agosto 15, 2005

De novo o incomunicável

Primeiro pensaram tratar-se de rebeldia. Sossegadas as consciências pela minha natural propensão para caminhos pouco tumultuosos, pensaram depois tratar-se de uma afirmação de estilo. A praia seria o improvável palco, e a constelação de acessórios justificados pela prancha seria, em todo o caso, desnecessária. As indumentárias ao surf associadas não perduraram. O mar em mim foi-se tornando cada dia mais discreto, cada vez menos percebido. Aliás, a única coisa que hoje resta no guarda-fatos é uma vestimenta de neoprene para ocasiões especiais. Perceberam que tinham passado algum tempo a arranhar a superfície. Foi assim que concluíram tratar-se, tudo isto, de uma expressão individualista do meu ser, disfarce romântico para algum egoísmo. Talvez correcto, mas apenas parcialmente. Ao longo dos anos foram várias as ocasiões e múltiplas as personalidades que, entre mim e as ondas, definiram analiticamente uma forma de escape, um passatempo favorito, uma expressão saudável de pertença, um pretexto altamente contestável para gastar dinheiro, uma estratégia simples para impressionar miúdas ou, actualmente, um meio eficaz de isolamento. Raras foram as pessoas que pensaram tratar-se de amor. Talvez não lhe reconhecendo a bidireccionalidade, passaram anos a tentar perceber, na passagem dos anos, a persistência das ondas. Talvez nem sempre me tenha feito entender, com receio de responder à curiosidade com algum tumulto confessional. E talvez o mar tenha feito de mim uma pessoa mais individualista. Entre as metáforas que aos olhos dos outros se afiguram e as que o meu olhar contempla nas linhas do oceano, existirão sempre individualismos latentes. Uns de desencantamento, outros de paixão alimentando a sempre tenra idade de um amor cada vez mais sereno.
VM

Publicado por vascomendonca em agosto 15, 2005 09:19 PM
Comentários

Pa façam lá um esforçozinho para blogarem mais. Nem sabem como e desagradavel vir aqui ao centro cultural do surf e ver que tudo continua na mesma.eh pa vá lá.

Afixado por: Mata em agosto 16, 2005 11:27 AM