30 de julho, 2002

olhar para o umbigo... disfarçadamente

no dia-a-dia tento ser uma pessoa confortavelmente só! no meu dia-a-dia cruzo-me com muitas pessoas, às quais tendencialmente não recuso colaboração ou ajuda conforme o caso e a gravidade do que se aborda! dou essa ajuda porque a outra pessoa precisa, porque penso que essa pessoa irá ficar melhor.

tenho vindo a descobrir uma nova técnica de umbiguismo que me intriga:

existe quem reflicta sobre os meus problemas de relação com os outros e me diga que devo dar oportunidades e possibilidade aos outros de se justificarem, perante argumentos que eu possa apresentar como irrefutáveis medidas de infortúnio para a continuidade duma relação saudável. essa pessoa, que reflecte sobre a minha atitude de exclusão, dá setenças de esperança e de boa sorte - terá lido nos bolinhos chineses? - e descreve-me como inflexível e seco e amargo e...

enfim, a pessoa reflecte sobre a minha atitude e sobre mim. e parece ficar feliz! temos que ter esperança nos outros! e dar constantes oportunidades! UMBIGUISMO!!! esta pessoa que reflecte sobre mim, não me parece reflectir sobre ela mesmo nem sequer dar a mão a ninguém. parece-me tudo um jogo de auto-satisfação! um jogo de prazer mental em promover o bem do mundo sem o realizar realmente, sem identificar precisamente do que se está a falar!

dizemos que temos um choque com alguém e temos uma resposta imediata, tirada de um livro de sentenças: tens que dar a oportunidade! sem mais... sem saber porquês, sem saber comos, sem saber nada: sem saber que a vida é mais do que um umbigo à procura de um sonho! mais grave, sem ter na mão atitudes reais para provar e mostrar o que diz! factos! factos!!

Umbiguismo! eu sou contra o umbiguismo!

Escrito por jm às 13h16...




Comentários