dezembro 16, 2004

AGRADECIMENTO MANDADO PUBLICAR NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS DE 24 de JULHO de 1950

Na London Clinic, quando preparavam Guilhermina para a sua viagem de avião nessa tarde de 17 de Julho, confessa ela que: «Sei que tenho um mal sem cura. O Dr. Maingot contou-me ontem toda a verdade. A medicina nada mais pode fazer. Tentou-se tudo. Receitou-me umas injecções. Levo-as comigo. Se não fizerem efeito, mais nenhuma terapêutica se conhece para este mal.»
Em 24 de Julho de 1950, Guilhermina Suggia manda publicar um agradecimento no Diário de Notícias.

«Encontrando-se ainda impossibilitada de o fazer de qualquer outra maneira, Guilhermina Suggia apressa-se a manifestar publicamente o testemunho da sua imperecível gratidão a todas as pessoas que se interessaram e continuam a interessar-se em saber do seu estado na doença que vem sofrendo. Essa carinhosa e honrosa solicitude tem servido para minorar os seus padecimentos, envolvendo-a num ambiente espiritual de reconfortante estímulo. Mais particularmente ainda se confessa penhorada pelas atenções que nesta mesma emergência lhe têm dispensado Suas Excelências os Senhores Presidente da República e do Conselho, Sir Nigel Ronald, ilustre Embaixador da Inglaterra em Portugal, o seu dedicadíssimo médico assistente, Senhor Professor Doutor Álvaro Rodrigues, assim como o Senhor Doutor Leopoldo de Figueiredo, distinto clínico em Lisboa.
A todos, comovidamente, muito obrigada!»

Do livro “GUILHERMINA SUGGIA- A Sonata de Sempre” de Fátima Pombo

Publicado por vm em dezembro 16, 2004 12:00 AM
Comentários