« Um Salazar em cada esquina | Entrada | Sobe & Desce »

maio 26, 2009

Chapelada na eleição da AE do Técnico


Jean Barroca - Presidente da DAE IST

A Direcção da Associação de Estudantes do Técnico decidiu convocar as eleições fora de tempo, às escondidas, sem fazer campanha, sem levantar ondas…

Hoje de manhã, lá estava uma urna, uma única lista e meia dúzia de votos a dar mais uma vitória a Jean Barroca, que ficou outra vez à frente de uma das AE’s mais importantes do país, por ter a dimensão que tem, por ser da escola que é, por ter a história e o prestígio que (ainda assim) ainda conserva.

Alguns estudantes questionaram hoje a Direcção da AE, mas Jean Barroca e a sua pandilha protegem-se atrás dos formalismos legais. “Tivessem visto o cartaz que afixamos atrás da porta”.


Jean ist.JPG


O Jean, que se gaba no Facebook de ir às reuniões do Conselho Geral da Universidade Técnica representar os 10 mil estudantes de engenharia do IST, é um tipo a quem eu nunca compraria um carro.

Com este tipo de comportamentos, se eu fosse colega do Jean dava-lhe uns bons calduços… Se fosse professor, não lhe dirigia a palavra e chumbava-o sempre. Se trabalhasse na cantina do Técnico cuspia-lhe na sopa. Se tivesse estado na AE com ele, omitia isso do meu currículo e se fosse dirigente associativo de outra escola, teria vergonha de me sentar ao lado dele, fosse em que reunião fosse.

Se fosse da JSD, teria vergonha em dizer que “a AE é nossa”.

Publicado por [Saboteur] às maio 26, 2009 01:43 AM

Comentários

Concordo com tudo o que disseste, mas Conselho Geral,continua a levar "S" na mesma:P

"O Jean, que se gaba no Facebook de ir às reuniões do Concelho Geral da Universidade Técnica representar os 10 mil estudantes de engenharia do IST, é um tipo a quem eu nunca compraria um carro."

Publicado por [Korluka] às maio 26, 2009 02:21 AM

Já vou corrigir. Obg

Publicado por [Saboteur] às maio 26, 2009 09:59 AM

Podemos sugerir mais umas situações hipotéticas para saber qual a acção que recomendas? Por exemplo: "Oh Saboteur, se fosses o computador do Jean, que fazias tu?"

Isto é lindo e espelha bem a atitude nacional face à representação eleita - porque convenhamos, estas coisas passam-se porque há sempre a tal maioria, não apenas silenciosa, mas serena até ao adormecimento.

Publicado por [FuckItAll] às maio 26, 2009 10:52 AM

Comentário por email de uma professora do IST a quem enviei este post:
"Não vi nada, nem sabia que tinha havido eleições para a AEIST. Agora percebo porquê."

Publicado por [FuckItAll] às maio 26, 2009 11:17 AM

Lembro-me de ler um livro do Michael Moore em que ele aconselhava a utilização do tipo de técnicas que esse Jean usou. Claro que o objectivo dele era subversivo mas a tática dá para os dois lados.

Alguém sabe dizer-me quantos votos houve?

Publicado por [Tárique] às maio 26, 2009 11:45 AM

Se fosse o computador do Jean, no fim daqueles mails muito longos que lhe deram algum trabalho a escrever (será que ele escreve isso?), crashava.

Publicado por [Saboteur] às maio 26, 2009 12:03 PM

Aqui há uns anos, qd joão rosa se transfornou em joão santos rosa, a direcção laranja da AEIST nomeou para a accção social da técnica um bolseiro que ia de jipe para o técnico. mantém-se uma tradição interrompida entre Miguel Lobo e Pedro Moura/Ricardo Martins.

Publicado por [Anónimo] às maio 26, 2009 01:29 PM

Parece que nas próximas eleições vamos ter uma grande lista a concorrer à AE... vocês todos.

Será que além deste post algum de vocês se dignou a dirigir a critica directamente a alguém da AE? E após isso, a direcção do IST?

Publicado por [---] às maio 26, 2009 09:33 PM

Qual é o problema do jovem indicar no FB que se encontra no Conselho Geral da UTL??

Publicado por [NF] às maio 26, 2009 09:50 PM

eu não vou à AE, q tenho mais q fazer. Mas por acaso tenho lá ido todos os dias ao bar de civil e também não vi nada.

Publicado por [renegade] às maio 26, 2009 09:58 PM

Renegade? No bar de Civil? Ahaha!

Publicado por [Miguel Vaz] às maio 26, 2009 11:34 PM

Por acaso conheço o Jean. É daqueles tipos que foram nitidamente criados numa jota, com boa oratória e um sorriso bem «socrático». Não é à toa que o Jean está há uns 7 anos matriculado no IST. Mas para dizer a verdade, nem fazia ideia que tinham havido eleições para a AEIST.
Shame on you, Jean!

Publicado por [Miguel Vaz] às maio 26, 2009 11:47 PM

---: sim, e nem o próprio Conselho Directivo sabia que estavam a decorrer eleições para a AEIST.

Publicado por [trike] às maio 27, 2009 12:08 AM

NF: A morrer de tédio?...

Publicado por [Anónimo] às maio 27, 2009 01:05 AM

o miguel vaz estuda no técnico!?
o miguel vaz é o gajo que aparece nas fotos do grupo vector?

no meu tempo não havia espaço possível no técnico para pessoas deste calibre. físico, teórico, cultural e afectivo.

Publicado por [IST old school] às maio 27, 2009 03:47 PM

mas, óh ist old school, o teu tempo foi quando? entre 1989 e 2005 havia por lá disto

Publicado por [Anónimo] às maio 27, 2009 07:00 PM

o facto de estar a morrer de tédio não quer dizer que não faça o trabalho dele... e não estou a dizer que o faz ou deixa de fazer.

só que os argumentos utilizados são, vá, estúpidos.

Publicado por [NF] às maio 27, 2009 08:22 PM

NF: mesmo que hipoteticamente estejas a fazer o teu trabalho não andas por aí a dizer a toda a gente que estás a coçar a micose, ou andas?

IST old school: infelizmente foram ganhando terreno... só se sabe que existem, pelo menos ainda não chatearam ninguém com nenhuma actividade.

Epá, e os resultados?

Publicado por [trike] às maio 27, 2009 09:42 PM

NF: mesmo que hipoteticamente estejas a fazer o teu trabalho não andas por aí a dizer a toda a gente que estás a coçar a micose, ou andas?

IST old school: infelizmente foram ganhando terreno... só se sabe que existem, pelo menos ainda não chatearam ninguém com nenhuma actividade.

Epá, e os resultados?

Publicado por [trike] às maio 27, 2009 09:42 PM

Vejo que como sempre se limitam a discutir entre vocês o que é de menos importante. É um facto que não houve qualquer tipo de anúncio visível no que toca à convocação de eleições. Isso é grave na medida em que se trata de uma manipulação.Agora olhem à vossa volta já repararam que somos manipulados todos os dias? Porquê? Porque deixamos, é a minha resposta. Alguém já alguma vez parou para pensar o que é que espera de uma associação de estudantes? Para que é que serve uma associação de estudantes e para que é que deveria servir? e mais importante que isso o que é que realmente quer para a sua vida, não de entre o leque de opções condicionadas que nos dão, mas aquilo que realmente o faria sentir realizado?
Talvez sim, tal vez não, certo é que é muito mais fácil escolher de entre o que nos dão e protestar contra o que não nos dão do que construir aquilo que realmente se quer. É muito fácil criticar os outros mas fazermos algo por nós mesmos aí sim eu gostava de conhecer quem quer.

Publicado por [sofia] às maio 28, 2009 12:14 PM

A Sofia devia ser convidada a escrever neste blog...
Grande comentário!

Publicado por [Anónimo] às maio 28, 2009 01:43 PM

Não estou a par da realidade do IST, mas parece-me que a responsabilidade não deve ser exclusivamente imputada ao Jean Barroca e à sua trupe.

É verdade que não houve divulgação das eleições. Mas o resto da comunidade estudantil do Técnico não deveria estar sobreaviso quanto ao aproximar da época de eleições?

Tanto quanto julgo saber a eleição dos corpos gerentes de uma AE obdecem a trâmites legais.

Se isto aconteceu deve-se não só ao chico-espertismo dos actuais senhores da AE, mas também ao deixa andar dos restantes demonstrando que não lhes interessava ter uma palavra a dizer na discussão de soluções alternativas para a AE.

Parece-me, mas como não tenho conhecimento da realidade, posso estar errado.

Publicado por [Fuser] às maio 28, 2009 01:52 PM

Não estou a par da realidade do IST, mas parece-me que a responsabilidade não deve ser exclusivamente imputada ao Jean Barroca e à sua trupe.

É verdade que não houve divulgação das eleições. Mas o resto da comunidade estudantil do Técnico não deveria estar sobreaviso quanto ao aproximar da época de eleições?

Tanto quanto julgo saber a eleição dos corpos gerentes de uma AE obdecem a trâmites legais.

Se isto aconteceu deve-se não só ao chico-espertismo dos actuais senhores da AE, mas também ao deixa andar dos restantes demonstrando que não lhes interessava ter uma palavra a dizer na discussão de soluções alternativas para a AE.

Parece-me, mas como não tenho conhecimento da realidade, posso estar errado.

Publicado por [Fuser] às maio 28, 2009 01:52 PM

Não estou a par da realidade do IST, mas parece-me que a responsabilidade não deve ser exclusivamente imputada ao Jean Barroca e à sua trupe.

É verdade que não houve divulgação das eleições. Mas o resto da comunidade estudantil do Técnico não deveria estar sobreaviso quanto ao aproximar da época de eleições?

Tanto quanto julgo saber a eleição dos corpos gerentes de uma AE obdecem a trâmites legais.

Se isto aconteceu deve-se não só ao chico-espertismo dos actuais senhores da AE, mas também ao deixa andar dos restantes demonstrando que não lhes interessava ter uma palavra a dizer na discussão de soluções alternativas para a AE.

Parece-me, mas como não tenho conhecimento da realidade, posso estar errado.

Publicado por [Fuser] às maio 28, 2009 01:53 PM

Tu sabes sempre, mais ou menos, se fores um estudante atento e participativo na tua insituição, quando é que são as eleições. Na minha faculdade é alguns meses depois de começar o ano lectivo, ali por Novembro...

Mas só os partidos políticos é que estão organizados a ponto de andarem em cima do acontecimento para se candidatarem, como sugere o fuser. As listas de "estudantes normais" aparecem quando aparece o anuncio a dizer que vão haver eleições e que tens 1 ou 2 semanas para apresentar lista, por exemplo.

Aí falas com os colegas com já tens falado que até se podiam fazer umas coisas na AE e tal e começa tudo a ganhar forma.

O que se passa no IST é a promoção da não participação dos estudantes na vida da escola. Pior! Porque não é uma apatia geral. Há um grupo muito activo e com muito interesse em estar na AE... Foi o que fez uma lista, que foi o mesmo que marcou o dia das eleições, que foi o mesmo que não divulgou o calendário como era a sua obrigação, que foi o mesmo que ganhou e que é o mesmo que - enfim - ocupou a AE do técnico desta forma muito pouco transparente.

São bandidos, falando curto e grosso.

Publicado por [Alves] às maio 28, 2009 04:28 PM

Não se pode fazer um abaixo assinado ou algo oficial a exigir reeleições por falta de informaçao? funcionou para a admnistraçao bush

Publicado por [Alex] às maio 28, 2009 05:29 PM

Meus amigos,

Já que têm tantas ideias, e tanta convicção, e tanto pulso, bem como sangue e suor "revolucionário", podiam era fazer uma lista para a AE... JÁ. AGORA!!!

Façam uma lista > falem com a massa estudantil > aquando dos conselhos gerais, reuniões da AE, assembleias de alunos etc etc estejam presentes sempre que possivel > lancem ideias, se for preciso dêem ideias à AE... tenho a certeza que quando chegarem as próximas eleições vão ser eleitos com grande margem........ humm.... espera, dá trabalho!

pois...!

Publicado por [NF] às maio 29, 2009 12:46 AM

Pois,

Votos Lista I: 262 (81.4%)

Votos Brancos: 60 (18.6%)

Votos Nulos: 17

acho que revela o quão bem divulgadas foram. Foi enviada uma carta à associação de estudantes e conselho directivo, a expor a situação e colocar algumas questões.

Publicado por [revolucionario_preguicoso_que_nao_encontra_no_site_da_ae_as_actas_das_aga_postriores_a_2007] às maio 29, 2009 10:52 AM

carissimo NF, e restante comunidade deste blog. Querem formar uma lista para a AE? A mim parece-me um projecto interessante. Não tenho tempo mas quando se decide fazer um projecto a primeira coisa é criar tempo. Neste momento estou a criar tempo para escrever esta mensagem. E estou decidida a, se houver quem esteja disposto a colaborar, criar uma lista para a AE e uma AE cuja principal função seja promover a participação dos estudantes no dia à dia do IST não apenas como individuos que escolhem de entre as opções que lhes são dadas e que portestam quando essas opções não são as melhores, mas como individuos que participam na criação de opções quer com ideias quer com o pouco tempo que arrangem para ajudar a pô-las em prática. Obviamente que a AE enquanto corpo estudantil terá de dar o exemplo.
Por isso eu pergunto se há neste blog quem queira colaborar na criação de uma AE com estas caracteristicas,quem queira olhar para além das opções que nos são dadas e criar novas opções, quem tenha ideias de coisas que gostassem de ver feitas no IST e que se queira arranjar tempo e meios para as por em prática.
Entendam, não estou à procura de gente com tempo, mas de gente com vontade de fazer coisas novas, porque havendo vontade criam-se os meios.
Se há manifeste-se! Eu acabo de o fazer.

Publicado por [sofia] às maio 29, 2009 11:29 AM

pah, o bar de civil deixa-me as hormonas aos saltos...
já a AE acho menos interessante!

Publicado por [renegade] às maio 29, 2009 11:54 AM

Cara Sofia. A "comunidade" que escreve neste blog já não é estudante e apenas um (que nunca escreve porque está ocupado a fazer fortuna e viver à grande no sudeste asiático) passou pelo Técnico, com o brilhantismo que se conhece.
Boa sorte com a «comunidade» que lê e comenta no blog. Faço-lhe ver que os seus comentários estão impregnados do senso comum mais desinteressante e chato que se costuma manifestar sempre que há uma salganhada desta natureza: «é preciso ter ideias, pôr mesmo, mesmo, mesmo, TODOS os estudantes a participar, parar para pensar para que serve uma AE, criar opções, etc...».
Desse ponto de vista, talvez a UNICEF seja mais adequada às suas pretensões do que a AE do IST, não diria?
Quanto ao Jean Barroca, apenas ilustra uma tese que dura há 10 anos mas que parece ter identificado a tendência: pouco a pouco, ano a ano, só este tipo de chico espertos é que se dedica às juventudes partidárias e à política profissional. O paradigma Santana Lopes arrisca-se a tornar-se hegemónico.

Publicado por [Rick Dangerous] às maio 29, 2009 03:30 PM

Cara Sofia... infelizmente ou felizmente, já não sou estudante do IST.

Estranho, estranho... é um blog que pelos vistos não tem nada a haver com o IST andar tão interessado com as eleições da AE e com o facebook do seu presidente...

Publicado por [NF] às maio 29, 2009 08:18 PM

Caro NF, parece-lhe estranho? Agora é preciso um blog estar ligado a uma entidade para ter legitimidade para expor os seus problemas? O que se passou no tecnico foi uma falta de respeito para com a inteligencia de todos os estudantes que se preocupam com a sua representaçao! Representaçao essa, que cada vez é mais preciosa... Daí a vital importancia da divulgaçao deste tipo de acontecimentos... (olhar tambem para os lados do Santa Maria, que tenho ouvido umas historias curiosas...)
O tipo de "jogada" feita por Jean Barroca, é do mais baixo que se pode fazer. É tomar um lugar de forma ilegítima, refugiando-se numa argumentaçao falaciosa, desconsiderante para com os seus colegas e, ate mesmo, brejeira (aparentemente..). Mas, legal!!!
Se alguem nao percebe a gravidade da situaçao,é porque pouco ou nada se importa com os direitos dos estudantes, que, infelizmente, cada vez tem menos voz. Talvez isso aconteça, por haver dirigentes estudantis que compactuam com o "sistema" em funçao do seu proveito pessoal. Nao sei se Jean sera um deles, mas era algo que nao me espantava, dada a conduta moral que revela ter em todo este episodio.
Quanto a quem acusa a falta de mobilizaçao dos restantes estudantes. Ha que compreender,que numa faculdade tao grande,e tao exigente, onde a maioria dos estudantes é submissa e so pensa no seu estudo e no seu umbigo, é complicado, à partida, fazer seja o que for. E entao, se as eleiçoes forem feitas com toda esta divulgaçao, torna-se impossivel de organizar seja que movimento for, mesmo que se procure muito pelas informaçoes. ja agora, alguem sabe da antecedencia com que foi afixado o cartaz?
Enfim, so resta questionar o regulamento, e tentar altera-lo...

Publicado por [Jockey Full Of Scotch] às maio 30, 2009 05:27 AM

Caro NF, parece-lhe estranho? Agora é preciso um blog estar ligado a uma entidade para ter legitimidade para expor os seus problemas? O que se passou no tecnico foi uma falta de respeito para com a inteligencia de todos os estudantes que se preocupam com a sua representaçao! Representaçao essa, que cada vez é mais preciosa... Daí a vital importancia da divulgaçao deste tipo de acontecimentos... (olhar tambem para os lados do Santa Maria, que tenho ouvido umas historias curiosas...)
O tipo de "jogada" feita por Jean Barroca, é do mais baixo que se pode fazer. É tomar um lugar de forma ilegítima, refugiando-se numa argumentaçao falaciosa, desconsiderante para com os seus colegas e, ate mesmo, brejeira (aparentemente..). Mas, legal!!!
Se alguem nao percebe a gravidade da situaçao,é porque pouco ou nada se importa com os direitos dos estudantes, que, infelizmente, cada vez tem menos voz. Talvez isso aconteça, por haver dirigentes estudantis que compactuam com o "sistema" em funçao do seu proveito pessoal. Nao sei se Jean sera um deles, mas era algo que nao me espantava, dada a conduta moral que revela ter em todo este episodio.
Quanto a quem acusa a falta de mobilizaçao dos restantes estudantes. Ha que compreender,que numa faculdade tao grande,e tao exigente, onde a maioria dos estudantes é submissa e so pensa no seu estudo e no seu umbigo, é complicado, à partida, fazer seja o que for. E entao, se as eleiçoes forem feitas com toda esta divulgaçao, torna-se impossivel de organizar seja que movimento for, mesmo que se procure muito pelas informaçoes. ja agora, alguem sabe da antecedencia com que foi afixado o cartaz?
Enfim, so resta questionar o regulamento, e tentar altera-lo...

Publicado por [Jockey Full Of Scotch] às maio 30, 2009 05:28 AM

Bom, eu compreendo "que numa faculdade tao grande,e tao exigente, onde a maioria dos estudantes é submissa e so pensa no seu estudo e no seu umbigo, é complicado, à partida, fazer seja o que for". É por isso que trato de não ser submissa e procuro pensar em mais que no meu estudo (estar a escrever neste bolg é uma forma de o fazer). Sei que não posso mudar o mundo (o mundo muda se quiser, não sou só eu a querer) por isso escolhi mudar-me a mim. E procuro quem o faça tb, quem não seja submisso e pense em mais do que o seu conforto, porque acho que juntos podemos fazer mais por nós próprios e por quem queira (note-se, por quem queira, não tenho pretenções de "pôr mesmo, mesmo, mesmo, TODOS os estudantes a participar" nem de obrigar ninguém a fazer o que não quer) do que cada um isoladamente.
Quanto à questão de isto não ser uma comunidade de estudantes, devo dizer que se comportou como tal, mas isso não é relevante. A realidade vivida no IST repete-se lá fora. Os truques de manipulação são sempre os mesmos, apenas se adaptam e a reacção do "público" idem.

Publicado por [sofia] às maio 31, 2009 01:37 PM

(acrescento à última mensagem)
Também a necessidade de promover a participação das pessoas não apenas como individuos que escolhem de entre as opções que lhes são dadas e que portestam quando essas opções não são as melhores, mas como individuos que participam na criação de opções, se mantém. E é por isso que eu considero tão importante a união de quem queira olhar para além das opções que nos são dadas e criar novas opções.

Publicado por [sofia] às maio 31, 2009 02:12 PM

[sofia] concordo contigo, mas essa filosofia não funciona na prática!



E porque é que não funciona?


1) Não existe massa crítica de pessoas a quererem mudar! O comodismo é inerente à maioria dos seres humanos (para o bem e para o mal)!

2) Existem posições com alavancagem na sociedade, sejam elas posições políticas ou com outra expressão de poder. Estas posições conseguem actuar como inibidoras ou catalisadoras de mudança, depende obviamente do uso que lhe dás! Quando tens "chicos-espertos" a tentar conquistá-las, vês-te obrigado a "jogar" de forma competitiva se quiseres ganhar, o que passa muitas das vezes por mudar as tuas "regras de jogo". Isto claro tem duas consequências: 1) Desistes e perdes a oportunidade de mudar com maior impacto; 2) Jogas o mesmo jogo e juntas-te ao "gang" que é "linxado" em praça pública!



A minha única solução para isto é criar a tua própria posição de alavancagem! Se quiserem um exemplo, procurem por "Michael Bloomberg"



My 2 cents...

Publicado por [[petept]] às maio 31, 2009 11:31 PM

petept:
1)Concordo contigo quando dizes que não há massa crítica de pessoas a quererem mudar. É por isso que sei que não posso esperar que o mundo mude. A solução não está em tentar mudar o mundo.A solução está em mudarmo-nos a nós próprios e com isso dar o exemplo.
2)Quanto às alavancas, como tu já percebeste, estão controladas por quem manda nisto. Não ficas lá se não jogares a regras deles.Podemos pensar que jogar as regras deles e usar isso para catalisar a mudança da melhor forma possivel é a melhor solução. Pensei assim durante algum tempo. Mas esse é o erro que a oposição comete. É que enquanto jogares com as regras deles não ganhas nada porque as regras estão feitas para que só ganhe quem eles tiverem interesse que ganhe (às vezes têm interesse em que a oposição ganhe, por isso é que a vês ganhar às vezes, mas depois das contas feitas reparas que o ganhar da oposição serviu um propósito ) .
3) A solução está em jogar fora das regras. Se queres mudar uma realidade não percas tempo a lutar contra ela. Antes cria a tua pŕopria realidade e dá-lhe força tornando a outra despresável. Claro que isso só funciona se a tua realidade tiver mais apoiantes que a outra, a tal massa crítica. E aqui voltamos ao ponto 1), não havendo massa crítica o melhor que tens a fazer é manter-te fiel à mudança que desejas, não te submetendo e unindo-te a quem não se submete. Assim contribuis para a mudança que desejas, porque te mudas e apoias quem muda, e não te submetes nem gastas energia a jogar com regras que nunca te permitiram ganhar. É assim que interpreto o principio da não obediencia de Gandhi. Dir-me-ás talvez que Gandhi não conseguio libertar a Índia. Pois não, as pessoas deixaram-se levar pelas mentiras dos que tomaram depois o poder. Mas quanto a isso ele não podia fazer nada. Ele fez a sua parte: não se submeteu. Foi um homem livre. Se as pessoas lhe seguissem o exemplo, seriamos todos livres.

Em fim, tudo isto para te dizer que penso que a solução não está em lutar pela mudança do sistema mas pela mudança das pessoas. Não é uma mudança exterior mas uma mudança interior. E para isso o melhor que temos a fazer é dar o exemplo mudando-nos a nós próprios, com a consciencia de que somos livres no momento em que decidirmos não mais nos submetermos.

Quanto a criares a tua própria alavanca é uma hipotese a considerar. Será que é possivel criares uma alavanca que não obedeça às regras do jogo? O Gandhi teve-a. Pelo que dizes não foi o único. Grata pela informação. Vou investigar.

Publicado por [sofia] às junho 1, 2009 10:10 AM

A carta que foi dirigida à AEIST, Conselho Directivo e outros órgãos, pode ser lida no site do Movimento de Estudantes do Técnico -> http://mext.pt.to/

Publicado por [MExT] às junho 1, 2009 06:44 PM

Sofia, há um grupo de pessoas que tal como tu procura de alguma forma intervir, ter uma voz activa, mexer com o técnico. envia um email para mext-ist@gmail.com ou visita mext.pt.to. Talvez possamos falar melhor :)

fernando pedro

Publicado por [MExT] às junho 1, 2009 08:08 PM

mext.ist@gmail.com, aliás

Publicado por [MExT] às junho 1, 2009 09:02 PM

Sofia, no fim do teu ponto 3 voltaste ao mesmo problema: "Ele fez a sua parte: não se submeteu. Foi um homem livre. Se as pessoas lhe seguissem o exemplo, seríamos todos livres."

O problema é sempre o mesmo "se as pessoas....." ;)

O Michael Bloomberg é Mayor de NY e é conhecido por dizer "1º sê um bilionário, depois vai para a política"! A campanha deste senhor foi paga do seu bolso, não devendo nada a ninguém, e claro, como não precisa de $ tem um salário (anual) simbólico de $1 como Mayor! Concordes ou não com as políticas concretas do homem, a verdade é que é trilhou o seu caminho, e não tá a fazer política por razões egoístas (ok, talvez para o ego, mas isso todos temos um).

Publicado por [petept] às junho 5, 2009 09:00 PM

Cara Sofia:

Concordo com quase tudo o que escreves. E concordo que o MExT pode ser o local, onde todos os interessados em mudar a AEIST se poderiam encontrar.

Raul

Publicado por [Raul] às junho 5, 2009 11:40 PM

Pepet: É, o problema são as pessoas. Por isso é que têm de ser as pessoas a mudar e não o sistema. E o melhor que pudemos fazer é mudarmo-nos a nós próprios e com isso dar o exemplo. Quem quiser mudar muda e é livre, quem não quiser não muda. O que não podemos é deixar de mudar só porque a maioria não muda nem perdermo-nos nos jogos do sistema actual que canalisa toda a energia não conformista no oposicionismo.
A maioria da população é conformista, não se mexe por si mesma, mas se aqueles que se mexem não gastassem a sua energia a lutar contra o sistema e simplesmente não lhe obedecem então não haveria apenas um Gandhi e talvez as coisas não fossem como são.
Voltei denovo aos ses. A verdade

Publicado por [sofia] às junho 10, 2009 02:42 PM

A verdade é que temos uma maioria de conformistas, uma boa quantidade de oposicionistas e portanto não há muito que possamos fazer...
A não ser por nós próprios! É o que fasso. Os outros mudem, se quiserem!

Publicado por [sofia] às junho 10, 2009 03:54 PM

A não ser por nós próprios! É o que fasso. Os outros mudem, se quiserem!

Isso sim já se assemelha à minha filosofia... ;)

Publicado por [petept] às junho 12, 2009 08:41 PM

:-) Só achei que se aqueles que fazem por si próprios, juntos, podiam fazer mais ainda por si próprios e talvez dar uma mãozinha a quem quiser fazer por si próprio. Não cheguei a isto sozinha. Tive uma mãozinha de alguém que já fazia por si próprio nestes aspectos. Mas percebo-te, não vale a pena gastarmos energia a falar com maiorias passivas na esperança que acordem. Precisamos dessa energia para nós. O importante é dar o exemplo. Quem quiser que se junte a nós. Sim essa a questão fundamental, têm de ser eles a vir ter connosco, se quiserem.

Publicado por [sofia] às junho 24, 2009 11:01 AM

IMHO you've got the right awnser!

Publicado por [Ice] às maio 26, 2011 12:33 AM

Comente




Recordar-me?

(pode usar HTML tags)