março 11, 2004

Missão Apolo 11

A missão Apolo 11 ficou famosa, pois foi a missão que fez com que o homem pisasse na Lua. Porém, os astronautas Neil Armstrong, M. Collins e E. Aldrin viram mais do que a Lua...e isso nunca é referido ao se falar desse grande feito, só comparável em importância e arrojo aos descobrimentos dos navegadores portugueses do séculos XV e XVI.

Na verdade esses astronautas avistaram um objecto luminoso que os acompanhava desde o momento em que saíram da atmosfera até a metade do caminho entre a Terra e a Lua...Isso foi há mais de 30 anos! Mas caíu no olvido esse detalhe da viagem Terra-Lua.

Vejamos o que eles declararam:

ALDRIN: A primeira coisa estranha que vimos acredito que foi um dia antes, bastante próximo da Lua. Tinha grandes dimensões, assim que focamos a câmera nele...

COLLINS: ...quando percebemos essa coisa, olhamos através da escotilha. E lá estava!

ALDRIN: Sim, e não estávamos seguros se seria Saturno 1-B. Consultamos a Terra e informaram-nos que a Saturno 1-B estava a 6.000 milhas de distância. Estávamos com um problema com a altitude que havíamos conseguido nesse momento.

COLLINS: Havia algo. Notamos um pequeno choque ou talvez o tivessemos imaginado.

ARMSTRONG: Estava a pensar que a M.E.S.A poderia ter-se soltado...

COLLINS: Penso que realmente não percebemos nada...

ALDRIN: Certo, víamos toda a classe de objectos pequenos que nos passavam e então vimos esse objecto brilhante. Olhámos através da câmara e parecia ter um pouco a forma de um “L”, como um livro aberto. Então estávamos em PCT nesse momento, assim cada um de nós teve oportunidade de vê-lo, e realmente parecia estar dentro de nossa vizinhança e com um tamanho considerável.

ARMSTRONG: Deveríamos dizer que estava precisamente no limite da resolução do olho.Era muito difícil dizer concretamente que forma apresentava. E não havia jeito de saber o tamanho sem saber a distância, ou saber a distância sem saber o tamanho.

ALDRIN: Então baixei-me no LEM e comecei a olhar através das câmaras. Estávamos confusos porque com o sextante um pouco fora de enfoque, o que víamos parecia ser cilíndrico...

ARMSTRONG: ...ou na verdade, anéis.

ALDRIN: Sim!

COLLINS: Não, parecia um cilindro oco. Não se parecia com dois anéis conectados. Podia ver-se a coisa balançar. Quando virou de perfil, podia ver-se através do seu interior. Era um cilindro oco. Mas, mudando-se o enfoque do sextante, também mudava parecendo um livro aberto. Era realmente estranho.

ALDRIN: Penso que não há muito o que dizer.

COLLINS: Na realidade, como não o vimos mais, excepto nesse período, nós não temos uma conclusão sobre o que poderia ter sido, qual o tamanho ou distância. Era algo que não fazia parte dos objectos que víamos e estamos bastante seguros disso.

Alien: Não sei o que terá sido ao certo o que eles viram... mas acredito que é o que todos nós pensamos... ou não?:))

Publicado por rAtItO em março 11, 2004 12:05 AM
Comentários