2 de julho, 2003

A morte anunciada

Nos últimos dias, tenho cruzado a virtualidade da blogosfera e vou-me deparando com blogues mortos, no sentido suicida do(s) autor(es). Os textos desaparecessem: eu chamaria a tal a cremação! Depois, casos como a Coluna Infame vão-se decompondo, e consoante o nível de embriaguez permanente antes do falecimento, varia a longevidade da sua existência. Eu prefiro a embriaguez - apesar de não gostar assim tanto da Coluna.

Vejo com um sorriso trocista, a consciência de alguns sobre a importância dos blogues: matam a inépcia dos seus blogues porque o que oferecem não é de todo útil a ninguém... irão partir para projectos colectivos com pés e cabeça. Felizmente, os blogues continuam a ser uma maravilha de umbiguismos e individualismos... Mas como a "nata" da blogosfera portuguesa considera tal como algo a evitar, temos que nos comportar como quem dita as regras... umas tais regras... difundidas por um meio de papel...

Esses neo-bloggers são uns interesseiros! E há sempre quem não goste da nata!

Escrito por jm às 13h07...




Comentários