« Sorriso enigmático | Entrada | (ou não-pago) »

setembro 14, 2007

O que tu queres sei eu Zézinha



Publicado por [Rick Dangerous] às setembro 14, 2007 05:16 PM

Comentários

devias resolver as tuas escapadelas pelo porno gay, queres-nos contar algo?

Publicado por [Anónimo] às setembro 14, 2007 07:56 PM

Muito bem visto. Freud explicaria.

Publicado por [Anónimo] às setembro 15, 2007 01:20 PM

isto é muito mau!
independentemente das divergências políticas, é muito mau!
shame on you!
(ora aqui está um blogue que a asae devia encerrar)

Publicado por [Anónimo] às setembro 15, 2007 02:40 PM

Chauvinismo hard cord de Rick MAcho Dangerous.
Este post tresanda a reacionarice!

Publicado por [Jó] às setembro 17, 2007 11:05 AM

Cara Jó, ultimamente vejo-te muito policial e pouco interessante. Ironia, não levar a sério o adversário, provocação, são formas discursivas tão nobres e relevantes como qualquer outra. De resto, a Zézinha é tão sujeit@ de desejo (ou, se preferires, máquina desejante) como outra pessoa qualquer. Basta um pouco de imaginação.
Se ela quer ver os chineses todos juntos e fantasia a esse respeito, eu posso levar o exercício um pouco mais longe.
E não dou qualquer relevância ou significado real aos adjectivos que não economizas: chauvinismo, machismo e reaccionarice.
Sinceramente, sabes tanto acerca do meu machismo como acerca do meu feminismo - muito pouco.

Publicado por [Rick Dangerous] às setembro 17, 2007 07:23 PM

os gajos não me parecem muito chineses mas, lá está, o que sei eu de sorrisos enigmáticos? E também não são nada sexys

Publicado por [renegade] às setembro 17, 2007 10:16 PM

talvez a aborgagem devesse ser mais sensível para não te fazer lembrar da polícia. Como os teus posts são directos pensei que não te importasses de receber o mesmo tom. Não te imagino a fazer o mesmo post com o Telmo Correia e umas chinesas. Estou quase segura que não o farias-nem ninguém.
Não creio que esta provocação coloque o alvo como objecto desejável ou desejante. A minha leitura pode estar demasiado toldada pelos objectos recorrentes e normativos do heterossexismo patriarca, mas o que esta provocação reclama em primeira mão é o imaginário da mulher enquanto objecto dominado-toma lá uns chineses que o façam bem. Já o Telmo Correia com umas chineses seria dar-lhe um presente.
Isto pode de facto ser pouco interessante na medida em que ficamos sem piadas sobre pêlos e panascas. Para aqui acho pouco relevante o que sei ou não sobre o teu feminismo. Posso fazer a leitura deste post sem sequer conhecer o teu utensílio político teórico-prático.

Publicado por [Jó] às setembro 18, 2007 10:50 AM

"Não te imagino a fazer o mesmo post com o Telmo Correia e umas chinesas. Estou quase segura que não o farias-nem ninguém."
Estás quase segura? Mas porquê? Não é uma questão de sensibilidade, mas da presunção (policial) do que eu faria ou não. Em caso de dúvida, é-te mais fácil presumir o meu machismo.
E não percebo porque é que o desejo de uma mulher fará dela um objecto dominado.
Porque é que não haveria de apetecer à Zezinha foder com um chinês todo pintas?
Desejar um homem faz da mulher o seu objecto?
E isso é extensível à mulher que deseja outra mulher e ao homem que deseja outro homem e ao homem que deseja outra mulher? E um homem que deseja uma criança de 5 anos, é o seu "objecto dominado"?
A tua leitura parece-me forçada, porque pretendes ver no meu post uma confirmação de um preconceito teu.

Publicado por [Rick Dangerous] às setembro 20, 2007 04:22 PM

"Não te imagino a fazer o mesmo post com o Telmo Correia e umas chinesas. Estou quase segura que não o farias-nem ninguém."
Estás quase segura? Mas porquê? Não é uma questão de sensibilidade, mas da presunção (policial) do que eu faria ou não. Em caso de dúvida, é-te mais fácil presumir o meu machismo.
E não percebo porque é que o desejo de uma mulher fará dela um objecto dominado.
Porque é que não haveria de apetecer à Zezinha foder com um chinês todo pintas?
Desejar um homem faz da mulher o seu objecto?
E isso é extensível à mulher que deseja outra mulher e ao homem que deseja outro homem e ao homem que deseja outra mulher? E um homem que deseja uma criança de 5 anos, é o seu "objecto dominado"?
A tua leitura parece-me forçada, porque pretendes ver no meu post uma confirmação de um preconceito teu.

Publicado por [Rick Dangerous] às setembro 20, 2007 04:22 PM

mt mt mt mt mt mt mt giroooooooo

Publicado por [pedro] às dezembro 10, 2007 06:51 PM

That's a mold-beraekr. Great thinking!

Publicado por [Wind] às maio 25, 2011 09:37 PM

Comente




Recordar-me?

(pode usar HTML tags)