nós...
nós somos feitos da mesma matéria de que são feitos os sonhos...

sonhos passados...
janeiro 2005
outubro 2004
julho 2004
abril 2004

créditos...
Blogskins
Layout
Motor editorial:
Movable Type 2.661
Alojado por:
Weblog.com.pt, Blogs portugueses em Portugal

sábado, 22 janeiro

março de 2002

a verdade é que eu andava perdida algures dentro de mim.
tentava fugir do que sentia, tentava agarrar os sentimentos dos quais fugia, e fazia o maior alarido possível à minha volta para não ter de pensar demasiado no que estava fora do sítio.

a 9 de março - sim, recordo a data - ele resolveu ir ter conosco a coimbra, jantar, beber um copo, ficar lá a dormir.
lembro me perfeitamente de chegar de carro com o pedro, depois de uma actuação do coro misto a que o afonso me obrigou a ir, e ver o joão do outro lado da calouste gulbenkian, todo de preto (como sempre), e de sorriso nos lábios. lembro me perfeitamente de ter ido a sorrir ter com ele, e me ter encolhido naqueles braços e naquele abraço...

estava a precisar de o ver e disse lho. sem qualquer segunda intenção, só porque o mundo que eu construíra em cima de tábuas tinha ruído por opção minha e pelas minhas mãos. e eu precisava de conforto. de um conforto assim, que não me exigisse nada em troca, que fosse sincero, fiável.

estranhei algumas atitudes depois; vim a saber meses mais tarde que o joão tinha, naquela mesma noite (em minha casa e enquanto esperavam que eu me trocasse) dito ao pedro que sentia algo por mim (...). naquela noite nem de perto nem de longe a ideia me passou pela cabeça. mas lembro me das brincadeiras irem parar ao «queres que durma cá contigo, pra não ficares sozinha em casa?» e de a insistência me ter parecido sincera...

disse lhe que não.
ainda não era a altura certa. apesar de eu não o saber.

domingo, 3 outubro

fragmentos

até março de 2002, recordo só fragmentos.
fragmentos de situações, de conversas, de risos, de pensamentos.

recordo, por exemplo, numa das várias idas à serra da boa viagem à noite, uma vez em que fomos os dois, com uma colega minha, e enquanto nós as duas conversávamos, o joão resolveu tocar guitarra e cantar. porque gosta, porque eu gosto. porque lhe apeteceu e nós gostámos.

recordo quando chegou ao bar onde costumávamos ir, e com uma data de gente á nossa volta, me atirou com um preservativo azul para a frente, e disse «já não tens desculpa», ou algo do género - porque durante as "violações em cima dos carros", eu terminava sempre com algo do tipo «se não há preservativo azul, não há nada para ninguém...» ;) enfim. ele não se esqueceu, e deu me mesmo o dito cujo azul... (que tenho guardado como relíquia, eheheh)

recordo pequenos tesouros assim...
quando ainda não desconfiava de nada que nos pudesse ligar para além da amizade, eventual atracção...
e sempre houve tanto mais a ligar nos...


ora bem...

início de 2002, portanto...
isto não pode ser!! tenho de voltar a rechear este blog de memórias...
e vou torná lo público ;)
não vou fazer "publicidade", mas vou pôr o link no ninho da gata,
no "alter ego".

e vou já começar a pensar no próximo post... =)
até já!

sexta-feira, 16 julho

voltei... =)

após uma longa (muito longa) pausa, voltei.
se bem me lembro, estávamos no fim de 2001.

pois que comece 2002 =)
até março tenho poucas recordações ou memórias às quais consiga atribuir uma
data... sei que saí muitas vezes com o meu DreaMaker, que íamos
frequentemente até à serra de carro, à noite, ver as estrelas.

lembro me de "conversas de engate barato" - como eu própria lhes chamei -
em que mandávamos piropos um ao outro, sem chegar a lado nenhum, só
mesmo pelo gozo...

gozo de quê?
de estarmos juntos. de nos sentirmos bem, apesar de sermos só amigos, e não
haver absolutamente mais nada além disso. pelo menos que nós
soubéssemos...

quinta-feira, 15 abril

pausa

estávamos no natal de 2001.

mas para já vou fazer uma pausa de uns dias neste blog.
não tenho estado com disposição, com A disposição certa para relembrar o que quero aqui contar...

mas volto muito em breve.

para começar em 2002 ;)

sexta-feira, 9 abril

chegou a altura!

=)
pois é...
chegou a altura de mostrar este endereço ao meu tesouro.
ele sabe que tenho um blog novo,
que o título é my DreaMaker, e que é dedicado a ele.
só não sabe ainda o endereço...

mas está na altura de saber.
o blog já tem algum "corpo" ;)
já dá para perceber mais ou menos o que pretendo com ele...

espero que gostes, meu anjo.
é uma surpresa para ti.
preparada com muito carinho...
achei que as memórias da nossa história deviam ser guardadas por escrito,
enquanto eu ainda as tenho como imagens na memória.
não quero perdê las.
são demasiado preciosas...
como tu.

adoro te...

espero que gostes...

entretanto...

depois de estarmos mais próximos, acabamos por deixar de nos ver, deixar de conviver um com o outro...
pelos exames nacionais, deixámos de estar tão regularmente juntos, o joão não pôde ir de férias com o nosso grupo, enfim.

eu fui estudar para coimbra no outono de 1998, o joão entrou para o exército como voluntário em abril de 1999. julgo que o terei visto não mais do que duas ou três vezes nos dois anos em que ele esteve no exército.
as vidas separaram-se, cada um para seu lado.
e o joão estava muito longe dos meus pensamentos...

até ao natal de 2001.
quando o vejo ao longe no centro comercial - sem pensar, corri para ele e meti me à sua frente =) e ele retribuiu me com um sorriso rasgado.

o joão estava quase na mesma - a mesma simpatia, o mesmo sorriso, a mesma efusividade... mas já não tinha a cara de adolescente de que eu me lembrava. ombros estavam mais largos, as feições mais definidas, mais barba (ou mais pêlos mal semeados ;p ), muito mais giro. e com mais charme... =)

ficou de me ligar, pensei que não o fizesse - e não fez logo. mas a partir daí passámos a sair regularmente; eu passei a sair regularmente com ele e o seu grupo.

o joão estava diferente.
tinha novos hábitos, novo estilo de vida, novos amigos, novas ideias, novas rotinas, nova postura. mas o brilho dos olhos, o cuidado com as pessoas de quem gosta, a atenção... continuavam lá, intactos. puros.

e claro que ainda continuam.

quinta-feira, 8 abril

tudo começou... ;)

em 1996, quando me foi apresentado o joão.
tínhamos 15/16 anos, andávamos no 10º ano, em turmas diferentes, e ele era amigo do meu melhor amigo e do meu namorado na altura. não vou dizer que me lembro, porque não lembro. disto, não lembro.

mas lembro me perfeitamente dele vir acompanhar me a casa, de andarmos muitas vezes abraçados - e de, na curva da minha rua, nos "largarmos" e ele brincar comigo dizendo «atenção, estamos a entrar na zona vermelha!!!», por eu ter cuidado com o que as minhas vizinhas cuscas diriam aos meus pais ;)

lembro me de estar a rir como uma perdida no bar do liceu, de ouvir dizer que ele fazia "uns truques" e tocava guitarra. lembro me do joão e do pedro madaleno agarrados ao cabelo do joão (!), cada um a puxar o mas que podia, pra imitar o miguel teixeira no anúncio publicitário ao champô organics ;)) ...

lembro me do joão, de blusão de penas e bicicleta, a passear por aí, a chegar à escola, a aparecer cá em casa ou em casa do madaleno, ou do roque.

e lembro me do joão e eu andarmos sempre com supostas "conversas de engate", a picar um com o outro; conversas e "bocas" essas que, normalmente, terminavam comigo deitada em cima do capôt do carro mais próximo, em pleno ataque de riso, e com o joão a fingir que saltava para cima de mim, pra me violar - ou não, já eu supostamente consentia no acto.

e chegámos ao fim do 12º ano...
e ele sempre carinhoso, sempre amigo, sempre atento. como só ele próprio... :)

maluco??? o meu joão??? que ideia!!! ;p
ó pra ele tão "certinho e calminho", com 17 aninhos: