« Porque sim | Entrada | Enfarte cerebral... mas não é de agora »

maio 21, 2005

O Mito é um nada que faz tudo II

Andreas Bichlbaner - reunião da OMC em Salzburgo – pregou a compra do voto e saudou o balanço económico de Hitler – aplaudido pelos homens de negócios.

- anunciou a dissolução da OMC diante de especialistas de contabilidade.

- defendeu a reciclagem dos dejectos para fazer hamburguers para a África perante os estudantes australianos.

- chamou Gandhi de “idiota proteccionista” perante uma assembleia de homens de negócios.

Sempre aplaudido… mas afinal é a fingir.

Este “artivista” tem como brincadeira muito séria exagerar os traços naturais das personagens da economia. Levar o discurso até ao extremo. Elas caiem… E em seguida ele diz que era a brincar. Demonstrativo, não?
Juntou-se agora com Mike Bonnano e formaram os YES MEN.

Diz: “Não temos necessidade de estar tristes todo o tempo, mesmo se os assuntos forem graves”.

Começou esta carreira de gozar com assuntos sérios quando era empregado dos jogos de vídeo SimCity, que agora são os The Sims.

Encarregado de fazer um jogo com simulação de guerra, resolveu pôr os soldados a jogar à bola com drag queens. Escândalo e despedimento.

Daí em diante resolveu simular tudo até ao fim: personagem, presença, comunicados de imprensa.

Antes do Encontro de Seattle da OMC, que seria rodeado de contestação criou um falso site da OMC. E Andy apareceu, credível, de fato cinzento escuro como um executivo de topo.

Foram eles também que simularam ser porta-vozes da Dow, declarando a responsabilidade da catástrofe de Bhopal e a entrega de 12 milhões de dólares às vítimas. Era a brincar… Mas até seria justo.

Os Yes men adoptam o humor para brincar com coisas muito sérias, porque acham que é a melhor maneira, sobretudo nos EUA.

Mais uma vez ver radicais livres

Publicado por [Paradise Café] às maio 21, 2005 11:07 PM

Comentários

Tudo coisas muito consequentes...

Publicado por [Anónimo] às maio 22, 2005 01:46 AM