« dezembro 2011 | Entrada | fevereiro 2012 »

janeiro 31, 2012

Yes we can... if we try a little harder

Publicado por [Saboteur] às 06:14 PM | Comentários (2)

janeiro 30, 2012

Cruzadas mediáticas

As revoluçoes nos paises arabes deram origem a uma parafernália de artigos nos paises europeus. O espaço mediático europeu encontrou-se assim, de um dia para o outro, colonizado por uma nova elite jornalistica especializada na geoestratégia politica arabo-islamica, mas também especializada nos fundamentos do Corao, na filosofia e estilo de vida cultural muçulmana, e o que mais quiserem por ai adiante. Escusado seria dizer que quando se ambiciona tudo saber, cometem-se erros, muitos erros, muito primários. Ironico lembrar que desde o inicio do século XX a antropologia cultural já criticava aquilo que mais tarde se chamou uma postura etnocêntrica.
Deixo-vos aqui um artigo (em francês) « La nouvelle croisade de Caroline Fourest en Tunisie », escrito por duas Tunisinas, que tem por alvo uma jornalista que abusou do espaço mediático que lhe foi dado, ofendendo atrás do véu de laicidade aqueles sobre quem ela escreve. O argumentário do artigo é interessante uma vez que desmonta a retorica ocidental inicialmente desenvolvida sobre as revoluçoes e substituida actualmente por uma retorica sobre a democracia no Sul do Mediterrâneo. Longe de se reduzir à tal jornalista, este artigo questiona e faz questionar retoricas que tentam dar liçoes, cuja « legitimidade » se consolida no « ideal » de Democracia do Norte.

Publicado por [Shift] às 08:00 PM | Comentários (1)

Hoje

acrisedoeuro.png

Publicado por [Saboteur] às 11:52 AM | Comentários (3)

janeiro 26, 2012

De quem tem medo a direita alemã?

Secreta alemã espia Die Linke e falha vigilância aos neonazis


("Contra o Estado de Vigilância. Liberdade e Socialismo")

Publicado por [Saboteur] às 02:07 PM | Comentários (4)

janeiro 25, 2012

O País do Pai Banana

No seguimento da crónica de Pedro Rosa Mendes, escutem só esta letra... ui, ui!

Lançamento do novo cd do MCK com preciosa presença do próprio. Dia 1 de Fevereiro, Quarta Feira as 18h na Fnac do Colombo. Conversa, assinatura e apresentação de quatro temas do "Proibido Ouvir Isto".

Publicado por [Saboteur] às 01:33 PM | Comentários (0)

janeiro 24, 2012

Está a acontecer muita coisa má ao mesmo tempo

De repente deparo-me com esta notícia e depois ainda com esta

Aqui ficam ambas as últimas crónicas:

Pedro Rosa Mendes sobre Angola e o programa "Reencontro"

Good bye and good luck

Publicado por [Saboteur] às 07:03 PM | Comentários (2)

"Se querem algum filme publicado pela sony entre 2000 e 2011, é aproveitar! O mesmo em relação à música"

"E partilhem o link", avisou-nos voz amiga...

http://pastehtml.com/view/bllpf04jv.html

A retaliação Anonymous contra o fecho do megaupload continua.

Publicado por [Saboteur] às 05:23 PM | Comentários (4)

janeiro 23, 2012

O que toda a gente deveria saber acerca do controlo da informação (o texto é de um amigo meu)


É preocupante o que a Universal consegue mandar o FBI e as autoridades neozelandesas fazer (fechar o megaupload???) mesmo antes de a SOPA e a PIPA serem votadas, e mesmo estando a SOPA e a PIPA nas bocas do mundo nas internets. Na verdade há um movimento contra-SOPA bastante forte. Mas não há um movimento contra-ACTA assim tão forte ainda.
A ACTA é a versão europeia da SOPA. O problema é que ninguém fala disso, muito em parte porque a ACTA tem estado a ser feita sob um profundo secretismo . Basicamente, se isto vai para a frente, qualquer corporação pode fazer de um ISP (internet service provider) como a ZON a sua polícia privada, fechando a qualquer momento qualquer site que lhes apeteça sob a bandeira do combate à pirataria.
Claro que as definições de pirataria e contrabando e cópia ilegal são ultra-dúbias neste pedaço de futura legislação, como lhes interessa. É uma lei feita para e pelas companhias discográficas e de cinema, principalmente, e não por engenheiros informáticos e outros estudiosos das tecnologias da informação.
Isso inclui encerrar o youtube, a wikipedia, milhões de blogs, centenas de sites de webhosting, e implica uma perseguição cerrada a qualquer reprodução do que quer que seja que possa ser reclamado por qualquer grandalhão do mundo da música, do cinema, e até da literatura ou de outros universos criativos partilháveis online. É o fim da era do conhecimento mesmo antes de começar a sério, é o fim da internet como se tem vindo a
desenhar nos últimos 20 (especialmente nos últimos 10) anos, é o fim da partilha de informação de forma fácil e livre e rápida e fixe.

Publicado por [Rick Dangerous] às 04:36 PM | Comentários (4)

Não é estranho que desta vez não tenham havido detenções pela polícia?

skin.jpg

Publicado por [Saboteur] às 12:53 AM | Comentários (6)

janeiro 21, 2012

Hoje o serviço de ordem até nem funcionou mal


A marcha, organizada pela Plataforma 15 de Outubro, tinha começado há pouco tempo, quando um grupo de 10 pessoas do movimento nacionalista "Oposição Nacional" quis integrar a manifestação.
Mal desfraldaram as suas bandeiras, foram logo mal recebidos pelos restantes manifestantes, que os apelidaram de "Fascistas" e "Pides". Os confrontos verbais cedo deram lugar a violência física, com pedradas, troca de socos e pontapés, que geraram a confusão na manifestação. Um very-light foi também aceso e atirado.
Os incidentes ocorreram no início da Rua Brancaamp, que liga a praça Marquês de Pombal, onde se iniciou a manifestação, ao Largo do Rato. A polícia de intervenção foi chamada a agir, mas ainda houve tempo para que duas bandeiras fossem incendiadas.
A polícia obrigou os nacionalistas a ficarem a meio da Rua de S. Bento e não os deixou chegar perto da Assembleia da República, para onde está marcada o final da concentração. "Nós também somos portugueses e estamos tão indignados como os outros", declarou ao JN um dos jovens pertencentes ao grupo nacionalista. Francisco Garcia dos Santos acrescentou ainda que um dos seus colegas teve que ser assistido no hospital, devido a ferimentos na cabeça provocados por uma pedrada.

Jornal de Notícias

Publicado por [Rick Dangerous] às 06:00 PM | Comentários (19)

janeiro 20, 2012

Parece uma piada...

«Era uma vez uma família tão pobre, tão pobre, que até o jardineiro, o motorista e a empregada eram pobres».

Esta piada é no fundamental semelhante às declarações de Cavaco Silva esta manhã:

Cavaco queixou-se aos jornalistas que da Caixa Geral de aposentações recebe apenas 1300 euros por mês.

Ele pensa que é inacreditável que alguém possa sobreviver com 1300 euros por mês. E repete «Não sei se ouviu bem: 1300 euros por mês!», com o mesmo tom que eu usaria se estivesse a explicar a um estrangeiro que a minha avó recebe 247 euros depois de descontar 20 e tal anos, enquanto trabalhou na Lever.

Felizmente, acrescentou, ainda recebe a reforma do Banco de Portugal... mas, segundo Cavaco, «quase de certeza que não vai chegar para pagar as minhas despesas».

Publicado por [Saboteur] às 07:00 PM | Comentários (3)

Gitanas: hablan las mujeres roms de Europa

cartaz (1).jpg

Dia 22 de Janeiro (Domingo) à Da Barbuda
largo da Severa 8, metro: martim moniz

16h - Exibição do documentário “Gitana Soy, la revolución tanquila de la mujer gitana” de Meritxell de la Huerga. Apróx. 53 minutos, em castelhano com legendas em francês

17h - Apresentação do livro “Gitanas: hablan las mujeres «roms» de Europa” de Claire Auzias com a presença da autora.

“Este livro – composto por 14 entrevistas realizadas a mulheres ciganas do velho continente e por 60 fotografias – aproxima-nos de uma realidade bem próxima e que por sua vez é ignorada: a das mulheres ciganas, a sua vida quotidiana, as suas preocupações sociais e os seus desejos pessoais. A soma de todas as vozes – em conjunto com a sua heterogeneidade geográfica e social – dá-nos uma panorâmica do momento em que vivem as mulheres ciganas, autênticas vanguardistas das mudanças dadas no mundo «rom».”

20h - Jantar

21h30 - Música cigana ao vivo

Publicado por [Chuckie Egg] às 03:55 PM | Comentários (1)

janeiro 17, 2012

Pinheirinho

Pinheirinho.jpg

Após uma madrugada de muita apreensão, festa e o sentimento de vitória. Todos no acampamento sem-teto do Pinheirinho esperavam para esta manhã, a partir das 6h, que a polícia cumprisse o mandado de reintegração de posse da área.

O perímetro do acampamento era vigiado por motos dos sem-teto e alguns 'pelotões' estavam estrategicamente posicionados para entrar em confronto com a polícia caso a ordem fosse cumprida.

"Estamos aqui até a morte. Não vamos arredar o pé", disse um dos 'soldados' sem-teto, que não quis se identificar.

A tensão, no entanto, rapidamente deu lugar à euforia quando, às 5h15, o advogado dos sem-teto, Antonio Donizete Ferreira, convocou uma reunião às pressas, logo na entrada do Quartel General do assentamento.

Ele informou que a Justiça Federal havia cassado a liminar que garantia o cumprimento do mandado de reintegração de posse.

"Essa liminar, com muito sufoco, deu um fôlego para continuarmos as negociações políticas. O próximo passo é convencer a prefeitura a mudar o zoneamento para desapropriar a área", disse.

Ao saber da notícia, o Pinheirinho entrou em transe. Os moradores comemoram efusivamente a conquista. Eles tomaram a avenida do Imperador com buzinaço, bandeirões e gritam palavras de ordem .

O defensor público Jairo Salvador esteve no acampamento e confirmou a vitória temporária dos sem-teto.

O pintor industrial, Vanaildo Silva, 34 anos, está no acampamento desde o início da ocupação, em 2004, e disse que o dia de hoje foi de recordações.

"Hoje, quando estava pronto para resistir à desocupação relembrei das borrachadas e cacetetes que tomei quando tive que deixar o campão. Viemos para cá e quando pisei aqui acreditei que este lugar seria minha casa e agora, com essa decisão, tenho certeza de que este é o lar da minha família".

O Comando do Policiamento do Interior da PM recebeu a ordem para que não cumpra a reintegração de posse. Em entrevista coletiva nesta manhã, o coronel Manoel Messias Mello afirmou que a possibilidade de que a reintegração de posse aconteça hoje está descartada. " A ação requer um planejamento especial e não tem condições para que isso ocorra hoje".

http://solidariedadepinheirinho.blogspot.com/

Publicado por [Chuckie Egg] às 01:32 PM | Comentários (6)

Se a esquerda existisse, teríamos que (re)inventá-la.

Ou melhor, e se a adulterada esquerda fosse um pouco menos complexada…

silagauche.jpg

Publicado por [Shift] às 11:22 AM | Comentários (1)

janeiro 16, 2012

Morreu um filho da puta

Não me posso permitir a hipocrisia de lhe chamar outra coisa. Morreu de podre, sem julgamentos e na infame glória de ter passado impune por cinco décadas de vida política em que foi sinistro de Franco, responsável pela polícia e Ministro da Governação e sem que nunca ficassem esclarecidas as responsabilidades que teve em torturas, perseguições e fuzilamentos de presos políticos. Pai ideológico da pior canalha da direita espanhola, foi fundador do PP e orgulhosamente proferiu acintosas frases como esta: "Es evidente que el glorioso alzamiento popular del 18 de julio de 1936 fue uno de los más simpáticos movimientos político-sociales de que el mundo tiene memoria". E assim se safou, à tangente, de ser julgado por crimes do franquismo. Fraga, não te sentiremos a falta.

Publicado por [F Key] às 02:58 AM | Comentários (3)

janeiro 13, 2012

L’avant-gardisme tardivo do Ministério do ensino superior francês

Enfim uma boa noticia, parcial mas ainda assim importante. O Ministère de l'enseignement supérieur et de la recherche lançou uma circular (dirigida aos presidentes de Universidade) sobre a utilização de elementos de estado civil nos documentos emitidos pela Universidade.
Madame ou Mademoiselle ? Eis a questao. Mademoiselle para os meus professores, Madame para os meus alunos. Mademoiselle porque nao sou casada, Madame porque nao sou « virgem », Mademoiselle porque tenho menos de trinta anos, Madame porque quero ser respeitada ? A linguagem administrativa produz e reproduz representaçoes sexistas e maniqueístas. A aboliçao das categorias distintivas do estado civil (nomeadamente das mulheres) nos documentos, formularios, listas publicas, etc, é um verdadeiro primeiro passo para acabar com costumes patriarcais « démodés » mas estupidamente cristalizados no uso quotidiano.

Extractos :
"(...) s'agissant des données d'état-civil, le ministère rappelle que :
- la formule « Madame X épouse Y » est à proscrire ;
- les formulaires administratifs doivent faire apparaître les mentions « nom de famille » et non « nom patronymique » et « nom d'usage » et non « nom d'épouse» ;
- dans le cas où une personne a mentionné un nom d'usage, c'est celui-ci qui doit être employé ;
- l'appellation « Madame » doit être systématiquement utilisée pour désigner les agentes, à l'exception de ces dernières qui auront expressément demandé à être désignées comme « Mademoiselle ». »

Publicado por [Shift] às 09:36 PM | Comentários (5)

janeiro 12, 2012

O Chaâbi da Casbah d’Argel ressuscita em Paris

casbah_net1.jpg

Da Casbah de Argel guardo apenas estas duas fotografias tiradas de longe por nao ter ousado penetrar na intimidade deste centro nevralgico citadino. Nao ousei, mas também nao me deixaram ousar. A Casbah é um dos bairros mais populares de Argel, um eventual Intendente em Lisboa, uma Goûtte d’Or em Paris. Entra quem conhece. A excepçao da Casbah sao os barbudos e o espectro que paira do terror do fundamentalismo islamico dos anos 90.

casbah_net2.jpg

Mas dos cafés limítrofes à Casbah guardo também a imagem de fotografias, penduradas nas paredes, dos cheikh’s do Chaâbi (musica popular nascida na Casbah de Argel nos anos 20 e que mistura varios estilos, entre os quais o andaluz, o berbere e o religioso). Desde a « Batalha de Argel » os cheikh’s do Chaâbi dispersaram-se, seguiram vias diferentes. A independência tem destas coisas, desenraíza para melhor enraizar. Um bom exemplo foi o grupo « El Gusto » formado por judeus e muçulmanos. Mais de 45 anos depois os amigos reunem-se e como se nada tivesse acontecido nas entrelinhas historicas argelinas o Chaâbi por eles novamente tocado continua a rimar com o ritmo popular.


Concerto no Grand Rex (Paris), 10 de Janeiro 2012

Publicado por [Shift] às 11:15 PM | Comentários (1)

Obituário político sírio

Yasser Arafat e Malam Bacaï Sanha morreram na mesma cidade. Este ultimo e Michel Aflak morreram no mesmo hospital. O que tem a França de especial para os homens politicos moribundos virem morrer nela ? Este post nao tinha intençao de ser um obituário. Mas é importante sublinhar que Michel Aflak morreu em 1989 em França e Gilles Jacquier em 2012 na Siria. O que têm em comum estes dois óbitos ? O primeiro foi perseguido pelo partido que o proprio fundou, o segundo morreu quando esse mesmo partido implantou-se para nao mais sair do pedestal. Em suma, triste é o charme feito pelos partidos através de politicas revolucionarias, utilizando a violaçao de todos os direitos elementares para transgredir os principios por eles inicialmente propagados. Este foi o caso do golpe de Estado em 1970 cometido por uma facção do partido Baas Arabe Socialista Sirio e que meteu no poder Hafez el-Assad (pai de Bashar).

Publicado por [Shift] às 12:39 AM | Comentários (4)

janeiro 09, 2012

Once upon a time the revolution

Publicado por [Party Program] às 04:27 PM | Comentários (2)

Afinal tá vivo!

Desatento como ando, só hoje, enquanto almoçava num restaurante com a televisão ligada, é que reparei que Carlos Castro está vivo e conseguiu recuperar do bárbaro ataque com um saca-rolhas de que foi alvo em Nova Iorque.

Como a TV não tinha som, não consegui ouvir o que disse na extensa entrevista que dava na SIC Notícias... Mas vi que tinha uns botões de punho lindíssimos e parecia muito indignado, de dedo em riste. Provavelmente com o facto de haver tantos maçons na Assembleia da República, ou algo assim.

Publicado por [Saboteur] às 02:23 PM | Comentários (12)

janeiro 06, 2012

Caralho dos Barbudos

poilu.jpg

Estão de ressaca, ou quê? Neste blog a malta esquece-se de que já estamos em 2012. Há toda uma agenda para preencher e acompanhar! Esperemos que estas ausências se devam aos inadiáveis compromissos revolucionários do quarto escuro. Quem anda na rua sabe que há maçons em todos os quiosques, opus dei em cada esquadra, dois de cada em cada quartel. O grau de paranóia dá direito a ficha psiquiátrica. A ameaça paira mas movemo-nos ao ritmo de espasmos optimistas, reflexo das nossas expectativas para 2012 .
F-Key & Shift

Publicado por [F Key] às 02:29 AM | Comentários (6)