« 6 de Fevereiro | Entrada | Brasillach cumpriu-se... »

fevereiro 06, 2005

Velada de Versos por Robert Brasillach

Velada de Versos
a alto e bom som
por
Robert Brasillach

Moída mais que por mós,
A memória dá recado
De um coração que por nós
Bate apesar de enterrado.

Concha do chão, sonho a sós,
Na morte o encontro marcado
Do silêncio com a voz,
Do presente com o passado.

Veio a noite e a paz após.
De vala a vale embalado,
Ali jaz, sono sem foz,
Em solidão o soldado.

Atrás do remorso atroz
Que punge e chaga do lado
De um coração que por nós
Bate apesar de enterrado.

Pela dádiva desmedida
Do eterno camarada,
Levo o tempo de vencida
E trago na minha vida
A morte dele hospedada!

Rodrigo Emílio

Publicado por FG Santos às fevereiro 6, 2005 11:23 PM

Comentários

Robert Brasillach - Presente!
Rodrigo Emílio - Presente!

Publicado por: Nonas em fevereiro 7, 2005 11:20 AM