maio 21, 2010

A esperança

Há dias em que temos mais ou menos esperança. Devería haver inclusivé um medidor de esperança, tal como devería haver um medidor de stress. Se houvesse um medidor de esperança, saberíamos muitas coisas, ao levantarmo-nos.
Mas o que faz termos mais ou menos esperança? As pessoas!!! São os outros que nos dão ou retiram essa capacidade. Não é a politica, nem as noticias, nem estarmos mais ou menos gordos, nem mais ou menos carecas..São as pessoas que conhecemos, com quem nos cruzamos diariamente, com quem nos relacionamos...
Temos pois de chegar a uma conclusão. Se há pessoas que nos dão e retiram a esperança, deveríamos todos ser classificados e identificados. Depois estava nas nossas maos aproximarmo-nos ou não das identificadas como "retiradas de esperança..."

Publicado por Marina Rodrigues às 11:23 AM | Comentários (0)

A esperança

Há dias em que temos mais ou menos esperança. Devería haver inclusivé um medidor de esperança, tal como devería haver um medidor de stress. Se houvesse um medidor de esperança, saberíamos muitas coisas, ao levantarmo-nos.
Mas o que faz termos mais ou menos esperança? As pessoas!!! São os outros que nos dão ou retiram essa capacidade. Não é a politica, nem as noticias, nem estarmos mais ou menos gordos, nem mais ou menos carecas..São as pessoas que conhecemos, com quem nos cruzamos diariamente, com quem nos relacionamos...
Temos pois de chegar a uma conclusão. Se há pessoas que nos dão e retiram a esperança, deveríamos todos ser classificados e identificados. Depois estava nas nossas maos aproximarmo-nos ou não das identificadas como "retiradas de esperança..."

Publicado por Marina Rodrigues às 11:23 AM | Comentários (0)

maio 09, 2010

Nós os portugueses

Que raio de tempo é este? perguntamo-nos milhões de portugueses. Ansiosos pelo fim de semana solarengo, consultamos o instituto de metereologia e a noticia tem sido quase sempre a mesma. Chuva, nuvens, vento, frio....
tenho-me debruçado sobre este fenomeno e julgo saber qual a razão para tamanho azar. É de prepósito! Sim, é de prepósito e irei explicar porquê!

Na minha vida profissional, tenho tido a sorte de conviver bastante com os chamados "estrangeiros". Muitos ingleses, franceses, alemães, suecos, holandeses e alguns sul ammericanos...
A maior parte do que conheço, não conheciam nada de Portugal e lá admitem que estavam à espera de mulheres cheias de pelos e homens com aspecto farrusco, chapéu, vestidos de preto e ar triste. Sabem também que somos pobres, muito pobres e que comemos apenas sardinhas e bacalhau.
Felizmente, depressa chegam à conclusão de que não é bem assim e que, antes pelo contrário somos um povo e um Pais apetecível. Lá trazem as mulheres e os filhos, que ficam rapidamente encantados e quando, passados 4 ou 6 anos acabou a comissão em Portugal, parte tudo em lágrimas porque foi o pais onde preferiram viver e voltar para londres e Paris, é agora um suplício...
Partir para londres e Paris é agora um suplicio???

extraordinário...penso eu, mas nós estamos na cauda da Europa, somos atrasados relativamente ao resto da Europa, somos mal formados, conduzimos tão mal, o nossos governos são corruptos, etc, etc.

Não é bem assim, segundo eles, ora vejamos qual é a lista de coisas boas:

- A segurança. segundo eles, em paris, Berlin, londres, passear descontraídamente pelas ruas à noite é uma roleta russa;
- O trânsito- para isso não preciso dos estranjas a contarem-me. tentem andar em paris, sabado à noite de carro e depois mandem-me um comentário pelo blog. Se se lembrarem que não podem entrar na maior parte do centro de Londres, se calhar não preciso de dizer mais nada..
- Tranportes. São baratos. Apenas quem nunca andou de comboio em França pode sequer comparar os nossos preços com os deles e não é porque tenham comboios melhores...
- alimentação- julgo que aqui deve ser unanime, não devo ter comentários contrários. Come-se bem, bom e barato. os ingredientes são frescos e de qualidade..
- Currupção- vamos falar da Grécia? se calhar não vale a pena..vamos falar de Espanha....é melhor não, bora então à belgica...aqueles que não conseguiram decidir-se e ter um governo em tempo util?Mais para leste então...qual foi o País onde o primeiro ministro foi gravado a rir-se do facto de estarem a mentir ao país e ainda lá está a governar depois de um pedido de desculpa? Bem, os meus clientes franceses dizem-me que não se compare a currupção em Portugal da que aconteçe em frança, isso não sei...não posso comentar;
Sistema de saude- Eu sou utilizadora doi sistema nacional de saúde e a verdade é que obviamente podia ser melhor, tudo pode melhorar...mas ao menos eu uso, e aquilo que vejo são os não utilizadores a critirarem..usem e depois trocaremos experiências..
- Os nossos recursos humanos- Segundo os estranjas com quem convivo, nunca conheçeram um povo tão: calmo, humilde, trabalhador, multi-skills..

Estamos portanto todos desejosos de sermos mais parecido com o resto da Europa e por isso, temos hoje o que pedimos a começar pelo clima. É talvez uma ironia mas temos de começar pr algum lado. Podia ser por termos mais trânsito ou ganhamos mais mas calhou o tempo e ao que parece, nem por isso estamos mais contentes...

Somos extraordinário...
Até já
Clau

Publicado por Marina Rodrigues às 01:15 PM | Comentários (0)

A beleza da Net

Tal como muitos de nós hoje, como já não estamos na era dos bailaricos, encontramo-nos na net. Para os cinzentois, vêm logos as teorias de que é muito perigoso, que são apenas os tarados e taradas, os mandriões, os aldrabões, as brasileiras à procura de marido português, os cromos, psicopatas e as ninfómaniacas, que a usam. Não sou dessa opinião, acredito sim que na net podemos encontrar de tudo, como quando estamos na rua ou vamos a um bar ou a um casamento.
Estou até convencida que a probabilidade hoje de encontrar-mos todos esses num casamento é altissima, a começar pela noiva e noivo que em 45% das vezes nem sabem se deveriam estar a casar.

Esse por acaso até é um excelente tema para explorar. "Os porquês de um casamento".
para os meus fãns que ainda não tenho, fica a promessa de que voltarei a este tema. Por enquanto fiquemos pela beleza da net.

Irei contar-vos a minha experiência- A verdade é que aquando do meu divorcio, sentindo-me perdida e só, os meus amigos aconselharam-me a Net. Aqui um agradecimento portanto a esses anjos de iniciais; ela X e ele B.
Como talvez a maior parte, andei a negar essa hipotese. Ouvia tantas coisas...mas um dia, experimentei. Nesse mesmo dia, conheci uma das pessoas que mais me ajudou a fazer o luto do meu casamento. Esse rapaz tornou-se no meu melhor amigo pós divorcio e era disso que eu precisava, de um amigo..

Ne net, ri, chorei, ri muito, e ri mais ainda. Umas vezes ri de escárnio é verdade mas a maioria das vezes encontro pessoas, boas, homens sós e carentes, pessoas que querem como eu e tu, emcontrar alguém com quem dar-se, com quem encontrar intimidade.
Acredito inclusivé que se a muitas destas pessoas lhes prepusessem uma de duas opções: encontrar um amante ou um bom amigo, prefeririam o bom amigo...é apenas uma sensação....

Sejamos realistas e usemos do bom senso, há perigos hoje em qualquer sitio. Cabe-nos a nós todos usar desse bom senso para "estudar" o interlocutor e separar o trigo do joio, como se fazia nos bailaricos quando não se conhecia o rapaz, mas nessa altura, tinhamos de dançar com ele, pelo menos um musica e hoje, basta, clickar no botão de desligar..

Até já
Lau

Publicado por Marina Rodrigues às 12:50 PM | Comentários (0)

Apresentação

Olá

Bem antes de mais, a partir do momento em que resolvo criar o meu próprio blog, que hoje em dia não é mais do que um "moderno diário", tenho de me apresentrar. As boas maneiras assim o obrigam e a verdade é que me sentirei melhor apôs o fazer.
Sou uma senhora de 39 anos, tenho uma filha maravilhosa, tenho uma famila com quem me dou muito, que adoro e com quem me aborreço algumas vezes.Tenho amigos com quem estou cada vez menos mas do quais eu sei que gosto e que gostam de mim. Tenho um emprego, uma casa com empréstimo, uma mota, um gato e um ex-marido que será uma semi familia para sempre.

Sou muito divertida mas admitamos que hoje em dia prefiro a paz do meu lar e emitir o minimo de palavras possiveis. pergunto-me muitas vezes se será da idade ou se apenas fui eu que mudei.

Para os mais curisosos digamos que sou daquelas mulheres que atraiem pelo que sou e não pelo que a embalagem demonstra. Mais tarde falaremos sobre isso mas não me posso queixar, sou uma mulher realizada no ponto de vista dos amores e dos homens que encontrei ao longo deste anos.

Há muito tempo que penso em fazer um blog, a verdade é que, emitindo cada vez menos sons, a minha cabeça não parou e tenho efectivamente coisas para dizer sobre muitos assuntos, sobretudo os triviais. Sobre os restantes deixo para quem sabe, para os analistas, os observadores, os ecomomistas, os politicos, os historiadores, os inteligentes e os intelectuais.

A mim, chamar-me-ei, "a entusiasta das coisas comuns da vida"...É um bocado longo mas ao menos todos compreendem do que falo..e eu cá, gosto das coisas claras...apesar de nem sempre essa côr estar disponivel!

Até já
Lau

Hoje é domingo dia 9 de Maio de 2010

Publicado por Marina Rodrigues às 12:16 PM | Comentários (0)