16 de setembro, 2003

a hora

muitos são contra, falando das crianças e dos problemas que elas terão, se o delfim vier a fazer o mesmo que Cavaco fez.

esses que são contra e só falam das crianças são redutores do pensamento e facilmente linchados pelos favoráveis à mudança da hora de Portugal para se igualar à CET (Central European Time).

o problema da manutenção dum horário desses afecta todos os seres que se regem pelo relógio, porque biologicamente não deixamos de ser animais e viver segundo alguma regras ainda naturais, com sensibilidade à luz solar.

como já se sabe, não existem estudos sobre a privação do sono em grande escala ou sobre a alteração de horário crónica. contudo, lembro-me perfeitamente de como as alterações de disposição durante aquele período em que a experiência foi feita, a maiorira das pessoas sentia um cansaço permanente.

não me parece obrigatório alterar a base horária para correspondermos a necessidades de comunicação e/ou produtividade com os outros países. o que é necessário é flexibilizar horários de trabalho nas várias vertentes de serviços e administrativos e alargar o número de postos de trabalho, para que as lacunas existentes sejam colmatadas. Mais oferta de emprego para quem o procura e menos preguiça para quem o já tem - em particular conheço muita gente que se desunha no trabalho.

Escrito por jm às 12h21...




Comentários