setembro 30, 2007

Revisão da TLEBS

NormanRockwell_Little_boy_writing_a_letter.JPG


O documento foi disponibilizado no site da DGIDC. A discussão pública decorre até 31 de Dezembro.

No Preâmbulo da Revisão, pode ler-se:

«A lista proposta, que reduz em cerca de 40% a lista original, foi elaborada em função dos seguintes princípios:

a) Eliminação de termos redundantes ou repetidos nas várias áreas. (...)
b) Eliminação de termos cuja explicitação pode não ser relevante nos ensinos básico e secundário ou que não constam dos programas. (...)
c) Eliminação de termos inadequados, por má escolha terminológica ou por não corresponderem a um observável linguístico óbvio. (...)
d) Eliminação de subclasses que poderiam conduzir a tentativas de compartimentação excessiva do material linguístico a analisar ou a classificações redutoras de unidades linguísticas. (...)
e) Eliminação de termos que não correspondem a unidades terminológicas, mas a conceitos. (...)

Em alguns casos, foram feitas propostas de alteração, substituições de termos ou aditamentos. Estas alterações são propostas em quatro contextos:

a) Casos em que, por lapso, não eram incluídos termos, quebrando a coerência interna. (...)
b) Casos em que a estrutura interna da TLEBS não é respeitada. (...)
c) Casos em que o termo não é adequado. (...)
d) Casos em que a experiência pedagógica revelou que a tradição no uso de um termo constituía um factor de dificuldade face à adopção de um termo sinónimo. (...)»

Primeira leitura em diagonal: o documento, de 156 páginas, com hiperligações internas e uma extensa bibliografia, parece-me claro e bem organizado. As hiperligações facilitam a consulta. As contradições, as lacunas e a erudição histérica da base de dados parecem ter sido eliminadas ou atenuadas, em benefício de um maior rigor e de uma outra atenção a preceitos pedagógicos. Ainda que no site da DIGDC se reitere que «A listagem de termos, com respectivas definições, é um documento para docentes, não para alunos»; que «A totalidade dos termos, devendo ser do conhecimento dos docentes enquanto especialistas do ensino da língua portuguesa, não é considerada necessária quando se trata de dar a conhecer aos alunos o funcionamento da língua portuguesa» e que «O documento que agora se apresenta não propõe conteúdos a leccionar», o facto é que norteará a prática pedagógica no que se refere não apenas ao Funcionamento da Língua, mas também, em grande parte, no que respeita à Escrita, à Oralidade e à Leitura. É bom que haja alguma sensatez. Vamos ver...



Publicado por sol em 12:01 AM | Comentários (20)

setembro 20, 2007

Poema VIII

Publicado por sol em 09:33 AM | Comentários (9)

setembro 17, 2007

Uma declaração

de intenções: directamente da porta do frigorífico para o blogue. Com um agradecimento à Ana.

l_a_firme.JPG

Publicado por sol em 03:08 PM | Comentários (14)