« Perspectivas de saída | Entrada | pois »

julho 19, 2010

Polícia em todo o lado, crime em lado nenhum

carmo1.jpg

Chegou hoje (14/07/2010) ao fim o julgamento dos 11 detidos (entretanto uma rapariga infelizmente faleceu) na manifestação anti-autoritária contra o fascismo e contra o capitalismo, de 25 de Abril de 2007.

Por ausência de prova, prova em contrário ou dúvida, o tribunal deu como não provados os actos apresentados pelo Ministério Público que eram por esse atribuídos aos arguidos e que se podiam enquadrar nos crimes de ofensa à integridade física agravada qualificada, injúria agravada e coacção e resistência sobre funcionário. Assim, todos os arguidos foram absolvidos de todas as acusações.

Via Indymedia

carmo2222.jpg

Publicado por [Chuckie Egg] às julho 19, 2010 08:23 PM

Comentários

Cagar as paredes e partir montras é uma manifestação anti-autoritária? Que sofisticação...

Publicado por [Paulo] às julho 19, 2010 10:33 PM

Paulo, cagar-te em cima é que era!

Publicado por [areia] às julho 19, 2010 11:48 PM

e quanto ao resultado do "julgamento", não se fez justiça alguma, justiça era os acusadores serem julgados e responsabilizados.

Publicado por [areia] às julho 19, 2010 11:52 PM

este Paulo foi o melhor que se inventou para animar isto.

Publicado por [renegade] às julho 20, 2010 12:18 AM

Areia, há outras formas de expressar as ideias que te vão na cabeça.

Publicado por [Paulo] às julho 20, 2010 09:05 AM

portanto "ganhámos" meio-a-zero (digo meio porque no inquérito interno resultou uma suspensão disciplinar do senhor do boné, segundo sei) no campo legal, e no campo físico uma amiga minha ficou com um braço partido e os polícias destruíram câmaras de filmar etc. ou seja, ganharam eles ...

Paulo, o vandalismo que houve nessa manifestação (acompanhei-a desde o princípio) foram umas pintadas e umas câmaras de filmar destruídas pela polícia (além de uns turistas e transeuntes espancados ) Não houveram montras partidas.

Publicado por [R-Type] às julho 20, 2010 01:05 PM

"houveram"...
"pintadas"...
palavras para quê, é um comentário auto-explicativo...

Publicado por [Paulo] às julho 20, 2010 02:24 PM

Paulo, cagar-te por baixo também era capaz de te fazer bem.
ou então em hebraico: vai para o caralhinho!

Publicado por [areia] às julho 20, 2010 09:17 PM

"Estava com as minhas filhas à porta da FNAC, no Chiado, e vi a polícia de choque carregar em força e indiscriminadamente sobre o grupo de manifestantes", afirmou Mafalda Mendes ao Expresso. Tudo começou por volta das 19 horas quando cerca de 100 manifestantes "com indumentárias pretas e caras tapadas por lenços pretos" passaram "a gritar palavras de ordem contra o fascismo, mas sem qualquer violência", assegura a mesma fonte.

Segundo esta testemunha, a Rua do Carmo ficou cercada pela polícia de choque. Quem não conseguiu fugir ou esconder-se dentro das lojas acabou por ser detido. "A minha filha, de 21 anos, foi apanhada em plena confusão a meio da Rua do Carmo. Por sorte, quando polícia começou a bater em toda a gente – novos, velhos, rapazes ou raparigas – uma senhora puxou-a a ela e a mais três pessoas para dentro de uma livraria. Uma das raparigas não escapou a tempo e levou uma bastonada na cara. O sangue jorrava-lhe da boca"

aeiou.expresso.pt/25-de-abril-marcado-por-detencoes=f109442

Publicado por [Chuckie Egg] às julho 20, 2010 10:50 PM

Areia, tens uma personalidade... como se diz... complicada...já pensaste falar com... como se diz... alguém?

Publicado por [Paulo] às julho 20, 2010 10:55 PM

Polícias: os únicos funcionários públicos inúteis de que o Paulo gosta.

Para ti uma análise económica encomendada à mkinsey:


- uma garrafa de detergente para limpar os graffities: 5 €

______________________

- câmaras e telemóveis partidos destruídos pelos polícias: ~1000 €

- custo de terem obrigado as lojas todas da rua do Carmo a fechar: ~10000 €

- custos hospitalares com braços e pernas partidos pela polícia de choque: ~5000 €

- custo do julgamento do IGAI que resultou na condenação dos polícias: ~10000 €

- custo do julgamento de alguns manifestantes que resultou em zero condenações: ~15 000 €

- custo directo de 50 polícias de choque em intervenção contra uma manifestação: faz tu as contas

A isto, Paulinho, chamo eu desperdício do dinheiro dos contribuintes.

Publicado por [R-Type] às julho 21, 2010 08:30 AM

O Paulo vem todos os dias comentar a um blog à espera que lhe dêm a atenção que os seus pais, os seus amigos, os seus ou suas amantes, os seus filhos não lhe dão. E a areia é que precisa de ver...alguém?

Publicado por [PP] às julho 21, 2010 03:34 PM

PP, a areia diz que me quer "cagar em baixo". Eu acho que isto está perto da loucura total. Referia-me a uma ajuda psicológica ou psiquiátrica. "Cagar em baixo" é uma coisa perfeitamente ridícula. Outra coisa: qual é a relevância da minha vida privada? És da "Caras"? Se conheceres a minha vida privada vais começar a argumentar comigo? Quando as pessoas concordam contigo também lhes dizes que precisam de atenção? Ou é só quando discordam?
R-type, "houveram" umas "pintadas" bué da fixes, man (estou a tentar comunicar). Quanto às contas, tens razão, os responsáveis deviam pagar os prejuízos. Estás um liberal que eu não te digo nada. Man, "houveram", tudo tótil.

Publicado por [Paulo] às julho 21, 2010 10:32 PM

caro Paulo, quero esclarecer que a direcção de onde a merda provenha e/ou o local em que ela te atinja não passará de uma "figura de estilo". não fiques aborrecido com a forma e concentra-te no conteúdo. não passas de um agitador, um badameco fascista que como se disse por ai deve ter falta de atenção nos locais reais da sua própria vida.
o papel que desempenhas é parecido com os bêbados castiços das tascas, grandes filosofias, só merda da boca para fora.. e um hálito que tresanda. (no teu caso hálito fascista. mal por mal prefiro a vinho) eu percebo que exista sempre quem considere que até aos agitadores devamos sempre manter o nivel respeitando opiniões, discutindo e rebatendo atravez do proficuo debate, aprofundando ideias e encontrando as verdadeiras contradições. não é o meu caso. eu acho mesmo é que em casos como o teu a solução passa por virtualmente te imaginar abandonado à tua própria merda e ainda ajudar cagando em ti e na tua agitaçãozinha constante.

Publicado por [areia] às julho 21, 2010 11:59 PM

Caro Paulo

O que faz com que eu e toda a gente que leia regularmente este blog saiba quase tudo sobre a sua privada não é o facto de o paulo discordar do que aqui se escreve, mas o facto de se dedicar incasavelmente a o vir cá dizer, de um modo obsessivo, infrutifero, maniaco e nevralgico. O paulo é um triste, um infeliz, um vencido da vida. e isso toda a gente sabe.

Publicado por [PP] às julho 22, 2010 01:05 PM

Um liberal é um fascista? Essa é boa. Uma pessoa que coloca a liberdade acima de tudo é um fascista. Delicioso. Até me podiam chamar comunista que ia dar ao mesmo. O que é que eu disse que é da ideologia fascista? Sabem dizer ou vão insultar-me novamente?

Publicado por [Paulo] às julho 22, 2010 01:49 PM

paulo vai à merda!

Publicado por [Anónimo] às julho 24, 2010 06:45 PM

os drogados e os paneleiros todos nessa manif, só merda, merda sem colhões.
Devia de ser uma cheiro e piolhama a monte.

Publicado por [Alfredo Pimenta we will follow] às agosto 2, 2010 05:13 PM

A simple and itnellgient point, well made. Thanks!

Publicado por [Leatrice] às janeiro 19, 2012 06:12 PM

Comente




Recordar-me?

(pode usar HTML tags)