« Festa de homenagem a José Carvalho | Entrada | Para party program »

outubro 30, 2009

Menos um carro

Hoje em dia é cada vez mais comum empresas e marcas travestirem-se de movimentos com causas, preocupações sociais, etc.

O caso da CARRIS e da sua campanha “Menos 1 carro” não entra bem neste conceito, uma vez que se trata de uma empresa pública, sem fins lucrativos e com uma missão de interesse público. É uma campanha louvável. Até parece que é uma empresa municipal, tutelada pela CML e não pelo governo central (ehehe! Ok, esta é só para provocar ;) )

O que choca nesta campanha da CARRIS é a sua extrema inabilidade em colocar-se no terreno.

Em vez de dialogar com um movimento social forte e activo que está cada vez mais fortemente enraizado em alguns sectores jovens e urbanos (que é no fundo o alvo que a CARRIS também procura atingir com a sua campanha), ignorou totalmente o que já existe e foi até arrogante na forma como exibe que “vem de fora”, com uma campanha cheia de meios, sem ter qualquer respeito pelo movimento com o qual se quer identificar.

Exemplificativo é terem chamado à campanha “Menos um carro” e terem registado o nome, criado um site e tudo, sem terem percebido que essa é uma palavra de ordem internacional totalmente afirmada... Assim, quem for ao Google, por exemplo e escrever “menos 1 carro”, não vai parar ao site xpto pago pela CARRIS, mas vai parar um blog do sapo, feito por 2 ou 3 activistas e que por acaso é só um dos melhores sítios da www portuguesa nas questões de mobilidade sustentável e cidades.

Publicado por [Saboteur] às outubro 30, 2009 01:26 PM

Comentários

LOL 3 vezes LOL!!!

Queixas-te agora da Carris ter feito aos teus amigos das bicicletas o que a tua namorada e os Meninos do Maria Matos me fizeram... Serás um pândego Bernardino ou posso contar contigo pra testemunha de defesa? Vocês só dão vontade de rir. como é que gostas de dizer? "Vais pelo mau caminho"?

Publicado por [o Pedro que procura Inês] às novembro 1, 2009 03:07 PM

até que enfim pá, estava com saudades!

Publicado por [Anónimo] às novembro 1, 2009 03:17 PM

Teste de percepção ao Rui Faustino: descobre 20 diferenças entre os dois casos em 1 minuto. Vou dar uma ajuda: ninguém fez um vídeo a avisar "os meninos da Carris" que tinha uma arma em casa e ía atrás deles. Faltam-te 19. O tempo começou a contar.

Publicado por [Saboteur] às novembro 1, 2009 10:16 PM

Obrigado pelo "apoio" em nome do Menos Um Carro, o "verdadeiro" :)

Publicado por [miguel] às novembro 2, 2009 12:27 AM

Eu diria, oh sabotador, que essa foi uma entrada a pés juntos mas só à bola!

Também tens, e mais a plataforma Menos Um Carro, o meu apoio não muito relevante!

Que isso de 'poetas' violentos e com causas dúbias não há muitos mas aos pontapés os há que mal sabem escrever!

Publicado por [a fabulosa] às novembro 2, 2009 11:37 AM

A ver se a minha fraca percepção percepciona:

cocktails contra esquadras sim, carros incendiados também, vídeos de protesto não.

É isso? Ou continuas ressabiado pelo anti-trollurbano? Atrás das teclas és um grande valentão, saboteur. Não há quem tenha pedalada pra ti. Enfim... e Inté Jacaré!

Publicado por [o Pedro que procura Inês] às novembro 2, 2009 12:31 PM

...

Publicado por [Anónimo] às novembro 2, 2009 10:27 PM

Costumo utlziiar somente os parafusos que estao do lado da tampa lateral que costumamos abrir com maior frequencia Existe algum problema no fato de nao utlziiarmos os quatro parafusos ???

Publicado por [Chelsea] às fevereiro 27, 2012 02:40 AM

Comente




Recordar-me?

(pode usar HTML tags)