abril 28, 2006

MORREU GLICÍNIA QUARTIN

GLICINIA QUARTIN.jpg
Fica a memória de uma grande amiga, uma grande actriz e, acima de tudo, UMA ENORME PESSOA.
EStá na Capela do Cemitério dos Prazeres e o funeral realizar-se-á amanhã pelas 11 horasl

Publicado por vm em 02:02 PM | Comentários (0)

abril 24, 2006

UM VIOLINO NA REPÚBLICA CHECA

matilde loureiro.jpg

Publicado por vm em 01:16 PM | Comentários (0)

abril 23, 2006

PELO QUARTETO DO CONSERVATÓRIO NACIONAL

CCB – FESTA DA MÚSICA 2006

Hoje, dia 23, às 14,45

Sala FREDERICO II

Johann Sebastian BACH

DIE KUNST DER FUGE (1742-9)

A ARTE DA FUGA

Publicado por vm em 01:32 AM | Comentários (0)

abril 20, 2006

MISSA BREVIS EM MEMÓRIA DE ARISTIDES DE SOUSA MENDES

MISSA BREVIS  2006.jpg

Publicado por vm em 07:53 AM | Comentários (0)

abril 16, 2006

MARIE LEWIS DESEJA BOM NATAL DE 1919 A GUILHERMINA SUGGIA

MARIE_LEWIS.jpg
(Cedido por Isabel Millet)

Publicado por vm em 11:19 PM | Comentários (0)

abril 12, 2006

UM NOVO ÊXITO DE GUILHERMINA SUGGIA- DN 26/10/1949

NOVO_EXITO.jpg
(Cedido por Isabel Millet)

Publicado por vm em 10:17 AM | Comentários (0)

abril 11, 2006

PLACA DE HOMENAGEM A SUGGIA, REPOSTA no RIVOLI

lapide1.jpg
Esta é a placa descerrada em 1937 no Teatro Rivoli, em homenagem a GUILHERMINA SUGGIA. Foi retirada aquando das obras do Rivoli e não havia sido reposta.
Recebemos agora informaçao da Drª Isabel Alves Costa, directora artística daquela Teatro, que transcrevemos:

"Tenho a honra de informar que a placa de homenagem a Guilhermina Suggia está já afixada no Teatro Rivoli.

Por motivo das obras de renovação do Teatro não a repusemos no lugar onde foi descerrada, mas o arquitecto escolheu um local onde essa e as outras placas agora se encontram.

Com os melhores cumprimentos

Isabel Alves Costa
Directora Artistica
Rivoli - Teatro Municipal


Publicado por vm em 09:10 AM | Comentários (1)

abril 09, 2006

GUILHERMINA SUGGIA (27/6/1885-30/7/1950)

GRANDE_ARTISTA.jpg
Guilhermina Suggia viveu para a Arte, e, servindo-a com fervor e perfeita dignidade, cobriu de glória a sua e nossa Pátria.
Um dia, o Senhor, querendo experimentá-la, deu-lhe uma grave e dolorosa doença. E ela, certa de que morria, entregou-se voluntária e serenamente nas mãos de Deus, confiando na Sua Justiça e Infinita Misericórdia.
A sua vida foi um Sonho de Beleza. A sua morte um alto exemplo de resignação cristã.
Rezemos uma oração pelo eterno descanso da sua alma de grande Artista.
(Cedido por Isabel Millet)

Nota de VM: Não posso deixar de fazer um reparo porque me dói muito. Não posso pensar que qualquer religião aceite que o "Senhor" o "Deus" experimente quem quer que seja com doenças graves e dolorosas. Creio que hoje estas ideias mudam. Felizmente. A dor nunca dignifica. Nem a doença. Que me desculpem eu fazer este reparo mas não consegui passar sem o fazer.

Publicado por vm em 04:14 PM | Comentários (3)

abril 06, 2006

RECITAL NO TEATRO RIVOLI - DOMINGO às 18H

JAPSousa.jpg
No próximo Domingo, às 18 horas, JOSÉ AUGUSTO PEREIRA DE SOUSA dará um recital onde tocará com o violoncelo Montagnana que pertenceu a SUGGIA, acompanhado ao piano por EMÍDIO TEIXEIRA.

O programa do recital será aqui anunciado, logo que possível.

Publicado por vm em 07:07 PM | Comentários (2)

abril 04, 2006

OS CÃES DE SUGGIA

CARTEIRA.jpg
Estas fotografias dos cães de Suggia estão exactamente como foram deixadas por Suggia há 55 anos, na mesma divisão da carteira que lhes serve de moldura.
(Cedido por Isabel Millet)

Publicado por vm em 05:35 PM | Comentários (4)

abril 03, 2006

SUGGIA - 1923 - PRO-ARTE

PRO_ARTE.jpg
Guilhermina Suggia nasceu no Porto. Aos cinco anos recebeu as primeiras lições de seu pai, Augusto Suggia, excelente mestre de violoncelo. Em Leipzig, aos quinze anos, estudou com Julius Klengel, como pensionista do Estado. Dois anos mais tarde estreou-se nos concertos do Gewandhaus, com Artur Nikisch, em Leipzig, obtendo desde logo um dos êxitos mais completos de que há memória na história dos grandes virtuoses. Começou então a sua gloriosa peregrinação por toda a Europa, encantando e arrebatando os públicos da Alemanha, Holanda, Russia, Polonia, Austria, Belgica, Suissa, Escandinavia, França, Espanha e Inglaterra. Tendo fixado residencia neste ultimo país, é ahi considerada como a primeira violoncelista do mundo.

O mais reputado e temido dos críticos ingleses, o sr. Ernest Newman, escreveu a respeito de Suggia numa crítica recente - "A vida em Londres tem as suas compensações musicais. Por exemplo: ouvir Madame Suggia duas vezes em três dias. É um dos raros e realmente grandes interpretes de instrumentos de corda".
O ilustre David Popper, também violoncelista, escreveu em 1905 no album da artista: "To the greatest of living cellists Guilhermina Suggia from her aged confrère. D. P."
Vindo a Lisboa para se fazer ouvir no violoncelo que a Europa inteira consagrou como uma das mais admiraveis fontes de expressão estética, Suggia inscreve em os nossos anais artísticos uma pagina suprema. Para a receber, a Philarmonia deseja ser como que a moldura musical em que se enquadre o genio da virtuose portuguesa.
(Cedido por Isabel Millet)

Publicado por vm em 10:54 AM | Comentários (2)

abril 01, 2006

SALA GUILHERMINA SUGGIA- CASA DA MÚSICA

sALA GUILHERMINA SUGGIAa.jpg

Publicado por vm em 12:25 AM | Comentários (1)