28 de outubro, 2003

Llosa vs Gauguin

no dia 5 de Outubro, Nelson de Matos, anunciava no Textos de Contracapa a vinda de Mario Vargas Llosa a Portugal. O entusiasmo do editor notava-se grande e deve ter sido... nesse anúncio escreveu Nelson de Matos:

«Para além do programa normal da sua estadia vamos tentar surpreendê-lo, a propósito do tema deste seu novo livro, organizando um encontro com uma Senhora, neta de Gaugin, que vive em Cascais.»

A família Gauguin - sim, esses mesmos! - é o centro do romance ficcionado "O Paraíso na outra esquina".

O que me espantou foi, hoje, ler a carta, enviada ao director do Público, de Mette Gauguin, a tal senhora neta do pintor. A senhora está muito ofendida com o romance, ela e os seus antepassados. Além de não acreditar na fórmula romance em prol da biografia... Ela chama mentiroso ao escritor. Suponho que ela não terá aceite a visita de Llosa.

Comente, por favor, Nelson de Matos!

Escrito por jm às 10h57...




Comentários

Os herdeiros, afinal de nada, gauguins deve haver muitos, e Paul Gauguin há um, os herdeiros sempre se arrogaram julgar pelos mortos, aceitar ou não pelos mortos, sem refectirem sobre o que pensariam os mortos se vivessem.

Escrito aqui por Nuno em 28 de outubro, 2003 às 11h50

os vivos todos consideram os mortos e supõe os mortos seus antepassados como tendo as suas opiniões... as opiniões deles são as mortas...

permitir às pessoas terem poder de opinião face ao nome que têm e para o qual não contibuem... ou fazem por pouco... ou por inércia.

mortos.

Escrito aqui por jm em 28 de outubro, 2003 às 12h03


O comentário que me solicita estava escrito pelo "Público" no final da carta da bisneta de Gauguin.
O livro de Llosa é um romance, uma obra literária, um texto de ficção. De todo uma biografia.
Saudações do
NM

Escrito aqui por Nelson de Matos em 28 de outubro, 2003 às 17h06

Obrigado pelo comentário ;) Sem dúvida cortês!

Mas terá havido visita? Fica a dúvida, quase nula.

Saudações

Escrito aqui por jm em 28 de outubro, 2003 às 18h10

O que me espanta, nisso tudo, é o preconceito de uma descendente de pessoas como Flora e Paul que, de maneiras diferentes, passaram a vida a defender a liberdade, a igualdade e respeito pelo ser humano e por eles mesmos. Lamentável...

Escrito aqui por Claudia em 16 de novembro, 2003 às 17h10

a liberdade dos genes leva a diferenças de conceitos ;)

Escrito aqui por jm em 16 de novembro, 2003 às 18h10