« Usurpação | Entrada | Silêncio Calado »

janeiro 29, 2007

Sexta-feira

São tão breves os nossos encontros,
E tu esquivas-te receosa e recatada,
Olhos fugidios e dedos enervados,
Desejos contidos, vontade embargada.


És mais natural quando distante,
Libertas-te e as tuas palavras saem,
És, nessas alturas, a melhor amante,
Nua dos receios que se esvaem.
Mas logo os teus medos te dominam,
Ciumentos do ardor com que me falas,
Vestem-se de moralismo e preconceitos,
Afogam os sentimentos que tu calas.
Esgotam-se-me todas as palavras,
Ou eu não encontro as mais certas,
Para escrever o quanto eu te quero,
Para demonstrar o desespero,
Dos dias tristes em que não me apertas,
Nos teus quentes braços com esmero.
São tantos, infelizmente, esses dias,
E tão grande o sofrimento que provocam,
É tanta a angústia e dor que me evocam,
Por não poder partilhar-te as alegrias.
Procuro outras palavras que te falem,
Sintagmas que conjuguem este amor,
Sinónimos deste sentir amargurado,
Letras que ao que sinto dêem cor.
É tão grande a vontade de te ter,
É tão forte o desejo de te abraçar,
Tão louco o anseio de te amar,
Tão doloroso o receio de te perder.
Vivo deste modo por entre dias,
Uns de alegria por ser igual,
Esta forma alucinada de querer,
Sem ver nesse desejo qualquer mal,
Outros são escuros e sombrios,
Não tens vontade de venceres os desafios,
Desculpas-te na família ou na idade,
E eu duvido que o teu amor seja verdade.

Christian de La Sallette

Publicado por Poeta das 5 às janeiro 29, 2007 11:00 PM

Comentários

Olá,
Que posso eu dizer se os meus olhos não falam!
Transmitem emoções, a essa beleza inconfundível
que as palavras me transmitem
Aqui estou eu para te dar o meu apoio e solidariedade
Soberbo... continua…
Meu blog:
http://www.sonhadoremfulltime.blogspot.com/

Publicado por: jonnywolf às janeiro 30, 2007 06:09 PM

Didn't know the forum rules alleowd such brilliant posts.

Publicado por: Kaylin às setembro 18, 2011 04:20 PM

Publicado por: jgzpneyf às setembro 19, 2011 02:04 PM

Publicado por: usjitf às setembro 30, 2011 06:26 PM

Comente




Recordar-me?