« E ainda se queixam?! | Entrada | SECA »

março 22, 2005

Retrato de uma princesa desconhecida


Para que ela tivesse um pescoço tão fino
Para que os seus pulsos tivessem um quebrar de caule
Para que os seus olhos fossem tão frontais e limpos
Para que a sua espinha fosse tão direita
E ela usasse a cabeça tão erguida
Com uma tão simples claridade sobre a testa
Foram necessárias sucessivas gerações de escravos
De corpo dobrado e grossas mãos pacientes
Servindo sucessivas gerações de príncipes
Ainda um pouco toscos e grosseiros
Ávidos cruéis e fraudulentos

Foi um imenso desperdiçar de gente
Para que ela fosse aquela perfeição
Solitária exilada sem destino


Sophia de Mello Breyner Andresen

Publicado por [Operation Wolf] às março 22, 2005 08:29 PM

Comentários

Só para juntar uma boa ideia:

http://www.bookcrossing.com/

bookcrossing
n. the practice of leaving a book in a public place to be picked up and read by others, who then do likewise.
(added to the Concise Oxford English Dictionary in August 2004)


Publicado por [misspinkdragon] às março 23, 2005 12:08 PM

Eu até achava uma boa ideia o bookcrossing, e ainda acho, mas é para mim muito difícil ser comunista quando se trata de livros...;)

Publicado por [Renegade] às março 29, 2005 01:06 AM