junho 13, 2005

EUGÉNIO

Rotina

Passamos pelas coisas sem as ver,
gastos, como animais envelhecidos:
se alguém chama por nós não respondemos,
se alguém nos pede amor não estremecemos,
como frutos de sombra sem sabor,
vamos caindo ao chão, apodrecidos.

EUGÉNIO DE ANDRADE

Publicado por vm em junho 13, 2005 11:28 AM
Comentários

Eugénio de Andrade, um dos meus poetas preferidos. Ainda bem que lhe fez esta homenagem, no dia em que morreu.

Afixado por: isabel millet em junho 13, 2005 02:34 PM

Excelente,
Voltarei sempre!
[]s!

Afixado por: marco pozzana em junho 13, 2005 07:32 PM