« Luta de classes | Entrada | O Party Program faz anos e já anda a fazer das suas bem longe daqui »

julho 25, 2010

"... à portuguesa"

Aproveito o fim-de-semana para dar atenção ao caso que tem andado nas capas dos jornais: O Serial Killer da Lourinhã.

Já conhecem? A história parece uma caricatura sobre portugal: o "Chico de Carqueja" fez dinheiro no negócio do ferro velho, foi construindo uma casa tipo castelo gótico - sem licença municipal - engatava ao volante de um Audi... até o pormenor de os pais serem primos direitos faz lembrar o Rap dos Matarruanos. dos Gato Fedorento («Eu sei que a minha prima/ também é minha irmã/ mas não é por isso que eu sou maluco, Hã?»)

A cobertura jornalística também é bem portuguesa. Para além do conteúdo das peças ser construído quase sempre com base no discurso directo das "pessoas da terra" (não compromete o jornalista e é garantia de boato bem suculento), aparecem por todo o lado referências a uma "tendência homossexual" do serial killer, mostrando que Chico "sempre foi esquisito"

chico.jpg
«Pessoas que conhecem Francisco desde pequeno, como o tractorista Afonso Gomes, de Bufarda, lembram-se bem de ele ter casado com Rosa e de "se um bocado amaricado" como diz Afonso»
in DN, 24/07, Grande Reportagem

Publicado por [Saboteur] às julho 25, 2010 12:50 AM

Comentários

está a gravar?

Publicado por [joana, a fabulosa] às julho 28, 2010 02:58 PM

todágente sabe que os maricas, para além de homensexuais, são assassinos e/ou artistas plásticos!

Publicado por [joana, a fabulosa] às julho 28, 2010 02:59 PM

Tudo bem, desde que não seja actor de telenovela com tendência para beijinhos.

Publicado por [agent] às agosto 3, 2010 02:15 PM

AFAIC that's the best asnwer so far!

Publicado por [Clara] às maio 26, 2011 10:29 AM

Comente




Recordar-me?

(pode usar HTML tags)