setembro 14, 2003

Fogos e Costas Largas

Pois é. Mais uma vez. Azar o nosso. Mas porquê ?

Nem dá para acreditar. Parece que não se aprendeu nada com os incêndios de Agosto. Passaram-se já 3 semanas. É muito curto para introduzir melhorias, dirão uns. Foi azar, diram outros. Foi o calor. Foi o fogo posto, etc, etc.
Tantas justificações. Quase tantas como os fogos. Ou seja, fogo posto e calor a mais têm as costas largas.
Mas demissões, nicles. Nem o proprio responsável da P Civil. Nada. Até parece que não foi com eles.
Pede-se em Portugal com facilidade a cabeça dos Ministros e dos S Estado, o que é errado e pode ser fora de tempo. Mas os técnicos ? Bem,ninguém é repreendido, mudado de funções, etc. Já fez 3 semanas e agora outra vez?
É sempre meia bola e força e mantèm-se tudo (ou quase) como de costume.
É pelo facto do ritmo das mudanças ser tão lento que Portugal nunca atingirá a média da UE. A não ser que se mode de vez a posição de não mudar...

Publicado por olhomagico em 09:05 PM | Comentários (0) | TrackBack

setembro 11, 2003

Transito em Lisboa

Confesso que não sei como é o transito ... mas em Lisboa...

... é um stress todos os dias.
Desculpem este desabafo.

A agressividade dos condutores é cada vez maior. Por vezes parece que estão dispostos a um duelo logo ali na beira da estrada ou rua. Para além de demonstrarem um léxico alargado no que toca a alarvidades e obcenidades.

Prioridades, nem pensar. Passadeiras... o que é isso ? Estranhamente, no arrancar parece por vezes que adormecem.

Não, acho que o mal estar entre os portugueses começa a sentir-se logo no modo de conduzir.

O respeito pelas regras - já não digo ou peço cortesia - anda por outras terras.
Este ano, no verão, em trabalho e em férias, fiz mais de 5.000 km, principalmente por essa Europa fora. Acidentes, nem me lembro. Mentira, até vi um na Suiça, mas foi o unico. No entanto, na ultima viagem e já de regresso, bastou entrar na Via do Infante e seguir pela A1 em direção a Lisboa que vi 5 acidentes dos quais 4 (sim QUATRO) com ambulâncias e tudo.

Anda tudo doido ?
Sem duvida.

Duvido que o problema seja só excesso de velocidade , pois soa-me a desculpa fácil. Acho que é muito mais profundo o problema, nomeadamente a nível cultural e de formação. Pegando o touro pelos cornos - é só falta de respeito, negligência e muita inconsciencia.

Por vezes apetecia-me que fosse obrigatório a quem vai tirar a carta passar uns dias nos hospital a fazer serviço auxiliar no banco ou mesmo na morgue. Depois, talvez tivessem (e tivessemos) mais senso.

O custo da sinistralidade rodoviária é imenso, quer directa quer indirectamente. São vidas perdidas, outras estropiadas, familias desfeitas e novos orfãos, bens que se perdem, reparações de danos vultuosas, tempo perdido, etc, etc, etc. E, para quem tem o azar de passar a integrar a estatística, é certamente uma dôr e um sentimento de frustração à la longue...

Em vez de vivermos num clima de irresponsabilidade e inimputabilidade generalizada deviamos cultivar o respeito e a prudência.

Pouf, que stress !

Publicado por olhomagico em 07:32 PM | Comentários (1) | TrackBack

setembro 10, 2003

Prevenir para não remediar

Sim, por causa do 11/9.

Sim, por causa do 11/9.
Foi um dia que nunca nos esqueceremos, parece-me, mesmo quando um dia for velho, vou ter sempre presente aquelas imagens.
Poderá haver outros - tudo parece que sim - mais cedo ou mais tarde.
Será que aprendemos algo ? Acho que sim, no meio daquela desgraça toda. Aprendemos que o mundo tornou-se bastante mais pequeno.

Um minuto de silêncio pelas vitimas deste dia.

Publicado por olhomagico em 11:38 PM | Comentários (0) | TrackBack

setembro 09, 2003

Amigos e Prisões

Pois é, neste país nem todos somos iguais face à lei, parece...

Pois é, neste país em que todos somos iguais face à lei, parece que uns são mais iguais que outros.
Nem podia acreditar no que via. Hoje à noite o líder do PS, Dr Ferro Rodrigues (FR) teve direito a uma reportagem na Sic Noticias.
Quando a jornalista abordou o tema da Pedófilia, Paulo Pedroso, etc., FR afirmou que já tinha ido visitar mais de uma duzia de vezes o seu amigo à prisão.
Pois é. Fez muito bem e só lhe fica bem. Só é pena que para o visitar tenha usado a sua função de politico e chefe do principal partido da oposição. Pois se foi visitar um amigo deveria cumprir as mesmas regras que os outros cidadãos têm que cumprir, no que toca a procedimentos, horários, etc., nas visitas a estabelecimentos prisionais.
Pois é, uns são mais iguais que outros, não é ?
Por estas e por outras, na minha humilde opinião, é qque os politicos têm tão boa reputação e credibilidade junto da opinião publica.

Publicado por olhomagico em 11:30 PM | Comentários (1) | TrackBack

A Mulher que eu amo

Sobre a Mulher que eu amo...

A Mulher que eu amo é...
Só de pensar torna-se difícil exprimir por palavras o que me faz sentir.
Tenho sorte, pois a mulher que eu amo é a mulher que eu tenho e escolhi.
Faz-me sentir mais feliz, quando acordo - ainda com sono - faz-me sorrir sem se ver, mesmo sem falar, até mesmo no bulício do arranque diário.
A Mulher que eu amo, é minha companheira, colega, confidente, e, como é de esperar do género, também psicanalista amadora. Percebe-me (a maior parte das vezes, não podia ser sempre, claro) mesmo no silêncio.
Cresce com as minhas alegrias, ri-se com as minhas asneiras, sorri com os olhares (que são cumplices) e perdoa-me os erros.
E eu, bem... eu, tento ser naturalmente para ela o que ela é para mim.

Publicado por olhomagico em 04:25 PM | Comentários (1) | TrackBack

setembro 08, 2003

Televisão e déficite

Serviço Publico na RTP ?

Para quê dois canais RTP ? Um generalista (a concorrer com a SIC e a TVI) e outro de "Serviço Publico" ?
Usar a expressão "Serviço Publico" cheira-me logo a um chavão. Que quer isto significar, já alguém explicou ? Ao serviço de todos e/ou da Sociedade. Porreiro. Mas quem é que define o que são esses serviços e porque é que estão a favor da Sociedade? E mesmo assim, se der isso de barato, aceitando que prestam um serviço a todos nós, então porque é que havemos de suportar - como contribuintes - um outro canal generalista ?
Percebo pouco disto mas já sei como vai acabar. Parte dos impostos que pago vai ser utilizada como sempre onde não deve e não onde faz falta.
A realidade prova que a carga fiscal em Portugal continua a aumentar. Cada vez pagamos mais impostos. Ou seja, cada vez temos menos dinheiro disponivel (nosso) que possamos gerir e gastar como nos dá na veneta porque existem sempre uns iluminados prontos a gastarem o que é meu (e seu) de acordo com supostos interesses colectivos definidos, é claro, por eles próprios, está claro!
O problema do famoso déficite está, não na receita fiscal (que continua a aumentar), no sempre pronto e disponivel despesismo publico.
Quando este país for um país a sério quem vai ganhar eleições será aquele que vai explicar (e prometer) onde vai cortar concretamente, quando e quanto. É que quanto mais cortar mais teremos para gastar e investir, como cada um decidir.
Enquanto continuarmos a aceitar suportar e legitimar esta corrente despesista é certo que teremos - cada um de nós ( que é como quem diz eu e voçê que me lê) cada vez menos para gastar como nos der na nossa veneta e não na veneta alheia.
Iremos continuar a suportar prejuízos nas empresas publicas.
Iremos continuar a comprar uns tanques e uns aviões de vez em quando.
Iremos continuar a suportar 230 representantes do povo na AR.
.....
Iremos continuar a suportar 2 canais de televisão.
....
e etc, etc, etc, etc.
Estou certo ou não ?
A propósito, ao menos transmitam uns programas culturais a sério na RTP2. Que tal um pouco de teatro (que até nem deve ser todo nacional). E um pouco de reposições de documentários antigos (que mostrem quem somos, da nossa história, sem complexos de esquerda ou direita ? E que tal uns fóruns e uns debates para pedir contas ao poder ?

Publicado por olhomagico em 11:04 PM | Comentários (0) | TrackBack

Super Cool Louçã

Sobre o super cool Louçã, meritíssimo gestor do Bloco de Esquerda (BE).

Com uns dias de atrazo não resisto ao comentário. Foi assim. O líder do grupelho foi à SIC. Do alto da sua cátedra botou discurso, como sempre possuido pelo saber, pela luz, clarividência e aparente humildade. O verdadeiro iluminado. Teve azar. Discutia-se economia e do outro lado, João Neves, também conhecido por Amenófis nos seus tempos da universidade (será pelo perfil), com a clareza habitual expôs as suas ideias e comentou as do super cool Louçã. Este, que de parvo nada tem, optou pelo silêncio, abandonando o discurso do costume e quedou-se num silêncio.
Pensei, pois é Louçã, ou melhor Sr Professor Louçã, por uma questão de respeito. Há dias em que até era melhor um homem nem se levantar.
A SIC devia repassar o episódio. Assim se vê como é facil dar cabo do discurso do super cool gestor do BE e do seu grupo. Com algum conhecimento, com linguagem simples, expondo ideias claras e exemplos visíveis. Puuuuuuuuf !
Sabe, Sr Prof Louçã, é tão mais fácil no parlamento ou em frente de um jornalista (mal preparado para não variar), não é ?

Publicado por olhomagico em 09:10 PM | Comentários (1) | TrackBack

Sobre nós

Seremos unicos ? Não sei, porque somos um país de fantástico mas cheio de contradições. Não conheço

Seremos unicos ? Não sei, porque somos um país de fantástico mas cheio de contradições. Não conheço mais nenhum outro país onde os estrangeiros gostem tanto de viver.
Temos tudo para suceder. Para alcançar o sucesso (à nossa escala), mas mal ou bem, (acho que mal), falhamos tanto... e em tantas áreas.
Temos boa gente (na generalidade), bom tempo, segurança. OK, não temos recursos materiais e o unico que nos vale (para nosso mal, a longo prazo) é a capacidade de improvizar. Ainda bem que não temos nem minas de ouro ou diamentes ou, pior ainda petróleo.
Se assim fosse onde já estariamos ...
Mas o mais importante recurso de todos - NÓS MESMOS - é tão mal utilizado (na sua grande maioria por nós próprios).
Para mudar falta-nos, por exemplo, consistencia e endurance. Sim, firmeza no alcançar de objectivos. Talvez o problema seja a falta mesmo de objectivos concretos, de ambições grandes e sérias. Para cada um e para todos em sociedade.
Mas, sinceramente acredito, que a coisa ( = Nós ) podemos viver com muito mais alegria e sorrindo muito mais. Por vezes acho que ainda não nos encontrámos, e como se fossemos adolescentes, ainda andamos à procura (ou já desistimos de procurar) de quem somos, do que queremos e do que sonhamos.
Será que os sonhos faliram ? Ou estão no congelador ?
E por aqui me fico, por hoje.
Cumprimentos

Publicado por olhomagico em 01:39 PM | Comentários (0) | TrackBack

Funciona!

Funciona. Fantástico. Desculpem o espanto. Não foi dificil. Agora é só arranjar forças para começar.

Publicado por olhomagico em 01:28 PM | Comentários (0) | TrackBack

Cá vai o primeiro

Aderi à moda da net ainda em 96 ou 97, tantos anos faz que já não me lembro. Web, e-mail, irc's, foruns, etc. O caminho habitual.

Depois por razões diversas não chamadas para aqui deixei de participar activamente e fiquei-me pelo ler de posts diversos em foruns temáticos igualmente diversos.
Atrasado tomei à pouco conhecimento da existencia de blogs. Decidi-me e criei um. Piece of cake.
Os blogs podem ser interessantes e perigosos. São uma porta de abetura ao mundo por onde saíem as nossas mensagens, emoções ou informações. Tal como nos fóruns existe sempre sempre um risco em cada mensagem publicada. Terei cuidado e peço para terem cuidado.
Aqui escreverei dos meus sonhos e opiniões. Quem me honrar com a sua leitura também poderá deixar um e-mail de comentários que serão bem recebidos mas, quase de certeza, nem sempre respondidos directamente.
Irei aqui exprimir as minhas opiniões sobre assuntos tão diversos e, possivelmente, por vezes, contraditórios, mas smpre centrados nas minhas emoções e pensamentos. Do cinema à leitura, das férias à politica, dos temas da amizade ao amor, sei lá, que mais.
Bem hajam

Publicado por olhomagico em 01:20 PM | Comentários (0) | TrackBack