« Devorado | Entrada | Com o rabinho entre as pernas »

maio 19, 2005

Polit Duro

Zé Guilherme e Jorge Costa escrevem num texto da conferência do Bloco, taxativamente e de dedo apontado ao Ruptura: "No bloco não há depois-do-bloco". Depois o mesmo de sempre. O pluralismo genético do bloco que lhe permitirá ser a direcção socialista da luta popular, a nostalgia da velha esquerda doutrinária, a novidade e alternativa que representa o bloco e por aí fora.
No Ruptura, de olhos bem aberto, Gil Garcia responde:"Tal prognóstico é falso e politicamente conservador. Nada é irreversível e está isento da possibilidade de degenerar, tanto na vida como na política.[...] Ninguém pode prever o que acontecerá daqui a dez ou vinte anos, muito menos afirmar que o BE é o fim da história da política partidária de esquerda em portugal."
É só a mim que surpreende ver o zé a levar lições de heterodoxia do gil garcia?

Publicado por [Rick Dangerous] às maio 19, 2005 01:52 AM

Comentários

"Grande Gil Garcia", lololol

Publicado por [atir] às maio 19, 2005 11:30 AM

Publicado por [teen boot camps] às junho 12, 2005 02:38 AM