« Navegando pela net em horário de expediente | Entrada | Vamo la' cumprir a meta das EP's, camaradas »

agosto 11, 2006

Things might have been so different

O Público abre com uma notícia cujo título é: "Podia ser pior do que o 11 de Setembro". E depois continua com jornalismo-things-might-have-been-so-different. Os cenários multiplicam-se, pelas fontes habituais, e até palpites são lançados no esforço de quantificação da expressão de abertura de telejornais "assassínio em massa a uma escala inigualável" - "três mil, quatro mil mortos foi o palpite que o director do Centro de Estudos de Defesa do King's College, Peter Neumann, deu ao PÚBLICO" (sexto parágrafo). Há, ainda, uma passagem sobre um "pressentimento" do ministro do Interior britânico. Ao que parece, antes desta história, o dito ministro rebelava-se contra os críticos das medidas anti-terroristas levadas a cabo pelo governo britânico porque estes não entenderiam o perigo global.

Portanto, a notícia é sobre cenários, palpites e premonições.

E eu exijo jornalismo-what-really-happened-and-who-did-it, com dados, fontes cruzadas, contraditório, provas, contextualizações e historiais. Porque eu olho para o lado e vejo o pessoal a borrar-se nas cuecas de terror e a voltar a amar a desamada aliança atlântica anglo-saxónica e todo o seu arsenal de guerra - "eu amo o míssil deles, eu amo o míssil deles" - e começo a resvalar para o pensamento-cabala (teoria da conspiração: e se isto é um pseudo-evento legitimador de acção violenta de quem pretende poder global? Estão a ver o género?) sobre o assunto, ao qual até tenho de forma relativa resistido nas últimas horas.


Publicado por [Joystick] às agosto 11, 2006 04:57 PM

Comentários

Os jornais britânicos têm posto o governo sobre pressão por causa da sua atitude perante os bombardeamentos e invasão do Líbano por parte de Israel. Talvez agora Blair tenha arranjado um pouco mais de espaço.

O que vale é que há sempre uma al-qaeda amiga para socorrer um neoconservador em apuros.

Publicado por [Anónimo] às agosto 11, 2006 06:28 PM

Muito coerente, sem dúvida...

Publicado por [mentecapto] às agosto 12, 2006 12:09 AM

Há quem -ao contrário da Joystick - já tenha entrado na fase da teoria da conspiração.

O meu chefe, perguntou «então isto dos atentados é mesverdade?» E a secretária solícita: «Então não viu? Está a dar em todos os noticiátios desde a manhã». E ele: «Ó minha querida, isso eu vi, mas agente sabe lá se isso é verdade».

Eu pensei: «Ó minha querida?» Isto dava um bom post.

Publicado por [Saboteur] às agosto 12, 2006 01:04 PM

O teu chefe!!!! Ah, ah, nada como informacao de dentro!! Esse gajo e muito a frente!

Publicado por [renegade] às agosto 12, 2006 10:17 PM

Comente




Recordar-me?

(pode usar HTML tags)