« março 2010 | Entrada | maio 2010 »

abril 30, 2010

Desmoralização

"Este país, que querem fazer passar por agrícola, mas que não produz, sequer, pão, nem carne para a alimentação pública, e por industrial, mas que, em regra, produz caro e mau, é tributário de países estrangeiros por dezenas de milhares de contos, que representam o excesso das importações sobre as exportações (...). A situação da Fazenda Pública é gravíssima. O orçamento deste ano corre com um déficit de cerca de seis mil contos, acompanhado de uma dívida flutuante de oitenta mil. Tudo está hipotecado, desde o rendimento das alfândegas até aos últimos títulos emitidos pela Junta de Crédito Público(...) A assistência pública é rudimentar; a instrução pública em todos os seus graus é deficiente.(...) O direito eleitoral é uma burla, a soberania do poder é uma ficção e a independência dos poderes do Estado uma fantasia."
Teixeira de Sousa, antes de ser último primeiro-ministro da Monarquia, 1910

Publicado por [F Key] às 10:30 PM | Comentários (2)

Última hora: Papa contratado pelo canal 18.

papaporno.jpg

Publicado por [POKE] às 10:15 AM | Comentários (6)

Passando pelo Marquês...

Quem é que se lembrou de meter uma foto do Mr. Burns numa fachada de um edifício no Marquês de Pombal?

Publicado por [Saboteur] às 12:37 AM | Comentários (11)

abril 29, 2010

E se depois...

Publicado por [Saboteur] às 11:51 PM | Comentários (2)

abril 28, 2010

Momento Kodak

Dormi 2 horas e penso como nunca em deixar a área em que trabalho actualmente e enquanto isso passam ao lado da janela 86 pessoas a pé para fátima. A fé move montanhas de idosos.

Publicado por [Chuckie Egg] às 03:09 PM | Comentários (6)

M.I,A. - Born Free

Foi o Chuckie que me mostrou este vídeo...

M.I.A, Born Free from ROMAIN-GAVRAS on Vimeo.

Publicado por [Saboteur] às 10:29 AM | Comentários (6)

abril 26, 2010

Inaptidão...mesmo para a filha da putice

inaptos.jpg

O processo em que dez arguidos estão a ser julgados por ofensas a polícias numa manifestação realizada em Lisboa, faz hoje três anos, contém um relatório da PSP que identifica 30 cidadãos estranhos ao processo, com o seu nome e convicções ideológicas.

Estes indivíduos não são arguidos nem foram identificados no inquérito criminal da manifestação do 25 de Abril de 2007, mas aparecem identificados no respectivo processo, por alegadas ligações, na maioria dos casos, a movimentos anarquistas, de extrema-esquerda e ecologistas, que as autoridades associam àquela manifestação.

(...)

"Parece ter havido uma falha na preparação do relatório, porque deveria ter sido omitida a identidade das pessoas não constituídas arguidas no processo", comenta Paulo Henriques, da Faculdade de Direito de Coimbra.

Publicado por [Dallas] às 11:20 AM | Comentários (9)

abril 25, 2010

O imprevisto na história

25abril1_72dpi.jpg

"Aqui chegados, importa separar o que, ao longo destes dois anos, foi o produto das práticas rígidas de vanguardismo e o que foi o fruto da acção autónoma das lutas, das experiências de auto-governo. As acções directas, as ocupações de fábricas, a coordenação de órgãos autónomos, as expropriações de terras e de habitações, as tentativas de gestão colectiva da produção e troca de bens, a liberdade de expressão e do pensamento crítico, tudo isto liga a «revolução dos cravos» às correntes modernas de emancipação social. Procurando respostas para os problemas do momento, os mais combativos viram-se confrontados com a lógica do partido comunista e descobriram a necessidade de dar um novo conteúdo à ideia de socialismo. O novo conceito nascido ao longo deste movimento: Apartidário, simboliza bem o que tinha de potencialmente subversivo este movimento."

Charles Reeve, O imprevisto na história

Publicado por [Dallas] às 03:22 PM | Comentários (1)

Foi bonita a festa pá!

Publicado por [Striker] às 10:52 AM | Comentários (6)

Atenção!!

Publicado por [POKE] às 06:00 AM | Comentários (2)

Grândola vila morena, terra da fraternidade...

Publicado por [POKE] às 12:20 AM | Comentários (1)

abril 24, 2010

Falta pouco...

Publicado por [POKE] às 10:54 PM | Comentários (2)

...

"somos impotentes para fazermos a reportagem do que está a acontecer, o espaço e o tempo é ainda demasiado curto para que a história se comece a escrever, três minutos depois de ter acontecido. microfone aberto, ouvindo a multidão, ruídos dos carros de combate em movimento, apenas o ambiente que podemos transmitir, portanto, as palavras de um homem não são nada, perante a viragem histórica de que estamos a ser testemunhas."

Publicado por [Chuckie Egg] às 04:25 PM | Comentários (3)

abril 23, 2010

?

ao ler a factura mensal da electricidade acabei de descobrir, com escândalo, que sou obrigado a pagar uma "contribuição audiovisual" no valor de € 1,84 por mês para pagar os salários da máquina de propaganda instalada na televisão e rádio do estado.
Não tenho televisão, não tenho rádio, não consumo nada do que o audiovisual do estado tem para me oferecer, nem quero. Como é que estes fdp, legal e moralmente, me obrigam a pagar uma taxa por um serviço de que não usufruo? E que está longe de ser um serviço essencial?

Publicado por [Renegade] às 11:52 PM | Comentários (17)

Amanhã às 16h

CONVERSAS DE BAIRRO - Livraria Bulhosa de Campo de Ourique

“Livros por debaixo da mesa”
história e estórias da censura em Portugal

Com Luís Alves Dias – Livreiro
Fernando Dacosta – Escritor

Moderação: Rui Duarte (livreiro)

Antes da Revolução dos Cravos, ler, ou vender alguns livros, podia dar em perseguição ou mesmo em prisão.
Um carismático editor e livreiro (Livraria Ler), que já antes do 25 de Abril combatia este culto da opressão e da ignorância (o que lhe custou muitas visitas da polícia política), encontra-se com Fernando Dacosta para uma troca de ideias sobre o tempo em que muitos livros só chegavam ao público através destas e de outras corajosas personagens.

Rua Tomás da Anunciação, 68 b

Publicado por [Paradise Café] às 01:48 PM | Comentários (9)

Camaradas em (des)acordes

rob.jpg

É à pala e tudo!

Publicado por [Paradise Café] às 12:31 PM | Comentários (4)

abril 22, 2010

A cidade que sobreviveu

... os donos e frequentadores dos
cafés e tabernas que outrora
ergueram os punhos em exigência
de razoáveis impossibilidades e
que hoje apenas servem de apoio à
cabeça que somente ergue a voz
para apregoar clubismos,


a população flutuante entalada
nos transportes ou aprisionada
nos automóveis que correm para
chegar e partir com o ritmo da
procissão e a pressa dos moribundos,

os velhos
esquecidos e tão à
beira da morte quanto as suas
casas à beira do colapso que
encetam conversas apenas de
janela em janela

e as fachadas antigas de
drogarias, tascas, pastelarias
prontos-a-vestir e restaurantes
pintados a néon e abandono vão
num misto de mágoa e dor
coexistindo com o futurístico
planeta das multinacionais de
roupa, comida e gadgets que
engolem humanos e cospem
autómatos neo-liberais

e assim se vai enterrando
mil anos de história e
histórias, personalidades e
pessoas, lojas, calçadas,
eléctricos, culturas sob
gigantes financeiros que só
nasceram para criar uma
estúpida uniformidade,

e assim se vai vivendo de
olhos vendados para as nossas
coisas que não são futebol,

e assim vai crescendo a
cidade da fachada turística e
das podres entranhas globalizadas,

e assim nasce uma outra Lisboa
do design, da nova arquitectura,
dos shoppings, do chiado e
do bairro alto, do sector terciário
e dos empregados de mesa e de balcão,
dos desempregados licenciados
e dos artistas que criam porque podem
mesmo que não tenham nada a dizer,

e das decisões governamentais que
deixam o povo passivo e assim tudo vai piorando e

Lisboa é o bairro alto de noite,
o chiado de dia e o benfica,
o sporting e o belenenses, e
Lisboa é só mais um símbolo de
status para os turistas,
para os trabalhadores,
para o lazer e

Lisboa é mais uma coisa
para usar como o carro,
a roupa e os penteados e

Lisboa está a morrer mas
está viva enquanto se
puder usá-la nas conversas
e no ter lá ido

Lisboa, a cidade que sobreviveu ao terramoto

Cobramor, "Asco" (excerto)

A Joana vai-se embora

Publicado por [R-Type] às 07:12 PM | Comentários (1)

Resumo do dia...

inesmedeiros.jpg

A deputada com residência em Lisboa em Setembro passado, eleita por Lisboa, mas que afinal mora em Paris, vai ter as suas passagens pagas em executiva por todos nós e todos os fins-de-semana para ir a casa.
Parece que tem mesmo de ser e coiso e tal mas ninguém pediu para serem pagas, nem a própria, nem ninguém por ela, nem o presidente da Assembleia. É fantástico como se resolvem de uma forma proactiva certos problemas.
Ficam as dúvidas:
Se um deputado ganha à roda de 4000€ brutos o que corresponde a cerca de 2500€ líquidos e cada viagem em executiva para Paris custa 1200€, perfazendo um total de 4800€ por mês, será que até agora a sra Deputada ía em executiva ou ía em discount pagando os “normais” 100 euricos por viagem?
Se ninguém pediu este subsidio e se ninguém estava realmente interessado em resolver o assunto será que poderemos contar, a bem das financas públicas que ninguém se lembre de o reclamar e entregar as papeladas para o efeito, ficando Portugal mais perto de ter um défice menor?
De notar ainda que o PCP acabou por viabilizar estas viagens ao ter faltado à votação, aguardo que o pessoal do 5 dias venha defender a “dama” e pôr ordem neste boteco.

rui-pedro-soares-1988.jpg

O tótó-mor dos últimos tempos Rui Pedro Soares , saíu de casa, foi ao parlamento, leu uma carta e remeteu-se ao silêncio. Consta que voltou para casa. Antigamente, antes de ficar desempregado, este dia teria um proveito de 1000 euricos para o tótó. Hoje ficou bem mais barato.
Por uma lado ainda bem que ele não mora em Paris ou teria ficada bem mais cara a deslocação. Por outro lado, finalmente caiu em si e decidiu fazer o que um boy deve fazer: calar-se.
Ficar calado, não responder aos deputados indicia duas situações: está entalado de tal forma que qualquer coisa que diga só provará a sua culpabilidade e ainda que alguém lhe deve ter proibido de falar para não cair (ou abalar) o castelo de cartas da rede de interesses, compadrios e mafiosidades do PS.

papa.jpg

A Junta de freguesia do Campo-Grande decidiu suspender as aulas do seu infantário por 2 dias devido à visita papal. Como vivemos num estado laico, provavelmente a Junta de freguesia pretende manifestar desta forma o repúdio ao representante da ICAR pelos escandalos do encobrimento da pedofilia praticada pelos seus membros e pelas declarações assassínas sobre a proibição do uso do preservativo que causam milhões de mortes por SIDA todos os anos. Obrigado Junta de Freguesia do Campo Grande. Juntos iremos mais longe.

santa-comba-dao-14salazar.jpg

Caíu ontem uma granizada daquelas em Santa Comba Dão.
O presidente da Câmara, que no ano passado inaugurou a praça Salazar no dia 25 de abril, deve estar quase a emitir um comunicado culpando o 25 de Abril pelo facto. Justiça divina, diria eu, se fosse católico.

Publicado por [POKE] às 03:43 PM | Comentários (7)

Para S.

Publicado por [Dallas] às 11:53 AM | Comentários (3)

Publicado por [Saboteur] às 11:47 AM | Comentários (1)

Ao estilo de Cunhal

Entrevista de Francisco Louçã, à atenção dos camaradas do PCP: "O PCP e os votos do PCP nunca faltarão a uma decisão política em que a esquerda se meça contra a direita" (min 23:50)

Publicado por [Saboteur] às 11:09 AM | Comentários (1)

abril 21, 2010

O Astrónomo

Tenho boas razões para pensar que o planeta de onde o principezinho tinha vindo era o asteróide B612. Este asteróide foi visto ao telescópio uma única vez, em 1909, por um astrónomo turco.
Image58.gif
Nessa altura, o cientista fez uma grande demonstração da descoberta a um Congresso Internacional de Astronomia. Mas ninguém o levou a sério por causa da maneira como estava vestido. As pessoas crescidas são assim.
astronomo02.jpg
Felizmente, para a boa reputação do asteróide B612, um ditador turco lembrou-se de impor ao seu povo, mas impor-lhe sob pena de morte, que passasse a trajar à ocidental. O astrónomo tornou a fazer a demonstração em 1920, agora muito bem posto. E toda a gente a aceitou.
astronomo03.jpg

Publicado por [R-Type] às 06:55 PM | Comentários (3)

Contra a privatização dos CTT

Publicado por [Saboteur] às 08:38 AM | Comentários (12)

abril 20, 2010

Os mesmos de sempre

capitalismoett.jpg

Há dias, durante um debate, pude ouvir algo parecido com isto: "Sei que a questão dos falsos recibos verdes terá de ser resolvida. Tenho medo é da solução". A resposta não se fez esperar. Segundo o Público de hoje, "Os serviços e organismos públicos estão a recorrer cada vez mais a empresas de trabalho temporário para responderem às restrições na contratação de novos funcionários e ao maior controlo dos recibos verdes. Dos 100 mil trabalhadores temporários que no ano passado havia em Portugal, cerca de 20 por cento, ou seja, 20 mil, estarão no Estado".

Não se trata de ajudar as empresas de trabalho temporário (ETT), mas sim de estado e ETT se ajudarem mutuamente. Para as últimas, a possibilidade de estabelecer relações com aquela que, sendo a maior das entidades empregadoras, acaba por constituir uma referência para as mais pequenas. Para o primeiro, o de garantir uma reserva permanente de trabalhadores precários, baratos e não organizados. Na verdade, são estes os únicos prejudicados. Os que vêm o produto do seu trabalho ser expropriado não por um, mas por dois patrões; os que têm um salário 12% inferior a trabalhadores com idênticas funções em empresas utilizadoras (Boheim, René, Cardoso, Ana Rute, Temporary agency work in Portugal, 1995-2000, Maio, 2007); os que por um lado receiam vir a perder o emprego, mas que por outro acabam por ficar empregados em ETT (se baixarem a cabeça) de seis meses a dois anos (Jesus, Élia, «Formas flexíveis de emprego – o trabalho temporário na região de Setúbal», Revista Sociedade e Trabalho, Nº22, Lisboa, Direcção-Geral de Estudos, Estatística e Planeamento, 2004); os que vivem permanentemente sobre a chantagem do desemprego. Os mesmos de sempre.

Publicado por [Dallas] às 09:45 PM | Comentários (3)

Sinais de Fogo

Acendi a TV estava Miguel Sousa Tavares estava a falar sobre a “Caça à Multa” com a mesma certeza e arrogância que fala contra as energias renováveis ou do muro de contentores que vai separar para sempre Lisboa do seu rio.

Dizia que ainda há pouco tempo apareceram na comunicação social notícias sobre como os radares de Lisboa e Porto tinham contribuído para reduzir os acidentes de viação… mas, dizia ele, “ninguém apontava um único número”.

Muito bem! Exigência de rigor e de algum aprofundamento dos assuntos é uma coisa que se devia exigir aos jornalistas.

Mas logo na frase seguinte, foge-lhe o pezinho para a conversa de café entre reformados, para não dizer a demagogia barata do costume. Qualquer coisa como “No entanto, o que ninguém diz, é que as multas cobradas em consequência do funcionamento dos radares, são determinantes para os orçamentos municipais de Lisboa e Porto”

“determinantes” ?? Como assim? Que números tem Miguel Sousa Tavares sobre isso?

Publicado por [Saboteur] às 12:21 AM | Comentários (3)

abril 19, 2010

Estranhamente...

...ainda ninguém se lembrou de culpar o Vereador do Ambiente da CML pela morte do presidente polaco e pela erupção de um vulcão na Islândia, aproveitando de passagem para dizer que o Spectrum é um blog de apoio ao PS e está comprometido com a exploração do trabalho infantil na Malásia.

Publicado por [Rick Dangerous] às 06:20 PM | Comentários (10)

abril 17, 2010

Flash-mob contra a privatização dos CTT

A ATTAC lançou uma campanha contra a privatização dos CTT.
Esta terá a primeira acção já na próxima quinta-feira, com uma flash-mob nos CTT dos Restauradores. A ideia é o envio massivo de postais ou cartas ao primeiro-ministro a explicar-lhe porque é que é um erro crasso privatizar os CTT e a apelar para que tal não seja feito.

Os CTT prestam um serviço público socialmente fundamental. A sua privatização implicará um desequilíbrio na coesão territorial. As terrinhas com menores infra-estruturas de comunicação e acesso - e as que dão mais prejuízo na entrega diária de correspondência - serão as primeiras em que a sua população será afectada com esta medida, o que contribuirá para o ainda maior isolamento dos seus habitantes. Estes acabarão por ter de alugar um apartado na sede de concelho, ou desistir de usufruir deste meio de comunicação.

No site da campanha - correiopublico.net - estão a ser publicadas cartas que serão enviarão ao primeiro-ministro, sendo a primeira de Agostinho Santos Silva, o porta-voz da campanha.

Publicado por [Striker] às 09:31 PM | Comentários (2)

Se lhes tiram a forma tiram-lhes tudo ou a moral de Daniel

O homem disse o impensável “Manso é a tua tia, pá”. O maior crime em política é o discurso fora de formato para consumo generalizado. No arrastão, Daniel Oliveira indigna-se. Vai de ordinário a grunho. Mais, recorrer a esta linguagem é uma prova de que Sócrates não é um elemento da esquerda moderna de pleno direito.

padre.jpg

Compreende-se esta moral bacoca, afinal é com frases destas que se ameaça o pão-para-a-boca de pessoas como o Daniel que ganham a vida do comentário político. Se se começa a desconstruir o discurso formatado e asséptico na política, onde é que isto ia parar? Sem o politicamente correcto, que o Daniel mais que uma vez defendeu explicitamente, tiram-lhes o tapete.
Afinal são pagos para produzir e (essencialmente) reproduzir um discurso bem definido, sem “tias” nem “mansos”. Se lhes tiram a forma tiram-lhes tudo, inclusive o ordenado.

Publicado por [Paradise Café] às 04:00 PM | Comentários (3)

abril 16, 2010

Pois é

Tudo o que vem desta gaja vale a pena ver/ouvir, no entanto, o que aqui mais interessa começa apartir do 1m 8s

Publicado por [Paradise Café] às 06:47 PM | Comentários (10)

abril 15, 2010

Lamentáveis efeitos de arrebatamento


"Na medida em que nos vêm desertar os tristes rituais da politica clássica – a assembleia, a reunião, a negociação, a contestação, a reivindicação – na medida em que nos ouvem falar de mundo sensível em vez de trabalho, de documentos, de reforma ou de liberdade de circulação, os militantes encaram-nos com uma visão paternalista. “Coitados, parecem eles dizer, estão a caminho de se resignar ao minoritarismo, encerram-se nos seus guettos, renunciam ao alargamento. Não serão jamais um movimento.”
Mas nós acreditamos precisamente no contrário: são eles que se resignam ao minoritarismo ao utilizar a sua linguagem de falsa objectividade, cujo único peso é o da repetição e da retórica. Ninguém se deixa enganar pelo desprezo velado com o qual falam dos problemas “das pessoas”, e que lhes permite ir do desempregado ao imigrante ilegal, do grevista à prostituta sem jamais se colocar no mesmo plano – pois este desprezo é uma evidência sensível. A sua vontade de se “alargar” não é mais do que uma maneira de fugir daqueles que já vivem nessas situações e com quem, acima de tudo, temeriam viver. E finalmente, são eles, que se recusam a admitir o impacto político da sensibilidade, que devem esperar da encenação os seus lamentáveis efeitos de arrebatamento."

Appel, Edições Antipáticas, Lisboa, 2007, p.15

Publicado por [Rick Dangerous] às 05:50 PM | Comentários (5)

Destransgenisa

gaia.JPG

Publicado por [Paradise Café] às 01:29 PM | Comentários (11)

Os muçulmanos até são assim a dar para o extremista mas o verdadeiro perigo que faz tremer de medo os serviços secretos é...

children protest.jpg
Crianças queimam exemplares da bíblia em solidariedade com os seus companheiros dos seminários

Nesse sentido, considera que um dos maiores "riscos" são as "ações desesperadas individuais de contestação aos casos de pedofilia" que envolvem alguns membros da Igreja Católica em vários países do mundo.

Publicado por [Chuckie Egg] às 10:22 AM | Comentários (3)

Holy Smoke

Sabiam que no Vaticano um maço de Marlboro são 1,5€ e um volume 16€ ? E que é um grande pequeno negócio? Ah pois é, paraíso fiscal, então os andorranos aproveitavam e os vaticanos não?

Agora não digam que não aprendem nada neste blogue.

Publicado por [R-Type] às 01:09 AM | Comentários (6)

abril 14, 2010

Dos silêncios vis

Publicado por [Rick Dangerous] às 05:49 PM | Comentários (1)

Roubo Oficial

PSP impõe mínimos de multa e de detenções

Publicado por [Paradise Café] às 02:17 PM | Comentários (2)

abril 13, 2010

Mais papista que o Papa

"Pedofilia está relacionada com homossexualidade e não com celibato"

Publicado por [Saboteur] às 11:56 AM | Comentários (16)

abril 11, 2010

Aquela associação cujos membros coisa e tal

phpliv3jm_w.jpg

A maneira como o Público mete a coisa é, no mínimo, sujeito a uma leitura dúbia: "Os bispos portugueses vão estar reunidos a partir de amanhã em Fátima em assembleia plenária sem a pedofilia na agenda, disse ontem o porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), padre Manuel Morujão".

Publicado por [Dallas] às 09:45 PM | Comentários (6)

This veil is women's liberation

Esta tese em Estudos Feministas (a primeira em Portugal), ou o que dela me é dado saber pela notícia, deu-me que pensar.

Contam-se estórias (serão os case studies?!) sobre a mulher que esconde o marido na cozinha e enfrenta os soldados, outra que vigia a sua casa enquanto decorrem reuniões da resistência nas quais participa o filho, ou a condenada por servir de pombo correio entre a OLP e o filho. Há sempre um marido ou um filho. Há sempre a organização política, o organizado politicamente e a mulher de intermeio. A consciência política estará lá, certamente. A familiar está de certeza - transpira em cada exemplo dado. A consciência de género e, em consequência, o feminismo, só a bondade pode reconhecê-la. Só posso crer que a tese vá mais longe que isto.

Publicado por [Joystick] às 04:10 PM | Comentários (5)

Os 5 passos na leitura de Paulo Moura

passos.jpg

Ao ler no Público a peça de Paulo Moura sobre Pedro Passos Coelho, passei por várias fases, como aquelas com lidam as pessoas que descobrem que são têm uma doença terminal.

1ª, a negação. Aquilo não podia ser verdade. O jornalista não tinha decidido fazer uma peça chamada «Racional, gestor, tímido, barítono: Pedro Passos Coelho é um líder natural» Seria aquilo o inimigo público e não o caderno principal? Não era possível!

A 2ª fase foi a raiva. Paulo Moura, despudoradamente está a fazer um elogio a Passos Coelho ("Passos", como ele lhe chama), como normalmente nem o mais férreo dos apoiantes faz, para não ser considerado um lambe-botas carreirista.

Nas minhas entrevistas de emprego, quando inevitavelmente me pediam para falar nos meus defeitos, eu nunca tive a lata de Paulo Moura: «Outro defeito: é teimoso. Rígido e orgulhoso, faltam-lhe rins para quando é preciso driblar. É racional, talvez frio. Muito analítico» (...) «Um homem que perfilha valores um pouco antiquados, como a honestidade, a honra, a fidelidade à palavra dada, a temperança, até a forretice»... E, claro, como conclusão: «O espírito analítico e a teimosia fizeram com que Passos escrevesse um livro. Demorou meses a redigi-lo, nas horas vagas, em casa ou nos tempos mortos da Fomentinvest, reflectindo, informando-se com especialistas de diferentes áreas. Agora tem nas mãos um documento claro e consistente sobre as suas propostas»

Depois, dei por mim na fase da negociação. Isto não é assim tão mau, pensei... Ou por outra: É tão mau, que é bom. Quem quer que leia isto sobre o quarentão que nunca fez nada na vida senão as reuniões e as jantaradas da vida partidária (o "emprego" na empresa de Ângelo Correia, não conta. Vamos ter um mínimo de objectividade), vai perceber que o artigo é irónico do princípio ao fim. Quando Paulo Moura fala da beleza física de Passos, como "um instrumento da sua liderança natural", está a gozar com ele...

Mas inevitavelmente, veio a fase da depressão. Depois de tanta luta, de termos mais de 20% dos votos à esquerda do PS, em plena crise económica, quando os EUA elegeram um Presidente negro que fez coisas como a reforma do sistema de saúde, nós vamos ter um Primeiro-Ministro com um discurso sobre os-que-recebem-apoio-social-vivendo-à-custa-dos-contribuintes e um Ministro das Finanças (Miguel Frasquilho), que acha que a solução para a crise é cortar salários e pensões.... Isto para além de termos Paulo Moura como Director da Agência Lusa, claro.

A 5ª e a última fase é a da aceitação.

Espero que os próximos 8 anos de governo PSD/CDS sirvam e dêem tempo para o PS (ou qualquer coisa dessa área política) arranjar uma Direcção decente, minimamente de esquerda e menos corrupta. E espero que a esquerda saiba fazer oposição ao futuro Governo da direita, fazendo as suas propostas, concretas e com credibilidade, de forma a que o desgaste que venha a impor não sirva só para daqui a uns tempos termos novamente o PS no governo, sozinho ou acompanhado, a fazer as políticas da direita.

Publicado por [Saboteur] às 12:02 PM | Comentários (5)

abril 10, 2010

Colonialismo bem conseguido ou situação Kafkiana?

Voltava eu calmamente para casa às dez da noite, quando vejo uma altercação entre dois indivíduos. Estando a acção a decorrer no meu caminho, decido meter-me ao barulho uma vez que pensei ser um caso de racismo entre um velho do Front National e um senhor de origem africana. Dois minutos mais tarde, no meio dos dois mas sem dizer uma palavra, percebi que algo estava errado na categorizarão imediata que fiz. O primeiro, argelino ou marroquino, dizia "vai para a tua terra, cheiras mal" e o segundo, senegalês, retorquia a França aos franceses.
No meio deles, saiu-me um ohlàlà à la française… Não sei se eles compreenderam que era estrangeira… mas zarpei logo dali não fossem os dois virar-se contra a não francófona!

Publicado por [Shift] às 09:41 PM | Comentários (5)

Estaline não faria melhor

97 mortos, entre os quais o Presidente da República, o Vice-Presidente do Parlamento, o Vice-Chefe de Estado Maior das Forças Armadas, Chefe da Casa Civil, Vice-Ministro dos Negócios Estrangeiros, o Chefe dos Serviços Nacionais de Segurança, o Presidente do Banco Central Polaco...

Publicado por [Saboteur] às 05:33 PM | Comentários (16)

É a injustiça que origina conflitos

cb65e42e1d358155600db656a5f3a85a.jpg

A 23 de Fevereiro deste ano, a Digos (polícia anti-terrorista italiana) realizou uma série de rusgas na cidade de Turim. Três pessoas foram presas e outras três encontram-se em prisão domiciliária. A policia apreendeu diversos tipos de materiais - computadores, telefones, panfletos, caixas de materiais, entre outros - da residência de pelo menos 23 suspeitos. A Rádio Blackout foi igualmente sujeita a rusga policial, tendo visto os seus computadores confiscados. De acordo com as autoridades italianas, as pessoas acusadas faziam parte de uma "associação para conspiração", alegadamente responsável (entre outras iniciativas) por uma série de acções contra centros de detenção de imigrantes. Abaixo, segue parte de uma declaração de um dos acusados em tribunal:

"Aguardando com esperança por um qualquer passo legal que declare finalmente que os anarquistas pelo simples fato de serem anarquistas são criminosos, aqueles que hoje nos acusam são compelidos a provar que alguém, do lado de fora, levou os presos nos centros de detenção de migrantes por toda a Itália a revoltarem-se semana após semana durante os últimos dois anos, causando milhares de euros de danos e perturbando o mecanismo de expulsão. E essas mesmas pessoas têm de descobrir uma prova qualquer que seja de que este “instigador” está hoje sentado no banco dos acusados.

Esta prova não se consegue encontrar em nenhum dos mandatos de detenção que nos foram emitidos. E não se consegue encontrar porque nunca houve qualquer “instigação”, e não foi necessário nem teria sido correto que essa instigação ocorresse. Antes de mais nada, porque as pessoas não precisam de apelos nem de frases incendiárias para se revoltarem. Pelo contrário, é a injustiça que origina conflitos, que por sua vez podem conduzir a revoltas"

Publicado por [Dallas] às 12:11 PM | Comentários (5)

abril 09, 2010

Quando é que vamos rebentar a puta da placa?

Era uma vez um senhor, impecavelmente sério dentro da sua farda, que via o mundo através de um austero monóculo.O Marechal Spínola dedicou a vida a tentar arrumar a sua querida pátria que teimava sempre em não lhe obedecer.
Começou a árdua tarefa como governador da Guiné enviado por Salazar para degolar o movimento de libertação liderado pelo PAIGC. Bem tentou mas os “turras” só pioravam a situação. Com uma enorme mágoa, foi obrigado a declarar “guerra total”, ou seja, indiscriminar alvos militares e civis. Morreram aos milhares, mas teve de ser. Morrer a pátria é que não.

Mais tarde, para provar que a sua lealdade ao regime santo não estava em causa, não hesitou ficar do lado do amado líder, quando, na “abrilada,” se tentou assassinar Salazar.

Depois é que foi a bagunça total. Revolução e o catano. Para pôr aquilo na ordem, a 28 de Setembro, lá tentou arrumar a casa. Teve azar: uma maioria ruidosa não deixou acabar a festa.

Depois de tudo tentar, foi injustamente corrido dos corredores do poder. Foi então que, para sua grande mágoa, lá recorreu novamente ao arsenal: muniu-se de uma, quer dizer de várias organizações terroristas e lá conseguiu rebentar umas sedes dos partidos que estavam com a revolução. Morreu gente, mas, a favor da pátria quantos não são os sacrifícios que nos saem da pele não é?

Mas a história não acabou assim tão mal: a festa sempre terminou e o pessoal lá varreu os cacos. E, já perto do último sopro, ao olhar para amada pátria, sabemos secretamente qual foi o seu o último pensamento: “Isto até correu bem!”.

E, por tanto ter dado à pátria, a pátria irá, no próximo domingo, dar o seu nome a uma avenida de Lisboa. Os discursos e honrarias ficam a cargo dos mais ilustres representantes desta casa arrumadinha: Cavaco Silva e António Costa.

Quando é que vamos rebentar a puta da placa?

Publicado por [Paradise Café] às 06:45 PM | Comentários (40)

Amanhã

10 de Abril. 14h. Campo Pequeno Manif Anti-Touradas organizada pela Associação ANIMAL.
Dadas as recentes notícias relativas à promoção das touradas pelo Governo Português, esta manifestação tem um especial ângulo anti-touradas, contudo, não será *somente* anti-touradas; será uma tomada de posição em defesa de todos os animais.
A concentração inicia-se pelas 14h no Campo Pequeno, de onde sairá a marcha, pelas 15h30, em direcção ao Parlamento.

Transporte gratuito:
» Se reside em Leiria, Marinha Grande, Nazaré ou Caldas da Rainha, contacte-nos: marinhenses.antitouradas@gmail.com
http://mgranti-touradas.blogspot.com/2010/03/mega-manifestacao.html;

» Se reside no Porto, em Portimão ou em Faro, contacte a Associação ANIMAL: rita.silva@animal.org.pt
http://blogdaanimal..blogspot.com/2010/03/marque-presenca-na-marcha-protesto-do.html;

» Se reside noutros pontos do país, contacte o Partido pelos Animais: comunicacao@partidopelosanimais.com
http://www.partidopelosanimais.com/partido-pelos-animais/91-marcha-pelos-animais-dia-10-de-abril-em-lisboa.html.

Publicado por [Paradise Café] às 04:26 PM | Comentários (12)

RebelLyon

Guilherme1.jpg

Os pais dos colegas dos dois filhos franceses do emigrante clandestino angolano ocuparam a escola durante dez dias. Dormiram todas as noites nas salas de aula para exigir a sua libertação e a anulação da decisão das autoridades de expulsar o cidadão angolano Guilherme Azanga.

Na quarta-feira, a polícia tentou de novo introduzi-lo num avião. Guilherme Azanga recusou. Ataram-no então - "pés, mãos, e amordaçado, como um embrulho", disse ele. Mas o comandante do avião recusou receber um passageiro naquelas condições. Guilherme Azanga voltou para o "centro de detenção" no mesmo dia.

Publicado por [Chuckie Egg] às 11:30 AM | Comentários (2)

Morreu Malcolm McLaren, o grande impostor

London's burning with boredom now...

A grande fraude do rock 'n' roll

A primeira morte de Malcolm McLaren

Publicado por [Manic Miner] às 09:38 AM | Comentários (5)

abril 08, 2010

Ele há renatos e renatos: eis um que vem resgatar a honra e a dignidade de um nome recentemente tão arrastado para a lama

Este batraquio/anfíbio/monstro da lagoa é uma das personagens melhor conseguidas da Pandilha, uma série de Bruno Aleixo

Publicado por [Paradise Café] às 10:25 AM | Comentários (6)

Ascenção e queda

Provavelmente a banda brasileira de mais conhecida no mundo vai dar um concerto no Cine-teatro G.C. de Corroios?

Tinha colegas meus do secundário que davam um braço para ir a um concerto destes.... alguém sabe ao menos o que é que quer dizer "G. C."?

Publicado por [Saboteur] às 01:01 AM | Comentários (15)

abril 07, 2010

Notícias sobre a frente parlamentar

comissão de inqu+erito.jpg

Paes do Amaral disse ontem na Comissão de Inquérito do Parlamento que pressionou o seu Director de Informação – José Eduardo Moniz – no sentido da TVI deixar de pressionar o Governo de Santana Lopes.

José Eduardo Moniz – que tinha dito que Paes do Amaral tinha sido pressionado pelo Ministro do Ambiente Sócrates para não passar determinada reportagem sobre incineração – reagiu dizendo "Não me interessa para nada o que diz essa pessoa, que, por sinal, mal conhecia uma televisão que foi propriedade sua".

Entretanto Emídio Rangel, o ex-Director da SIC que se gabou em tempos de conseguir vender um Presidente da República na TV "com se fosse um sabonete", também ouvido ontem, disse que foi saneado da RTP pelo Governo de Durão Barroso, atacando Morais Sarmento e Paulo Portas, mas também a Associação Sindical dos Juízes e o Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, que entretanto já anunciaram que vão processar o jornalista (estes não brincam em serviço…)

É lamentável que estas coisas não estejam a ser debatidas nos cafés e nas fábricas, por todo o país. É que apesar da desatenção do povo, isto vai, meus amigos! Acho que a Comissão de Inquérito sobre a Liberdade de Expressão não fazia progressos tão grandes desde que Manuela Moura Guedes foi à Assembleia da República acusar Sócrates de pressionar o rei de Espanha para pressionar o Administrador da Prisa para pressionar o José Eduardo Moniz.


O crânio do rei de espanha é muito esquisito ou quê?


Publicado por [Saboteur] às 11:42 PM | Comentários (7)

Engole lá mais esta cretino

TC dá luz verde a casamento 'gay'

De acordo com DN o T. C. vai declarar constitucional o decreto-lei que aprova o casamento gay. O referido jornal refere ainda que o tema da adopção não é referido pelos juízes, nem de forma subtil.
Caso para perguntar, para que serve este órgão quando a única coisa obviamente inconstitucional na lei é a a alínea que proíbe um casal gay de adoptar. É que no seu artigo 13º, a constituição proíbe expressamente discriminações tendo por base a orientação sexual.
Mas pronto, fica o prazer de ver Cavaco a engolir mais um bolo para o qual não tem dentes. Cretino!

Publicado por [Paradise Café] às 12:15 PM | Comentários (8)

abril 06, 2010

o Jantar do GAIA esta semana vai ser brutal

Publicado por [Rick Dangerous] às 03:38 PM | Comentários (2)

Jantar popular (esperemos que pouco precário)

Dia 8 de Abril
5ª feira, às 20h30,
Travessa da Nazaré, 21, 2º

Passagem de Filmes
Conversa: Dá a volta à precariedade!

O MayDay Lisboa está na rua para dar voz aos precários, fazendo um percurso de acumulação de forças que culmina numa parada no 1º de Maio. Desta vez o MayDay, com o GAIA, janta (3€/ref) no Centro Social do GAIA, na
Mouraria.

O que é o Jantar Popular?
- Um Jantar comunitário vegano e LIVRE DE OGMs que se realiza todas as Quintas-feiras no Grupo Desportivo da Mouraria
- Uma iniciativa inteiramente auto-gerida por voluntários do Centro Social do Jantar. Para colaborar, cozinhar, montar a sala basta aparecer a uma Quinta-feira a partir das 16h30.
- Um projecto autónomo e auto-sustentável. As receitas do Jantar Popular representam o fundo de maneio do Centro Social do GAIA que mantém assim a sua autonomia.
- Um jantar onde ninguém fica sem comer por não ter moedas e onde quem ajuda não paga. O preço normal são 3 euros.
- Um exemplo de consumo responsável, com ingredientes que respeitam o ambiente, a economia local e os animais.
- Uma oportunidade para criar redes, trocar conhecimentos

Publicado por [Paradise Café] às 02:54 PM | Comentários (4)

Poema pouco original da caixa de comentários


Pousando sobre um ninho
de cucos no lombo do urso que comenta
anonimamente tratando da vidinha
não faltará bagaço
prá prestação, pró vício e prá ostentação.
Chupam cogumelos que brotam da social-democracia
como cristãos-novos Insultando
quem tenta ser algo mais e levando
com o ricochete da incoerência forrada a veludo púrpura
mamando na manjedoura
do estado acariciando radicalismos verbais
na alcova da vida quotidiana real e realista.
Entraram num processo de negação e destilam
ódio na impossibilidade de segregarem amor.
Vocês desejam o corpo
do Renato, mas
não têm coragem de o assumir.
Não atirem pedras:
ontem assessores,
hoje bolseiros, amanhã opinion makers
e um dia quiçá
ministros.

Publicado por [Rick Dangerous] às 02:52 PM | Comentários (12)

Muitas caras

A precariedade tem muitas caras.jpg

A precariedade é uma só, tem muitas caras, há muito que o dizemos, porque sabemos que ela é um plano global que afecta os mais diversos sectores da sociedade, dos professores aos trabalhadores de call center, dos operadores de caixa de super-mercado aos funcionários públicos, dos trabalhadores/as sexuais aos intermitentes do espectáculo e do audiovisual, entre outros. No entanto, sabemos que não nos afecta a todos com a mesma intensidade, que existem sectores onde a chantagem da precariedade é mais brutal, ganhando força com a discriminação e o racismo, a desigualdade e o preconceito.
Para a resposta, para o contra-ataque à precariedade, é preciso a solidariedade entre todos os trabalhadores numa luta que sabemos ser comum, e por isso chamamos toda a gente para um debate que é urgente e que pretende ser um ponto de encontro, onde se acumulam forças e se articulam esforços para pensar e organizar alternativas.
Mayday Lisboa

Publicado por [Rick Dangerous] às 02:43 PM | Comentários (14)

Seminario sobre Sustentabilidade

abril_mil_net3.gif

Publicado por [Saboteur] às 11:27 AM | Comentários (3)

abril 05, 2010

Eu conheço um sacristão ...


"A Igreja deveria ter assumido esse pagamento", disse ao DN Marques de Freitas, procurador da República que liderou a acusação pelo Ministério Público.

ainda sobre o politicamente correcto, já em 93 não era respeitado:
padre_frederico-190x300.jpg
Cartoon no Expresso, 1993

Publicado por [R-Type] às 11:04 PM | Comentários (6)

abril 04, 2010

Em Barcelona como em Gaza

Em bastantes filmes americanos dos anos 80 e 90 o vilão é um terrorista do Médio Oriente ou da América Latina, vagamente evocativo do Che Guevara, que surge enquanto uma caricatura ridicularizante do que poderiam ser os movimentos de libertação ou um certo discurso de esquerda.

Resistência Islâmica

A resistência castiga um esbirro do demónio americano

Renato Teixeira esgana um imperialista (toda a gente sabe que Rambo vota Manuel Alegre)

É uma pena, mas parece que um jovem de Coimbra terá visto filmes a mais quando era jovem e agora encarnou essa personagem, uma enorme caricatura de si próprio, apresentando clichés constrangedores como argumentos e exibindo com gaúdio uma enorme mediocridade teórica e existencial.

Desta vez deu-lhe para comparar Bilbao e Chechénia.



Em Bilbao como Grozny a fúria imperialista.

Publicado por [Party Program] às 08:33 PM | Comentários (19)

Ódio de classe

Terre'Blanche era líder do grupo Afrikaner Weerstandsbeweging (AWB, Movimento de Resistência Africâner). O corpo foi encontrado na cama com ferimentos na cabeça.

A Polícia sul-africana informou ontem que um homem de 21 anos e um menor de 15 foram detidos como supostos autores do assassinato.

Segundo a Polícia, ambos declararam que tinham discutido com Terre'Blanche porque este não pagaria pelo trabalho que tinham feito na sua fazenda.

Publicado por [Saboteur] às 01:56 PM | Comentários (16)

Adivinha quem voltou!

jesus_is_back.jpg

comeu e não calou!

Publicado por [R-Type] às 12:01 AM | Comentários (1)

abril 03, 2010

A Direita Politicamente Incorrecta

tumblr_l02r6j5yuO1qzmowao1_500.jpg

Anti-"Politicamente Correcto", etc.

Publicado por [R-Type] às 03:18 PM | Comentários (10)

abril 02, 2010

Porque hoje é sexta-feira santa...

Publicado por [Dallas] às 11:24 AM | Comentários (1)

Ricardo Araújo Pereira e a questão de Deus

Ricardo Araújo Pereira e a questão de Deus (1) from Pastoral da Cultura on Vimeo.

O resto dos vídeos estão aqui.

Publicado por [Saboteur] às 11:19 AM | Comentários (5)

abril 01, 2010

Eu sei o que isso é...

Eu que já trabalhei na indústria seguradora compreendo perfeitamente o que é que o nosso ex-Primeiro Ministro e Ex-Ministro da Defesa e dos Assuntos do Mar estão a passar.

As pessoas desconfiam dos produtos que não vêem.

Se fosse uma saca de batatas ou, pronto, um computador Magalhães, as pessoas conseguem vê-lo, apalpa-lo, come-lo ou liga-lo… aquilo até pode ter custado dinheiro, mas pronto, percebe-se e comprova-se facilmente que tem determinada utilidade.

E um seguro? Temos de explicar que, eventualmente, em caso de sinistro, a seguradora vai cobri determinados prejuízos, etc, etc…

E um submarino? Mais difícil ainda! Não só é difícil explicar para que serve ao certo, como é difícil mostra-lo ao cidadão, uma vez que, naturalmente, eles estão debaixo de água.

Na verdade, os mais desconfiados e maldosos, até podem insinuar que os alemães, em vez de venderem ao Governo Português, 4 ou 5 submarinos, venderam apenas uns 2 ou 3, aproveitando-se do facto de eles estarem submersos para confundir os Secretários de Estado do Paulo Portas…


Quantos dos submarinos que estão na foto foram comprados durante o mandato de Barroso?

Vai daqui portanto um grande abraço ao Durão Barroso e ao Paulo Portas e votos sinceros para que os alemães não tenham pelo menos vendido os mesmos submarinos a Portugal e a outro país qualquer com um Governo igualmente corrupto e incompetente.

Publicado por [Saboteur] às 07:18 PM | Comentários (11)

A indústria estúpida e parvinha dos recursos humanos

gestao-recursos-humanos-fem.jpg

As declarações da directora de recursos humanos da Fundação Serralves constituem uma boa expressão da ideologia da nova gestão empresarial. Em primeiro lugar, já não estamos a falar de trabalhadores, mas sim "de colaboradores". Em segundo lugar, a margem de autonomia destes colaboradores é de tal modo elevada, que eles próprios "organizam as escalas de serviço, segundo as suas próprias disponibilidades".

Porém, as declarações da directa de recursos humanos da Fundação Serralves denunciam igualmente a debilidade desse mesmo discurso. Na verdade, este não passa de uma salada russa de duas ou três expressões retiradas de livros de auto-ajuda para empresários (se essas expressões forem em inglês, então a coisa é ainda mais espectacular; quase poesia).

Ora vejamos: ao serem responsáveis pela "organização de escalas de serviços", segundo as próprias palavras da directora dos recursos humanos, os ditos "colaboradores" não se limitam a preencher uma actividade meramente ocasional. Tendo em conta a alinha d, do artigo 5º do Decreto-Lei n.º 328/93, de 25 de Setembro, documento que regula o regime de segurança social dos trabalhadores independentes, "Presume-se que a actividade é exercida sem subordinação quando ocorram algumas das seguintes circunstâncias: (...) A actividade do trabalhador não se integre na estrutura do processo produtivo, na organização do trabalho ou na cadeia hierárquica de uma empresa". Uma vez que a "organização de escala de serviços" corresponde a uma actividade no âmbito da organização da empresa, os seus responsáveis não podem ser trabalhadores independentes. Logo, não podem ser dispensados da sua colaboração, pois na verdade nunca colaboraram.

O lado bom desta nova casta de administradores é o partirem do princípio que as pessoas realmente acreditam neste tipo de conversa. Como se nunca tivessem existido capatazes.

Publicado por [Dallas] às 12:36 AM | Comentários (3)