« Blame the catholic church | Entrada | Humor jesuíta »

outubro 26, 2009

Ao contrário

“Diz a Raúl que, se não fizer nenhum gesto, eu não farei mais nada”. Este foi, segundo o El País, o recado que Obama enviou ao líder cubano por Zapatero.

A verborreia pacifista do imperador chegou ao seu limite: algum dia tinha de ser.
Para que fique claro, não sublinho um regime que, entre outras coisas, governa pela mão da censura e da polícia política, que não permite a livre associação dos trabalhadores, isto tudo no meio de uma pobreza de soluções, absolutamente anacrónicas, desprovidas de qualquer adaptação ao mundo pós muro.
Isto ficou claro, creio, mas que também fique claro que o ónus da resolução do conflito está do lado dos EUA, país que, como sabemos, impõe um embargo absolutamente criminoso à ilha, tentou assassinar Fidel dezenas de vezes e outras tantas tentou invadir o país, sem esquecer a ocupação neo-colonial de Guatanamo, transformando a zona num nojento armazém de tortura. Mais uma vez, os analistas da praça não falharam: o prémio irá continuar a condicionar Obama no seu longo e árduo caminho para conduzir o mundo à Paz eterna. Temos homem.

Publicado por [Paradise Café] às outubro 26, 2009 07:22 PM

Comentários

temos???

Publicado por [Anónimo] às outubro 26, 2009 08:10 PM

chiça, gostas tanto do homem que até me apagas o comentário. também deves ser daquelas que tem um iman de frigorifico com a cara do estaline.

ah e o comentario anterior falava na noticia da nomeaçao de um "campeão" dos transgenicos para um cargo importante na agricultura. Que nada tem a ver com paz, ou tem?

Publicado por [powered by monsanto] às outubro 28, 2009 12:52 AM

não apaguei nenhum comentário

Publicado por [Paradise Café] às outubro 28, 2009 10:24 AM

I serached a bunch of sites and this was the best.

Publicado por [Kailee] às novembro 4, 2011 09:38 PM

Good points all aournd. Truly appreciated.

Publicado por [Graceland] às novembro 7, 2011 02:38 AM

Comente




Recordar-me?

(pode usar HTML tags)