maio 08, 2004

Em trânsito

Hoje de manhã ouvi uma notícia extraordinária: parece que na madrugada de dia 7 passou no aeroporto da Portela um empresário francês, cujo nome não me recordo, confesso, procurado por suspeita de tráfego de armas com o Iraque e relativamente a quem existem diversos mandatos de captura internacionais. Foi identificado mas não foi detido. Perguntarão porquê? Pois ao que parece porque os funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras entenderam que tecnicamente ele não estava no território Português porque se encontrava “em trânsito”…

…!!!!!!!?????!!!!!!?????!!!!!????

Pergunto eu em estado de pura ingenuidade: e ainda que a detenção se viesse a revelar ilegal, o que sinceramente duvido, mas ainda que assim fosse, detê-lo e posteriormente libertá-lo não iria de algum modo ajudar a localizá-lo, seguir-lhe o percurso daqui para a frente, avisar as autoridades desse país de destino, manter os seus passos mais vigiados…????

Será que o dever de cooperação internacional a que Portugal se encontra vinculado ao abrigo de todos os tratados e organizações de que faz parte não impõe obrigações concretas? Será que o mais elementar bom senso não permite contornar estes tecnicismos exagerados atrás dos quais quem não quer assumir responsabilidades se escuda? Será que enlouqueceram todos definitivamente?

Publicado por castafiore em maio 8, 2004 01:15 AM
Comentários