24 de abril, 2003

venho anunciar o fim!

venho anunciar o fim! o fim dos dias em que me possa ter sentido enclausurado a uma vida. percebo, tão só, que a vida é uma clausura permanente, e que, a vivê-la, tenho apenas que encontrar os espaços simples e limpos de cheio.

uma amiga de quatro patas olha para mim, faço-lhe festas. o vento, correndo nos corredores urbanos, parece querer fazer cair o mundo dos mais pequenos. a negrura do céu é mais feliz pelas nuances brilhantes dos dias.

anuncio, portanto, o fim dos dias de clausura irreal. anuncio, contente, a tristeza do incontável. a serenidade abate-se sobre a mente perturbada deste que vos diz: anuncio o fim dos dias de medo!

amanhã comemora-se o 25 de Abril de 1974, alguém se lembra?

Escrito por jm às 12h10...




Comentários