passei, em plena adolescência. Resta-me desejar que qualquer que seja o seu destino,lhe conservem ao menos a fachada.
Se alguém tiver frequentado o liceu neste periodo e se lembrar de mim, faça o favor de me contactar

Afixado por: Helena Sardinha em outubro 9, 2009 10:00 PM

Olá a todas e especialmente à Margarida Barata!
Eu também andei no D. Amélia de 1964-1969 tal como a Margarida e a Belarmina (que, felizmente, ainda vou encontrando de vez em quando). Sou do tempo da Prof Marieta dos Remédios como Reitora (excelente, diga-se!). Não me posso esquecer daquela cena em que uma aluna (não sei quem) foi fazer explorações no sotão do Palácio e veio parar ao átrio da sala de professores, vinda do 'céu'. Coitada da reitora a tentar que ela não se magoasse ao cair no chão. E também fui eu que provoquei um entorse à reitora durante um jogo de volley. Grande Madalena Canha!
E a Menina Maria da portaria? Vocês lembram-se daquelas entradas no liceu em que a menina Maria mandava levantar a bata para ver se havia uma saia por cima das calças???! É verdade, só se podia usar calças se fosse por baixo das saias... Somos mesmo do século passado! Mas era engraçado lembrarmos isto tudo em conjunto, não era?
Então, aí vai o aviso para o curso de 1969: eu sou a Luísa Ribeiro Rosa, organizei os 30 anos de saída do liceu e alguém ficou de organizar os 40. Quem foi? Onde está? Vamos tentar qualquer encontro. O meu email é luisarrosa@gmail.com.
Beijinhos

Afixado por: Luísa ribeiro Rosa em outubro 18, 2009 01:48 AM

Frequentei o Liceu de 74 a 79. Tenho óptimas recordações e mantenho, desde essa data, grandes amigas. Pena que não exista, à semelhança de outros, uma organização de antigos alunos. Moro perto do palácio, tenho por isso assistido à sua degradação. Se se lembrarem de mim mandem email. Bj
anampb@netcabo.pt

Afixado por: Ana Ganilho em janeiro 6, 2010 10:18 PM

Olá,

Dei por acaso com este blog e já agora deixo a informação de que, no Facebook (eu sei, eu sei....) há um grupo dedicado a juntar os ex-alunos do Rainha - no Facebook procurem por "liceu Rainha D. Amélia" e vão lá parar.

Beijinhos,

Rita Martins
(mais outra ex-aluna)

Afixado por: Rita Martins em janeiro 13, 2010 11:49 PM

frequentei este palacio entre 72 e74 vivi o ano das rgas,tive aulasa com margarida canha torneios de volei aulas com a renee pequito,de zoologia com a zulmira duarte de frances com lucinda lumelino e outras que sao ainda o meu eu beijinhosa~a todas

Afixado por: isabel luisajeronimo em janeiro 17, 2010 05:53 PM

Olá a todas.
Também fui aluna da Madalena Canha...prof. bem esguia, exigente e q/ me obrigava a fazer ginástica pois detestava...lembro-me mtas. vezes dela devia de a ter tido em anos anteriores.
Frequentei o liceu entre 1967 e 1972.
Fui colega da Filomena Athouguia, da Rosa Lobato, da Dulce Filipe, da Eugénia Oliveira, Margarida Pereira de Moura,Leonor (do Restelo?), ...
Alínea g)- Economia...ano em q/ foi introduzida a Mat. Moderna no liceu...
Gostaria de encontrar as "todas as outras" p/ nos juntarmos e relembrarmos velhos tempos...
Bjs e as maiores felicidades

Afixado por: Maria Eugénia Paços em fevereiro 7, 2010 03:53 PM

Também eu lá andei, a "exigir" das minhas alunas coisas danadas, como alguém já aí comentou. É! Fui lá profª de E.F. de 68 a 76 e posso dizer que, das 7 escolas onde leccionei, foi no D.Amélia onde me senti mais feliz e realizada como professora. Turmas de 40 alunas, ginásio mínimo, aulas nos recreios, nas antigas cavalariças, soalhos a chiarem, buracos e gretas aqui e ali.....tudo isso...MARAVILHA!!! O Palácio deixou marcas por ser uma espécie de extensão aristodecadente das nossas casas, com os seus mistérios,as suas histórias, em vez das escolas formais e feias daquele tempo. Mas o Liceu D.AMÉLIA deixou-me as melhores recordações
pela QUALIDADE HUMANA que ali se vivia, onde a educação, o respeito, a sensibilidade constituíam
as pedras basilares, as fundações mais sólidas do ensino/aprendizagem que diariamente praticavamos.
E esse exemplo começava e acabava na nossa querida Reitora, SRA. D. MARIETA, passando por todo o corpo docente, auxiliares de educação e repercutindo-se, obviamente, nas alunas do Restelo, Ajuda, Alcântara, em esplêndida convivência social inter e intra pares.Grande mérito também para a Prof. CONCEIÇÃO RUA, que tão bem soube valorizar e prosseguir esse espírito na sua duradoura liderança no Conselho Directivo. Conservo também muitas e grandes amigas ex alunas, das quais aqui saúde com muita alegria, a Rosa, a Eugénia, a Luísa e a Isménia,de quem li os respectivos comentários. Subscrevo todas as blogers que falam da tristeza que é vermos o nosso património sempre tão mal tratado pelos políticos, assim como o excerto do livro de A. Herculano que Sr. M.Franco comovidamente transcreveu e tão bem assenta nos tempos que correm... Também eu comovida com estas lindas lembranças, deixo aqui o meu longo abraço para todas as ex colegas e alunas com que me cruzei e enriqueci nos maravilhosos anos no D. Amélia!

Afixado por: madalena canha em fevereiro 19, 2010 05:07 AM

Andava a pesquisar sobre palácios de Lisboa quando vim aqui parar, e revivi episódios da minha adolescencia com a Luísa Ribeiro Rosa, já que assisti à queda da clarabóia do átrio do 1º andar da nossa colega. Tive aulas também com a Dra Madalena Canha, mas a mim quem me levantava a bata à entrada era a menina Vera. Obrigada por estes momentos, apenas tive 3 anos no Rainha D Amélia mas são de boas recordações, e pelo menos mantenho contacto com uma das nossas colegas de quem fiquei amiga, à data, Graça Araújo.

Afixado por: Isabel Maria Joaquim em fevereiro 20, 2010 11:07 PM

Também estudei no Rainha Dona Amélia até 1975. Tenho muitas saudades e sempre que vou a Portugal passo lá, a mostrar á minha filha e a meu marido, que são brasileiros, algumas das casas que marcaram a minha vida. Fui (péssima) aluna da Madalena Canha mas até hoje finjo que era campeã de volley porque ainda sei sacar.

Afixado por: Inês Patrício em fevereiro 23, 2010 02:14 PM

Também frequentei o Liceu Rainha D.Amélia em 73 e 74.Foi lá que comecei a jogar voleibol ensinada pela Prof.Madalena Canha, de quem fiquei amiga até hoje.Anos mais tarde, as saudades do jogo e das relações que ele permite eram tantas, que formámos a equipa"Antigas Alunas do Liceu Rainha D.Amélia", federámo-nos e voltámos a treinar no nosso Liceu.A Ana Rodrigues, A Maria Manuel, a Célia, A Anabela...Sei que o liceu faz parte do Programa do Parque Escolar, que está a reabilitar as escolas secundárias e que vai ser brevemente intervencionado.

Afixado por: Teresa Varela em fevereiro 27, 2010 06:59 AM

Também andei no Rainha nos anos de 75,76 e 77, tenho poucas recordações porque tenho uma péssima memória, mas recordo com satisfação as aulas de fisica com a professora Conceição Rua (espero não estar a baralhar), lembro-me dos chaimites e da GNR, duma aluna ter partido um braço, de adorar as aulas de EF, das RGAs, das aulas de matemática em que a professora queria sempre a janela aberta, e de inverno era um gelo. O meu nome Teresa Margarida João Calado PS. e da máquina dos rebuçados

Afixado por: Teresa Calado em março 2, 2010 02:39 PM

olá amigas,fui aluna do D. Amélia de1964/1971, que saudades que tive aoa ler os vossos, comentários, também fui aluna da professora Madalena Canha, não se lembra de mim? Era tão só a sua melhor aluna, aquela com quem fazia sempre os exemplos das jogadas para as outras colegas verem. Também como vós fico triste e revoltada da maneira vergonhosa com que tratam a minha segunda casa, onde fui muito feliz e onde fazia juntamente com as colegas da altura, Teresa Mello;Isabel Abecassis enormes jogatanas do jogo do "mata". Lembram-se? Beijocas até um dia, gostava de ver algumade vocês...

Afixado por: maria manuela vermelhudo em março 19, 2010 07:09 PM

http://www.facebook.com/group.php?gid=409072010334

Afixado por: IP83.132.88.12 em abril 3, 2010 11:01 PM

Que lembranças tão giras! As jogatanas de "matas" todos os intervalos com as batas a segurarem as bolas! Aquilo não era jogo, era vício ! A sala do fogão de sala, linda ! E o refeitório, em que eramos servidas à mesa, em toalhas e guardanapos imaculados ? E as tostas mistas com limonada ? Também assisti à queda da aluna pela clarabóia, essa niinguém esquece. Dos nomes das professoras só retive o da Dra. Julieta Neves, acho que quem foi aluna dela não esqueceu, por razões óbvias. Os outros nomes foram-se iluminando conforme fui "recordando". Só lá estive dois anos 67/68, mas não esqueço o palácio e é muito triste passar pela Junqueira e não ouvir mais vozes das meninas de bata azul clara. Maria Filomena Barbosa

Afixado por: Maria Filomena Barbosa em julho 13, 2010 02:28 PM

Olá a todas. Para não variar, também andei no D. Amélia entre 1970 e 1973. Tenho muitas recordações do liceu e das explorações à parte "nova" (zona da capela). Episódios engraçados passados nas aulas de canto Coral onde a prof. nos fazia cantar o Hino Nacional e nós alteravamos a letra. No ano de 72-73 fui parar à Secção da Rua da Creche. Bons tempos.
Agora, quando passo lá ao pé até me doi o coração ao ver tanto abandono. Se me saisse o euromilhões comprava-o para lhe dar vida novamente, com uma instituição de solidariedade social.
beijos a todas.

Afixado por: Helena Martins em setembro 3, 2010 06:24 PM

Todas estas memórias que acabei de ler são também minhas.Andei no Rainha D. Amélia de 62 a 68 lembro-me bem da Belarmina Portugal, da Guida Barata de quem fui colega de turma,da Zé Chaleira com quem ainda hoje me dou,da Guida Simões da manas Ventura e das manas Frois Cardoso Pinto e tantas outras.E também eu lamento o triste estado em que está o nosso líndissimo Liceu.

Afixado por: M Teresa Moita em outubro 7, 2010 03:05 AM

estou estupefacta com o que acabo de ler pela simples razão de que vim parar aqui por acaso: fui aluna de bata azul tenho 50 anos andei no liceu entre 72 e 77; estou arrepiada e não é do frio que faz hoje! A sala com a plataforma do fogão de sala onde tinha aulas de ingles e portugues - o fire place; a D.Maria da entrada, a senhora rabugenta da biblioteca... ai ai hei-de voltar aqui ah chamo-me Margarida Quirino

Afixado por: margarida em novembro 30, 2010 03:10 PM

Olá
Também fui aluna desta instituição que recordo com tantas saudades. Estive por lá nos anos 60 e Quero aqui prestar homenagem a todas as professoras e muit especialmente às iesqueciveis - Drª Marieta dos Remédios, Dra Julieta Neves e Drª Dorita Catel Branco.
Quanto ao edifício sito aqui um comentário do grande escritor de Lisboa - Júlio de Castilho - "Queremos ser um país da Europa e estamos cada vez mais próximo de África" (1924).

Bjs a todas

Vigília

Afixado por: Vigília em janeiro 14, 2011 06:15 PM

Junto-me a todas vós! Depois de caminho escabroso até chegar até aqui.
Andei pelo nosso D.Leonor digamos marcando o passo, famosa pelo meu rebelde temperamento " je ne regrette rien"!
Foi por volta dos anos 60.Se alguém se lembrar da
Joao Bacelar (menina mulatinha)que ponha o dedo no ar!
Eu recordo-me também da menina Maria, da Dr.Fernanda
Bárcia (matemática o meu horror),mas ela era a minha preferida! Depois o meu grupo: a Nídia a Vitória e a Lurdes Castelao e a minha preferida: era a Maria da Graca Sá Coutinho Sacadura Cabral,
Ajudam-me a encontra-la? Seria uma grande alegria.
Fiquem como eu, só com as boas recordacoes, é assim que se fica mesmo bem!

Afixado por: maria joao bacelar o. e c em janeiro 22, 2011 09:44 AM

Junto-me a todas vós! Depois de caminho escabroso até chegar até aqui.
Andei pelo nosso D.Leonor digamos marcando o passo, famosa pelo meu rebelde temperamento " je ne regrette rien"!
Foi por volta dos anos 60.Se alguém se lembrar da
Joao Bacelar (menina mulatinha)que ponha o dedo no ar!
Eu recordo-me também da menina Maria, da Dr.Fernanda
Bárcia (matemática o meu horror),mas ela era a minha preferida! Depois o meu grupo: a Nídia a Vitória e a Lurdes Castelao e a minha preferida: era a Maria da Graca Sá Coutinho Sacadura Cabral,
Ajudam-me a encontra-la? Seria uma grande alegria.
Fiquem como eu, só com as boas recordacoes, é assim que se fica mesmo bem!

Afixado por: maria joao bacelar o. e c em janeiro 22, 2011 10:25 AM

Olá a todas
Queria chamar a atenção para as meninas dos anos 60 questou a fazer uma pasta com fotografias de algumas alunas desses anos. Vou publicitá-las no Facebook depois dig qualquer coisa.

Afixado por: Vigília em janeiro 25, 2011 07:25 PM

Ai que saudades eu tenho
Daquele meu velho liceu
Das explorações que fazia
Das escadas estreitinhas que descia
Da Menina Maria de quem fugia,
Da saudosa Dorita Castel Branco e das suas esculturas,
Da professora de Francês Dra. Regina se bem me lembro, da Dra. Julieta e da Dra. Isabel Vigário,
De todas eu tinha medo, mas adorava aquele liceu.
Estudei lá pelos anos 60, lembro-me dos jogos do "mata" com um ringue de borracha (para matar com força)lembro-me da Edite Louro que uma vez pintou uma palmeira num azulejo que eu nunca mais esqueci, da Mavilde Cara-Linda (eu era a sua caloira), das gémeas de Algés, com sardas e de trancinhas loiras, da ...Boavida Gonçalves Rodrigues da Trafaria, da Glória Possante de Oliveira, da Luísa Amorim Canto Moniz, eu sei lá... começo a puxar pela memória e a saudade invade-me o peito!
Um beijo para todas que fizeram parte da minha juventude dos 12 anos e por aí fora.
E sempre que passo à Junqueira, olho para o velhinho liceu. Se um dia me sair o euromilhões, quem vai tratar dele sou eu!

Ana Bela Perdigão Costa

Afixado por: Ana Bela Perdigão Costa em março 13, 2011 10:27 PM

olá Anabela lembras-te da Boavida Goncalves Rodrigues da Trafaria,pois fica sabendo que é Madrinha da mibha filha mais velha,Nóa duas nunca perdemos contacto e continuamos Melhores Amigas.Dá notícias. Não era giro juntarmo-nos?
M. Teresa Moita

Afixado por: M Teresa Moita em março 18, 2011 09:40 PM

Olá!
Também eu fui aluna do Rainha D.Amélia (67/69.Entre várias recordações, lembro-me, também, da nossa colega "exploradora" ficar pendurada na claraboia do primeiro andar. Como muitas outras fui aluna da Prof. Madalena Canha.Fiz parte da equipa de volei (era a mais baixinha, nunca conseguia rematar, quando estava perto da rede, nem fazer bloco)...aqueles treinos no "pavilhão da Ajuda"... Os campeonatos interliceus...Saudades!
Um dia, quando iamos de boleia, ali para os lados da Av. da Índia, a Prof. Madalena lembrou-se de atravessar,na diagonal, os carris do eléctrico, isto porque estava habituada a andar na sua "motoreta", e tinha carro há pouco tempo. Quase tivemos um acidente, mas do susto não nos livrámos.Era uma excelente professora.
O último dia que frequentei o liceu foi no dia e no intervalo em que tirámos a foto de turma. A seguir íamos ter "ponto" de matemática (agora diz--se "teste") senti-me doente, fui à enfermeira e estava com quase 39º. Fui para casa. (febre tifóide, durante 3 meses)Chumbei o ano por faltas... Foi o meu último dia, no meu querido liceu...
Para alguém que se lembre de mim envio beijocas.
Maria Rute A. Santos

Afixado por: M. Rute Abreu dos Santos em março 19, 2011 06:37 PM

Boas,

O título do post está incorrecto. O nome deste palácio é Palácio Ribeira Grande, dos Marqueses e Condes da Ribeira Grande.

http://www.historiadeportugal.info/palacio-ribeira-grande/

Afixado por: Palácio Ribeira Grande em julho 24, 2011 10:36 AM

Boas,

O título do post está incorrecto. O nome deste palácio é Palácio Ribeira Grande, dos Marqueses e Condes da Ribeira Grande.

Afixado por: Palácio Ribeira Grande em julho 24, 2011 10:37 AM

Muito obrigado pela correção ao nome do palácio. As minhas desculpas

Afixado por: VM em julho 24, 2011 10:46 AM

Quando soube deste blog, vim a correr para ver se encontrava aqui algúem conhecido.estive no d. amélia entre 67 e 74.Lembro-me dos primeiros anos de jogarmos ao "mata" no recreio, de fugirmos para trás do ginásio para dar uma fumaça, de nos armarmos em "Os Cinco" à espera de descobrirmos os tesouros escondidos nas catacumbas, do alarme que foi aquando do 25 de abril e os rapazes do D. João de Castro entraram no liceu. A D: Maria e a D. Vera, contínuas, a tentar afastar-nos, as professoras barricadas na sala de professores, Grandes tempos. Da minha turma eram a Helena Sobrinho, a Bé Tavares, a Teresa Portugal, a Margarida, a Ana Couto. Haverá por aí alguém que as conheça!Um bj para todas.

Afixado por: paula duarte em março 29, 2012 08:28 PM

Há muito tempo que procuro encontrar alguma(s) colega(s)do maravilhoso D. Amélia, por onde andei de 1968 a 1975. Lembro-me da Ana Paula Duarte e da Fernanda Isabel Luz, que comigo constituíam "os três mosqueteiros", para desespero da "menina Vera" e da D. Maria.
E também da Ana Teresa Ribeiro, Manuel Repas, Manuel Gândara, Graça Inácio, Rosa Monteiro, Manuela Coelho, Alice Fátima e tantas outras ...
Fui aluna da Madalena Canha (treinos no pavilhão da Ajuda) e da "galinha careca" (francês), da Fernanda Cabral (físico-químicas), da saudosa Clélia (geografia) e guardarei para sempre um grande respeito pela nossa Senhora Reitora Mariette dos Remédios.

Peço a alguém deste tempo que me contacte - ramiro.gomes@netcabo.pt

Um abraço a todas.
M. Isabel Robalo

Afixado por: Isabel Robalo em maio 16, 2012 07:30 PM

Conheci este vestuto palácio quando preparava um trabalho já publicado e de que fui co-autor titulado "O Século XX no Liceu D. João de Castro" - vizinho pois, do palácio da Ribeira Grande. Por ele passei anos a fio, a caminho do trabalho e, depois, a caminho de casa, sem nunca me cansar de o admirar. Uma sobrinha minha, a Sandra,parece que ali terminou o 12º ano, há imenso tempo, no início dos grandes problemas.

Afixado por: Da Silveira em junho 2, 2012 11:43 PM
Comente esta entrada









Lembrar-me da sua informação pessoal?