agosto 30, 2005

Para quê, senhores...??!!??

Será normal/necessário/útil/relevante que este tipo de situações venha publicada em Diário da República...??? Podem confirmar: 3.ª série, de 8/06/2005...

Onde é que isto vai parar ...???

Publicado por castafiore às 11:53 PM | Comentários (2) | TrackBack

agosto 29, 2005

Uma cidade sem horizontes-14

Barcelona, zona do porto.

Publicado por castafiore às 11:17 PM | Comentários (1) | TrackBack

agosto 28, 2005

O Maquinista

O Maquinista é um filme que não tinha tido oportunidade de ver no cinema e que estive a ver em DVD.

Não é um filme fácil. É estranho mas gostei bastante... recomendo-o a todos os que sofrem de insónias e pesadelos... e não só...

Publicado por castafiore às 12:57 AM | Comentários (3) | TrackBack

agosto 27, 2005

Um dia de praia-4

Açores, Ilha Terceira.

Publicado por castafiore às 01:56 AM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 25, 2005

Caminhos-16


Publicado por castafiore às 09:51 PM | Comentários (3) | TrackBack

agosto 23, 2005

Horários de trabalho

A fotografia não é minha mas a situação é demasiado peculiar para deixar de ser mostrada

Publicado por castafiore às 11:07 PM | Comentários (1) | TrackBack

agosto 22, 2005

... ou acompanhada


Publicado por castafiore às 10:38 PM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 21, 2005

Só...


Publicado por castafiore às 09:46 PM | Comentários (5) | TrackBack

agosto 18, 2005

Cascatas

São no Gerês, a água era absolutamente gelada e transparente, cá fora estavam 42.º.....

Publicado por castafiore às 11:35 PM | Comentários (6) | TrackBack

agosto 17, 2005

Consistência-2

Em homenagem a todas as que já arderam...

Publicado por castafiore às 10:19 PM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 16, 2005

Sabor a praia


Publicado por castafiore às 10:28 PM | Comentários (3) | TrackBack

agosto 14, 2005

Happy end!

O fim do dia de praia de hoje (ou melhor, de ontem, sábado), eram 21.20 e estava colossal! Aliás 20 minutos antes ainda andava dentro de água, feliz como um peixe!

Publicado por castafiore às 12:18 AM | Comentários (5) | TrackBack

agosto 13, 2005

Caminhos-15


Publicado por castafiore às 02:05 AM | Comentários (3) | TrackBack

agosto 12, 2005

Que neura!

Avaria sem pre-aviso, dois dias sem email e sem internet e já estava a ficar enervada....

Será que estou viciada...???

Publicado por castafiore às 11:53 PM | Comentários (4) | TrackBack

agosto 10, 2005

Um pequeno exercício de estatística

Em cada 100 incêndios que ocorrem na Europa, 41 têm lugar em Portugal...

Desde o início de 2005 já tiveram lugar 20.000 ocorrências incendiárias, contabilizando incêndios de grandes dimensões, fogos e fogachos...

Desde essa mesma data já arderam em Portugal 68.000 hectares de terreno: uma área equivalente aos concelhos de Sintra, Cascais, Lisboa, Amadora e Loures todos juntos...

Não digo mais nada!!!

Publicado por castafiore às 10:49 PM | Comentários (6) | TrackBack

(no) logo-3


Publicado por castafiore às 10:43 PM | Comentários (0) | TrackBack

A indústria dos incêndios

Apesar do tema dos incêndios já ser recorrente gostava de partilhar um excelente texto disponível na SIC online, datado de 9 de agosto de 2005 e assinado pelo José Gomes Ferreira, Sub-director de Informação daquele canal de televisão.

"Oficialmente, continua a correr a versão de que não há motivações económicas para a maioria dos incêndios. Oficialmente continua a ser dito que as ocorrências se devem a negligência ou ao simples prazer de ver o fogo. A maioria dos incendiários seriam pessoas mentalmente diminuídas.

Mas a tragédia não acontece por acaso. Vejamos:

1 - Porque é que o combate aéreo aos incêndios em Portugal é TOTALMENTE concessionado a empresas privadas, ao contrário do que acontece noutros países europeus da orla mediterrânica? Porque é que os testemunhos populares sobre o início de incêndios em várias frentes imediatamente após a passagem de aeronaves continuam sem investigação após tantos anos de ocorrências?

Porque é que o Estado tem 700 milhões de euros para comprar dois submarinos e não tem metade dessa verba para comprar uma dúzia de aviões Cannadair? Porque é que há pilotos da Força Aérea formados para combater incêndios e que passam o Verão desocupados nos quartéis? Porque é que as Forças Armadas encomendaram novos helicópteros sem estarem adaptados ao combate a incêndios? Pode o país dar-se a esse luxo?

2 - A maior parte da madeira usada pelas celuloses para produzir pasta de papel pode ser utilizada após a passagem do fogo sem grandes perdas de qualidade. No entanto, os madeireiros pagam um terço do valor aos produtores florestais. Quem ganha com o negócio? Há poucas semanas foi detido mais um madeireiro intermediário na Zona Centro, por suspeita de fogo posto. Estranhamente, as autoridades continuam a dizer que não há motivações económicas nos incêndios...

3 - Se as autoridades não conhecem casos, muitos jornalistas deste país, sobretudo os que se especializaram na área do ambiente, podem indicar terrenos onde se registaram incêndios há poucos anos e que já estão urbanizados ou em vias de o ser, contra o que diz a lei.

4 - À redacção da SIC e de outros órgãos de informação chegaram cartas e telefonemas anónimos do seguinte teor: "enquanto houver reservas de caça associativa e turística em Portugal, o país vai continuar a arder". Uma clara vingança de quem não quer pagar para caçar nestes espaços e pretende o regresso ao regime livre.

5 - Infelizmente, no Norte e Centro do país ainda continua a haver incêndios provocados para que nas primeiras chuvas os rebentos da vegetação sejam mais tenros e atractivos para os rebanhos. Os comandantes de bombeiros destas zonas conhecem bem esta realidade.

Há cerca de um ano e meio, o então ministro da Agricultura quis fazer um acordo com as direcções das três televisões generalistas em Portugal, no sentido de ser evitada a transmissão de muitas imagens de incêndios durante o Verão. O argumento era que, quanto mais fogo viam no ecrã, mais os incendiários se sentiam motivados a praticar o crime...

Participei nessa reunião. Claro que o acordo não foi aceite, mas pessoalmente senti-me indignado. Como era possível que houvesse tantos cidadãos deste país a perder o rendimento da floresta - e até as habitações - e o poder político estivesse preocupado apenas com um aspecto perfeitamente marginal? Estranhamente, voltamos a ser confrontados com sugestões de responsáveis da administração pública no sentido de se evitar a exibição de imagens de todos os incêndios que assolam o país.


Há uma indústria dos incêndios em Portugal, cujos agentes não obedecem a uma organização comum mas têm o mesmo objectivo - destruir floresta porque beneficiam com este tipo de crime.

Estranhamente, o Estado não faz o que poderia e deveria fazer:

1 - Assumir directamente o combate aéreo aos incêndios o mais rapidamente possível. Comprar os meios, suspendendo, se necessário, outros contratos de aquisição de equipamento militar.

2 - Distribuir as forças militares pela floresta, durante todo o Verão, em acções de vigilância permanente. (Pelo contrário, o que tem acontecido são acções pontuais de vigilância e combate às chamas).

3 - Alterar a moldura penal dos crimes de fogo posto, agravando substancialmente as penas, e investigar e punir efectivamente os infractores

4 - Proibir rigorosamente todas as construções em zona ardida durante os anos previstos na lei.

5 - Incentivar a limpeza de matas, promovendo o valor dos resíduos, mato e lenha, criando centrais térmicas adaptadas ao uso deste tipo de combustível.

6 - E, é claro, continuar a apoiar as corporações de bombeiros por todos os meios.

Com uma noção clara das causas da tragédia e com medidas simples mas eficazes, será possível acreditar que dentro de 20 anos a paisagem portuguesa ainda não será igual à do Norte de África. Se tudo continuar como está, as semelhanças físicas com Marrocos serão inevitáveis a breve prazo."

Publicado por castafiore às 10:32 PM | Comentários (0) | TrackBack

Ler ... ainda!

Terminei o tal livro do Richard Zimmler que estava a ler e do qual acabei por gostar imenso depois de um início menos entusiasmado. Afinal, recomendo-o: "Goa ou o Guardião da Aurora". É um livro triste e que dá que pensar mas uma história muito gira.

Agora vou-me atirar a um paperback de 936 páginas em inglês com o título Shantaram, uma história biográfica sobre o seu autor, um homem chamado Gregory David Roberts, com uma vida fabulosa, trágica e aventurosa e que, ao que consta, é um retrato extraordinário da Indía de hoje.

Em paralelo, vou intercalando e volto a deliciar-me com as crónicas da Inês Pedrosa, um best of das suas escritas semanais no Expresso, compiladas na colectânea Crónica Feminina.

Publicado por castafiore às 01:02 AM | Comentários (129) | TrackBack

agosto 09, 2005

E ainda arde!!!

Desta vez é todo o Parque Nacional da Serra da Estrela...

... e ontem foram os 10.000 hectares que formavam a mais vasta área europeia de pinheiro manso, situados em Vila Pouca de Aguiar...

Que vergonha! Que imensa vergonha!!! E que imenso desgosto!

Pena é que as nossas lágrimas não formem um rio suficientemente grande para apagar este fogo que nos destrói de forma irremediável... para sempre...

Publicado por castafiore às 12:39 AM | Comentários (6) | TrackBack

agosto 08, 2005

Um dia de praia-3

... em Santander.

Publicado por castafiore às 08:37 PM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 06, 2005

Sem ela não somos nada!

Poupar água!

Cada vez mais importante!

Publicado por castafiore às 01:02 AM | Comentários (2) | TrackBack

O seu a seu dono

No Portugal está a arder!!! escrevi que não compreendia como é que se mantinham os militares nos quartéis e não se dava ordem para irem ajudar os bombeiros neste combate brutal que se repete incessantemente. Na altura e na hora em que o escrevi, fi-lo porque em lado nenhum tinha conseguido obter informação em sentido contrário. Apenas na 6.ª feira de manhã soube que essa já não era a realidade e que havia já vários grupos de militares no terreno a lutar lado a lado com bombeiros e populações.

O seu a seu dono e a verdade acima de tudo.

Obrigada Vítor Marques, pela chamada de atenção (vd. comentário àquele post), mas foi apenas por uma questão horária que ainda não tinha rectificado este facto.

Publicado por castafiore às 12:51 AM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 05, 2005

Portugal continua a arder!

O silêncio, que comentei anteriormente, das individualidades nacionais que me parecia a mim, se deveriam ter pronunciado sobre a situação de verdadeira calamidade que está a ocorrer, está já explicado. Jorge Sampaio foi em visita de Estado a Nova Iorque... José Sócrates está de férias no Kenya, ao que parece..., e António Costa (que por acaso o substitui em período de férias), hoje lá foi visitar algumas áreas atingidas.

De acordo com declarações prestadas à TSF, de manhã, a opinião do Sr. Ministro era que, ao invés de se queixarem de uma pseudo tragédia que se abate sobre o país, os cidadãos deveriam era ajudar os bombeiros a combater os incêndios...

Da parte da tarde, a sua opinião tinha já mudado ligeiramente de orientação, dizendo o Ministro da Administração Interna (que por acaso tem a responsabilidade de tutelar estas situações) que a situação é "extremamente grave" e que os patrões devem colaborar no esforço nacional, libertando todos os seus empregados que são bombeiros voluntários para que possam cumprir a sua tarefa.

Enfim... Ocorriam-me coisas mais importantes e inteligentes para serem ditas face à nossa actual situação. Ocorre-me também a necessidade de se falar menos e agir de facto! Medidas práticas e concretas. Coisas que podem não ser grandiosas de per si, mas que todas juntas fazem realmente a diferença.

Por exemplo, soube hoje que existem nas OGMA dois aviões de combate a incêndios, modernos e bem equipados, que precisam de uma pequena manutenção para ficarem operacionais. Talvez tratar disso...????!!!??? Não sei, parece-me a mim que poderia ser uma ajuda...

Ou então dar treino específico de combate a incêndios aos nossos militares para em situações destas o reforço aos bombeiros ser imediato e em grande número....

Publicado por castafiore às 09:12 PM | Comentários (6) | TrackBack

Portugal está a arder!!!

Mais uma vez...

... o pouco que restava está a desaparecer...

... pessoas perdem casas, povoações desaparecem, famílias ficam na miséria, os bombeiros desdobram-se e superam-se em esforços incríveis...

Curioso que num dia trágico como o de hoje nem o Presidente da República, nem o Primeiro Ministro, nem o Ministro da Administração Interna se tenham dado à maçada de ir ver o que se passa aos locais atingidos pela tragédia, ou pelo menos às redondezas, nem sequer se tenham lembrado de falar ao país, de explicar a situação, de dizer algumas palavras de apoio ou solidariedade.

Curioso que os militares continuem calmamente nos quarteis, curioso que não haja meios aéreos suficientes para combater incêndios, curioso que pareça que é a primeira vez que tudo isto acontece...

... suponho que a causa de toda esta estranheza se deva ao facto de todos estes acontecimentos serem novidade entre nós, nunca antes terem acontecido...

Se não fôsse tão absolutamente trágico até parecia que estavam a gozar connosco!!!!!!

Publicado por castafiore às 12:54 AM | Comentários (2) | TrackBack

agosto 04, 2005

Tolerância

Dá que pensar...

... este extraordinário video do Grupo EDF (Electricidade de França) sobre a relatividade das coisas...

E se o mundo, a vida, os espaços não estivessem adaptados para nós, as ditas pessoas "normais", mas sim à medida dos deficientes...???

Seria duro decerto; nada como sentir na pele a diferença para percebermos melhor o que eles devem sentir e aprendermos a ser mais tolerantes..

Publicado por castafiore às 12:00 AM | Comentários (2) | TrackBack

agosto 03, 2005

Às cores

Publicado por castafiore às 01:00 AM | Comentários (6) | TrackBack

agosto 02, 2005

H2O

Publicado por castafiore às 10:04 PM | Comentários (0) | TrackBack

agosto 01, 2005

Sensacionalismo barato

Ainda a propósito da forma por vezes bastante deturpada como as notícias são transmitidas pela nossa comunicação social: hoje de manhã ainda meia a dormir, ligo o rádio e sai-me o Rádio Clube Português a abrir o noticiário das 8 com a seguinte notícia, dita em tom solene pelo locutor:
"Bom dia, 8 da manhã, 1 de Agosto. Tropas Portuguesas dominam o aeroporto de Kabul".

Confesso que parte de mim ainda estava a dormir e com aquilo dito daquela maneira, comecei a achar que tinha dormido 2 ou 3 dias seguidos e que alguma coisa de muito grave que eu desconhecia tinha acontecido entretanto.

Sintonizo a TSF para ouvir a mesma notícia, num tom mais normal e dita de outra forma:
"Bom dia, hoje 1 de Agosto tem início o período de 6 meses durante o qual será o contingente militar Português o responsável pela administração e gestão do aeroporto de Kabul."

Faz diferença, não faz? É a distância entre uma declaração de guerra e um facto até algo banal...

Depois espentamo-nos com outras coisas...

Publicado por castafiore às 11:59 PM | Comentários (2) | TrackBack