« Poesia de rua #13 | Entrada | Sá Fernandes na conferência sobre alterações climáticas »

setembro 21, 2007

Dia Europeu Sem Carros

“Isto do aquecimento global e da ecologia não é de esquerda nem de direita”, ouve-se dizer de vez em quando.

O que é certo é que amanhã, pela primeira vez desde há 6 anos, assinala-se em Lisboa o Dia Europeu Sem Carros.

Eis o link para as iniciativas da CML.

Link também para a Conferência Internacional do Bloco sobre alterações climáticas a realizar amanhã no ISCTE.

Publicado por [Saboteur] às setembro 21, 2007 02:24 PM

Comentários

faz amanhã 6 anos que um amigo meu "papou" de skate uma mota da bófia a descer a fontes pereira de melo

Publicado por [Anónimo] às setembro 21, 2007 03:31 PM

Eu quero que se foda o aquecimento global - quero é andar de bicicleta sem ser atropelado! E vão-se foder : a preocupação com transportes sustentáveis e qualidade de vida É ex-clu-siva de Esquerda. Na Holanda o atrasado mental conservador do Balkenende (que está á esquerda do sócrates, já agora) decidiu fazer cortes nos apoios ao transporte ferroviário. Resultado: encasinamentos de 3 horas nos 100 kms que separam Roterdão de Amsterdão. *

Essas frases, "[...] não é de esquerda nem direita" miradas ao público de "centro direita" só servem para esconder o sol debaixo da peneira. A direita tá-se a cagar que vivamos todos enjaulados em 2 toneladas de metal, em cinemas drive-in, comida drive-by, desde que isso dê lucro (e em portugal o carro é o símbolo derradeiro de estatuto, por isso convém que toda a gente tenha um carro para mostrarem que os deles são maiores/melhores).

Acho que não é por acaso que só as pessoas de direita que conheço gozem comigo por a bicicleta ser o meu meio de transporte primário (nem sequer tenho carro).

Usar a bicicleta (e os transportes públicos, já agora) como meio de transporte em portugal é visto como humilhante .


*mesmo com o desinvestimento actual, o sistema ferroviário holandês está a anos-luz do português: 24 horas por dia há um comboio rápido de meia em meia hora a ligar o norte ao sul do país. Número de comboios rápidos a fazer lisboa-faro por dia: 2.

Publicado por [Tárique] às setembro 21, 2007 03:33 PM

penso que não percebeste a ironia da frase...

de qq das formas, é bastante óbvio que no mundo de hoje as questões ecológicas são uma bandeira que a esquerda quer só para si, a questão subjacente é a de que preocupações com o ambiente traduzem-se em custos, ou seja, geram lucros menores nalguns ou em muitos sectores da economia. Sendo assim, a sobreposição do lucro das empresas à precupação com o crescimento sustentável é que é de facto de esquerda, não a ecologia per si. Quando o Dep de marketing de x empresa informa que ter uns quantos certificados daqueles iso-não-sei-quê dá boa imagem e que pode exponenciar vendas, então aí já vale a pena reciclar os toners e etc etc...e o que não falta é deputados "verdes" de direita na europa. Aliás, diz que até o PSD tem um candidato verde...hehe...

P.S.- Um exemplo curioso fora de contexto, devido ao elevado custo de reciclagem de material informático há empresas europeias que preferem dar computadores velhos a países africanos do que mandá-los para reciclagem (devido à fiscalização séria sobre essa obrigatoriedade e as umas multas pesadas claro está). Mas acontece, garanto-te.

Publicado por [Anónimo] às setembro 21, 2007 05:26 PM

eu levei agora 1 hora e meia para chegar a casa do trabalho porque um filho da puta num porsche vermelho decidiu ultrapasar pela direita um camião cisterna na entrada da auto estrada para cascais em carnaxide e levou um toque no para choques de tras. saí do carro e fui-lhe pedir que desviasse o popo 2 metros para o lado, ja que a culpa era obviamente dele e estava a deixar milhares de pessoas penduradas numa fila interminavel e sem alternativa na direccao de cascais. respondeu-me q a policia lhe tinha dito q nao mexesse no carro e por que é que eu não pedia a mesma coisa ao camiao cisterna. Nestas situaçoes faz-se o que? nao lhe ter ido as trombas esta-me a custar um nervoso miudinho ha uma hora que nao sei como dominar. foi um bela volta por alfragide, carnaxide, valejas e queluz de baixo ate paço de arcos. Que grande filho da puta.

Publicado por [renegade] às setembro 21, 2007 07:49 PM

Boas, houve uma alteraçao na data e local do lançamento do meu livro Versos Nus.
Sera possivel alterares a noticia colocada neste blog e fazer mais um pequeno post a avisar da alteração?
Agora é:
Lisboa, 29 de Setembro - 16.00 - Magnolia Caffé (Praça de Londres)

Obrigado!
www.tiagonene.pt.vu

Publicado por [Tiago Nené] às setembro 21, 2007 11:39 PM

Aqui no Brasil, o dia de amanhã é chamado de Dia Mundial sem Carro.

E se aí já é difícil andar de bicicleta sem ser atropelado, imaginem aqui. Este meio de transporte é considerado humilhante e "coisa de pobre".

E não é de direita, nem de esquerda. Nosso governo não dá a mínima importância para esse meio de transporte (aliás, não dá a mínima para transportes coletivos).

Abraço

Publicado por [Marcelo] às setembro 22, 2007 01:20 AM

"penso que não percebeste a ironia da frase..."


Pois... um amigo que percebe destas coisas diz para nunca usar ironia em textos porque 99% das pessoas não percebem.

Publicado por [Saboteur] às setembro 22, 2007 07:32 PM

Wow! That's a really neat ansewr!

Publicado por [Sundance] às setembro 30, 2011 12:24 AM

At last! Someone who unrdestands! Thanks for posting!

Publicado por [Cayle] às outubro 2, 2011 02:41 AM

Comente




Recordar-me?

(pode usar HTML tags)