20 de abril, 2002

O dia seguinte...

O dia seguinte é uma catástrofe... Nós estamos aqui, no meio de vocês, mas não gostamos de vocês - We are here but we hate you -. Ser beto, ser pseudo-beto = ser amiba, ser rico, ser miserável. Ser entre vocês é um alívio para os dias mornos, quem haveríamos de criticar e objectificar em argumentos cinematográficos como os que sofrem as consequêcias dos monstros e não são heróis? O telefone não deveria tocar da mesma forma se vocês telefonassem... Mas partilha-se espaços com vocês e já o ar se torna rarefeito. E se torna inconfortável as vossas conversas sobre o mamilo esquerdo, ou sobre o umbigo, ou sobre a inclinação do falo que ainda não viram. Ou sobre o carro do papá que conduzem sem destreza nenhuma ou com a velocidade fantástica de quem não se importa de matar outros...

(to be continued...)

Escrito por jm às 11h45...




Comentários

O dia seguinte é uma catástrofe natural, noticiada nos jornais, vendida nas revistas, publicada em primeira página.
O dia seguinte alimenta-se de gente que , por sua vez, alimenta-se de gente...ciclos naturais, portanto.

Escrito aqui por Carolina em 4 de janeiro, 2005 às 03h24