22 de novembro, 2003

humpf!

o Mil Folhas - coisa impregnada de vícios e de estrutura calibrada - passa bem pelo suplemento sobre leitura (e associados) mais interessante - neste país - dos mecanismos de comunicação social em papel-jornal.

do Mil Folhas, como de outros, extraem-se sumos de diferente sabor... mas a cereja, mais rara, acaba por aparecer, mais semana menos semana.

a cereja existe sempre, a meu ver, desde que surja uma crónica de Jorge Silva Melo. a vivência deste senhor alegra-me a cada passo de leitura como me entristece o seu sentido de realidade, e tudo isto me deixa contente e com uma noção de algo novo.

hoje, Silva Melo, faz-nos uma visita sobre a relação com a arte (da escrita ou da imagem) que não entendemos e de como tão poucos admiram a arte que se não entende, exactamente por esse motivo pouco claro de futuro perene.

Obrigado!

Escrito por jm às 19h33...




Comentários

humpf!


gosto tanto de te visualizar a dizer isto...

...olha... qto às críticas...

nada a acresc.
´passo a vir cá dar só um arregalar de olhos, dizes sp tudo, ó mano

jito gane
xi

8)

Escrito aqui por margarete em 23 de novembro, 2003 às 18h26

não digo tudo.. talvez concordes com tudo o que eu digo ;)

Escrito aqui por jm em 24 de novembro, 2003 às 15h46

é isso, mais ou menos, sp não, mas quase, pelos menos a lógica e a assertividade...

fiz sentido?

ando-me a sentir E.T. no discurso, dá sensação que troco verbos por adjectivos, adjectivos por partículas de ligação....


humbf!
para mim.

bom dia!

8)

Escrito aqui por margarete em 25 de novembro, 2003 às 09h19