2 de janeiro, 2003

apetece-me escrever uma crónica

uma crónica sobre quem reclama por... por exemplo, não ser atendido nas filas das finanças para pagar o irs........ sem juros... AFINAL O IRS JÁ DEVIA TER SIDO PAGO HÃO MESES! sobre quem reclama... por não ter à sua disposição serviços que não pagou a tempo... e, no momento em que fez o FAVOR DE PAGAR, esses serviços TÊM QUE ESTAR IMEDIATAMENTE A FUNCIONAR. ... esses os que reclamam por fazerem o favor de cumprir os seus deveres FORA DE TEMPO deviam ser sancionados... afinal, eu PAGUEI OS MEUS IMPOSTOS E APRESENTEI DECLARAÇÃO DE IRS EM DEVIDO TEMPO, e sinto-me ULTRAJADO com estas benesses! SE ELES NÃO PAGAM JUROS EU EXIJO JUROS PELO TEMPO QUE O MEU DINHEIRO LÁ ESTEVE. mas eu, um simples idiota nos braços dum povinho, que é a maioria fundamental de Portugal, não passo disso mesmo: um idiota! um idiota que sabe que pagou e que irá pagar ainda mais por alguns não pagarem e muitos concordarem! ... esses da maioria, querida e amada por um povinho, exigem-me que realize o que desculpam aos outros por não fazerem. sancionam-me por cumprir! e protegem quem não cumpre. é triste viver em tempos de civilização bélica em que só os bravos maiorais têm razão. tempos em que é mais importante não saber nem querer saber nem notar que se tiram olhos ao nosso lado do que, por exemplo, ter consciência de quem se é e de quem é o outro! e o outro é sempre um inimigo. uma ameaça.... tenham um bom dia, que eu não vou escrever crónica nenhuma sobre essa gente execrável dum povinho assim, tão parecido com tantos mais.

Escrito por jm às 02h58...




Comentários