janeiro 31, 2005

ILGACTIVIDADE

A ILGA Portugal não pára, depois de nos ter deliciado a tod@s com a fantástica campanha Pelo Direito à Indiferença (os códigos para usar os banners já estão disponíveis), publica agora uma Carta aberta aos principais líderes partidários - Em resposta ao repto de Pedro Santana Lopes, que não podia ser mais clara e oportuna. Está mesmo excelente, parabéns! Tal como está o site do Grupo de Intervenção Política, com as principais informações para quem quer fazer um voto livre de homofobia. Uma vez mais, parabéns!

Boss

Publicado por renaseveados em 03:13 AM | Comentários (8)

O frio aquece-me o coração

Como hoje estou muito bem disposto decidi dar um presente ao Boss.

error.png
Ideia retirada do Pandora's

veado_:-)

Publicado por renaseveados em 02:20 AM | Comentários (4)

janeiro 30, 2005

Olha mais um

«Paulo Portas rejeita casamentos homossexuais»

Vá lá Jerónimo, surpreende-me, sim?

Boss

Publicado por renaseveados em 09:19 PM | Comentários (22)

Homofobias Abençoadas (5)

Tão juntinhos que estão agora! Em Jerusalém os líderes religiosos cristãos, muçulmanos e judeus decidirem fazer uma pausa nos incitamentos às guerras entre si, para exigirem a proibição das celebrações do World Pride, que este ano acontecerão naquela cidade. Tivesse a Paz a mesma importância que a Homofobia nestas cabecinhas beatas, e há muito que o Médio Oriente seria uma região sossegada...

Boss

Publicado por renaseveados em 06:46 PM | Comentários (4)

Por amor às garotas de Ipanema


Novo cartaz de quem você já sabe, roubado ao Barnabé

Si escrévi "espetáculos" sem êssi "c" inútchiu... [canto superior direito]

Boss

Publicado por renaseveados em 06:25 PM | Comentários (8)

Entretanto na extrema-direita

«Gostaria de perguntar ao dr. Pedro Santana Lopes como concilia o que acaba de dizer com o site do Instituto Português da Juventude, que funciona na Presidência do Conselho de Ministros, e que tem páginas sobre sexualidade juvenil, apelando a igualdade de tratamento entre homossexuais e heterossexuais» - Manuel Monteiro, líder do PND à SIC, via Os tempos que correm

Estas declarações têm a vantagem de fazerem duas clarificações importantes: 1) O PND é efectivamente um partido de extrema-direita, para o qual a discriminação negativa dos homossexuais é um "valor fundamental" e 2) O PND têm consciência que ao impedir o casamento entre pessoas do mesmo sexo, se está a discriminar negativamente os homossexuais. Algo que me parece muito claro, mas que ainda não o é para muitos homossexuais.

O mais curioso é que neste país onde nunca se discutiu a sério o casamento homossexual, o PND apresente a sua oposição aos mesmos como "algo novo". O delírio dos neo-fascistas é tal que chegam a escrever isto: «PSD apoia proposta da Nova Democracia contra o casamento e a adopção por parte de homosexuais. ».

Boss

Publicado por renaseveados em 06:10 PM | Comentários (0)

O erro de Sócrates

Santana chora, até da gripe, coitadinho.. nunca ninguém deve ter sofrido semelhante. Chora e ataca cobardemente, distorce, insinua. Neste momento Santana Lopes tem dois "trunfos" políticos: a fama de engatatão e os boatos contra o adversário. E que faz Sócrates? Recua, faz o jogo de Santana. Santana insinua, mentindo, que o PS poderá legislar os casamentos homossexuais - o que já se sabia ser falso - e Sócrates? Joga e esclarece que o PS nunca defendeu os casamentos homossexuais, apresentando esse facto como algo positivo. E Santana? Contra-ataca com a sua heterossexualidade, apresentando-a como uma vantagem, algo que interessa ao cargo de primeiro-ministo. E agora Sócrates?

Sócrates não pode entrar na lógica santanista, não pode dar razão a Santana, não pode dar parte fraca. Se Santana surge com bocas, pulhices e sacanices, a resposta tem que ser a isso: não respondo a bocas, não vou em pulhices, e as sacanices têm que acabar - como bem fez Francisco Louçã. Se Sócrates se deixa arrastar pela imundice da política de Santana, suja-se. Temos que acreditar que o eleitorado português é mais inteligente que o norte-americano, e que a campanha homofóbica que em boa medida elegeu Bush, não surtirá efeitos em Portugal. É que não há desculpas para quem vota em Santana, este homem já sabem quem é.

Boss

Publicado por renaseveados em 05:33 PM | Comentários (9)

Quem precisa de um PM quando tem um gigolo?

«"Este homem é conhecido pela sua natureza sedutora". Do púlpito, Augusta Ferreira, doméstica, dirigiu-se com estes modos a Pedro Santana Lopes. Em delírio, as mais de mil mulheres presentes no almoço de Famalicão mostraram partilhar desta apreciação. A seguir, foi a vez de Manuela Cardoso levar a sala ao êxtase: "Ele ainda é do tempo em que os homens escolhiam as mulheres para suas companheiras", afiançou esta funcionária pública, lembrando que Deus assim o quis. "Bem-haja os homens que amam as mulheres!", sentenciou ainda. "O outro candidato [José Sócrates] tem outros colos. Estes colos sabem bem", confessou Pedro, no final, aos jornalistas.»

Eis a razão pela qual devemos votar em Pedro Santana Lopes, é hetero e já dormiu com muitas mulheres. Fantástico! Uma sugestão apenas, e que tal não concorrer a PM, o que só lhe tiraria tempo, e abrir antes um bordel gratuito, serviço público, para que o país, ou as suas mulheres heterossexuais, possam usufruir dessa sua qualidade? É que para o cargo específico de primeiro ministro não lhe estou a ver grande utilidade, aliás, convinha ter alguém que pensasse sobretudo usando a cabeça que está acima dos ombros. Já agora alguém com carácter, não caluniador, não pulha, e não cobarde, também eram capazes de se revelarem qualidades mais úteis para PM, do que simplesmente "engatar muitas gajas"... É que para isso, já temos o Zézé Camarinha.

Boss

Publicado por renaseveados em 02:36 PM | Comentários (15)

janeiro 29, 2005

A religião e o Holocausto: leituras obrigatórias

A Palmira tem-nos presenteado com excelentes e urgentes textos sobre o papel da religião na História do nazismo. 60 anos depois da libertação de Auschwitz é bom não esquecer toda a verdade sobre o Holocausto, por mais incómoda que possa ser, e não nos deixarmos levar por lágrimas de crocodilo. Urge portanto a leitura do A religião e o holocausto: I e A religião e o holocausto: II, enquanto ficamos à espera do terceiro post. Por mais que tentem esconder, há imagens que nem o tempo apaga.

Boss

Publicado por renaseveados em 10:50 PM | Comentários (9)

Nada como sermos claros: Santana é homofóbico!

O líder do PSD, Pedro Santana Lopes, manifestou-se hoje contra o casamento entre homossexuais e desafiou os seus adversários nas próximas legislativas a revelarem qual a sua posição sobre esta matéria. “A nossa sociedade tem regras e uma delas é a de que o casamento une pessoas de sexos diferentes”.

Santana saiu do armário e do silêncio. É mesmo um homofóbico assumido e feliz por sê-lo. A importância deste gesto é suficiente para fazer pensar os eleitores não homofóbicos e que são a favor da igualdade, em não votarem neste homofóbico! Acho que estas declarações são importantes e que chamam a atenção para uma clarificação. Para percebermos bem quem é pré-moderno (como Santana) e quem o não é.

Esta afirmação também ilustra que no Portugal (virtual) governado pelo PSD, a igualdade é só para alguns (os que gostam de pessoas de sexo diferente) e nem sequer há intenção de mudar esta situação. Também não é nada de novo. Já sabiamos que do lado de Santana, vêm desigualdades, má gestão, perseguições políticas e muita roupa suja lavada em prime time. Já sabemos porque já vivemos 5 meses do pior governo que Portugal já teve.

Quanto aos outros candidatos, digam-nos o que pensam. O Bloco já inscreveu as suas intenções no seu programa político. Os outros não. Sempre queremos ver o que Sócrates, Portas e Jerónimo de Sousa pensam sobre manter o casamento como privilégio heterossexual.

João O

P.S.: Se o PS tivesse algo a ver com o PSOE, já saberíamos muito claramente, qual a sua posição!


Publicado por renaseveados em 08:01 PM | Comentários (16)

Dildofobia

Ao principio não achei muita piada a esta brincadeira, pois lembrou-me quando me enchiam a caixa de correio com estas porcarias. Mas como é por uma boa causa... tal como o boss não sou supersticioso, mas que 'las hay,las hay'. Cá vai:

1. HAVE YOU EVER USED TOYS OR OTHER THINGS DURING SEX?
Não me lembro. Tenho a memória curta! Mas gosto deste verso de uma música:
...
Oh little ghost boy, let me be your human toy
...
Quem adivinhar de quem é, e de que música, ganha um dong. ;-)

2. WOULD YOU CONSIDER USING DILDOS OR OTHER SEXUAL TOYS IN THE FUTURE?
Só depois das eleições legislativas e só no caso do João O. ganhar as eleições! :-P

3. WHAT IS YOUR KINKIEST FANTASY YOU HAVE YET TO REALIZE?
Uma blogayorgia mas só com dildos!

4. WHO GAVE YOU THIS DILDO?
O João O candidato a primeiro-ministro deste Portugal dos pequeninos.

E passo a corrente a:

Zun
Panasca-Mor
Zoick
hetero_doxo

Também pensei lançar o desafio ao Pedro, mas achei melhor não...

veado_acorrentado

Publicado por renaseveados em 03:00 PM | Comentários (7)

Referendum Plus

A questão tem-nos passado ao lado, mas no dia em que Portugal vota para as legislativas, Espanha referenda o tratado constitucional para a Europa. Uma notícia da BBC chamou-me a atenção para a campanha Referendum Plus promovida pelo Consejo de la Juventud de España. A campanha usa uma bebida imaginária, a Referendum Plus, que garante dar energia suficiente a quem a beba para sair de casa no próximo dia 20 para votar. O verniz estalou foi com a imagem do macaco usada, que fez com que algumas pessoas se sentissem insultadas. Na verdade o insulto maior é para os macacos, que como se sabe, não têm o direito de votar. Parece-me que teria sido mais inteligente usar a imagem do rapaz ensonado para o "antes", e o mesmo rapaz com ar decidido para o "depois".

De qualquer modo a campanha não me choca, não só porque não renego a minha proximidade genética com rapaz do "antes", como também me parece que as campanhas de apelo ao voto têm mesmo que ser agressivas para conseguirem causar algum efeito. Um exemplo talvez melhor conseguido é a campanha Vote or Die, das últimas eleições americanas. Já os avisos da nossa CNE, só mesmo para adormecer abstencionistas...

Boss

Adenda: Afinal a bebida existe mesmo, informa-me o lipe - eu não arriscaria beber. E no Todo Nada encontramos a contra-campanha já em curso.

Publicado por renaseveados em 01:59 PM | Comentários (4)

Afinal havia outro...


Aqui tem: como prometido numa embalagem discreta, sem qualquer indicação!

Então não é que o Manel também me tinha oferecido um e nem dei conta? É natural, depois de dois seguidos, mais um menos um, já ninguém é capaz de dar pela diferença. Fica feito o reparo e o agradecimento ao Manel ;)

Boss

Publicado por renaseveados em 01:19 PM | Comentários (3)

E os fascistas são os outros...

Esse grande antifascista, esse garante da democracia, Bagão Félix, mostrou hoje a sua tempera de grande democrata e respeitador das instituições. Desta feita, o alvo não foi o Bloco, esse partido que Bagão chama de neo-fascista. Foi a Freitas do Amaral, que por ter feito um parecer júridico contrário à nacionalização das reformas dos trabalhadores da Caixa Geral de Depósitos, que Bagão sugeriu que se demitisse de presidente da Assembleia Geral da CGD. "É difícil de entender que o presidente da assembleia geral da CGD faça um parecer que vai contra a decisão do Estado que representa naquele órgão, sem sequer ouvir o accionista."

Ora, Freitas do Amaral retorquiu: "Lamento e estranho que o senhor ministro das Finanças só tenha reagido contra mim, não quando o meu parecer foi tornado público [terça-feira, dia 25 de Janeiro], mas apenas hoje [sexta-feira, dia 28 de Janeiro], logo que foi conhecido o meu apoio público ao PS nas próximas eleições". Pois é, foi o que pensei também. Não será uma estranha coincidência eleitoral? "Não será a primeira vez, nem provavelmente a última, que este Governo faz perseguição política aos seus adversários", acusou. Pois, Sr. Bagão! Os fascistas estão no Bloco, mas quem faz a perseguição política aos adversários é o senhor e o governo que integra!

João O

Publicado por renaseveados em 12:36 AM | Comentários (14)

janeiro 28, 2005

Dildos 3

O Japinho já me tinha desafiado, não a usa-los só a falar sobre, e eu prometi uma resposta colectiva. Mas esta renagem fica louca ao som da palavra, e já foram respondendo a outros desafiadores. Entretanto também a Pandora me faz as mesmas perguntas, cá vai então para os dois uma resposta a solo, sendo que o argumento do Japinho foi o mais convincente: «se alguém quebrar esta corrente, o Santana Lopes ganha as eleições». Eu não sou supersticioso, mas há coisas com as quais é melhor nem brincar!

1. HAVE YOU EVER USED TOYS OR OTHER THINGS DURING SEX?
Sim, nomeadamente preservativos.

2. WOULD YOU CONSIDER USING DILDOS OR OTHER SEXUAL TOYS IN THE FUTURE?
Idem.

3. WHAT IS YOUR KINKIEST FANTASY YOU HAVE YET TO REALIZE?
Too kinky to tell.

4. WHO GAVE YOU THIS DILDO?
O Japinho e a Pandora.

Ah, e como isto é uma corrente e para não serem só bloggers a responder, desafio o prata, o silpheed, a miss detective e Joaquim a responderem na caixa de comentários ;)

Boss

PS: Eu sei que as minhas respostas não têm piada nenhuma, mas nisto de sexo prefiro ser divertido quando o faço, do que quando falo sobre.

Publicado por renaseveados em 11:40 PM | Comentários (10)

Questionário

1. HAVE YOU EVER USED TOYS OR OTHER THINGS DURING SEX?
Durante as relações sexuais, uso o que nos apetecer. Dildos, dildos nunca usei... também, para quê? Habitualmente há 2 pilas nas minhas relações sexuais e pelo menos 1 delas tem condições para substituir um dildo muito bem.

2. WOULD YOU CONSIDER USING DILDOS OR OTHER SEXUAL TOYS IN THE FUTURE?
Considero usar tudo o que me fizer falta ou que contribuir para a minha satisfação.

3. WHAT IS YOUR KINKIEST FANTASY YOU HAVE YET TO REALIZE?
Não tenho por hábito aguardar autorização de ninguém para realizar as minhas fantasias. Sinto-me livre para me satisfazer das melhores maneiras e faço-o com frequência. Portanto, não me recordo de nada que requeira coragem ou oportunidade para levar a cabo (rabo?) neste momento.

4. WHO GAVE YOU THIS DILDO?
João O, o santo!

Drocas

Publicado por renaseveados em 07:49 PM | Comentários (4)

de questionários e dildos

O Tiago (o fácil) mandou-me este dildo questionário, que anda a correr a blogoesfera. Cá vão as minhas respostas...

1. HAVE YOU EVER USED TOYS OR OTHER THINGS DURING SEX?
Então não!?!?!? Vocês não?!?!?!?!?

2. WOULD YOU CONSIDER USING DILDOS OR OTHER SEXUAL TOYS IN THE FUTURE?
O mais possível! The more, the merrier, ou em português, quanto mais maria! E porquê dildos? Porquê tanto falocentrismo na questão? Quem criou este questionário tem uma mente patriarcal!

3. WHAT IS YOUR KINKIEST FANTASY YOU HAVE YET TO REALIZE?
A Renas Sex Party!!!!!!

4. WHO GAVE YOU THIS DILDO?
Tiago, o fácil, das Litanias!!!!!

@s quatr@ nomead@s seguintes são:

Ana
Drocas
Veado
e ... Tiago Melhor Anjo

Vá toca a responder às mesmas perguntas que eu respondi, fazendo um post no seu blog com as perguntas e as respostas!!! E nada de quebrar que isto é uma corrente, e quem a quebra fica impotente e/ou frígido/a!!!!! Qualquer queixas ou insultos, é favor dirigirem-se ao Tiago Fácil das Litanias e encherem-lhe as caixas de comentários de insultos.

João O

Publicado por renaseveados em 06:59 PM | Comentários (9)

Competência para endividar

«Santana chegou ao Governo com impostos por pagar

Até à passada quarta-feira, Pedro Santana Lopes era alvo, segundo o sistema informático do Ministério das Finanças, de um processo de execução fiscal.»

As contas do país, as de Lisboa, as de Figueira da Foz, quem é que achava que seria diferente com as próprias?

Boss

Publicado por renaseveados em 01:23 PM | Comentários (3)

Philip Johnson (1906-2005)

Philip Johnson

Morreu esta terça-feira o arquitecto norte-americano Philip Johnson, com a bonita idade de 98 anos. Não o conhecia das enciclopédias gay, faceta que lhe desconhecia por completo, mas conhecia-lhe a obra. E esta era de difícil classificação, eclético que foi o seu percurso mais do que a obras que projectou. Lembrando a sua idade pode dizer-se que acompanhou um século, o passado, desde o Modernismo ao Pós-Modernismo com obras tão diferentes como a Casa de Vidro em Nova Canã de 1949 até ao polémico Edifício da AT&T em Nova Iorque de 1984, que foi uma das obras de referência das polémicas arquitectónicas sobre o Pós-Modernismo. A história da arquitectura deve-lhe não só a influência da sua obra como o protagonismo que teve na definição de alguns dos momentos chave no desenvolvimento de algumas das correntes estéticas mais significativas do século passado como a exposição “The International Style: Architecture 1922-1932” em 1932. Foi também um dos maiores responsáveis pela divulgação da obra de outros grandes arquitectos como Mies Van Der Rohe e Le Corbusier na América. Para reconhecer a influência da sua obra, foi o primeiro laureado com o prestigiado Prémio Pritzker de Arquitectura em 1979, o mesmo prémio atribuido a Siza 13 anos depois. É difícil esquecer o que fica gravado na pedra, especialmente quando podemos ver através dela.

veado_

Publicado por renaseveados em 04:36 AM | Comentários (2)

JS: drogas já, casamento gay é só para conversar

Notícia do Público: «JS quer legalizar drogas leves e lançar debate sobre casamentos homossexuais». Ao ler a notícia rapidamente se percebe que o objectivo é tirar protagonismo ao Bloco de Esquerda nesta matéria, mas esta "concorrência" só pode ser considerada positiva. A pena é que pareça pouco consequente no que toca à Juventude Socialista: «Quanto aos casamentos entre homossexuais, Pedro Nuno Santos disse que a JS quer apenas, nos próximos quatro anos, "lançar a discussão pública e conquistar a sociedade portuguesa para essa questão"». É bom saber que a JS está receptiva, espero que além de dialogar não trave possíveis iniciativas para a legalização efectiva dos casamentos homossexuais, vindas de outros partidos.

Boss

Publicado por renaseveados em 12:47 AM | Comentários (10)

janeiro 27, 2005

Uma juventude muito católica

«Oitenta por cento dos jovens portugueses não usa preservativo»

Depois há quem se espante por sermos o país da UE com piores taxas de SIDA, quer na população em geral, quer no que se refere ao número de novos casos na população jovem. Protege-te!

Boss

Publicado por renaseveados em 10:26 PM | Comentários (7)

Sondagem RTP

Era bom não era? Mas há que ser realista, e ter em conta a grande quantidade de indecisos. Não acredito que o PSD tenha menos de 30%, nem que o CDS fique atrás do Bloco de Esquerda. Como se lê no Margens de Erro, o eleitorado CDS tem vergonha de dizer em quem vota, o que é perfeitamente compreensível. Na sondagem da Visão o CDS é já o 3º partido, e a CDU a 5ª força política, ou seja, atrás do Bloco de Esquerda. Dia 20 já veremos quem esteve mais perto da verdade, sendo que neste momento as principais dúvidas são se o PS terá maioria absoluta, e como se ordenarão BE, CDU e CDS na tabela final de votos e de deputados.

Boss

Adenda: Acabei de ouvir Santana Lopes na TSF a ameaçar as empresas de sondagens com processos judiciais, caso se confirme a sua teoria de que estão erradas. Mais, para PSL os erros não são involuntários mas sim parte de uma "mega fraude em curso". Até quando teremos esta figura a dar mau nome a Portugal?

Adenda 2: Sondagem do Diário de Notícias dá 3º lugar ao Bloco de Esquerda e pior resultado de sempre para o PSD.

Publicado por renaseveados em 10:13 PM | Comentários (8)

Assim vai a (pré) campanha

A campanha vai animada. Cada vez há mais animação, senão vejamos:

1. Freitas do Amaral pede maioria absoluta para o ... ... PS!!! Demarcando-se quer do PSD, quer do partido que fundou, Freitas do Amaral, numa crónica publicada na Visão, pede mesmo maioria absoluta para o partido socialista, apresentando uma comparação das propostas do PSD e do PS. O que é que acharão disto no Largo do Caldas?

2. Nobre Guedes denuncia hipótese de bloco central. Parece que o PSD e o PP andam com vontade de se casar com... o PS! Ao que parece uma carta de Morais Sarmento dirigida aos populares (até o nome dá vontade de rir!), irritado com as tentativas desastradas do PP em se aproximar do PS, falar na possibilidade de coligação com o PS, para criação de governo de bloco central, despoletou a polémica e fez com que Nobre Guedes declarasse: O acordo pré-eleitoral assinado pelos líderes do PSD e CDS "é absolutamente claro" que o partido de Santana Lopes "de forma alguma viabilizaria um qualquer Bloco Central e que o CDS de forma alguma viabilizaria qualquer Governo com o PS." Na resposta à polémica causada pela carta de Sarmento, Nobre Guedes diz que lhe "consta" que no PSD há quem defenda um acordo com o PS. Mas o ministro adianta uma explicação é "o PS, inteligentemente, a querer fomentar esse intriga e mau estar." É a cabala, é a cabala...

3. Um outro casamento consumado, mas desavindo desde o ínicio, é o do MPT com o PSD. De acordo com o Barnabé e o DN, o site do MPT acusa Santana de "bolorento", "xenófobo", e com um programa de governo cheio de "vacuidades. " Relembro apenas que o MPT tem candidatos a deputados nas listas do PSD. Deve ser simpático estar nas listas de um xenófobo, bolorento e vácuo(?). E para quem, como eu, não aprecia Santana, é bom saber que ele está rodeado de amigos como estes!

4. Com Sócrates, não há tanga! "Não cometeremos o mesmo erro dos nossos adversários. Não vai ser repetido o discurso da tanga. Não haverá uma 'Tanga II'", garantiu ontem o lider socialista durante uma deslocação relâmpago a Bruxelas para contactos com os seus parceiros europeus, o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, e a comunidade imigrante. Ora ainda bem!

5. Santana enviou para as Juntas de Freguesia o seu retrato oficial. Confrontado com o facto de um primeiro ministro demissionário estar a mandar o retrato, a menos de um mês de eleições e mais de um mês depois do governo se encontrar em gestão corrente, o porta-voz de Santana dá esta "justificação" extraordinária: a foto foi feita ainda em Novembro, quando ninguém previa a dissolução da Assembleia da República. O "arrastar do processo logístico" explica, nas suas palavras, a razão pela qual ainda há juntas a receber o poster a menos de um mês das eleições. "Não fazia sentido ele chegar a umas juntas e não a outras", acrescenta. Caro/a presidente de junta, se lhe chegar uma foto oficial do demissionário, siga o exemplo destes seus ilustres colegas: José Godinho, diz que deitou a imagem de Santana no lixo. "Isto é uma vergonha, é absolutamente ridículo! Nos tempos do Guterres recebi uma fotografia dele, depois uma do 'cherne' e agora este!". O seu colega socialista Fernando Saraiva, de Benfica, pensou em devolver a prenda à procedência, mas depois assaltou-o uma dúvida: "E se aproveitam aquilo para a campanha eleitoral?"

João O

Publicado por renaseveados em 06:04 PM | Comentários (10)

Let's focus!

Veado, partilho da tua indignação como ficou aqui muito bem expresso na devida hora. Mas continuar a remoer uma frase infeliz, cujo autor já afirmou aliás que não repetiria - isto depois do artigo por ti linkado. Isso, meu caro amigo, é fazer o jogo da direita homofóbica. O desplante desses senhores é tal que nem escondem a sua homofobia para mostrarem a sua suposta indignação com a suposta homofobia de Louça - veja-se este aborto de texto como exemplo disso mesmo. Foi uma frase, foi infeliz, já passou. As políticas homofóbicas e heterossexistas dos outros continuam, Santana Lopes disse uma frase muitíssimo mais grave e ninguém ligou! Já estou pelos cabelos deste contínuo julgamento em praça pública feito por mafiosos ao menino que roubou um chupa, e com o aplauso das vítimas da máfia. Sejamos sérios, sejamos justos. Quem escolhe o seu voto pelas questões LGBT, a nível parlamentar só tem uma hipótese, e é esta:

Boss

Publicado por renaseveados em 03:31 PM | Comentários (15)

Louçã responde às críticas...

No Público Francisco Louçã respondeu às críticas que lhe dirigiram Eduardo Dâmaso e Ana Sá Lopes relativas à sua já tristemente famosa intervenção no debate televisivo frente a Paulo Portas. Louçã responde mas não se retracta. Se estavam à espera de um pedido de desculpas sobre as supostas alusões à suposta homossexualidade de Portas na parte sobre a discussão da IVG desiludam-se, porque tal entendimento das suas palavras nem sequer é assumido. De qualquer forma fazê-lo em plena campanha eleitoral seria um risco pois poderia dar à Direita mais uma oportunidade para fazer o habitual "teatrinho" de indignação sobre a utilização da vida privada dos adversários para fins eleitorais, pelo que a resposta dele não me surpreende. Louçã optou por defender a sua intervenção como um acto de indignação face às tácticas de culpabilização habitualmente usadas pelos detractores da IVG de que Portas no debate não abdicou. Lamentando que "Interpretar este debate como uma imposição moralista acerca da bondade de um determinado modelo de família seria surpreendente" uma vez que os seus críticos "sabem bem que me tenho batido contra todas as tentativas de imposição, por parte do Estado, de qualquer modelo de família estandardizado e que propus e votei no parlamento - contra o PSD e o PP - a lei das uniões de facto", Louçã faz uma profissão de fé afirmando "Continuarei sempre a defender esse direito, mesmo sabendo como sofri insinuações e calúnias construídas a partir dos preconceitos ou da surpresa de tal questão de liberdade ser pela primeira vez trazida para a agenda política".

Eu ainda não tinha dito nada sobre tudo isto e não gosto de fazer processos de intenções pelo que mesmo considerando aquela frase como não intencional mas uma resposta emocional às provocações de Portas, não se pode escamotear o seu significado e não deixa de revelar como os preconceitos estão bem enraizados não apenas na maneira de pensar das pessoas como na maneira de agir (ou não fossem preconceitos) mesmo nas daqueles que fazem o esforço de os expugnar. Quando muito Louçã sucumbiu a eles quando respondeu a "quente" no debate da forma como o fez, e ninguém nega o papel que o BE teve e tem no combate a esses e outros preconceitos. Mas quando nesta resposta elaborada a "frio" às críticas que lhe foram dirigidas ele não deixa de considerar como "calúnias construídas a partir de preconceitos" eventuais alusões à homossexualidade de uma pessoa que o não seja, ele parece não se aperceber de como está a perpetrar esses mesmo preconceitos que diz combater. É que se como dizia o outro as 'calúnias estão do lado da mentira, os insultos estão do lado da verdade', considerar a homossexualidade como um insulto ou uma calúnia são apenas as duas faces de uma mesma moeda - a de considerar a homossexualidade algo de depreciativo...

É por isso que tenho sérias dúvidas de que o Bloco de Esquerda vá para a frente com o que promete no seu programa eleitoral. Caso a conjuntura não seja favorável, i.e. a concordância da maioria da população com essas reivindicações em matéria de direitos lgbt, temo que acabará por vencer o medo imposto pela homofobia.

veado_indeciso

Publicado por renaseveados em 05:34 AM | Comentários (16)

Auschwitz: 60 anos depois

Quando cheguei a Oświęcim, depois de uma sonolenta viagem de autocarro, não estava preparado para o que se seguia. A sala de espera do agora Museu de Auschwitz assemelhava-se a uma qualquer sala de espera de um monumento muito visitado, cheio de turistas mais ou menos histéricos e recuerdos à venda. Fiquei-me por um chocolate quente que a isso convidava o gelo que se fazia sentir.

Ao dirigir-me para o ex-campo de concentração, vi finalmente o famoso portão com a sinistra inscrição Arbeit macht frei (o trabalho liberta), e foi aí que senti o primeiro choque. O portão era muito mais pequeno que o que me dizia a minha memória hollywoodesca, e o facto da imagem não ser a preto e branco tornava-a muito mais vulgar, não parecia um campo de concentração. Ao atravessar as primeiras ruas essa ideia tornou-se mais forte ainda, edifícios de tijolo bem ordenados, um aspecto limpo e até árvores! Já tinha visto bairros menos simpáticos.

Inaudível que era o guia, lancei-me por minha conta a visitar as exposições que preenchem quase todos os edifícios. A sujidade e degradação dos objectos expostos era evidente, e para fugir a uma excursão de teenagers alemães, abandonei rapidamente esse primeiro edifício. Ao calhas entrei num segundo, e só aí pude ver com calma o que estava exposto. Corredores com fotografias de crianças mortas, relatos de sobreviventes, de fugas. Listas de prisioneiros, descrições do que era feito em cada compartimento, espaços ínfimos onde era suposto dormirem dezenas de pessoas. Objectos de tortura, descrições das torturas, das dietas "alimentares", roupas, cabelos, e mais corredores com fotografias dos mortos de Auschwitz. Em pouco tempo se desvaneceu a primeira imagem, e sentia um enorme aperto no coração.

O sentimento é dúplice, identificação com as vítimas e remorso por sermos humanos como os seus carrascos. À saída o festival de flashs e souvenirs parece-nos completamente despropositado e de mau gosto. Mas mesmo assim preferi ficar por aí, a ter que visitar Auschwitz II. No regresso a Cracóvia a monotonia da paisagem polaca não é suficiente para nos fazer adormecer de novo. E à noite é um pouco incrédulos que vemos, nas lojas da praça central da cidade, caricaturas de judeus feitas em madeira ao lado das costumeiras t-shirts e das importadas babushkas. A memória é muito curta. Faz hoje 60 anos, e esquecer é um crime.

Boss

Links úteis:

- A libertação de Auschwitz - Deutsche Welle

- Homosexuals and the Holocaust de Ben S. Austin

- A time to remember... - Daily Out, Holocaust Memorial Day 2005 Special Edition (em PDF)

- Auschwitz & Birkenau - foto-reportagem do PortugalGay.PT

Publicado por renaseveados em 03:19 AM | Comentários (11)

Kaddish

Quando penso no holocausto, sinto-me ultrapassado. É como se algo de inominável, inimaginável, indízivel se tratasse. Sou ateu, mas a ideia do holocausto só me faz pensar no Kaddish. Deixo-a aqui... porque não há sequer modo de pensar o que aconteceu. O Kaddish é uma oração entoada na sinagoga e que não fala nunca em morte, apesar de destinada a períodos de luto.

João O

Publicado por renaseveados em 02:19 AM | Comentários (5)

Especial Eleições

voto_web_site.gif
«Depois de meses de discursos, promessas e acusações, decidi simplesmente votar no tipo com o site mais giro.»

As boas ideias são feitas para serem copiadas. Ali, na barra lateral.

Boss

Publicado por renaseveados em 01:58 AM | Comentários (3)

Quem agarra esta bandeira?

Olhando para a esfera parlamentar não há dúvida alguma de que é o Bloco de Esquerda quem mais faz e fez pelos direitos LGBT em Portugal. Como já foi referido aqui pelo renas, é o único partido com assento parlamentar que inclui o casamento homossexual no seu programa. O problema é que este está longe de ser uma prioridade do Bloco, temos que vasculhar o programa para o achar, e nesta recente polémica Louçã-Portas, que teria sido uma excelente oportunidade para o Bloco agarrar a ideia do casamento homossexual, nada se viu. Basta aliás consultar o divertido jogo do empurra divulgado esta semana, para se perceber que o Bloco não gosta de dar visibilidade aos temas LGBT na sua campanha, e estão longe de serem prioritários.

Mas o que o Bloco esconde, outros embandeiram em arco. O Partido Humanista tem-no entre as suas principais propostas, e o Movimento Liberal Social explica, no comunicado de imprensa que divulga a sua intenção de concorrer como partido político nas eleições de 2009, que «defende ideias como a legalização do aborto, a legalização dos casamentos entre homossexuais e a eutanásia».

É verdade que a expressão eleitoral destes dois movimentos é ainda residual, mas também o era a do Bloco há alguns anos. Muito do eleitorado do Bloco é constituído por pessoas que se identificam sobretudo com o lado liberal-social do partido, e não tanto com as suas políticas económicas. Ao relegar para segundo plano todas as outras questões sociais que não a IVG, o Bloco corre sérios riscos de perder eleitorado para estes novos movimentos.

Não posso ainda deixar de lamentar que nenhum destes movimentos tenha optado por integrar o Partido Socialista, em vez da aventura a solo, tão propícia a extinções. O Partido Socialista tão adepto de políticas económicas neo-liberais, e que cede lugares nas listas a movimentos católicos, teria certamente lugar para um movimento humanista ou liberal-social. Perde o PS, e perdem estas causas.

Relembro apenas o aviso, o Bloco não se pode deixar estagnar, e com os casamentos homossexuais a avançar em Espanha, só posso classificar como "falta de visão" o facto do casamento para tod@s não ser uma das principais bandeiras do BE já nestas eleições.

Boss

Adenda: Há posts que dá gosto engolir, mesmo antes de ir para a cama (são 5:00), passo pelo meu e-mail e fico a saber que o Bloco está a colar o seguinte cartaz em todas as capitais de distrito. Assim é um prazer votar no Bloco! :)

PS: Via Resistente Existencial descubro mais alguém que tem umas palavras a engolir, acho é que não vai gostar tanto quanto eu...

Publicado por renaseveados em 12:43 AM | Comentários (14)

janeiro 26, 2005

Tempestades de Neve no Leste Americano

Mais fotos espectaculares no The Boston Globe e Cape Code Times. Mas nem a neve salvou a igreja católica de St. Peter, Provincetown, de um inferno de chamas. S. Pedro fez a sua parte, foi o "boss" dele quem falhou...

Boss

Publicado por renaseveados em 10:51 PM | Comentários (4)

Esperança na Humanidade

Foi o que senti ao constatar que a maioria dos leitores rénicos, 38%, se declaram mais ateus que eu próprio :) 23% (ainda) são católicos, se é que podemos chamar católico a quem vem mais vezes ao renas do que à missa.. hehehe e 21% nada sabem, espero que as visitas ao R'n'V também possam ajudar nessa situação. Há ainda uma percentagem significativa (8%) de crentes não praticantes, e de fiéis ao Futebol Clube do Porto (7%). Os resultados completos podem ser consultados aqui.

Para esta semana propômos uma votação nacional, que não nacionalista, aliás, é bastante regionalizada. Os contadores já indicam a proveniência dos leitores por países, mas por regiões portuguesas não temos a menor ideia. Infelizmente o limite do número de opções não permite uma votação por distrito, fica assim esta proposta de regionalização, semelhante à que foi a referendo em 1998. Desde já o nosso obrigado pelo seu voto.

Boss

Publicado por renaseveados em 07:16 PM | Comentários (7)

janeiro 25, 2005

Censura grega parte II

Inacreditável! Estamos na União Europeia, o século é o nº21 e na Grécia, um estado membro da UE, um programa de rádio foi multado por ser gay! Depois da notícia da condenação do cartoonista austríaco a 6 meses de cadeia, por ter satirizado sobre a vida de Jesus, eis mais um exemplo de como a Grécia é de facto uma teocracia.

Lê-se no PortugalGay.PT que a razão invocada para a multa foi a má qualidade e a publicidade a bares e preservativos! Imaginem se em Portugal começassem a multar programas por serem maus! Curiosamente o órgão de censura na Grécia não viu nada de errado na campanha promovida pelo advogado Alexis Koyas, que dizia que a homossexualidade era a "pior anormalidade". Que bem que se está na Grécia - NOT!

A multa acabou por levar ao cancelamento definitivo do programa, por falta de fundos da rádio que o emitia.

Boss

Publicado por renaseveados em 11:31 PM | Comentários (10)

Vocês sabiam isto?

Queria encontrar o site do novo filme de François Ozon e escrevi "5 x 2" no Google, o nome do filme, e sabem o que apareceu? 10! O Google é uma calculadora! LOL Para encontrar informações sobre o filme é melhor fazer uma busca por "5 2 ozon".

Boss

PS: Será que se escrever "blowjob" o Google.. esqueçam!

Publicado por renaseveados em 10:37 PM | Comentários (17)

Política suja 3

socrates_jsd.jpg
Outdoor da JSD roubado ao Acanto

Não há dúvida, o PSD está disposto a tudo nestas eleições, o comportamento típico de quem já não tem mais nada a perder, porque quem vota em Santana aceita seja o que for. Reparem, de novo as cores do Bloco e a assinatura da JSD, objectivo: fazer campanha suja sem sujar o nome e cores do PSD. Espero que Sócrates e o PS avancem para os tribunais, porque isto de usar fotos alheias em cartazes publicitários sem autorização tem muito que se lhe diga.. só é pena a justiça não conseguir punir os infractores antes das eleições.

Boss

Publicado por renaseveados em 05:40 PM | Comentários (19)

Bom indicador

O papa acusa a Espanha de promover o laicismo para limitar a liberdade religiosa. (Público, versão papel).

Parece que o Vétiken está zangado com o Zapatero. E numas declarações aquando da visita dos bispos espanhóis, o monarca teocrático voltou a frisar o quanto o desagrada o governo de Zapatero. O que só evidencia o quanto Zapatero está no bom caminho!

João O

Publicado por renaseveados em 05:35 PM | Comentários (6)

Quem são os neo-fascistas?

A campanha de desinformação que a direita trauliteira e populenta do PP tem promovido é facto incrível e inaudita. Então não é que o Bagão Felix, esse Salazar de pacotilha, chama neo-fascistas ao Bloco? Como é que o Bagão pode chamar fascista a alguém?!?!?!

João O

Publicado por renaseveados em 05:09 PM | Comentários (9)

Uma campanha homofóbica

«Esta atitude do engenheiro Sócrates [recusa em participar em alguns debates televisivos] lembra-me aqueles meninos que na escola não queriam brincar no recreio, e a quem os outros meninos chamavam um nome feio. E eu digo: pois é bem feito que lhes chamassem esse nome»

Pedro Santana Lopes, citado de memória pelo Pedro Oliveira.

Por acaso até tinha lido numa mailing list uma citação das mesmas declarações, em Coimbra dia 22, em que o nome feio era explicitamente "maricas". Espero que todos os comentadores de direita que nos últimos dias arrasaram Francisco Louçã, sejam implacáveis com este homófobo nojento que aplaude a violência verbal contra crianças LGBT.

Boss

Publicado por renaseveados em 01:04 PM | Comentários (18)

Desglobalização

Sempre simpatizei com o termo "globalização", e nunca percebi muito bem porque tantos movimentos com que simpatizo o trataram de diabolizar. Globalizar soa-me mesmo bem, soa-me a viajar mais facilmente, comunicar com gente diferente, ser cidadão do mundo em suma. A tal "globalização económica" que é o verdadeiro inimigo dos referidos movimentos, é uma falsa globalização, já que depende precisamente das assimetrias económicas para se desenvolver: muitos pobres e alguns ricos. Se dúvidas houvesse de que o capital não está para se globalizar - no bom sentido do termo - veja-se esta notícia do The Wall Street Journal, sobre as alterações que algumas empresas americanas fazem aos seus produtos para que funcionem apenas nos EUA. Com o dólar barato não faltam europeus a querer comprar na América, mas vejam lá se depois o computador não estoira ao ligar-se à corrente eléctrica de voltagem não-americana...

Boss

Publicado por renaseveados em 03:49 AM | Comentários (1)

Novas do casamento nas Américas

Quem lê o renas há algum tempo já deve ter percebido que o casamento homossexual é um dos meus temas favoritos, não só pela importância capital que lhe atribuo para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária, mas também, confesso, pelo desejo pessoal de casar - só falta o noivo!

Posto isto, faço saber que a emenda constitucional anti-casamento homossexual volta a estar na berlinda. O caso é muito grave porque põe em cheque todos os casamentos já realizados no Massachusetts, o único estado dos EUA a reconhecer o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Entretanto mais a Norte, no Canadá avança-se para a legalização do casamento gay em todo o país, sendo que já o é na maior parte do território. Neste momento as duas principais organizações religiosas do país encontram-se em lados opostos da barricada. A ICAR está contra, pois considera a medida ofensiva para a moral e sensibilidade religiosa dos seus fiéis. E a Igreja Unida do Canadá está a favor, pois acha que o nome de deus não deve ser invocado para diminuir o valor de outras pessoas, e que se alguém pode destruir o casamento é o próprio casal e não gays e lésbicas. Católic@s LGBT do Canadá, estais à espera de quê para mudar para a IUC?

Boss

Publicado por renaseveados em 03:31 AM | Comentários (9)

ILGA Pride

mupielas.jpg

Como algumas pessoas comentaram já, esta campanha da ILGA consegue além de despertar a mente das pessoas para o problema da homofobia, alegrar e estimular o pride d@s homossexuais, e isso também é muito positivo. E isto além de dar uma imagem muito positiva ao associativismo LGBT, tantas vezes mal visto pelos próprios LGBTs. Um amigo meu que sempre teve aversão a tudo o que seja "movimento gay", ficou de tal forma entusiasmado com o anúncio que queria saber a forma de fazer chegar algum dinheiro à ILGA para que o anúncio passasse mais vezes. Claro que as associações fazem muito mais trabalho para além de anúncios de TV, trabalho esse vital, pouco reconhecido e que obviamente precisa de fundos - sim, dinheirinho.

Como já aqui falei antes, nota-se nas associações portuguesas, não apenas LGBT mas de todo tipo, um certo pudor em pedir dinheiro. Visitando sites de associações americanas os links mais chamativos costumam ser precisamente os que indicam como contribuir financeiramente ou como se associar à dita. Para quem como o meu amigo ficou interessado em ajudar a ILGA aqui ficam os links indicados: para se fazer sócio e para enviar €€€. E não, não tenho nenhuma comissão (LOL), aliás (ainda?) nem sou sócio. Mas é bom que tenhamos consciência que esta - €€€ - é uma das formas de ajudar a mexer as coisas, sem dinheiro nada se faz.

Boss

PS: No Sábado, creio, passou uma reportagem sobre a campanha no Telejornal da RTP, mas como estava num café cheio de gente não consegui ver/ouvir nada de jeito, alguém viu?

Publicado por renaseveados em 02:46 AM | Comentários (6)

janeiro 24, 2005

Dia de #"$%#...

Gripe, febre, vento polar... 37,7º de febre... Raios!

João O

Publicado por renaseveados em 05:35 PM | Comentários (14)

O regresso de Six Feet Under

six_feet_family.jpg

Hoje às 22h30 a série Sete Palmos de Terra regressa ao ecrã da 2:. Vamos assim poder rever os episódios da 3ª parte, e em Junho chegam os episódios inéditos em Portugal correspondentes à 4ª parte da série. Digam lá, já estavam com saudades desta família, não estavam?

Boss

Publicado por renaseveados em 01:41 AM | Comentários (10)

A vida de Jesus dá cadeia

jesus_grego.jpg

O livro A Vida de Jesus do austríaco Gerhard Haderer é uma divertida banda desenhada que mostra uma visão alternativa da biografia de Cristo. Entre outras coisas explica alguns milagres cristãos (curas de cegueiras) pelo uso da cannabis, o que bate certo com as características anti-inflamatórias para os olhos da dita droga. Quem achou que o livro batia mal foi a igreja ortodoxa grega que fez queixa à justiça daquele país, e que acabou de condenar o seu autor a 6 meses de prisão por blasfémia - nem mais, além de banir o livro. Meia Europa preocupada com a Turquia, e com uma teocracia grega dentro de portas!

Boss

Publicado por renaseveados em 12:44 AM | Comentários (16)

janeiro 23, 2005

Política suja 2

suja_jsd.jpg
Parte* do novo outdoor da JSD, roubado ao Pequenos Nadas

Política suja e camuflada no caso. Há uma intenção clara da JSD em baralhar os eleitores, ao usar as cores do Bloco de Esquerda num cartaz que lhe pertence. A JSD parece assim seguir as pisadas do próprio PSD, e elege o Bloco de Esquerda como principal rival nas próximas eleições. Parece-me justíssimo, aliás, injusto é sequer pensar que o PSD possa ter mais votos que o Bloco**, mas um bocadinho mais de honestidade só lhes ficava bem.

Boss

[Notas: * - A parte omitida é uma comparação das diferentes taxas de desemprego na Europa, mas não é assim que se percebe o aumento estrondoso do número de desempregados durante os governos do PSD. ** - E sim, o PSD vai ter mesmo mais votos que o BE, como disse alguém recentemente, o PSD podia apresentar o macaco Adriano como candidato a PM que nunca teria menos de 30% dos votos, o clubismo partidário tem destas coisas.]

Publicado por renaseveados em 10:28 PM | Comentários (18)

Política suja 1

suja_cds.jpg

Os jotinhas do CDS decidiram arrumar a casa, foi assim que ficou o passeio da Av. da Boavista no Porto. Para além do total desrespeito pelo ambiente e pelas mais elementares regras de limpeza, há o desrespeito pelos demais jotinhas que viram as suas fichas de militante espalhadas pela rua, à mão de quem passasse - mas também quem os mandou militar em semelhante grupelho? É ao que se habilitam.

Boss

Publicado por renaseveados em 10:12 PM | Comentários (4)

Mudando de assunto

msn_crash.jpg

O MSN messenger hoje está louco, ou é só com o meu?

Boss

Publicado por renaseveados em 08:07 PM | Comentários (12)

Homofobias Abençoadas (4)

Estou ainda a decidir se este será ou não o último número desta rubrica. A verdade é que é incrivelmente fácil coleccionar notícias ao longo da semana sobre homofobias cristãs das Américas, de tal forma que acabam por se tornar repetitivas. Por outro lado, as da Europa dizem-nos mais respeito, e não faz muito sentido esperar por Domingo para as denunciar, ou denuncia-las repetidamente. Finalmente as mais cruéis que acontecem por esse mundo islâmico fora, acabam por não chegar aos meios de comunicação social - não havendo como as denunciar.

Logo decidirei, esta semana fico-me apenas pela recomendação de dois artigos sobre o crescimento do poder fundamentalista cristão nos EUA: «Jesusland» de Max Gordon, e «The Bush Theocracy» de Doug Ireland - a ler com atenção.

Boss

Publicado por renaseveados em 07:22 PM | Comentários (3)

Desculpem lá discordar...

Mas quando a direita toda se une a condenar uma frase de um dirigente do Bloco de Esquerda e quando muitas pessoas de esquerda concordam e até o Boss concorda (3 vezes, Boss?!?!?), algo está podre no reino da Dinamarca. A defesa do direito à privacidade é certamente um dos argumentos plausíveis neste debate. E aqui condeno de modo veemente, a posição quer de Francisco Louçã, quer o rejoinder de João Teixeira Lopes. Que tenha sido uma frase infeliz e rasteira, a rondar o discurso da supremacia moral dos que são pais e mães, sobre todos os outros, tudo certo, concordo em absoluto. Agora não estou de todo convencido da homofobia da afirmação.

O que é que torna plausível a interpretação da mensagem de Louçã como homofóbica? O facto de se saber existir uma imputação externa da homossexualidade a Paulo Portas. Esta imputação, não sendo confirmada ou desmentida pelo próprio (que a meu ver, não tem sequer que o fazer), assume um carácter de mero boato. É por esse boato existir que se faz a interpretação da homofobia. Porque se não existisse tomar-se-iam as palavras de Louçã, como uma crítica a que pessoas que não têm filhos, se imiscuissem na questão do aborto, nomeadamente se fossem anti-escolha. O que é orientou a interpretação? Foram estas palavras:

"O senhor não pode falar do direito à vida porque nunca gerou vida. Não sabe o que é gerar vida. Eu tenho uma filha. Eu sei o que é um sorriso de uma criança."?

Ou o foi facto de existir um boato sobre uma pretensa homossexualidade, o que juntamente com estas palavras, derivou num julgamento de declarações homofóbicas?

É que se é o boato a orientar a nossa indignação, então temos que lhe atribuir veracidade e pedir que Portas aja em função desse boato. O que acho completamente descabido dado que estamos a falar de um mero boato. Foi o boato que pareceu estimular estas pessoas que defendem Portas de uma suposta homofobia, que o próprio perpetua não através da sua vida privada (para qual todos nos deviamos estar 100% a borrifar), mas através da total negligência dos direitos LGBT na sua agenda política. Quanto a Louçã, parece-me grave o argumento que apresentou, de que o aborto é um affair para pessoas que têm filhos. E usar a terminologia anti-escolha da vida! Agora usar-se o argumento da homofobia, com base no mix entre armários, boatos e as declarações de Louçã, parece-me servir apenas o objectivo de tentar denegrir o único partido, que apresenta no seu programa político uma preocupação com os direitos de gays e lésbicas, facto que nunca vi apontado por estas virgens ofendidas com a homofobia dos outros, mas que nunca pensaram na sua própria homofobia.

Por isso, e achando que foi muito má aquela frase (mesmo se emitida no momento em que o Santo Portas tecia considerações sobre abortos como assassinatos), preocupa-me muito mais a homofobia de Portas, bloggers de direita e quejandos do que propriamente a que poderia estar ímplicita na frase de Louçã, que me parece muito mais dirigida a quem não tem filhos do que a gays ou lésbicas.

João O

Publicado por renaseveados em 06:03 PM | Comentários (24)

Uma campanha gay

Não será para evitar a reprodução ad nauseam do título «Uma campanha alegre», mas a menos de um mês das eleições é já certo que esta será uma campanha gay - no sentido actual do termo. Os boatos sobre a suposta homossexualidade de dois dos candidatos já chegaram aos jornais brasileiros, e daí aos tablóides mais bildentos que temos. A cada dia que passa mais o assunto é abertamente discutido nos blogs, incluindo os de referência.

Ora o assunto ainda na ordem do dia é a já famosa frase de Louçã a Paulo Portas, interpretada por muitos como homofóbica. E isto porque já toda a gente tem a suposta homossexualidade de Portas como certa, há vários anos. Não duvido que foi com esse pensamento que Louçã disparou a frase em direcção a Portas, mas como escrevi, o armariês com que foi pronunciada torna-a ofensiva para muitos heterossexuais, desde que sem filhos, e acaba por passar ao lado de todos os gays e lésbicas que os tenham - e não são poucos. Fazendo uma interpretação literal ela significaria apenas que quem tem filhos tem mais direito a falar na questão da interrupção voluntária da gravidez do que quem não tem - e isto é uma profunda estupidez.

Tal a estupidez que toda a gente lhe viu outro sentido. O que me choca é que vendo a frase desse ângulo, ou seja, "você é gay e por isso não tem o direito de ser contra a IVG", haja quem a defenda, como Vicente Jorge Silva por exemplo. Lê-se no Causa Nossa: «(...) mas se esse alguém é uma figura pública cujo comportamento privado contradiz radicalmente as normas que pretende impor publicamente aos outros (julgando os outros moralmente e politicamente em nome disso) (...) Ora, no caso do debate referido, como negar a Louçã o direito de apontar a Portas a evidência de uma contradição, embora utilizando eventualmente termos menos felizes? Além disso, foi ou não Portas quem se atreveu a abrir as hostilidades, julgando-se resguardado por um estatuto de total e absoluta impunidade? Louçã deveria ter ficado calado?».

O meu desacordo com este texto é absoluto. Eu sou gay e um ferveroso defensor do direito à interrupção de uma gravidez indesejada - basta olhar para o topo do blog para se perceber isto. Mas essas coisas não são inter-dependentes, não é por ser gay que sou a favor da legalização da IVG, e tal qual há muitos heteros contra ou favor da dita, o mesmo se passa com gays e lésbicas. Atribuir um "valor sagrado" a um óvulo fecundado - por muito que discorde da ideia - é um direito que assiste a qualquer pessoa, independentemente da sua sexualidade. Claro que me choca que queiram impôr a sua moralidade a tod@s, mas dizer-se que isso é uma contradição com que o que se faz em privado, sendo que o privado neste caso não é a "prática de aborto", mas supostas práticas homossexuais - isto sim, é contraditório, e pior, implicitamente homofóbico.

Cada um tem a sua moralidade, e nem sequer é incompatível ser-se homossexual e estar em consonância com a moralidade católica - desde que se seja casto. E se falar da orientação sexual de alguém pode ser legítimo, falar das práticas sexuais já não o será quase nunca. O texto de Vicente Jorge Silva acaba por ser bastante mais infeliz que a frase de Louçã, que tem pelo menos a desculpa do "calor do debate". É que quando se fala em "absoluta impunidade" fica claro o sentimento de culpa que se quer atribuir à suposta homossexualidade de Portas. Homofobia é isso mesmo.

Boss

Publicado por renaseveados em 03:33 PM | Comentários (11)

janeiro 22, 2005

Os caçadores são uns desmancha-prazeres

renas_apanhadas.gif

Obrigado ao Azorboy por este flagrante. Vá renas, quem se acusa?

Boss

Publicado por renaseveados em 04:54 PM | Comentários (6)

Duas notas sobre os dois posts anteriores

1) Indiferente a tudo isto, Paulo Portas continua a sua rídicula "apresentação do elenco governativo no caso de vitória do CDS". Um exercício pleno de hipocrisia quando as sondagens dão menos de 7% ao seu partido, mas que na opinião de Portas lhe dá autoridade suficiente para exigir o mesmo dos outros, nomeadamente do PS.

2) Apesar de ainda ter a frase de Francisco Louçã entalada na garganta, não mudei a minha intenção de voto no Bloco nas próximas eleições. É certo que muita da simpatia que sentia por Francisco Louçã se perdeu ontem, mas como diz o Miguel Vale de Almeida: «A relação com a política não deve ser emotiva, mas racional. O que me interessa é que os partidos e os políticos defendam, nos seus programas, as políticas que acho justas.» E mesmo que escolhesse o meu voto apenas pelas questões LGBT (o que não é de todo verdade), não haveria como não escolher o Bloco.

Boss

Publicado por renaseveados em 03:20 PM | Comentários (11)

janeiro 21, 2005

Acontecimento blogayesférico do dia

O blog de direita Blasfémias avança com o outing de Paulo Portas.

Como foi referido múltiplas vezes aqui no R'n'V, as últimas eleições norte-americanas ficaram marcadas por vários outings a políticos republicanos. Os mesmos foram feitos por blogs de esquerda e com a justificação de serem políticos homófobos, que entre outras coisas defendiam a emenda constitucional anti-casamento homossexual. Não deixa de ser curioso que em Portugal, onde a palavra "homossexual" não tem lugar na campanha e debates eleitorais, seja um blog de direita a avançar com um outing a um político conservador, por este - pasme-se - ser contra a IVG.

Boss

PS: Dois posts num só dia em que me coloco em "defesa" de Portas é dose.. não me livro de um vómito hoje, está-me a parecer.. Mas apesar de ser favorável à ideia dos outings em circunstâncias muito específicas, não me parece de todo que fizesse neste momento sentido este outing. O motivo é claramente eleitoralista, e não é sequer prevenir que um homófobo seja eleito, mas apenas substituir este por outro qualquer.

Publicado por renaseveados em 06:28 PM | Comentários (16)

Um momento muito infeliz

Não vi o debate de ontem entre Francisco Louçã e Paulo Portas, mas ao ver hoje o excerto no noticiário em que Louçã dizia que "Portas não podia falar em vida, porque não sabia o que era gerar uma vida, ao contrário do próprio que tinha uma filha de 4 anos", senti uma inevitável volta ao estômago - assim não carago! É tão incrivelmente fácil pôr a nu as hipocrisias e falácias do discurso de Portas. Recorrer à vida privada própria ou do dito é mostra de falta de argumentos válidos - e não os faltam! Foi um momento muito infeliz, péssimo mesmo. Seguindo essa (i)lógica no referendo à IVG só pessoas com filhos poderiam votar, e porque não apenas mães? E seguindo a mesma lógica, dado o posicionamento priveligiado para falar no assunto, tod@s teriam a mesma opinião...

Muito, muito mau. E ainda fica mais difícil de perdoar quando esse erro me obriga a defender Paulo Portas, yuuuck!

Boss

Publicado por renaseveados em 02:27 PM | Comentários (24)

Be happy!

Desde o começo de 2005 que o número de fotos de homens despidos neste blog anda muito em baixo, aliás, o número de fotos de mulheres tem sido superior. Tudo isto para dizer que adorei esta série de fotos dos exercícios a que são submetidos os militares da Coreia do Sul - parecem gostar [via Towleroad]. Continuando a boa onda do post, fiquem também com o link da animação sobre o segundo mandato de Bush, que os noticiários da SIC e RTP passaram ontem à noite [via H2omens]. Last but not least, sabiam que a série Six Feet Under regressa na próxima segunda-feira à 2:?

Boss

Publicado por renaseveados em 04:26 AM | Comentários (4)

Casamento Gay x 3

No Canadá os militares já podem casar com militares do mesmo sexo nos respectivos quartéis - já falta muito pouco para que o casamento homossexual seja uma realidade em todo o território canadiano.

No Brasil o procurador da república João Gilberto Gonçalves pede a legalização do casamento homossexual, as hipóteses de sucesso são algo remotas, mas alguns activistas estão esperançados.

Em Portugal continua a estratégia do boato por parte de algumas obscuras forças políticas, que tencionam usar a presumível homofobia do eleitorado português em seu favor, ou em prejuízo dos seus adversários. Surgiu agora um novo blog [descoberto via H2omens] que tenta difundir a ideia falsa de que o PS apoia o casamento homossexual, para além de considerações sobre a própria sexualidade de Sócrates - tudo isto com um ar "gay-friendly" - NOT! Quando a incompetência e ausência de ideias é tão grande quanto a sede de poder, resta o boato como trunfo político.

Boss

Publicado por renaseveados em 03:41 AM | Comentários (0)

renas censurado em Espanha

Brincadeirinha, o Zapatero nunca nos faria isso, já o Fraga.. Bem, o problema é mesmo dos servidores da Weblog, e o Miguel de passagem por Barcelona, tal como o Cesare desde a Galiza, fazem-nos saber que há vários dias que não conseguem entrar no R'n'V. Felizmente a coisa parece estar em vias de resolução, graças à Chip7 como informa o comunicado do Paulo Querido. Espero então que na próxima semana já não haja problemas de acesso desde a restante Ibéria, e que o mesmo seja mais rápido para tod@s, já que mesmo quem acede de Portugal tem-no feito com dificuldade.

Boss

Publicado por renaseveados em 12:30 AM | Comentários (5)

janeiro 20, 2005

A campanha da Ilga

Através do site da Ilga ainda não consigo aceder àrea com o material da campanha "PELO DIREITO À INDIFERENÇA", mas já pelo menos dois blogs a descobriram: o Frigideiras e o De Puta Madre, assim sendo não vejo motivo para adiar por mais tempo a minha crítica ao anúncio televisivo - quem ainda não o viu faça o download antes de continuar a leitura (restante material nos blogs citados).

imprensaeles.jpg

Resumindo: eu amei o anúncio! Parabéns à Ilga, parabéns à agência de publicidade W/Portugal. O anúncio mostra claramente o que se pretende ao falar em "indiferença": igualdade na visibilidade, e não invisibilidade como se poderia pensar ouvindo apenas o slogan. O cenário é simpático, os personagens também (os rapazes giríssimos!), enfim, todo o anúncio transmite coisas boas, paz, harmonia, beleza... E no entanto é impossível ficar-lhe indiferente, marca pelos melhores motivos, o que é muito raro em publicidade, ou noutra coisa qualquer... Enfim, não há mesmo muito mais a dizer, está excelente, há muito que fazia falta algo assim. Uma vez mais: parabéns a tod@s @s que contribuíram :)

Boss

Publicado por renaseveados em 04:41 PM | Comentários (19)

Quer queiram, quer não!

«Temos de viver com os nossos valores, que são os valores católicos!» - Zita Seabra, cabeça-de-lista do PSD por Coimbra

Depois dos populistas e dos monárquicos, ficamos agora a saber que também há espaço para teocratas nas listas do PSD. E democratas republicanos, terá sobrado algum?

Boss

Publicado por renaseveados em 04:00 PM | Comentários (13)

The Queen has spoken

É o título da genial resposta do Farpas & Bitaites aos disparates publicados no BdE. No entanto a gargalhada que me arrancou não compensa a tristeza causada pelo abandono blogosférico do João Pedro da Costa. Exijo o regresso - the Boss has spoken too!

Boss

Publicado por renaseveados em 05:18 AM | Comentários (11)

Tal & Qual - É só a "renar"

Graças ao bom do Chef Alexandre fiquei a saber que o R'n'V foi mencionado no Tal & Qual. Pelo scanning do Alexandre só consigo perceber que as nossas votações, posts sobre o encontro Taizé e a Anna Kournikova constituíram motivo de interesse para o jornal - aliás, é precisamente a Anna Kournikova a ilustrar a peça. Tadinhas das nossas renas, sem qualquer hipótese de rivalizarem com uma tenista russa a "sacudir-se"... Bom, se alguém nos puder fornecer o texto completo ficaremos muito agradecidos, desde já um obrigado especial ao Chef Alexandre.

Boss

Aqui fica o artigo completo, gentileza do Chef Alexandre:

É só a “renar”

A união entre homossexuais e a interrupção voluntária da gravidez são dois dos temas centrais no blog “Renas e Veados”, com direito a votações e tudo. Mas em destaque surge uma das suas antipatias de estimação: o encontro da comunidade religiosa Taizé que teve lugar, há dias, em Lisboa. A multidão de rapazes e raparigas que vieram a Portugal para participar neste evento religioso esteve debaixo de olho e não escapa ao sarcasmo “das renas e dos veados”. As imagens de momentos tipo “piquenicão” são acompanhadas por legendas do género “Quem os vê assim, com as garrafitas de lado até pensa que estão com uma tosga (…)” ou “o que estes dois anjinhos estão a fazer não é um charro!”.

Também a actualidade tem aqui o seu lugar. Um dos autores do blog, o “Boss”, estranha a situação do ministro Morais Sarmento que coloca o seu cargo à disposição do primeiro-ministro, mesmo sendo um Governo demissionário. Podemos ainda ver a polémica imagem do príncipe Harry em trajos nazis, e a tenista Anna Kournikova a baixar o bikini para tirar a areia que se agarrou ao corpo.

Tal&Qual de 14 de Janeiro de 2005, página 12

Publicado por renaseveados em 04:58 AM | Comentários (3)

Referendo ao referendo

Os resultados da nossa última votação indicam que 70% dos leitores rénicos acham que a Assembleia da República deveria legalizar a interrupção voluntária da gravidez sem recurso a novo referendo. 10% acham que a lei só deve mudar com novo referendo, e uns assustadores 19% defendem que as mulheres que interrompam de forma voluntária uma gravidez indesejada devem ser perguidas criminalmente.

Boss

PS: Num blog onde se fala tanto em religião a nova votação pretende saber isso mesmo, a religião de quem lê o renas. Desde já obrigado por votar.

Publicado por renaseveados em 04:19 AM | Comentários (2)

janeiro 19, 2005

Os milagres não existem

«La Iglesia rectifica a su portavoz y dice que el uso del preservativo es 'contrario a la moral'»

Obrigado dot pelo esclarecimento. Ou seja, o cartoon de Ann Telnaes matém-se actual.

cartoon_sida.jpg

Boss

Publicado por renaseveados em 10:43 PM | Comentários (9)

Entretanto no Iraque

iraque_morte_check_point.jpg
Via BBC

Na foto um soldado norte-americano aponta a arma a uma criança por si ferida, depois de lhe ter morto os pais, por não terem parado a tempo num checkpoint. No próximo dia 20 de Feveiro é bom lembrarmo-nos tod@s não só do que foi feito ou não por cá, mas também da guerra apoiada por alguns dos candidatos, e pouco condenada por outros...

Boss

Publicado por renaseveados em 10:39 PM | Comentários (10)

Será milagre?

Notícia vista há pouco na TVI e que me deixou em choque, mas no bom sentido:

Igreja Espanhola aprova o uso do preservativo

Ainda ponderei que podia ser um sonho ou que já era 1 de Abril e não tinha dado conta, mas parece que é mesmo verdade. Foi algo inesperado mas desejado, mesmo que por cá não haja notícias do mesmo. A Conferência Episcopal espanhola acaba assim com uma posição hipócrita da ICAR, apesar de não haver qualquer menção à anterior acérrima e criminosamente falsa negação da eficácia do preservativo. Sim, porque Juan Antonio Martínez Camino, porta-voz da Conferência Episcopal Espanhola, que há cerca de dois meses disse:

"...existe un alto número de contagios de sida con el uso del preservativo y que los científicos no se ponen de acuerdo sobre los fallos del condón en la prevención de la enfermedad."

e que:

...calificó de "gravemente falso" sostener que el preservativo evite contagios

agora já acha que:

"...tienen su contexto en una prevención integral y global del sida"

As declarações podem não parecer mutuamente exclusivas, mas uma leitura integral dos textos, bem como o conhecimento comum da posição da ICAR acerca do uso do preservativo deverão esclarecer quaisquer dúvidas. De qualquer modo, mais vale tarde do que nunca. Esperemos agora que esta medida contribua para reduzir os contágios de DSTs que continuam a atingir números preocupantes, e que sirva como precedente para que fiéis e regentes desta instituição ponderem seriamente mudanças de opinião acerca de tantas outras hipocrisias.

Zun

Publicado por renaseveados em 02:47 PM | Comentários (23)

A loja dos 300

Este período pré-eleições traduz um afunilamento da coisa pública no debate estritamente económico. De facto, nunca como nestas eleições o factor económico foi tão hegemónico. De repente expressões como produto interno bruto, défice orçamental, dívida pública, pacto de estabilidade e crescimento, etc, etc, tornaram-se moeda corrente nas interacções e conversas quotidianas. Assistir a entrevistas a políticos (sim, no masculino, porque políticas mulheres são poupadas a aparecerem nestes debates, eventualmente sem quererem), que praticamente só estão focadas nas políticas económicas, assistir a largas horas televisivas de comentadores especialistas em economia e assistir a uma campanha que parece só focar a dimensão economicista (não a económica), parece-me desvirtuar completamente outras esferas da res pública e que têm interesse e importância.

Não se tome este discurso como um devaneio anti-económico em época de crise. Queixo-me mais da negligência de outras esferas, do que com a preocupação económica. Chateia-me que o país onde escolhi viver (até ver...) se veja meramente como um sistema económico, sem outras preocupações imediatas ou à la longue. Este foco na economia parece ser motivado por duas questões em concreto: o défice orçamental, por ultrapassar o limite imposto por Bruxelas (e que Portugal aceitou, o que contraria a tese corrente da imposição) e a situação de crise económica. De tal modo estas questões se tornaram hegemónicas que parece que estes políticos (reforço o masculino) só tratam de gerir a economia do país.

O que esvazia as competências atribuídas ao governo, que não se deve cingir a estas questões. Há um mundo de coisas que precisam de mudar neste país. Os direitos das pessoas, as relações das pessoas com o Estado, a educação, o emprego, a saúde, a ciência, a cultura, as questões do atraso estrutural, que dificultam a passagem de Portugal à modernidade. Que são questões com que os políticos deveriam ser confrontados, sem rodeios. E que estão dependentes da economia, mas que, pelo seu contributo e importância para a população e por serem obrigações constitucionais dos governos, não estão a ser discutidos a fundo e com rigor. Porque para estas questões deveria também ser exigido o mesmo rigor e responsabilidade com que se fala do défice. E não apenas com que estratégias podemos ludibriar Bruxelas, com contabilidades criativas.

Por isso, é preciso que as populações peçam este esclarecimento, e que não se façam promessas, mas que se exijam programas eleitorais sérios, responsabilidades, precisão e rigor. Tanto quanto em relação à economia. E quanto mais exigirmos dos políticos, melhor podem estes servir o país, que somos nós. E que a campanha não se cinja só ao défice, cuja supremacia só evidencia o descuido total a que todas estas áreas que mencionei (incluindo a economia, como se veio a demonstrar com o défice a chegar aos 6%), foram votadas, durante o consulado PSD-grupelho. Que não são bons nem numa coisa nem noutra! Queremos ar, queremos respirar, que Portugal, desde 2002, mais parece uma loja dos 300, barata e desqualificada.

João O

Publicado por renaseveados em 12:41 AM | Comentários (6)

janeiro 18, 2005

Indegistão Faraónica

- O governo é de gestão?
- É.
- E demissionário?
- Sim.
- E quer mandar fazer uma ponte nova?
- Pelos vistos.
- E o TGV?
- Também.
- E a criança da lista de espera no hospital, pôs-se boa foi?

Boss

Publicado por renaseveados em 05:38 PM | Comentários (6)

Depois dos insultos a vitimização

Não, este post não é sobre a estratégia de Santana Lopes para as próximas eleições. É sobre a reacção do Luís Raínha aos comentários ao seu post «Apanham-se doenças na internet? (3)» Ora o dito post trata três assuntos distintos, o "bug chasing", transgenderismo e apotemnofilia. Todos com a maior leviandade, irresponsabilidade, ignorância e preconceito.

O erro começa logo por querer falar de coisas tão distintas num mesmo post. O fenómeno "bug chasing" já foi aqui discutido, refere-se a pessoas que procuram ter relações sexuais com pessoas infectadas com HIV, para assim também ficarem infectadas. Este comportamento é criminoso, já que há uma clara e activa contribuição para a propagação de uma epidemia. Felizmente estou certo que este fenómeno é absolutamente minoritário, pelo que nem mereceria todo o destaque mediático que tem. A homofobiazinha do Luís está no facto de falar apenas em "bug chasers" homossexuais, quando também os há heteros, e isto num blog onde é tão raro haver qualquer referência a homossexuais, sendo que a imagem que o BdE transmite relativamente a gays e lésbicas acaba por ser péssima. A questão ganha alguma importância dado ser um dos blogs mais conhecidos da praça, e muitas vezes erradamente associado ao Bloco de Esquerda - nem Bloco, nem Esquerda, parece-me...

Seguidamente o Luís fala em transgenderismo, e aqui é que a coisa se torna realmente grave. O péssimo gosto em associar os temas acaba por ser secundário quando lemos a forma como aborda este tema: «a comunidade transgender tem crescido e prosperado muito graças aos bons ofícios da Net. O Distúrbio da Identidade de Género, ainda considerado doença pelo DSM – aliás, como o travestismo –, é apresentado, em sites como este ou em infindos quiosques de pornografia, como algo de perfeitamente "normal" e "saudável". Assim, indivíduos com as mesmas patologias podem agrupar-se e reforçar mutuamente as suas inclinações, que de outra forma talvez nunca assumissem grande importância.» Eu sou um defensor da pornografia, mas nunca a considerei a melhor forma de alguém se informar sobre o que quer que seja. Dizer que o travestismo ou o transgenderismo são doenças é simplesmente falso. Podem de facto conduzir a estados depressivos, logo patológicos, e que muitas vezes só se resolvem recorrendo a cirurgias de troca de sexo. Aliás, esses estados depressivos são em grande medida fruto do preconceito patente no post do Luís. Faz-me lembrar ainda os homófobos que usam as altas taxas de suícidio entre os adolescentes homossexuais para atacar a homossexualidade, sem perceberem que uma coisa é fruto da outra...

Para finalizar o supremo mau gosto do post, o Luís refere algo que desconhecia por completo, apotemnofilia, ou o desejo de amputação de membros. Cheguei a pensar que seria mais um "hoax", aqueles sites destinados a enganar os mais incautos com estórias mirabolantes, como os famosos "gatos bonsai". Mas aparentemente esta doença psiquiátrica existe mesmo. O pior é que o Luís não consegue perceber a diferença entre quem amputa deliberadamente um membro do seu corpo e quem se submete a uma operação para a mudança de sexo. A ver se nos entendemos, quem se submete a uma operação de troca de sexo fa-lo porque o sexo do seu corpo não corresponde ao sexo com que a pessoa se identifica, o que lhe causa grande sofrimento. Porventura muitos destes sofrimentos seriam bem menores ou mesmo inexistentes, se não vivessemos numa sociedade com uma visão tão bipolarizada dos géneros, mas isso são outras conversas. Felizmente a medicina actual permite levar a cabo e com sucesso estas trocas de sexo, podendo estas pessoas levar uma vida saudável e com o sexo com que se identificam.

Agora ter que explicar em que é que isto difere de uma pessoa que deliberadamente arranca uma perna, e porque é que isso é mau, é que é mais estranho, mas vamos lá tentar. Tal como no "bug chasing" há um contributo para a propagação de uma doença, o que constitui crime, aqui passa-se rigorosamente o mesmo. Embora no primeiro caso isso seja mais óbvio, dado tratar-se de uma doença contagiosa, também neste caso há como consequência invalidez e aumento da despesa com a saúde - isto tem custos, logo quando feito de forma deliberada alguém terá que o pagar e não deve ser o Estado ou a companhia de seguros. Parece-me ainda que a divulgação deste tipo de mensagens via internet também deva constituir crime, são claros incentivos à violência, contra o próprio no caso, mas violência ainda assim.

E antes que alguém me venha falar em eutanásia, que para mim deve ser um direito, respondo já. A eutanásia visa terminar com o sofrimento da pessoa, e o seu custo para o Estado é nenhum, de um ponto de vista friamente economicista, o Estado poupa com a eutanásia. No caso da apotemnofilia é o oposto, cria-se um novo sofrimento com pesados custos financeiros.

Re-lido o post penso apenas o quão surreal é ter que explicar algumas destas coisas, espero que pelo menos sejam entendidas pelo destinatário.

Boss

Publicado por renaseveados em 04:26 PM | Comentários (39)

janeiro 17, 2005

Não há homofobiazinha

Que não dê em transfobiazona.

Boss

Publicado por renaseveados em 10:58 PM | Comentários (10)

O oportunismo religioso nas catástrofes naturais

Simon Winchester assina um excelente artigo no The Guardian, que em boa hora o Expresso traduziu. Partindo do maremoto do Sudeste asiático, o autor descreve as consequências políticas de outras duas tragédias da História recente da humanidade, a erupção da ilha de Krakatoa, em 1883, e o terramoto de San Francisco vinte anos depois. Uma e outra tragédia foram amplamente aproveitadas por grupos religiosos, com fortíssimas consequências políticas: a independência da Indonésia e a crescente influência do fundamentalismo cristão na política norte-americana.

O tsunami de 26 de Dezembro também foi imediatamente aproveitado pelas mais diversas religiões - dos cadáveres se faz fé. Mas o maior perigo está sem dúvida no crescimento do fundamentalismo muçulmano na Indonésia, e os sinais disso mesmo não faltam já.

O último parágrafo do artigo de Simon Winchester ganha por isso uma importância capital. «Tendo em conta as consequências políticas de termos feito isso no passado - algumas dessas consequências boas e outras reconhecidamente menos boas, mas todas elas com efeitos a longo prazo - é talvez melhor para todos nós podermos afirmar que agora sabemos as respostas. Sabemos porque é que as placas colidem, porque é que as ondas chegam tão longe e porque é que os esqueletos apareceram naquela praia de Zanzibar numa pacífica manhã de domingo há mais de um século.» Combater o obscurantismo urge!

Boss

Publicado por renaseveados em 05:07 PM | Comentários (16)

Al Revés

Fraga Iribarne, esse fantasma franquista que ainda paira sobre a Galiza, em declarações recentes (na minha cabeça, ainda pensei que fosse uma sessão espírita, mas acontece que o facho ainda está vivo), continua o velho conservador franquista homofóbico que sempre foi, conforme demonstra esta notícia:

Fraga apuntó que la juventud está "cansada de los que les dicen que se disuelven sus familias, que ya no pueden contar con sus padres, y que va a haber matrimonios de personas del mismo sexo".

A este respecto aseguró que no tiene "nada en contra de ellos, sí nacen así pues qué se le va a hacer pero que no digan encima que se ponen orgullosos de funcionar al revés".

O que quererá dizer Fraga com o funcionar ao contrário? Será alguma alusão kinky que não estou a apanhar? Bem, a meu ver, também Fraga funciona ao contrário. Os seus valores são conservadorissimos e a sua eternização no poder (e não só!!!) desagrada a muit@s galeg@s. Tudo coisas al revés do do que se espera. A Dot, que tem que suportar esta múmia, dedica-lhe a seguinte canção: Siniestro Total - Bailaré sobre tu tumba. Eu acho que ela faz muito bem!

João O

Publicado por renaseveados em 04:15 AM | Comentários (11)

Campanha da Ilga começa hoje!

logo_ilga_port.gifaqui tínhamos anunciado que a Ilga iria lançar uma campanha publicitária este mês. Estejam atentos pois começa hoje, e tem como mote "PELO DIREITO À INDIFERENÇA"! Mais informações no site da Ilga, que espero que disponibilize rapidamente o material publicitário "digitalizável" (uns bannerzinhos para pôr nos blogs e tal..), bem como o muito aguardado anúncio de TV. Assim que lhe tivermos posto a vista em cima faremos a nossa apreciação, é tempo de voltar a ligar aqueles aparelhinhos parecidos com um computador, mas sem teclado...

Boss

Publicado por renaseveados em 02:12 AM | Comentários (9)

janeiro 16, 2005

Quase tão importante como fazer

sensoa_les.jpg

É falar sobre sexo, uma boa relação na cama implica uma boa comunicação dentro e fora dela. É precisamente essa ideia que se pretende passar nesta campanha da Sensoa, uma organização belga (flamenga). O Avioneta Malabarista explica-a com mais detalhe, não deixem de ler e obrigado ao AM pelo post.

Boss

PS: Depois das explicações do AM não deixem mesmo de ver o site da campanha, os cartazes estão excelentes e o vídeo imperdível. (Escolhi o cartaz lésbico para ilustrar este post, mas a campanha é dirigida a todas as pessoas de todas as orientações).

Publicado por renaseveados em 08:08 PM | Comentários (11)

As crianças (2)

Este é o segundo de vários artigos de opinião pessoal acerca da adopção de crianças por casais homossexuais. Anteriores: As crianças (1)

Instrumentalização e sofrimento

Sempre que esta questão é trazida a debate, e pelo facto de o direito à adopção, bem como ao casamento, estar intimamente ligado à defesa dos direitos LGBTs, surgem acusações de que as crianças estão a ser instrumentalizadas pelo "lobby gay".

O que é instrumentalizar

Quem se depara com este tipo de acusações pensará que os LGBTs que desejam adoptar crianças têm em mente fazer-lhes uma espécie de lavagem cerebral para que estas crianças se tornem elementos de propaganda ou para que se tornem adultos LGBTs. Na esmagadora maioria dos casos não consigo ver por detrás destas acusações mais que um preconceito básico de que todos os LGBTs são naturalmente perversos, e que só poderiam estar interessados em perverter as ditas crianças. Quem considera LGBTs como as pessoas normais que são, certamente entende que estes têm tanto desejo e capacidade de criar uma criança como outra pessoa qualquer e que não podem impôr a sua sexualidade aos filhos, tal como os casais heterossexuais.

E o que é instrumentalizar uma criança? Se a criança crescer acreditando nos valores incutidos pelos pais e se lutar por eles, está a ser instrumentalizada? Uma criança que cresce a acreditar no preconceito e sofre com isso, seja LGBT ou não, não está a ser instrumentalizada? O receio das pessoas que fazem este tipo de acusações é o de que mais e mais crianças cresçam e tomem como seus os valores de tolerância que eles próprios não conseguem aceitar devido aos seus preconceitos. Estas pessoas não encaram a hipótese de que uma pessoa tolerante o possa ser naturalmente e não devido à tal "instrumentalização". Da mesma forma que não encaram a hipótese de que a vontade de adoptar surge nos casais LGBTs pelas mesmas razões que surge nos casais heterossexuais, e não como uma arma de propaganda.

Sofrer e fazer sofrer

Visto que o objectivo da adopção é proporcionar um crescimento equilibrado e feliz às crianças, coloca-se a questão se o preconceito da sociedade não terá efeitos nefastos e contrários a essa intenção. Não tenho dúvidas que quaisquer crianças adoptadas por LGBTs sofrerão na pele os efeitos dos preconceitos dirigidos aos pais, mas será preferível uma infância numa instituição? Penso que é sempre preferível que uma criança cresça num ambiente em que possa ter atenção personalizada e que lhe dê as ferramentas para construir os seus valores e se defender dos preconceitos dos outros.

Se negar o direito de adopção a LGBTs é agir em defesa das crianças para que estas não sofram com os preconceitos alheios - o que já por si é um raciocínio hipócrita porque a causa do sofrimento não é atacada -, então o que fazer em relação a todos os outros segmentos populacionais que também são alvo de preconceitos? Será que alguém deveria deixar de ter filhos (adoptando ou não) porque as crianças vão sofrer por terem uma cor de pele ou religião diferentes? Ou pelo contrário, o facto de terem filhos contribuirá para uma aceitação gradual e para uma sociedade mais tolerante?

Numa perspectiva optimista podemos dizer que esta é uma situação geracional e que, com o passar do tempo, menos e menos crianças sofrerão pelo facto de terem pais LGBTs. Ao mesmo tempo, uma série de crianças sofrerão menos com a descoberta da sua sexualidade porque terão à disposição modelos reais com que se conseguem identificar e que não caem em estereótipos negativos.

Desejável vs real

Por muito que desejemos proteger aqueles que amamos parece-me claro que pô-los numa redoma só lhes é prejudicial. As crianças irão sofrer, como todas as crianças sofrem por imensas razões, mas sairão mais fortes no final. Queria também deixar claro que não encaro este facto com frieza, mas não vejo uma alternativa melhor. Cada caso é um caso e as opções devem ser ponderadas, mas a recusa da alternativa da adopção à priori não é uma solução.

Ainda a respeito desta questão sugiro que dêem uma espreitadela à opinião de Roseanne Welch, que cresceu no seio de uma comunidade católica ultra-conservadora e cujos pais se divorciaram nos anos 70, quando o divórcio era alvo de um preconceito iimenso.

Zun

Publicado por renaseveados em 07:33 PM | Comentários (7)

Homofobias Abençoadas (3)

- Alfredo Ormando tinha 39 quando se auto-imolou com gasolina em fogo na praça de S. Pedro, no Vaticano, em protesto contra a homobobia da ICAR. A figura de Alfredo é muito controversa, de louco a herói, as opiniões sobre este escritor frustrado variam muito, pelo que consegui ler sobre ele, pareceu-me sobretudo uma pessoa profundamente perturbada pelos preconceitos incutidos pela igreja, e que não se aceitava a si próprio. Nas cartas encontradas no seu casaco ele explicava que o seu acto era um protesto contra a homofobia, e que "não tinha culpa por ser homossexual". Tudo isto aconteceu há sete anos, 13 de Janeiro de 1998, e Alfredo viria a falecer dias depois. Esta quinta-feira, em Roma, houve uma manifestação em sua memória, mas tal como com a sua morte, o destaque mediático foi praticamente nulo. Um absoluto contraste com protestos semelhantes, como o do checo Jan Palach contra o regime comunista da ex-Checoslováquia. Protesto amplamente elogiado por figuras da ICAR, apesar de oficialmente "não aprovado".

- A ICAR espanhola no seu desvario fruto das políticas progressistas e democratizadoras do governo de Zapatero, não olha a meios e agora até recruta crianças de 6 anos para as suas campanhas homofóbicas, como recolha de assinaturas contra os casamentos homossexuais. O amor ódio ao próximo ensina-se desde pequenino.

- Seria Jesus homossexual? Já aqui colocámos esta dúvida, cuja resposta é afirmativa no entender de alguns historiadores. Seja como for é muito complicado ter certezas sobre este assunto, no entanto há quem as tenha, e ache razão suficiente para perseguir e censurar quem ouse pensar o contrário. No Reino Unido alguns grupos cristãos tentaram travar a transmissão de um programa pela BBC, onde entre outras coisas se questionava a orientação sexual de Jesus. Um grupo evangélico chegou mesmo a divulgar o número de telefone de alguns directores da estação, tendo estes posteriormente recebido ameaças de morte. Curiosamente o número de queixas pelo programa foi muitíssimo superior antes da transmissão, do que depois da mesma. Na Holanda duas estações regionais de televisão recusaram efectivamente passar um anúncio, por este também vincular a ideia de que Jesus seria gay. O autor da publicidade vai agora processar as duas estações, por clara violação das leis holandesas de liberdade expressão.

- Liberdade de expressão é precisamente o que invocam em sua defesa quatro cristãos evangélicos que estão a ser julgados num tribunal da Pensilvânia, EUA, por incitarem um motim, durante um evento gay de Philadelphia. Enfrentam uma pena máxima de 47 anos, caso venham a ser condenados. Não deixa de ser irónico que pratiquem um crime contra pessoas em nome das "leis de deus", e se tentem livrar da condenação em nome dos direitos humanos. A impotência divina é omnipresente.

Boss

Publicado por renaseveados em 03:43 AM | Comentários (0)

janeiro 15, 2005

E eu acrescentava-lhe a religiosa

«Repugna-me quem faz da carreira política uma profissão no sentido de ser incapaz ou menos capaz de se realizar numa outra leira.» - Januário, bispo da ICAR, n'A Capital

Boss

Publicado por renaseveados em 07:16 PM | Comentários (5)

Dolce fare niente

«Uma estratégia cautelosa, mas que parece ser apoiada - e até impulsionada - pelas principais associações de defesa dos direitos dos homossexuais e das lésbicas, conscientes de que a sociedade portuguesa ainda não está preparada para este tipo de ruptura.»

Excerto do artido «Casamentos 'gay' ficam na gaveta» do Diário de Notícias de hoje. A tal "estratégia cautelosa" é um possível reforço das uniões de facto, ou seja, fazer com que os homossexuais sejam um bocadinho menos cidadãos de segunda, mas de segunda ainda assim. E isto porque a sociedade portuguesa não está preparada (!?), e eu que achava que quem se devia preparar para o casamento eram @s noiv@s! E que casamento era sinal de "união" e não de "ruptura".. Quanto a esta estratégia de pouco ou nada fazer ser impulsionada pelas associações lgbt (!?!?) quero acreditar que é apenas mais uma distorção à la DN, é que se não é...

Uma nota crítica ainda em relação ao Bloco, que como já foi publicado neste blog, inclui o alargamento do casamento civil aos casais homossexuais no seu programa eleitoral, mas não parece disposto a avançar com a medida. Se está no programa só para inglês gay ver, mais valia não estar.

Boss

PS: O Miguel esclarece um pouco melhor a posição da Ilga e do Bloco nesta matéria, não deixem de ler.

Publicado por renaseveados em 04:37 PM | Comentários (6)

O seu a seu dono

«A ambulância... O termo não é meu. Foi o engenheiro José Sócrates que o utilizou. Disse que é feio disparar sobre uma ambulância. O da incubadora é meu.» - Santana Lopes ao Jornal de Notícias

No capitulo peixaria o "cherne" é da sra. Margarida Uva (esposa de Durão) e a "pescada" é também do Santana - na mesma entrevista.

Boss

Publicado por renaseveados em 01:50 AM | Comentários (2)

Eu também não, ou nunca, para ser mais rigoroso

«Nunca acreditei totalmente - ou sempre duvidei muito, para ser mais rigoroso - que a legislatura chegasse ao fim.» - Santana Lopes ao Jornal de Notícias

Boss

Publicado por renaseveados em 01:43 AM | Comentários (7)

janeiro 14, 2005

Ramona Maneiro

ramona_maneiro.jpg

Esta é a nova heroína galega, Ramona Maneiro, a mulher que ajudou Ramón Sampedro a terminar com o horrível sofrimento que era a sua vida, e que as leis do Estado obrigavam a viver em nome de deus. Esta semana foi o aniversário da morte de Ramón, o tetraplégico que inspirou o filme Mar Adentro de Alejandro Amenábar, e foi também agora que a valente e desenvolta Ramona contou o que já todos sabiam [entrevista à La Voz de Galicia e à Tempos]. Foi ela que deu a ajuda que todos os tribunais negaram a Ramón, a ajuda para fazer aquilo que está ao alcance da maioria de nós, mas não daqueles que mais razões terão para o fazer. Porque a vida deve ser um direito, e não um dever, espero que também neste capítulo Zapatero tenha coragem de acabar com o obscurantismo. Diz Ramona: «A quienes me critican desde la Iglesia católica, les digo que se preocupen de dar hostias y que dejen en paz la eutanasia y a los homosexuales. ¿De qué amor hablan ellos?». E como O Quilombo, digo eu: Viva Ramona Maneiro!

Boss

Publicado por renaseveados em 04:14 AM | Comentários (28)

janeiro 13, 2005

Coisas que me irritam

Em 2002 a CDU não elegeu qualquer deputado em Braga, nestas eleições as propabilidades disso acontecer são ainda menores. Se o Bloco e a CDU tivessem concorrido juntos neste círculo eleitoral teriam eleito um deputado (mesmo que da coligação resultasse um número de votos ligeiramente menor que a soma dos dois). Em 2002 o último deputado de Braga foi eleito pelo PS, em 2004 é provável que seja do CDS. Bloco e CDU: nada! Não seria possível ultrapassar divergências, e concorrerem coligados neste círculo com uma figura independente? Já vos disse que detesto o nosso sistema eleitoral por círculos distritais?

Boss

Publicado por renaseveados em 08:27 PM | Comentários (12)

Blogosphere Alert

random_precision.jpg

Qual é o post que toda a gente anda a ler hoje? A blogosfera ainda vai ter saudades destas santanices, dão posts impagáveis!

Boss

Publicado por renaseveados em 07:37 PM | Comentários (4)

Ainda na temática tablóide

harry_nazi.jpg
The Sun via BBC

Vejam lá quem gosta de brincar aos nazis, o príncipe Harry de Inglaterra! Eu acho que o humor não deve ter temas tabus, o que inclui o nazismo, mas daí a achar graça a um monarcazinho de suástica numa festa de amigos, vai um longo passo. E que dirá disto o PPM, parceiro de coligação do PPD/PSL?

[Nota auto-crítica: Bild, The Sun, what's next?! O Crime?]

Boss

Publicado por renaseveados em 01:16 AM | Comentários (10)

janeiro 12, 2005

Anna Kournikova e os grãos de areia

anna-05.jpg

Já não pode uma mulher sacudir a areia do bikini em paz, logo surge um fotógrafo do Bild para registar o que segue abaixo - via La Voz de Galicia.

Boss

anna-07.jpg

Mais fotos aqui.

Publicado por renaseveados em 11:49 PM | Comentários (18)

É quanto pod€m, enquanto pod€m

Leitura obrigatória: «Reunião de Família» - um conto pós-natal pré-eleitoral por Miguel Vale de Almeida. Espero que Sócrates tenha consciência que estas associações ICARísticas e anti-mulher viveram tempos de máxima engorda financeira durante os governos de Fujão e Santanás, ou seja, que se o PS quer repetir o referendo sobre a IVG e quer a vitória do "Sim" vai ter que abrir os cordões à bolsa. É que as tetas governamentais dos últimos anos dão para amamentar muitos cartazes com bebézinhos no papel de embriões.

Boss

PS: Nova votação já a rolar na barra lateral -->

Publicado por renaseveados em 06:51 PM | Comentários (13)

Mac mini da Apple

mac_mini.jpg

Eh , é mesmo um assim que eu quero, é lindo!

Boss

Publicado por renaseveados em 02:35 PM | Comentários (13)

Concorda com a legalização do casamento civil entre pessoas do mesmo sexo?

Foram estes os resultados da nossa votação. Como esperado a maioria dos leitores rénico é pró-igualdade, sendo que nas primeiras 24 horas da votação a percentagem favorável era ainda maior, cerca de 90%.

Boss

Publicado por renaseveados em 12:03 PM | Comentários (1)

CDS-Madeira vira à esquerda!?

Isso não sei, só sei que um dirigente da juventude do CDS Madeira anda a plagiar um blog socialista. Se o Paulo Portas não tem mão nestes miúdos, qualquer dia andam a plagiar o Avante!

Boss

Publicado por renaseveados em 11:38 AM | Comentários (3)

Insanidade do momento

«Morais Sarmento quis demitir-se. O primeiro-ministro Pedro Santana Lopes reiterou, ontem, a confiança no ministro da Presidência (...)» Eu sei que a memória em política é muito curta, mas tanto!? Relembro apenas aos citados que eles já se demitiram!! Bom, o Morais Sarmento tem a desculpa do mergulho, que por vezes pode causa amnésias, mas a do Santana qual é? Já em relação à hora (4 da manhã!!) do comunicado sobre o custo real das mini-férias em S. Tomé não me parece que haja jet-lag que o justifique...

Boss

Publicado por renaseveados em 11:30 AM | Comentários (6)

Fermez la bouche!

Esta semana o Vaticano anunciou que o combate ao casamento homossexual está entre as prioridades da sua agenda política para 2005 (que tal criarem um campo de refugiados para as vítimas desse flagelo? Podia ser na praça de S. Pedro por exemplo). No entanto se o assunto for discutido em França a atitude mais inteligente a ter pela ICAR, ou qualquer outra organização religiosa, é mesmo estar caladinha, já que 62% dos franceses não hesita em afirmar que as organizações deste tipo não têm qualquer legitimidade para discutirem a sexualidade. E mai' nada!

Boss

Publicado por renaseveados em 10:56 AM | Comentários (6)

janeiro 11, 2005

Desresponsabilização socrática

«Sócrates põe aborto à frente da Europa em matéria de referendos» - manchete do Público

Ou seja, Sócrates que encheu as listas do PS com pessoas anti-escolha, deixa agora claro que não alterará a lei do aborto sem recurso ao referendo. Como já escrevi anteriormente, sou contra referendos sobre direitos humanos, os direitos humanos devem ser sempre garantidos, e não referendados. E isto inclui naturalmente o direito a uma reprodução livre e segura. Sócrates tentará vender a ideia de que é pelo seu desejo de alterar a lei que dá prioridade a este referendo, mal tal é simples poeira demagógica para os nossos já cansados olhos. Sócrates não tem fibra feminista, e está-se a borrifar para os direitos das mulheres (de outro modo Sónia Fertuzinhos nunca teria sido afastada dos lugares elegíveis das listas). Ao referendar uma medida que devia ser aprovada pela próxima assembleia, Sócrates desresponsabiliza-se e faz a vontade aos católicos-militantes do seu partido, por outro lado ao avançar já com o referendo evita que o mesmo se torne numa pedra no sapato das eleições seguintes - porque esta já está claramente no papo. Mais, quer repetir o erro crasso do primeiro referendo nesta matéria, realiza-lo no Verão!* E assim se vê a demagogia e falta de firmeza de convicções do líder socialista.

[* - esta tarde o PS negou a informação relativa ao calendário do referendo.]

Boss

PS: O Público já actualizava a imagem do homem... é sempre a mesma foto.

Publicado por renaseveados em 11:03 AM | Comentários (13)

janeiro 10, 2005

Vamos fazer uma enciclopédia?

Já há muito que lamento a inexistência de um site em português semelhante ao glbtq, uma enciclopédia on-line sobre cultura gay, lésbica, bissexual, transgender e queer. Conseguir fazer algo semelhante em Portugal seria à partida muito complicado, pois exigiria a colaboração de muita gente muito qualificada, e em geral muito pouco disponível. Mas com a Wikipedia é possível que qualquer pessoa possa dar pequenos contributos para a criação de uma enciclopédia que consiga reunir informações raras e úteis sobre as culturas e sub-culturas lgbt's portuguesas, desde biografias, à historia das associações, passando por vocabulário ou tradições próprias. A Wikipedia funciona em regime de voluntariado, que pode ser anónimo, e é mesmo muito fácil ajudar, para quem já tem alguma experiência com construção de sites ou edição de blogs é básico. Neste momento a categoria "GLBT" está muito incompleta, está nas nossas mãos mudar isto. Já agora, também é urgente que alguém edite a entrada "feminismo", que está vazia no capítulo "Feminismo em Portugal". Vá, mãos à obra!

Boss

Publicado por renaseveados em 08:08 PM | Comentários (12)

Domingo em cheio para o Minho!

jn_minho.jpg

A última jornada correu bem às equipas minhotas, e como tal o Jornal de Notícias chama o assunto à primeira página da edição do Minho. Como a bola correu mal no resto do país, levam com os feiosos da direita como castigo! Moral da estória: quando a bola corre bem, não há campanha eleitoral que lhe chegue aos pés.. ou à capa, como é o caso.

Boss

PS: Ok, ok, o Sócrates é um "pitinho".

Publicado por renaseveados em 04:17 AM | Comentários (12)

Taizé IV

Não quero que pensem que não falamos noutra coisa neste blog, mas não podia deixar de referir e agradecer um comentário deixado pelo Robert, um jovem polaco, a recomendar-nos o site http://taize.of.pl/ para vermos mais fotos do encontro de Lisboa. São um pouco diferentes das do Drocas, mas valem a visita. Adorei o destaque dado aos limoeiros, laranjeiras e palmeiras, plantas desconhecidas na fria planície polaca. Já não foi em vão o dito encontro.

Boss

Publicado por renaseveados em 03:30 AM | Comentários (2)

janeiro 09, 2005

As crianças (1)

Este será o primeiro de vários artigos de opinião pessoal sobre a adopção de crianças por casais homossexuais. Já antes opinei sobre a questão do direito à adopção por isso não vou voltar a insistir directamente nesse assunto neste momento.

Género e modelos comportamentais

São várias as questões que se levantam acerca da educação de uma criança num lar homossexual. Qual a importância do sexo dos progenitores na educação das crianças? Haverá algum cenário que seja melhor que os outros em qualquer situação?

Pai e mãe

Há quem defenda que uma criança deve crescer com um pai e uma mãe para que possa interiorizar diferentes modelos e comportamentos sociais de cada sexo. Isto implica que há uma diferença clara entre o que se espera de cada género, que cada qual tem determinadas tarefas e comportamentos próprios condicionados pelo facto de ser homem ou mulher, quer estes sejam "naturais" ou incutidos culturalmente. Mas tem mesmo de ser assim? Os papéis atribuídos a ambos os sexos variam consoante época, cultura, mentalidade, etc., numa sociedade dita progressista e civilizada como a nossa não vejo razão para que se tornem rígidos e não possam ser antes reinventados e vividos consoante as nossas necessidades e desejos. Creio que o desejável para uma criança é que esta possa reconhecer modelos que lhe sejam benéficos e não apenas uma via limitada que terá de seguir porque toda gente o faz. Não há mal em que um rapaz se torne mais sensível e "feminino" se essas características fizerem dele uma pessoa melhor e se ele se sentir bem com elas. Deixarei para mais tarde as discussões das implicações que esta atitude pode ter numa sociedade.

Outros pais

E o que acontece quando as crianças são criadas apenas por um dos pais?Ou por tias? Ou quando crescem em instituições? Será que não conseguem adquirir modelos de comportamento e relacionamento afectivo, independentemente do seu sexo e do dos seus educadores? As crianças não vivem isoladas e estão constantemente expostas a muitos exemplos diferentes que progressivamente passam a fazer parte da sua vida. O melhor amigo na escola tem pais divorciados e passa tempo com as duas famílias, a professora é uma velhinha que nunca casou, o tio aparece com uma namorada vinte anos mais nova e sempre diferente, etc. A pouco e pouco não é difícil perceber que a felicidade não tem uma receita fixa e que é possível estar bem e ter uma família de formas muito diferentes. Um modelo "tradicional" pode ser uma base mas não deve ser um muro.

Crianças LGBTs

E as crianças LGBTs? Onde encontram elas os seus modelos? As referências à normalidade e funcionalidade de um comportamento afectivo que se coadune com a sua orientação sexual são escassas e pouco visíveis, tirando algumas excepções. Porém, o facto de a esmagadora maioria de LGBTs ser proveniente de lares heterossexuais é mais uma prova de que a orientação sexual e a individualidade de cada um se sobrepõem ou complementam os modelos parentais, e de que é possível construir formas de estar saudáveis adequadas a cada caso particular. Da mesma forma que crianças criadas por pais LGBTs poderão encontrar e criar todos os modelos de que necessitam, independentemente da sua orientação sexual.

Moral da história

A adopção de crianças por casais LGBTs e a sua crescente visibilidade iria trazer vários benefícios: mais oportunidades de um ambiente familiar saudável para um maior número de crianças; mais estabilidade em casais LGBT e um maior sentimento de auto-realização; menos homofobia através da visibilidade e desconstrução do preconceito e de estereótipos; adolescentes menos preocupados com as dúvidas acerca da sua sexualidade. E a lista até podia continuar...

Zun

Publicado por renaseveados em 12:58 AM | Comentários (12)

Homofobias Abençoadas (2)

james_barnett.jpg - Este rapaz é James Barnett, aluno exemplar de um liceu cristão de Dallas, no Texas, que frequentava até há bem pouco tempo, o Trinity Christian Academy High School. Depois dos professores terem descoberto que também geria o site de sucesso My-boi.com, dirigido a jovens homossexuais, foi expulso da escola e sem o seu consentimento a sua homossexualidade foi revelada aos pais. O caso atraíu as atenções dos media e James foi convidado para participar do famoso programa "Good Morning America", motivo pelo qual os pais ponderam agora a expulsão de casa.

- Steven Alicea também tinha pais cristãos (adoptivos no caso), sendo ambos pastores, e quando decidiu revelar-lhes a sua homossexualidade aos 15 anos, foi muito cristãmente posto fora de casa com o aviso de que iria arder no inferno. Dois anos depois o rapaz vê a sua coragem e trabalho como activista compensados pelo Departamento de Polícia de Miami.

- Em Orange County, Califórnia, um conjunto de pais católicos promoveu um abaixo assinado pela expulsão de dois miúdos da St. John the Baptist School de Costa Mesa. Motivo? A escola sendo católica devia respeitar João Paulo 2º e não permitir a entrada de crianças de famílias homossexuais, como era o caso. Já nem critico os pais por desempenharem o seu papel de católicos militantes, o que não entendo é que raio passou na cabeça deste casal gay para mandarem os filhos para uma escola católica. Qual era a ideia? Um dia destes os filhos chegarem a casa e perguntarem: «- Papás é verdade que vocês vão para o inferno como disse o professor?». Para já os miúdos ficam, mas os pais indignados prometem não desistir, "é uma questão de fé" - dizem.

- A Igreja Baptista de Westboro soma e segue. Depois de ter agradecido a deus a morte dos turistas suecos no tsunami do Sudeste asiático, conseguiu agora forçar a autarquia de Topeka, no Kansas, a rejeitar ou a sujeitar a referendo uma lei recentemente aprovada e que proibia a discriminação de homossexuais no acesso a empregos públicos da cidade.

- O professor muçulmano Sheik Fawzan Al-Fawzan disse à televisão saudita que o maremoto asiático foi um castigo de Allah pela fornicação e homossexualidade existente na área. A maior parte dos países afectados criminaliza a homossexualidade, sendo que nas Maldivas está sujeita a pena de prisão perpétua, mas pelos vistos Allah ainda não está satisfeito.

- Finalmente recomendo a resposta de Xabier Cordal às declarações de Gea Escolano, funcionário da ICAR (bispo de Mondoñedo-Ferrol) que comparou a homossexualidade ao roubo e assassinato.

Boss

Publicado por renaseveados em 12:07 AM | Comentários (15)

janeiro 08, 2005

Para o João O

Pela equida do R'n'V, Boss

Publicado por renaseveados em 06:12 PM | Comentários (13)

Medíocres e machistas

Tanto no PS, como no PSD, têm surgido vozes contestatárias à fraca inclusão de mulheres nas listas eleitorais e à exclusão de determinadas figuras (leia-se mulheres) dessas mesmas listas.

No PSD, Leonor Beleza e Goretti Machado entre outras, já vieram publicamente demonstrar o seu desagrado, pelo facto de que se o PSD eleger o mesmo número de deputados nas eleições de Fevereiro que tem agora (105), apenas dez serão mulheres. Terá o mulherengo medo das mulheres?

Já no PS, o primeiro partido a introduzir uma quota nas listas, no consulado Guterres, a situação não tem tanto que ver com a representatividade, mas sim com as exclusões. A mais notória é a de Sónia Fertuzinhos, eleita pelas militantes, presidente do Departamento Nacional de Mulheres Socialista (DNMS). Os protestos não se fizeram esperar e em mensagem enviada a Sócrates, pode ler-se: A não inclusão de Sónia Fertuzinhos em lugar elegível pela quota do secretário-geral traduz uma óbvia perseguição política, subalternização do DNMS, desrespeito pelas militantes do PS e uma manifestação retrógada contra o espírito de modernidade que julgávamos ser possível no PS.

No caso do PS isto parece-me muito grave, precisamente por se tratar de um partido que deu um exemplo de modernidade introduzindo uma quota, que é uma medida de carácter temporário para aumentar a presença do sexo sub-representado. O que só mostra que para Sócrates, as quotas são apenas um trunfo político e não uma medida com vista a levar o PS para a modernidade. Será isto a esquerda moderna, tão apregoada por Sócrates?

Tanto no PS, como no PSD, é o triunfo dos aparelhos e dos satélites à sua volta, cheios de homenzinhos medíocres, que têm tanto medo de mulheres competentes que até as excluem das listas, não vão elas, pelo seu brilhantismo e competência, arredá-los de um lugarzito! Francamente, só homenzinhos muito medíocres o fariam! Medíocres e machistas!

João O

Publicado por renaseveados em 05:33 PM | Comentários (7)

Faz da pobreza uma má memória

Inspirado pelo O Quilombo decidi colocar por uns dias a fita "Make Poverty History" no renas. Este é um projecto britânico que visa fazer de 2005 o ano da luta sem tréguas à pobreza, não pela via da esmola mas da pressão sobre os poderes políticos e económicos, ou seja, sobre quem de facto pode acabar com a pobreza. O projecto é actualmente apenas britânico mas seria bom vê-lo a estender-se a todo o mundo. Este é o nosso pequeno contributo para isso mesmo.

Boss

Publicado por renaseveados em 04:56 PM | Comentários (6)

O hetero-branqueamento de Susan Sontag

Hoje na Grande Reportagem pode-se ler um longo artigo sobre Susan Sontag. Oito páginas dedicadas à memória da intelectual norte-americana, oito páginas sem uma única referência à bi/homossexualidade de Sontag. Tal seria perfeitamente compreensível se o artigo se referisse em exclusivo à obra de Sontag, mas não é esse o caso. Logo nas primeiras linhas ficamos a saber do seu casamento hetero na sua ainda quase-adolescência, e é-nos até revelado que a sua primeira relação sexual aconteceu apenas depois do casamento por desejo do marido! Susan Sontag foi sempre extremamente discreta em relação à sua sexualidade e vida amorosa, mas não era armarizada. Se se considera relevante o seu casamento hetero de tão pouca dura, como desconsiderar os seus amores lésbicos e sobretudo a relação mais duradoura com Annie Leibovitz, que terminou apenas com a sua morte?

São estes revisionismos biográficos que possiblitam depois polémicas tontas como a gerada na Grécia em torno do filme Alexander de Oliver Stone. O caso da Grande Reportagem é em tudo semelhante ao dos principais jornais norte-americanos, veja-se o artigo Susan Sontag and a Case of Curious Silence de Patrick Moore.

Boss

Publicado por renaseveados em 03:58 PM | Comentários (6)

E se Cavaco não quer...

posterdopsd.jpg
Visto no Barnabé

...não falta quem queira!

Boss

PS: Mais versões do cartaz aqui, via O Melhor Anjo.

Publicado por renaseveados em 07:22 AM | Comentários (1)

Vitória moral, derrota mundial

O assunto tem sido pouco falado em Portugal, mas nos EUA a declaração oficial dos resultados eleitorais não passou sem mácula, alguns democratas não foram cúmplices pelo silêncio, das inúmeras irregularidades eleitorais que aconteceram nas eleições de Novembro. Com maiorias republicanas no congresso e senado, e com muitos democratas a quererem evitar acusações de "maus perdedores", obviamente que o protesto não passou disso mesmo, mas fica para a História.

Para mais informações ver o artigo In Defeat, a Victory? e o vídeo que prova a supressão do "voto negro" no Ohio.

Boss

Publicado por renaseveados em 07:05 AM | Comentários (0)

O meu all-time favorite XMAS card

Recebido hoje pelo correio...


Janet Leigh, Psycho, na cena do duche (1960).

Danke, V!!!!

João O

Publicado por renaseveados em 01:48 AM | Comentários (2)

janeiro 07, 2005

Boa Publicidade/Mau Produto

GR_Europa_PORTFOLIO.jpg

Já tinha visto a campanha à Grande Reportagem nas páginas da própria revista, que só não vai para o balde do lixo pelas crónicas de José Manuel Barata-Feyo. Quem ainda não viu a publicidade, não perca tempo a comprar a revista, vá ao site da agência, a Foote Cone & Belding, que está mesmo um máximo. Pena é a revista ser o oposto do que pretende parecer..

Boss


GR_EUA_PORTFOLIO.jpg

Publicado por renaseveados em 07:24 PM | Comentários (5)

Facadas parte 35786

A contestação interna às lista de deputados no PSD foi ao ponto de vários candidatos terem pedido para sair, desagradados com os lugares que lhes foram reservados. A direcção do PSD estava ontem a tentar fechar as listas.

Até quando se aguenta tanta facada? Este Santana deve levar transfusões de sangue diárias!!!! Para aguentar tanta perda...

João O

Publicado por renaseveados em 05:20 PM | Comentários (1)

PS Humanismo e Democracia

No entanto, Helena Roseta mostrou o seu desagrado pela situação, sobretudo, quando as representantes do Movimento Humanismo e Democracia têm ambas lugares elegíveis - uma delas é número três por Braga.

Roseta lembra que o Partido Socialista concorre sozinho às eleições de 20 de Fevereiro: "Acho que não há nenhum acordo com o Movimento Humanismo, que eu saiba. É um pouco estranho que se possa proporcionar a membros de um movimento que não tem grande expressão eleitoral lugares de topo nas listas do Partido Socialista".

Prefere-se pôr estas santas alminhas no Parlamento do que ter pessoas que representem o melhor que o PS tem (ou teve): pessoas comprometidas com causas, com os direitos humanos das mulheres e dos homens, pessoas que tentam tirar este país do atraso estrutural em matérias fundamentais para a própria democracia.

Qualquer dia, ainda dão um lugar à Teté!

Uma questão fundamental a exigir de um próximo governo seja ele qual for: Despenalização do aborto já! Será este PS capaz disso?

João O

Publicado por renaseveados em 05:15 PM | Comentários (0)

Entretanto no programa do Bloco

Uma área específica merece, todavia, uma atenção especial: a que se relaciona com o reconhecimento legal das formas de união, conjugalidade e parentalidade. A actual Lei das Uniões de Facto é manifestamente insuficiente, ineficaz e injusta. Insuficiente, porque @s LGBTs têm um menor leque de opções (e direitos, portanto) do que outros segmentos da população, que têm também acesso ao casamento civil; ineficaz, pois empresas, instituições ou organismos do Estado, além das realidades interpessoais e familiares, nem sempre reconhecem as uniões de facto entre pessoas do mesmo sexo, dada a inexistência de uma forma clara de identificação e comprovação da mesma; injusta, pois ao impedir a capacidade de adopção por casais do mesmo sexo, torna-os menos cidadãos que os casais de sexo diferente.

O Bloco defende:

1. A modernização da Lei das Uniões de Facto no sentido de estabelecer a possibilidade de um registo, à semelhança do que acontece noutros países europeus;

2. A extensão da possibilidade de adopção a casais do mesmo sexo, aplicando-se os mesmos critérios exigentes de selecção de adoptantes que se praticam em todos os restantes casos;

3. Alteração do Código Civil no sentido de abolir a referência ao sexo diferente dos cônjuges no respeitante ao casamento civil e à nulidade de casamentos entre pessoas do mesmo sexo, à semelhança do que foi recentemente aprovado em Espanha.

Ao defender os direitos sociais fundamentais, o Bloco desenvolve a noção de direitos humanos no seu sentido mais radical e profundo, combatendo todas as discriminações porque a democracia exige a igualdade de oportunidades e de condições de acesso à qualidade de vida. Não se trata portanto de questões sectoriais ou minoritárias – os direitos de todos são uma exigência para a maioria poder viver democraticamente.

Do I need to say more?

João O

Publicado por renaseveados em 03:44 AM | Comentários (25)

Taizé III

Dado que estas imagens foram conseguidas no dia 31/12/2004, os Taizés já se encontravam em Portugal há alguns dias e, com tanta reza, cansaram-se. Quem se cansa, tem que descansar e nem todos os Taizés conseguiram 2 metros quadrados de hospitalidade lusa.

Ainda assim e com tanto trabalho a construir um futuro de Paz, alguns jovens conseguem fazer aquilo que todos os outros jovens também fazem, divertir-se!

Alguns (espanhois) têm ainda tempo para serenatas a meninas em cadeiras de rodas. España está mesmo virada para o matrimónio...

E porque rezar stressa imenso há que relaxar! Relaxar e começar as preparações para a noite da passagem de ano, já o dia está gasto com rezas e cânticos...

Estes queridos, por exemplo, um para cada lado espojadíssimos na escadaria do Pavilhão Atlântico. Quem os vê assim, com as garrafitas de lado até pensa que estão com uma tosga (houve quem dissesse, estão com uma "cadela", mas acho a expressão injusta para os animais) e não estão rigorosamente nada! É só relaxe devido ao cansaço das orações. Má língua!

Este jovem, orgulhosamente Taizé (como assinala na T-shirt - este símbolo faz-me lembrar um outro, menos católico mas tanto ou mais intercontinental que nos foi trazido de barco por algumas pecadoras há tempos...), só têm as botellas perto de si porque já lá se encontravam antes dele abancar para o seu merecido descanso. Como se pode ver, ele guarda na mochila as folhas com as letras das músicas Taizé para chamar a Paz.

O que estes dois anjinhos estão a fazer não é um charro!

O que esta menina prendada está a comprar no Continente não é tudo aquilo que necessita para a sua noite santa de passagem de ano!

E por fim, last but definitelly not least, encontrámos uma amiga! Relaxada também nos bancos do Parque das Nações, pois para além das orações tem aquelas compras todas a fazer! Sempre lapada no telemóvel, não pode deixar de contar tudo às suas amigas por mais intercontinentais que sejam!

Ficamos por aqui na nossa foto-reportagem! Esperamos que tenham ficado elucidados sobre o encontro de Taizé em Lisboa! Aguardemos pela tão aclamada Paz trazida pelas mãos destes jovens!

Drocas

Publicado por renaseveados em 02:07 AM | Comentários (36)

Taizé II

Quando fui ver o que se passava no Parque das Nações estava a espera disto. Os pavilhões da FIL transformados em igrejas pré-fabricadas. Foram celebrações religiosas completas: tinham os padres, as imagens, os crentes, os cânticos, etc. Mesmo ao lado havia um McDonald's, no CC Vasco da Gama, e as refeições também são completas: trazem os hamburgueres, as batatas fritas, a bebida e ainda podemos comprar um Sundae. Em Taizé também podemos trazer algo mais fora do pacote, a bem do comércio religioso.

Assim que cheguei, passei por uma porta que dizia:

Pensei: O que é isto?!? Um sala de silêncio? Será? Fui ver... e era o que se vê!

Fui perseguido por uma Taizé que gritou silenciosamente "no cameras, please!" algumas 30 vezes enquanto estive na sala. As pessoas estavam deitadas, ajoelhadas, outras sentadas em cadeiras, outras ainda em pé a... pensar! Deviam estar a pensar, porque ninguém dizia nada para além da Taizé obsessiva. Na imagem não se consegue ver bem, mas lá ao fundo estão 5 jovens ajoelhados em círculo em redor de uma vela . Fica assim provado que nem só de católicos vivem os encontros de Taizé, pois este ritual mais se assemelha a práticas pagãs / pré-históricas / Stonehengicas / qualquer-coisa-desse-género-estranhíssima.

Drocas

Publicado por renaseveados em 01:29 AM | Comentários (12)

Taizé I

Ainda Taizé... As Renas apresentam, tarde e a más horas, uma foto-reportagem do encontro de Taizé em Lisboa! Não queremos ser tendenciosos, apenas dar uma perspectiva mais abrangente do que se passou. Aquela ideia preconcebida e enviesada que os Taizés vieram para rezar morreu a partir de agora e ao longo dos próximos posts. Aliás, essa ideia super morreu! O encontro de Taizé não foi mais do que um pretexto para uma reunião de jovens, igual a tantas outras, e aposto que muitos deles, como eu, nem rezar sabiam. Vejamos...

Dizia um folheto que encontrei no chão: Peregrinação de Confiança na Terra em Lisboa. Na minha mão, em castellano porque, já que falamos de confiança, vamos dar um voto a España, pois na Terra é dos primeiros países a legislar a favor dos casamentos entre pessoas do mesmo sexo... e nem foram precisas grandes peregrinaçoes.

Descreve ainda outro folheto (aliás, um pequeno aparte, a produção gráfica para Taizé foi impressionante tanto a nível de qualidade como de quantidade): Encontros intercontinentais de jovens para preparar um futuro de Paz. Se semear a Paz é fazer aquilo que eu vi, fico super contente. Já semeei a Paz imensas vezes e não fazia a mais pálida ideia!

Drocas

Publicado por renaseveados em 01:08 AM | Comentários (10)

janeiro 06, 2005

Quem tem medo das mulheres?

As próximas eleições não auguram nada de bom para as mulheres. Nomeadamente no primeiro partido a incluir uma regra sobre uma quota para mulheres, na formação das listas para o Parlamento. O PS vem em grande alarido, falar de 1/3 de mulheres nas listas. Mas o que aconteceu a feministas como Helena Roseta e Sónia Fertuzinhos (presidente das Mulheres do PS)?

E porque é que só há 2 mulheres cabeça de lista? É que a igualdade não é só 1/3! Queremos paridade!!!!

João O

Publicado por renaseveados em 11:22 PM | Comentários (21)

New Bear in Town

Se estivessemos na América diria: urso processa-o! Mas como não estamos, fico-me por recomendar a visita, que está muito giro.

Boss

Publicado por renaseveados em 10:02 PM | Comentários (5)

Perdoem-lhe, pois está Tété

É díficil comentar a crónica da presidente da associação "Tétés em Acção", vou apenas comentar pequenos nadas da mente tética.

Diz a "senhora": «"casamento" entre pessoas do mesmo sexo, da adopção de crianças por homossexuais "casados" (entre si)», ela pode pôr as aspas que quiser, mas em muitos países já há efectivamente casamento entre pessoas do mesmo sexo, mas o pormenor em parêntesis está genial, e leva-nos à velha estória que já não é novidade para ninguém, a homofobia militante está quase sempre ligada a homossexualidade recalcada ou à homossexualidade da pessoa amada pel@ homofób@ militante - e na verdade em Portugal, homos casados, só se for com heteros.. às dúzias!

Diz ainda «finalmente, o recrudescimento agressivo do laicismo anticristão, de novo em Espanha» - por laicismo agressivo entende-se o não acatamento das ordens da ICAR, e a recusa da obrigatoriedade das aulas de "educação" católica nas escolas públicas espanholas.

«Por outro lado, importa sublinhar a necessidade de um "chão" ético comum, capaz de sustentar uma sociedade livre e hospitaleira - no âmbito da qual cada um possa perseguir a sua "luz interior" -, de a defender das ameaças do niilismo e de garantir a liberdade e os direitos humanos» - absolutamente tété. O "chão ético comum" é afinal a imposição dos valores de uns a tod@s, a liberdade e direitos humanos é a obediência aos valores tétés. Quanto à "luz interior" prefiro nem tentar imaginar que seja tal coisa.. too much tété for me.

Uma das ameaças à tal liberdade e direitos humanos é, pasme-se, a liberdade de homossexuais poderem casar entre si, direito já garantido aos restantes humanos. Finalmente, para Tété, o Bloco e o PCP não gostam das sociedades democráticas liberais de tipo ocidental - estranha afirmação para quem defende uma sociedade do tipo iraniano.

Vá gentes, vamos fazer esta mulher feliz uma vez na vida. Não, não lhe quero oferecer um vibrador luminescente, seus marotos, apenas uma burqa, que a ajudará a defender mais convictamente os valores democráticos e liberais à moda de taizé, perdão, tété.

Boss

Publicado por renaseveados em 07:45 PM | Comentários (13)

Feliz dia de Reis!

reis1.gif

Catolicismos e monarquias à parte, esta sempre foi a minha festa invernal favorita. Sobretudo por ser vivida apenas com a família mais chegada, sem primos ou tios chatos.. E claro, também por se abrirem os presentes antes da meia-noite, já que hoje é dia de trabalho. Este ano tivemos que adiar a festa da véspera para esta noite, assim a quem já a viveu, espero que tenha sido óptima, a quem ainda a vá festejar, uma excelente noite de reis!

Boss

Publicado por renaseveados em 07:02 PM | Comentários (12)

Ir ao parlamento por causa de trocos? Não seja possidónio!

umpontooitomilhoes.jpg

Mas... Maria do Carmo Seabra não mostrou interesse em ir à Assembleia

Mota Amaral: declarações da ministra da Educação são "absolutamente lamentáveis" Palavras para quê?

Boss

Publicado por renaseveados em 06:08 PM | Comentários (1)

E ainda há quem se queixe dos tempos de antena...

«José [Castelo Branco] discursou nas escadarias principais [do mercado do Bolhão], orou e fez um minuto de silêncio pelas vítimas do tsunami. Houve ainda quem pedisse para ele se candidatar à Câmara do Porto...»

A confirmar-se será o terceiro candidato autárquico do CDS-PP "feito" na Quinta das Celebridades da TVI, depois de Avelino Ferreira Torres e José Sassetti. Já os planos do PSD em "contratar" o painel do Jogo Falado da RTP goraram-se depois da facada dada por Santana a Pôncio. Ao que se sabe o elenco dos "Malucos do Riso" continua disponível pelo que se esperam novidades da SIC, uma vez gorados também os planos de incluir o seu presidente na campanha social-democrata. Finalmente Margarida Rebelo Pinto recusou o convite de Santana para integrar as listas, desconhece-se se por compromissos com outra estação ou por justificado medo de ser ela própria esfaqueada.

Boss

PS: Só hoje vi a capa de ontem do Diário de Notícias, através do Barnabé. Quando se vê o diário oficioso do governo a fazer uma capa destas... enfim, é delicioso. Apesar de não compensar o resto, claro.

dn_historico.jpg

Publicado por renaseveados em 05:07 AM | Comentários (7)

Agressão homofóbica na margem Sul - procuram-se testemunhas

Na noite de 24 para 25 de Outubro, por volta da meia-noite, um homem foi brutalmente agredido por dois agentes da GNR, num incidente com claros contornos homofóbicos. A cena passou-se no Parque Industrial de Coina, junto à estrada Nac. 10, entre Paio Pires e a Quinta do Conde (concelho do Seixal), e a vítima que se encontrava numa carrinha vermelha de aspecto degradado acabou por sofrer um traumatismo craniano, uma fractura de costela e hematomas em todo o corpo.

Um dos agressores foi já referido noutros incidentes, bem como pela frequência de ambientes gay lisboetas. É conhecido por "Tavares", idade a rondar os 40, cerca de 1,67m de altura, magro, olhos azuis, nariz esguio e testa alta. Vários automóveis passaram no local à altura dos acontecimentos, e apesar dos condutores terem sido afastados pelos agentes, são testemunhas preciosas. Se é uma destas pessoas, ou se tem outro tipo de informação sobre este incidente, contacte por favor as Panteras Rosa pelo e-mail panteras.rosas@sapo.pt, o colectivo que nos forneceu estas informações e que pede a divulgação deste apelo.

[Nota: O PortugalGay.PT lançou recentemente um serviço gratuito de voice mail que visa precisamente recolher dados sobre este tipo de incidentes. O número é o 800 206 919.]

Boss

Publicado por renaseveados em 12:44 AM | Comentários (0)

Deus e a loiça (diálogos com Boss)

João O: Vou lavar a loiça, já pedi ajuda a Deus há meia hora e ele ainda não a lavou.

Boss: É um imprestável! Não se pode contar com ele para nada.

João O

Publicado por renaseveados em 12:00 AM | Comentários (7)

janeiro 05, 2005

Ainda o bébé na incubadora

É um gesto que não fica bem a Cavaco e absolutamente inesperado pela desproporcionalidade e discrepância entre ele e os outros PM. Agora, sim, percebe-se o discurso de Santana sobre a incubadora. Tudo começa a ser mais claro!

Este texto só podia ser escrito pelo punho de Luís Delgado. A afã em salvaguardar esse grande líder PSL até o faz disparar contra Cavaco e questionar se Cavaco merece o apoio do PSD. O que penso sobre Cavaco é o mesmo que pensava há uns anos atrás: Cavaquistão, nunca mais! Mas penso que a maioria dos militantes e simpatizantes do PSD não pensam como eu e vêem em Cavaco uma espécie de miragem, face ao deserto santanista. Á excepção de um grupo reduzido, a que certamente Delgado pertence.

Até quando o "jornalista" do regime continuará a ser talvez um dos poucos que ainda defendem este bébé que continua a dar facadas em si mesmo? Espero que não me tomem por puritano por falar assim do bébé.

João O

Publicado por renaseveados em 11:33 PM | Comentários (3)

Já te casavas, não?

A primeira votação rénica do ano é sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo, já que entramos no ano em que o mesmo será legalizado em Espanha. Os resultados desta votação reflectem apenas a opinião de quem lê o renas, sendo certo que a mais de 50% dos leitores rénicos são gays e lésbicas - foi pelo menos o que indicou uma outra sondagem feita há largos meses já. Talvez a repita depois desta, até para podermos tirar isso a limpo, e podermos assim ter uma leitura mais informada dos resultados da actual votação. Por favor ide votar e dizei aqui de vossa sentença. Obrigado.

Boss

Publicado por renaseveados em 12:36 AM | Comentários (20)

janeiro 04, 2005

Não há limite para o ridículo

cavaco040105b.jpg

Este é o cartaz que esteve para saltar para as ruas, não fosse a recusa de Cavaco - notícia do Diário Digital, via O Melhor Anjo. É tudo tão assustadoramente mau e lamentável que nem sei por onde começar... O que me surpreende não é a recusa de Cavaco, que aparece ao mesmo nível que Santana no cartaz, mas sim a aceitação de Durão e Balsemão, um nível atrás, e ainda a dos familiares de Sá Carneiro. Se bem que pensando melhor, quem deixou que se desse o nome de uma vítima de acidente aéreo a um aeroporto, deve preocupar-se mais com o "aparecer" do que com o "em que circunstâncias". Resumindo, o PSD agora é isto, quando é que Cavaco devolve o cartão de militante? - eu não gosto nada do homem, mas não me parece senil.

Boss

Publicado por renaseveados em 03:34 PM | Comentários (20)

O perigo lésbico homófobo

lesbiandanger.jpg

Esta foi a imagem escolhida pelo Jornal de Notícias para ilustrar a crónica de Sérgio de Andrade, que questiona o destaque dado às vítimas nórdicas do tsunami asiático. Já agora acrescento que as vítimas africanas então, são completamente ignoradas, mas também as houve na Somália e Tanzânia. Mas reparem bem na imagem, na edição impressa salta à vista a t-shirt com a inscrição "LESBIAN DANGER". Não critico a senhora que a usa, que se calhar a recebeu de uma qualquer ONG cristã ocidental e não tem mais nada para vestir, mas porque é que o JN entre milhões de possibilidades escolheu esta foto precisamente, ainda por cima para ilustrar uma crónica anti-racista? Racismo não, homofobia sempre?

Boss

Publicado por renaseveados em 01:02 PM | Comentários (12)

Sondre Lerche

Sondre Lerche é norueguês e tem um nome impronunciável. É muito jovem, bonito e transborda talento... Querem mais?

Sondre, ainda antes de atingir a maioridade, já era um artista com contracto, mas teve que esperar até terminar os estudos para poder lançar o seu primeiro disco Faces Down.
Inspirado pelos seus conterrâneos A-ha, pelas melodias dos Beach Boys e por tantos outros, Sondre foi mostrando o seu trabalho num pequeno clube onde a sua irmã trabalhava. Dai a ser descoberto pelo produtor H.P. Gundersen foi um passo.

Faces Down via a luz do dia em 2001. Com apenas 18 anos, Sondre, tinha já muito talento para mostrar. O primeiro disco está carregado de pequenas grandes canções pop que o norueguês foi escrevendo na sua adolescência. A sabedoria nórdica é aqui aplicada ao milímetro. As melodias construídas por Sondre, aliada à produção que é eximia, tornam Faces Down irresistível. São aqueles temas em que apanhamos a melodia àprimeira e nos fazem voltar atrás para apanhar aquele bocadinho da letra no refrão.

Sondre renegou as tendências electrónicas que predominavam a cena musical e abraçou a filosofia dos anos 60. As canções compostas com guitarra são depois enriquecidas aos poucos e poucos, suavemente, evitando assim os clichés dos singer/songwritters (ou cantautor como se gosta de dizer por cá) que teimam em registar discos apenas à guitarra (não que isso seja mau, mas às vezes sabem bem adocicar mais um bocadinho os temas).

O segundo álbum Two Way Monologue é mais desprovido de produções exuberantes. Sondre decidiu focar a atenção na qualidade do temas, que continuam a funcionar muito bem sópor si. O disco foi gravado com a mesma banda, os The Faces Down, que juntamente com a produção imaculada, continuam a proporcionar a mesma atmosfera subtil do primeiro disco. Mas os temas são agora mais adultos, aliás nota-se um cuidado especial nas letras (a herança nórdica era algo evidente no inglês usado no primeiro álbum).

Se gostam de coisa como Ed Harcourt, Elliot Smith ou Badly Drawn Boy então de certeza que vão gostar, mas comparações à parte, se gostam de pop de bom gosto e sem pretensiosismos, então o Sondre Lerche faz musica para vocês.

Jonsi

Publicado por renaseveados em 03:18 AM | Comentários (9)

janeiro 03, 2005

Filthy, Gorgeous - o novo vídeo dos Scissor Sisters

scissorsingle.jpg

Pode ser visto aqui e já está a causar grande controvérsia. Eu não o achei nada de especial, é engraçado apenas, palavra de não-fã dos ditos.

Boss

Publicado por renaseveados em 07:35 PM | Comentários (5)

Só por cima do meu cadáver!

A Amazon.com pôs à venda o renas e veados.

Boss

Publicado por renaseveados em 05:34 PM | Comentários (21)

Piada do dia

«Monteiro admite viabilizar Governo do PS ou do PSD» [via Afixe]

Já o PCTP-MRPP só admite viabilizar um governo PS, o Movimento do Doente pondera ainda viabilizar ou não um governo PSD, e o MPT e PPM terão 4 deputados no próximo parlamento - espera lá, esta última é a sério! Apesar de já estar a correr mal...

Boss

Publicado por renaseveados em 05:20 PM | Comentários (0)

Post choco-intimista: Inma Serrano

A primeira vez que ouvi falar de Inma Serrano foi pela minha primeira namorada, uma espanhola que se encontrava em Lisboa a fazer Erasmus. Na altura, encontrava-me cheia de dúvidas e receava que alguém descobrisse o meu maior segredo. Apaixonei-me por ela só dois meses depois de a conhecer, mas assim que comecei a achar-lhe alguma [des]graça não recuei e estava disposta a debater-me por tudo o que tinha posto de lado, a minha felicidade entre muitas outras coisas.

Não sabia da sua homossexualidade nem ela tão pouco da minha. A nossa relação numa espaço de dois meses e meio foi feita de avanços e recuos, estávamos as duas na corda bamba e receávamos levar com um balde de água fria. Nunca me tinha declarado a nenhuma rapariga e a simples ideia atemorizava-me. Creio que só com ela passei a linha do real e entrei num quotidiano e numa intimidade que nunca tinha tido com outra amiga. De dia para dia estávamos cada vez mais próximas uma da outra e já não havia volta atrás, eu estava mesmo decidida a andar para a frente.

Tínhamos as duas uma paixão por canta-autores e eu estava a adorar conhecer Luís Aute, Ismael Serrano, Tontxu, Pedro Guerra, Sabina, Sílvio Rodriguez, Chavela Vargas, entre muitos outros. Uma tarde, pôs a tocar uma música e explicou-me palavra por palavra. A letra era triste e falava de um amor sem rede alimentado-se de uma ansiedade em vão. Na altura, sabia perfeitamente o que isso era, toda a minha vida ou uma boa parte dela reflectia essa mesma ansiedade escondida e perdida, em vão... Nessa tarde, percebi que tinha sido descoberta, as mãos e os lábios tremiam-me e tive medo, muito medo.


Acabaré por hacerte
la vida imposible, lo se,
aunque mis ojos te miren
con tanta bondad, ´
por que, no hay nada mas asfixiante
que un amor que vive, sin red,alimentándose solo
de vana ansiedad.
Acabaré por echar por tierra todos los planes.
Acabaré confundiendo cual es mi papel.
Acabaré equivocando sueño con realidades.
Acabaré demostrando que querer es poder.
Voy a aclararde una vez lo que siento.
Lo que soy capaz de entregar
por amor,
sin que me lleve el viento
sin que tenga que naufragar.
Aclarar,
de una vez lo que sientes
lo que eres capaz de entregar
por amor,sin que te lleve el viento,
sin que tengas que naufragar.
Acabarás por hacerme
la vida imposible, lo se,
aunque tus ojos me miren
con tanta bondad,
por que, no hay nada mas asfixiante
que un amor que vive, sin red,
por un exceso de celo llamado amistad.

Inma Serrano é uma canta-autora que ficará sempre na minha memória, mas ao contrário da letra do Acabaré, já não vivo um amor sem rede e posso dizer à Rita o quão a amo sem medos, sem receios.

Sara Cacao

Publicado por renaseveados em 01:13 PM | Comentários (5)

Músicas do tempo que passa

Chega o fim do ano e é inevitável um olhar retrospectivo sobre o ano que passou. O desejo de resumir um ano de vida é uma constante nestas alturas e é um fenómeno que não se reduz a uma estratégia editorial. Musicalmente falando, são frequentes nos órgãos de comunicação social (principalmente na especializada) as resenhas que passam em revista os acontecimentos mais relevantes do ano defunto, na ânsia de reter para o futuro o que de melhor se fez em termos musicais num vastíssimo panorama editorial em que é fácil não dar conta do que se vai produzindo, quanto mais perder o rasto ao que já foi ouvido e vai dando lugar a outras novidades.

Não pretendendo ser exaustivo nem representativo de qualquer género musical, nem sequer ser a escolha do renas mas a minha, compilei esta lista do que considero terem sido os melhores discos editados em 2004. Não foi a única música que me acompanhou neste ano passado, mas é certamente a música que irei continuar a ouvir. Sem a preocupação de categorizá-la de qualquer forma é por isso uma escolha despudoradamente pessoal e livremente subjectiva.

veado_

1.La Maison De Mon Rêve, CocoRosie(Touch and Go Records)cocorosie.jpg
2.Medúlla, Björk(Polydor)bjork.jpg
3.Talkie Walkie, Air(Astralwerks)air.jpg
4.Cinema, Rodrigo Leão(Sony Music)rodrigoleao.jpg
5.Sung Tongs, Animal Collective(Fat Cat/Caroline)animalcollective.jpg
6.Antics, Interpol(Matador Records)interpol.jpg
7.A Cabin In The Sky, Tuxedomoon(Crammed Discs)tuxedomoon.jpg
8.Funeral, Arcade Fire(Merge Records)arcadefire.jpg
9.Good News For People Who Love Bad News, Modest Mouse(Epic)modestmouse.jpg
10.Smile, Brian Wilson(Nonesuch)brianwilson.jpg
11.Franz Ferdinand, Franz Ferdinand(Sony)franzferdinand.jpg
12.Abattoir Blues/The Lyre Of Orpheus, Nick Cave And The Bad Seeds(Mute Records)nickcave.jpg
Publicado por renaseveados em 03:20 AM | Comentários (6)

Blog-feelings

A blogosfera é um lugar estranho. Um dos primeiros blogs estrangeiros que descobri e do qual me tornei leitor foi o How to learn Swedish in 1000 difficult lessons ("Como aprender sueco em 1000 complicadas lições"), que é escrito por um americano de 43 anos, o Francis, que vive em Estocolmo com o seu marido sueco. Eu que nunca consigo perceber muito bem como é possível ser-se leitor fiel de um blog sem nunca o comentar, comentei sempre muito pouco no How to learn Swedish..., mas mais por preguiça de ter que escrever em inglês. Mesmo assim o Francis foi um simpático e linkou o renas ainda no tempo em que blogava sozinho, creio eu, com o link "Boss, em Portugeuse", que actualizou quando mudamos para a Weblog, mas o "portugeuse" ficou como estava, e eu acho piada assim.

Resumindo, o How to learn... tornou-se desde muito cedo uma referência nas minhas andanças bloguísticas, e apesar de não o visitar diariamente, já que não é actualizado com essa regularidade, não devo ter perdido muitos posts, apesar de ter memorizado poucas palavras suecas. A verdade é que ao longo de mais de um ano fui lendo estórias da vida de um casal homossexual de Estocolmo, acabando assim por entrarem na minha própria vida mesmo sem nunca nos termos visto.

Mas se ouço a palavra "Suécia" penso, "ah, é onde mora o Francis". E foi assim quando vi a notícia da igreja baptista americana que agradecia a deus os 2000 mortos suecos no tsunami asiático, daí segui para o How to... que já não visitava há algum tempo (isto metendo-se o natal..) e fiquei com o coração apertado quando li o último post em que o Francis anunciava que iria estar bortrest - sueco para "fora em viagem", para o Sudeste asiático precisamente, Tailândia incluída. E de repente a vida de alguém a quem nunca vimos a cara torna-se numa enorme preocupação. Felizmente de pouca dura, foi só abrir a caixa de comentários para ficar a saber que tudo está bem com o Francis e marido, já que se encontravam na costa Leste do país. Ufff.

Isto de haver tantas vidas on-blog tem muito que se lhe diga.. daria todo um outro blog!

Boss

Publicado por renaseveados em 03:10 AM | Comentários (1)

janeiro 02, 2005

Maria Aurora

6122_maria_aurora_1.jpg

A Maria Aurora foi o resultado de uma primeira experiência em bonecos de neve de sete bravos jovens. Tudo começou com uma visita à Serra da Estrela com o objectivo de entrar em 2005 de forma diferente da habitual. Os nossos bravos não desanimaram com a falta de neve e nos poucos pedaços de terra cobertos de gelo lá deitaram mãos e pés à obra. E eis que nasceu Maria Aurora, uma boneca de neve diferente e arrojada, exibindo orgulhosamente um busto que mete respeito. Apesar de não nos poder acompanhar no caminho de volta, Maria Aurora continuou sempre de sorriso estampado e olhos bem abertos, aproveitando o dia solarengo. Connosco ficaram as saudades e a promessa de um regresso, nem que seja para lhe arranjar companheir@ para as noites mais frias.

Zun

Publicado por renaseveados em 09:54 PM | Comentários (2)

Fiona Apple - Tidal

O primeiro álbum desta cantautora norte-americana pode ser facilmente considerado um dos melhores álbuns de 1996. A bela voz de contralto de Apple juntamente com os arranjos musicais baseados num trio de piano, baixo e percursão aliados a outros tipos de instrumentos tais como o vibrafone, o chamberlain (um instrumento raro, criado nos anos 60 e descrito como um "proto-sitentizador" ou um "70-voice tape loop") e um quarteto de cordas produzem uma sonoridade única. Mas a qualidade do trabalho de Apple não fica por aqui. As letras, para além da expressão de uma série de sentimentos muito fortes, como a raiva e a tristeza, estão repletas de poesia, imagens e sugestões. É possível constatar por vezes uma ligação clara entre música e palavras, ou seja, uma combinação nítida entre estrutura e conteúdo. O trabalho de Apple poderia ser comparado a alguns trabalhos já feitos por Tori Amos. Porém qualquer tipo de comparação a outro artista não seria na realidade justa, porque Fiona Apple, que compôs as canções de Tidal com 18 anos, apresenta-nos um nível de maturidade musical que muitos artistas séniores ainda anseiam alcançar. Por isso fica o convite para explorar este álbum a quem ainda não o conhece.

Posteriormente, Apple lançou em 1999 When The Pawn (abreviatura de When The Pawn Hits The Conflicts He Thinks Like A King, What He Knows Throws The Blows When He Goes To The Fight And Hell Win The Whole Thing Fore He Enters The Ring, Theres No Body To Batter When Your Mind Is Your Might, So When You Go Solo, You Hold Your Own Hand, And Remember That Depth Is The Greatest Of Heights, And If You Know Where You Stand, Then You Know Where To Land, And If You Fall It Wont Matter, Cuz Youll Know That Youre Right, título que fez com que este álbum entrasse no Guiness Book of Records por ser o título de álbum mais longo da história). Este trabalho confirma o seu talento e a qualidade da sua música, apesar de as letras não fazerem sempre verdadeira justiça ao trabalho anterior.

Aguarda-se desde então um novo trabalho de Fiona Apple. Informações correm que já há um novo álbum pronto desde Maio de 2003 intitulado Extraordinary Machine, mas que não foi lançado por não ter sido considerado suficientemente comercial pela editora discográfica Sony Music. Segundo o produtor Jon Brion, dizem algumas fontes, falta-lhe um single de lançamento 'óbvio'. Por esse motivo foi lançada uma campanha chamada Free Fiona com o objectivo de garantir que o álbum sai para as ruas. Nesta campanha é pedido para tomar a acção original de enviar para a Sony Music maçãs reais ou de plástico, ou qualquer outro documento ou material alusivo a maçãs, como forma de protesto.

Para mais informações sobre o trabalho de Fiona Apple podem visitar o seu site oficial.

Rita Cacao

Publicado por renaseveados em 06:52 PM | Comentários (3)

Pos-Xmas Songs

Continua, após o interregno das férias, o XMAS SONGS...

João O

Publicado por renaseveados em 06:40 PM | Comentários (1)

Para começar bem o ano

primeiro_banho.jpg
Lane and Kyle Carlson at Bobbie's Pound, 2000 © Bruce Weber

Sempre simpatizei bastante com a tradição de dar o primeiro banho do ano no mar ou rio, enfim, na natureza. Vivesse eu no Brasil e seguiria à risca esta tradição todos os anos. Como não vivo fico-me por um post e um duche quentinho... Bom ano a tod@s.

Boss

PS: Eu sei que já estamos no dia 2, mas como é Domingo parece que o ano só começa a sério amanhã, é o que sinto eu pelo menos.

Publicado por renaseveados em 06:03 PM | Comentários (6)

O Portugal da Luísinha

Depois de todos termos ficado comovidos com o drama do Pedro e da Cecília que só ganhavam 2500 € por mês, temos hoje mais um relato cru vindo do Portugal da Linha do Estoril. Lê-se na Notícias Magazine de hoje: «desde que os monovolumes entraram no território nacional (...), não houve família portuguesa que não optasse por estes carros XL onde cabem tudo e todos e que têm como única desvantagem pagarem tarifa 2 nas portagens». A explicação para o disparate está na página seguinte, onde se lê: «coordenação Luísa Godinho». Ficamos assim a saber que na cabeça da Luísinha para se ser família não basta ser hetero, tem que se ter um monovolume! Mais alguma coisa Luísinha?

Boss

Publicado por renaseveados em 03:40 PM | Comentários (13)

Homofobias Abençoadas (1)

Inspirado por discussões recentes e também pela rubrica "Fait Divers Religiosos" do Diário Ateísta, decidi abrir o ano com uma nova rubrica dedicada apenas à denúncia de casos de homofobia ligados à religião, e que pela estupidez primária não mereçam mais que um breve comentário. O plano é que seja uma rubrica regular e dominical (já que a matéria é farta e Domingo um dia especialmente apropriado para reflexões desta natureza), fiquem então com o primeiro número.

- Jacinto Botelho, presidente da Comissão Episcopal da Família da CEP, diz que a aprovação do casamento entre pessoas do mesmo sexo em Espanha «É, no mínimo, provocatório e é um escárnio à doutrina fundamental da Igreja» - Duuuuh! A lei é do estado espanhol e dirigida ao povo espanhol. Mas será que não conseguem ver que há todo um mundo para além das vossas sacristias.. e que se move sem ser a pensar nas ditas?

- A Westboro Baptist Church (igreja baptista norte-americana responsável pelo site godhatesfags.com) felicita-se e agradece a deus pela morte de 2000 suecos no maremoto do Sudeste asiático. Os responsáveis desta igreja classificam a Suécia de "país de homo-fascistas", entre outras coisas por permitir o casamento (embora com outra denominação) entre pessoas do mesmo sexo, e por perseguir criminalmente aqueles que incentivam ao assassinato de homossexuais, como faz a referida congregação baptista. Curiosamente a homossexualidade é considerada crime na maior parte dos países directamente atingidos pelo tsunami. Perante isto, as palavras da agora famosa Dulce Ferreira chegam a parecer sensatas e inteligentes.

- Três grupos rebeldes iraquianos divulgaram na internet que as suas acções de guerrilha são para prevenir o casamento homossexual. Os grupos, entre os quais o Ansar al-Sunnah, responsável pelo ataque de 21 de Dezembro que vitimou 22 soldados americanos em Mossul, afirmaram ainda que a Democracia é contrária às leis de deus. George W. Bush ganha assim uns inesperados "aliados" à sua própria luta contra o casamento homossexual nos EUA.

- Opus Gay derrota Opus Dei. No Chile a Opus Dei (grupo pertentence à igreja católica) perdeu em tribunal o processo que moveu contra o Opus Gay, o primeiro jornal gay daquele país sul-americano. A Opus Dei alegava que o nome do jornal fora escolhido para fazer chacota de si própria - mais um caso de umbiguismo católico. Já a associação portuguesa com o mesmo nome talvez tivesse mais hipóteses de processar o referido jornal com sucesso.

Boss

Publicado por renaseveados em 04:02 AM | Comentários (2)

janeiro 01, 2005

Para começar o ano noutras paragens

Espero que tod@s tenham tido uma óptima passagem de ano e aproveito para agradecer a tod@s aqueles que enviaram mensagens de felicitações quer aqui no renas quer via email. Mais uma vez desejo a todos um happy gay tunning in 2005! Hoje (dadas as circunstancias da data) poderão ler o que escrevi ontem n' Os tempos que correm. Foi a minha participação no concurso bloga coMIGo... do MVA.

new_veado

Publicado por renaseveados em 06:29 PM | Comentários (1)
Contador